Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2007
"Elvira patroa"; "Elvira empregada"? Igual a "ligações perigosas!" Parte II

Foi com este título que, no passado dia 17, publiquei o "post" que pode ser lido abaixo.
Antes mesmo de o publicar, já havia admitido aqui, que tinha em dívida as minhas quotas do Clube Desportivo de Paço de Arcos e que até já havia recebido uma atenciosa carta a "lembrar-me" tal falta!
Pensando eu que o assunto seria sanado com o pagamento da dívida, fiquei realmente surpreso com o "comentário" colocado dia 23 pelo meu Amigo "JCB" (ao qual respondi no dia imediato), que começa assim:

"Caro Amigo Rui Freitas.
Após leitura atenta do post, leva-me a tecer um pequeno comentario.
"Fragilizar ainda mais o unico Clube de que sou Socio".
1- A fragilação de qualquer Direcção tem inicío na falta de verbas para se poder fazer face as despesas correntes.
2 - Não nos devemos vangloriar de que temos dividas , pois se se gosta assim tanto de Paço de Arcos e das suas forças vivas devemos ajudar ; Essa ajuda (pequena bem sei) era pagar as dividas , pois se todos pagassem o Clube não estava assim tão mal de finanças.Não nos podemos escudar no dito " ha quem deva mais do que eu " , temos é de dar o exemplo, não é?
3 - Em relação à restante noticia, nem vou tecer comentarios.

Um Grade Abraço do Amigo.
JCB
".

Naturalmente, recordei ao JCB que, como ele BEM SABE, "não é a falta de verbas que tem vindo a fragilizar o CDPA" mas sim muitas outras razões que ELE BEM CONHECE!
Também não acredito - voltando a admitir a minha dívida -, que sejam os meus 108,00 euros que vão "sanar financeiramente" o "Paço de Arcos". E ELE TAMBÉM SABE do que falo!
Mas, afinal, para surpresa minha, parece que ELE NÃO SABE!
Se soubesse, não teria voltado a escrever isto, no dia 26 do corrente:

"Caro Amigo Rui.
LI a tua resposta e deixa-me dizer que aceito parte dela, o restante não chegamos a sintonia.
Em relação ao "Nariz de Folha" claro que sei, grave seria não ter sabido de nada, disse que não comentava pois não posso concordar com a forma / motivo pelo qual foi feito; só por causa disso é que continuo a dizer que não comento.

Um Abraço do AMIGO , jcb"
.

Caro Amigo "JCB", como tu sabes que eu sei que tu sabes, e porque não quero alimentar esta polémica e muito menos "beliscar" o CDPA (o que é muito diferente de criticar a gestão de alguns dos seus actuais e anteriores dirigentes), sempre te quero dizer que já saldei a minha dívida entre Janeiro de 2003 e Dezembro de 2006, como provo pela simpática carta e respectivo "recibinho" que exigi, pois parece "não ser hábito" entregá-lo ao sócio...?. E só não paguei também as quotas referentes a 2007, porque... ainda não estavam emitidas. (mas não me assaques as culpas, ok?).

000h1pd3(clicar, para ampliar)   000h2y3x

Quanto à segunda parte do "post"... como não comentas, eu também não!
Reconheço todo o direito aos teus sempre bem-vindos comentários. Mas, uma vez por outra, convém "pôr o dedo na ferida" e não escamotear a Verdade. Não achas?



Publicado por rui.freitas às 02:46
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Toca a todos...

Ao abrigo da nova legislação - que UM DIA o PS acabará por "deitar cá para fora" -, o meu computador foi a um especialista curar uma "IVG-I - Infecção por Virose Grave-Informática".
É no que dá não o "protegermos" convenientemente, pois julgava eu que o método era seguro e, afinal... não era!
Tadinho, lá esteve na empresa de um Amigo - a Infor-Hobby - em Cascais, só e abandonado, desde a manhã de sábado até ao final da tarde de hoje.
Ao que parece, a "IVG-I" correu bem e o paciente voltou a casa pronto para novas lides (é certo que ainda não testei tudo, mas acredito nos bons técnicos, caramba).
Isto para vos apresentar as minhas desculpas por, durante estes dias, não ter acedido à NET e, consequentemente, aos blogs e aos comentários que, certamente, esperam a minha resposta. Como sempre!
Posto isto, volto à luta, aos blogs e aos e-mails que também devem ter enchido a minha caixa de correio. Mas pouco a pouco que a vida não está para canseiras...
Amigas e Amigos... As minhas desculpas!


tags:

Publicado por rui.freitas às 02:23
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2007
"Toda a Verdade"

O "blog" existe desde Novembro de 2006, mas só hoje o "descobri" n' "O Políticopata".
Creiam que valeu a pena.
Eis como que este jovem se apresentava nessa data: assim!
Mas, não contente com esse acto de coragem e de luta pela Verdade, colocou mais este "post" sobre quem fez o quê na Câmara Municipal de Lisboa e que, certamente, deixou muita gente de orelhas a escaldar.
Só espero que desvende mais Verdades pois, ao fazê-lo, irá certamente conseguir a atenção das autoridades policiais e judiciais... como pretendemos todos!
Parabéns e bem-vindo à "blogosfera"... que se vai transformando numa "onda enorme".



Publicado por rui.freitas às 23:58
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2007
Não há uma sem duas... nem duas sem três...

Há bem pouco tempo, contei-vos da "trapalhada" que era o "renovado" site da Junta de Freguesia de Caxias, onde se misturavam o "velho" e o "novo", o "antigo" e o "actual", numa mescla que ninguém entendia. Recordam-se?
Pois, agora, a coisa mudou. Não quero dizer que para melhor, mas que mudou, lá isso mudou!

Ora experimentem aceder ao "novíssimo" site Caxiense!



Publicado por rui.freitas às 01:47
Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007
Parabéns ao "Jornal de Oeiras"

Pelo seu terceiro aniversário!
Não tem sido fácil, eu sei, Carlinhos e Elias. Mas a vida sem desafios torna-se sensaborona, não é?
Soube da "coisa" pelo "Oeiras Local", onde sou colaborador/co-administrador.
Carlinhos, tens promessas a cumprir... lembras-te?

Perdoo-te, e é com todo o gosto que deixo "link" para a notícia do 3.º Aniversário!



Publicado por rui.freitas às 01:32
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|

Um "Cu"... virado para Porto Salvo!

"Nasceu" a 23 de Janeiro, mas apenas hoje tive dele conhecimento. E pelas melhores razões!
Há quem nasça com o "dito" "virado para a Lua"... Este, deu-lhe para nascer virado para a Freguesia de Porto Salvo.
Ainda bem; fazia falta uma "VOZ" naquela Freguesia. Uma "VOZ" que tivesse a coragem de dizer "o Rei vai nú..."!
Pouco a pouco, a "blogosfera" de Oeiras vai engrossando as hostes dos descontentes, dos inconformados, dos que descrêem na propaganda quotidiana... E querem mais, mais acção e benefícios em prol das suas gentes. Para isso - e só para isso - são eleitos os Autarcas!
O "pontapé de saída" parece ter sido dado pelo Albino Paes da Marmota  000gz28x  (será pseudónimo?) e o seu primeiro "post" pode e deve ser lido aqui.

Vamos acompanhar de perto a sua caminhada e a dos seus companheiros de jornada!
Para já, aqui ficam os sinceros votos de muitos sucessos, com Verdade e Transparência... Sem medo!



Publicado por rui.freitas às 00:59
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2007
Esta Embaixadora "não brinca em serviço"

Numa excelente operação de marketing promocional do seu País, a actual Embaixadora do Peru em Portugal, D. Luzmila Zanabria, enviou a todos os seus conterrâneos aqui residentes uma carta-circular, recordando que a "cidadela" de Machu Picchu, localizada no Departamento de Cusco, é uma das 21 semi-finalistas candidata à eleição das "Novas 7 Maravilhas do Mundo", cujo resultado será conhecido a 7.7.7. (7 de Julho de 2007).

000gyy66    000gxd57   (clicar, para ampliar)

Desta inovadora forma, a Sra. Embaixadora apela a todas e a todos os peruanos residentes em Portugal para que votem massivamente nesta majestosa obra natural (Machu Picchu significa "Montanha Velha"), implantada a mais de 5.000 metros de altitude, onde Pachacútec Yupanqui, fundador do Império Inca, construiu, no Século XV, uma próspera "cidade nas núvens", redescoberta pelo explorador Hiram Gingham, em 1911.

Tendo já votado nas "7 Maravilhas de Portugal", estando casado com uma cidadã peruana e tendo tido o grato e inesquecível prazer de subir até essa "cidade perdida", apelo agora aos cidadãos portugueses (e eventuais peruanos que leiam este "blog") para que sigam o meu exemplo, votando em "Machu Picchu" como uma das "7 Maravilhas do Mundo".



Publicado por rui.freitas às 03:06
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Quem pagará o jantar das Hoquistas?

A história contada no "post" de 14 de Setembro passado, tende a repetir-se. Não na ementa, que desta vez foi "arroz de polvo" (o outro, era de "frango com arroz árabe"), mas em sabermos quem o pagará!?
É que, a alguns, "D. João Serrano" garantiu que ele pagaria a conta... Mas parece que espera seja a Junta a pagar, pois parece-me que o ofício levava mesmo o Brasão da JFPA!
De qualquer modo, o Cozinheiro Vítor (do Centro Militar de Electrónica), ficou encarregue de confeccionar o "nariz de folha", com os "ingredientes" vindos já se sabe de onde!
Só espero não encontrar qualquer factura referente ao repasto nas contas da Autarquia...



Publicado por rui.freitas às 02:55
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 18 de Fevereiro de 2007
"Pinhanços Dixit" nasceu há um ano!

Há precisamente um ano, criei o "Pinhanços Dixit", "blog" com o qual pretendi fazer ouvir a voz da Bancada do Partido Social Democrata, não no "circuito fechado" da Assembleia de Freguesia mas sim junto dos eleitores mais interessados em conhecerem com rigor a Verdade da sua Freguesia.
Explicação que consta do vídeo (abaixo) que gravei para vós, antecipando desde já as minhas sinceras desculpas pela fraca qualidade do mesmo - quer a imagem quer o sincronismo.
Futuramente, a experiência permitirá melhorar.
Valeu a intenção, espero!

Obrigado a todos. VIVA PAÇO DE ARCOS



Publicado por rui.freitas às 02:12
Link do post | Comentar | Ver comentários (14) | Adicionar aos favoritos
|

Sábado, 17 de Fevereiro de 2007
A resposta segue dentro de momentos...

000gway2   (Clicar na foto, para ampliar)

 

No passado dia 2 de Janeiro, pelas 18H39, enviei à Exma. Sra. Vereadora Elisabete Oliveira (que detém o Pelouro da Toponímia) um e-mail com o seguinte teor:

"Exma. Senhora,
Na qualidade de representante da Bancada do Partido Social Democrata na Assembleia de Freguesia de Paço de Arcos, venho solicitar a V. Exa. me informe a data da reunião de Câmara na qual foi aprovada a designação toponímica "Alameda dos Torpedos" para o passeio que liga o Jardim de Paço de Arcos à Avenida Miratejo, ou seja, a passagem pedonal situada entre a EN 9 e a ex-EMEL, e bem assim se está abrangida pelas normas legais dessa Edilidade a "placa toponímica" (cuja foto anexo) ali colocada pela Junta de Freguesia de Paço de Arcos.
Na expectativa de urgente resposta à presente questão, aproveito para desejar a V. Exa. um Bom Ano de 2007.
 
Atentamente,
 
Rui Manuel de Freitas
Bancada PSD na AF de Paço de Arcos"

No dia 17 do mesmo mês, pelas 03H05, enviei este e-mail:

"Exma. Senhora,
Passados que são quinze dias sobre o meu e-mail abaixo referido - e dado que a legislação em vigor preceitua um máximo de 30 dias para a devida obtenção de resposta-, venho solicitar a V. Exa. se digne confirmar ou desmentir as afirmação do Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos, por forma a que os eleitos do PSD possam agir em conformidade.

Com os meus melhores cumprimentos,
 
Rui Manuel de Freitas
Bancada PSD na AF de Paço de Arcos"

A 22 de Janeiro, pelas 02H20, seguiu novo e-mail:

Exma. Senhora,
Volto a remeter-lhe o "e-mail" por mim reenviado a V. Exa. no passado dia 17, na certeza de que não deixará "caducar" o tempo de resposta ao mesmo, aliás, preceituado na Lei.
Recordo a V. Exa., que este assunto foi já alvo de discussão em sede de Assembleia de Freguesia, faltando apenas e só a confirmação de V. Exa. ao "sim" ou ao "não" conhecimento do Órgão Executivo da Edilidade à qual V. Exa. pertence, o "sim" ou o "não" à ratificação do mesmo, para a legítima atribuição do referido topónimo!
Na expectativa da resposta de V. Exa., subscrevo-me,
 
Atentamente,
 
Rui Manuel de Freitas
Bancada PSD na AF de Paço de Arcos"

Nesse mesmo dia, pelas 23H41, havia já enviado este outro e-mail:

"Exma. Senhora,

Na sequência dos meus "e-mails" anteriores (que mantenho em arquivo), venho recordar a necessidade de cumprimento por parte de V. Exa., da Lei n.º 65/93, de 26 de Agosto - Lei do Acesso aos Documentos Administrativos/LADA -, nos artigos em que a mesma se aplica ao meu pedido.
 
Atentamente,
 
Rui Manuel de Freitas"

Os 30 dias previstos pela Lei em vigor, já passaram há 15 dias. Resposta: Nada!
Finalmente, fiquei hoje a saber por "fonte oficial", que a "resposta está a ser preparada" e que "em breve me será enviada"...
Quase posso avançar que, "vem aí borrasca"! Quarenta e cinco dias à espera de uma resposta tão simples - sim ou não - e a mesma ainda está a ser "preparada"?
Cheira-me a "pensada, digerida, repensada, preparada, analisada" e... veremos, "autorizada".
O que acham?

Se ainda não perceberam nada disto, leiam, por favor, o último parágrafo deste meu "post", datado de sexta-feira, 29 de Dezembro.

Porque "complicam" aquilo que é fácil?



Publicado por rui.freitas às 02:54
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

"Elvira patroa"; "Elvira empregada"? Igual a "ligações perigosas!"

000d01a3  0002q801

Eu tenho andado caladinho há muito tempo, com a perfeita consciência de que, ao trazer para a "blogosfera" problemas internos do Clube Desportivo de Paço de Arcos, posso ter do meu lado a razão mas, apesar disso, contribuir para fragilizar ainda mais o único Clube de que sou Sócio, apesar de ter quotas em atraso no valor de 108,00 euros (até Dezembro de 2006).
Tenho-me portado como um "menino bonzinho", guardando para mim as DEZENAS de "novidades" (admito que nem todas verídicas) que muitos "passarinhos" me fazem chegar.
Mas, caramba, um homem não é de ferro e arrisco-me a implodir, se continuar a "armazenar" toda a informação que me fornecem.
Desculpem lá, mas desta vez tem mesmo que ser! Tanto mais que, não só envolve o CDPA como, mais grave ainda, leva por arrasto a Junta de Freguesia.
Há muito que venho alertando os meus concidadãos e leitores para o facto de "D. João Serrano" ter decidido vestir dois "casacos" diferentes: o de Presidente da Junta e o de Presidente da Direcção do CDPA. A ponto de - como já provei com fotografias - descurar amiude a primeira em benefício do segundo.
Vem isto a propósito do Sr. Presidente do Clube ter decidido presentear a equipa feminina de hóquei em patins (e quedo-me por aqui...) com um arrozito de polvo e outras iguarias.
Até aqui, não vem mal ao mundo!
Se assim pensou, melhor o fez e, vai daí, solicitou a um velho amigo que lhe conseguisse alguns "octopus" fresquinhos... dos tais que todos vendem mas ninguém vende...
Claro que os "bichos", comidos assim, sem acompanhamento, até podiam cair mal.
Dadas as boas relações (que, aliás, sempre existiram) com o Comando da ex-EMEL, lá "vestiu a pele" de Presidente do Clube para pedir o fornecimento do necessário "arrozito" e qualquer coisa mais que se pudesse arranjar!
Naturalmente, o Sr. Comandante apenas alvitrou que seria bom o Clube fazer o pedido por escrito, já que se tratava de uma unidade militar e...
Afinal, o Sr. Presidente baralhou-se (será?) e, em vez de fazer o pedido na "pele" de Presidente do CDPA, lembrou-se de "vestir a pele" de Presidente da Junta, resultando daí que foi a Autarquia quem oficialmente, pediu que lhe "dessem o arroz"...
Não há "pecado de lesa-Pátria", é verdade!
Eu próprio, "usei e abusei" dessa amizade e boa vizinhança, conseguindo que três distintos Comandantes colaborassem com a Junta de inúmeras iniciativas, nomeadamente com a distribuição de refeições para o Projecto "Mãos Dadas para a Vida II".
O problema - o único, em meu entender -, é que à força de confundir as "peles" e os "cadeirões", venhamos qualquer dia a assistir a alguma "bronca" irremediável.
Só então todos perceberão porque considero isto como "ligações perigosas".
Andei um ano a "pregar no deserto", a alertar para outros casos graves mas, finalmente, na Assembleia de Freguesia de 18 de Janeiro, já outros pensavam como eu e exigiam transparência...!
Tardou mas até "irredutíveis" me deram razão!
Aguardemos as "cenas dos próximos episódios"! Sim, porque a "novela" não vai acabar aqui, de certeza!



Publicado por rui.freitas às 01:54
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Ainda a propósito do 11 de Fevereiro

Em minha modesta opinião, penso não ser ilegal a presença de um qualquer membro de Assembleