Sábado, 26 de Janeiro de 2008
Direito à Saúde!

"PAZ, PÃO, POVO e LIBERDADE", implicam O DIREITO a um outro BEM ESSENCIAL que é A SAÚDE!

Não vou discutir aqui - hoje - o sistematicamente cego e prejudicial encerramento de SAP's, Maternidades, Urgências Hospitalares, etc., etc., que tem sido prosseguido pelo ministro da Saúde, Correia de Campos. Ficará para qualquer dia!

Hoje, apenas quero partilhar convosco isto:

 

Petição em defesa do SNS geral,
universal e gratuito

 

Baseado naquilo que acabo de ler no blog "Que raio de Saúde a nossa"

 

"A actual política de saúde, em especial o encerramento de serviços e o corte de despesas necessárias ao seu bom funcionamento, tem degradado o Serviço Nacional de Saúde: o acesso é mais difícil e a qualidade da assistência está ameaçada.

O SNS é a razão do progresso verificado nas últimas décadas na saúde dos portugueses.

Ao serviço de todos, tem sido um factor de igualdade e coesão social.
Os impostos dos portugueses garantem o orçamento do SNS e permitem que a sua assistência seja gratuita.
Não é legítimo nem justificado exigir mais pagamentos.
Os signatários, reclamam da Assembleia da República o debate e as decisões políticas necessárias ao reforço da responsabilidade do Estado no financiamento, na gestão e na prestação de cuidados de saúde, através do SNS geral, universal e gratuito."

 

Se concorda, assine a Petição AQUI. Eu já assinei!



Publicado por rui.freitas às 23:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

3 comentários:
De IM a 26 de Janeiro de 2008 às 23:41
Amigo Rui;

Obrigada por ter lembrado. Acabei de assinar.

Abraço
I.


De JCB a 28 de Janeiro de 2008 às 16:39
Boa Tarde!
Com o que eu vou dizer vou arranjar alguns "menos amigos", mas eu concordo com a revisão do SNS.
Não concordo é com a forma que o Sr. Ministro tem levado a cabo esta reforma, a falta de informação tem sido o "calcanhar de aquiles" do Ministro, só por culpa dele, a desinformação já tem a haver com divergencias politicas.Basta ler "Que raio de saude a nossa" apoiante inequivoco do Dr.Carlos Silva Santos que perdeu a corrida a Bastonario da Ordem dos Medicos que era contra a reforma do SNS.
Em alguns casos de fecho nocturno dos SAP , SAC e etc, existiu um movimento de contra só porque era o que estava em voga, um caso, o de São Pedro do Sul, fecha por volta das 21.00 e quem necessita vai para o Hospital de Viseu que fica a 15 Km's, as vias rodoviarias são boas, qual é o problema? Em Oeiras o SAC encerra a noite e quem necessita de cuidados medicos vai para o São Francisco de Xavier, a quantos km's fica? a perto de 15 km's de alguns locais do conselho e ainda nao vi ninguem morrer por isso. O ter um serviço de saude a porta é o ideal para todos nós ,pois sentiamos mais seguros mas o perto nao quer dizer bom , se calhar o hospital que ate fica por vezes mais longe e o mais indicado.
Não vou especificar se os hospitais deveriam estar mais bem apetrechados para o fluxo de doentes que vao ter ate porque isso e outro assunto e nao o que a peticao pede.
Temos que comecar por algum lado e acabar com o monopolio de alguns senhores que ate ja investem em centros de saude, podiamos comecar de outra forma, mas meus senhores, dizer que se esta a acabar com o SNS e um pouco forte.não se pode confundir Urgencia com Emergencia pois sao distintos, não sejam só politicos.
Todos os movimentos do contra ate agora tiveram por base um caracter politico e nao realista em relação ao assunto, basta ver o de Anadia e ter visto o Sr. Presidente da Camara no Pró e Contras, .
O sr.Ministro tambem tem de ver alguns encerramentos, pois esses estam mal efectuados, más condicoes rodoviarias, dificeis localizacoes,etc , isto tem de ser levado em conta.Não acusem de desertificação do interior por causa da reforma do SNS, a desertificação tem a haver por uma causa social e financeira que nao é de agora.
Por hora e tudo, ate breve,


De rui.freitas a 28 de Janeiro de 2008 às 23:05
Meu Caro JCB,
Dizer que é tudo culpa da "revisão do SNS", até pode ser algo exagerado; mas dizer que é um "caso político" ainda o é mais...
Aliás, tive sempre o cuidado de, aqui, referir que algumas das mortes ocorridas, não devem ser imputadas ao "sr. menistro" e, por consequência, à "demolição" do SNS. Certo?
Comecemos cá "por casa"... Oeiras!
Quantos anos andaram a dizer-lhe, JCB, que era errado "entupir" o "Xico Xavier", quando as pessoas deviam dirigir-se, primeiro, ao SAP? Muitos...
Agora, com o encerramento do SAC de Oeiras (e já sei como funciona o Centro de Saúde de Paço de Arcos fora de horas...), já podemos "entupir" o HSFX? Assim parece!
"O mais perto não quer dizer o melhor"... ou "o mais distante pode ser mais indicado...". Onde é que eu já ouvi isso? Ao Prof. Marcelo? Claro; mas ele disse mais: lembrou a sensação de segurança para o doente e, isso, ninguém pode "amputar"!
Todos sabemos que não é possível haver um SNS (leia-se, SAP, SAC, Maternidade, Hospital...) ao pé da porta de cada um! Claro que não!
Quem está em Elvas, em trabalho de parto, "dá um saltinho" a Badajoz... Verdade?
Porquê? Só porque se fazem menos de 500 partos/ano? Por amor de Deus... A Saúde é assim quantificável?
Há aqui uma opinião sua que... ou não percebi de todo ou o meu Caro JCB não explicou nem sabe o que está a dizer. "Alguns senhores que até já investem em Centros de Saúde"? Onde foi buscar essa?
Não quererá antes referir-se à Maternidade/Hospital de Guimarães, por exemplo?
Sendo assim pergunto: Então, se "não se justificava uma Maternidade pública naquela cidade (voltamos à frieza dos números...), acha que os privados a iam criar ali? Pense bem...
Ou refere-se à crescente proliferaçao de hospitais e clínicas privadas, um pouco por todo o País, mas sobretudo nas grandes Áreas Metropolitanas?
Peço-lhe que pense de novo...
Porque é que isso acontece? O Estado/Governo fecha... os privados abrem...
Porque será? Porque não são rentáveis, não é certamente...
A "coligação" "Espírito Santo"/PS diz-lhe alguma coisa?
Vejamos também o "investimento" (des)governamental.
Ouviu/viu a reportagem sobre os desfibriladores? Que tal? Há investimento ou não? Para que serve?
Lembra-me outro investimento feito no (velho) Aeroporto de Santa Catarina, na Madeira, antes do 25 de Abril. Na torre de controlo, existia um dos dois mais modernos relógios digitais do País (o outro, estava no Aeroporto da Portela)... Só que não funcionava, porque ninguém recebera formação sobre como o fazer... Comentários, para quê?
Quantas ambulâncias foram adquiridas em todo o País? Para quê, se não há pessoal para as equipar, como se viu no caso Castedo/Alijó?
Caro JCB, poderia estar aqui a dar-lhe mais exemplos, mas acho que chegam estes!
Deixo-lhe apenas mais uma questão:
A falta de SAP's e Centros de Saúde não é a razão única da desertificação do interior de Portugal. Claro que não! Há outras e muito distintas...
Desafio-o a ir dizer isso aos idosos que vivem (sempre viveram) "atrás do sol posto", que, antes, tinham um Centro de Saúde (leia-se médico de família) a 10Km e agora são obrigados a percorrer 20, 30 ou 40Km até ao socorro mais próximo... Ou aos que deixaram de ir à consulta mensal/quinzenal/semanal por falta de dinheiro...
Já sei: vai responder-me que, se calhar, as baixas reformas têm a ver com os descontos que não fizeram...
Será isso uma resposta correcta? Pense nisso!
Quanto a arranjar alguns "menos amigos", não será o meu caso, pois você sabe bem que eu defendo aquilo em que acredito e, assim sendo, aceito a opinião dos que não pensam da mesma maneira do que eu!
Daí à crítica ser um "caso político" - repito - vai uma enormíssima distância. É um caso de pouca vergonha!


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS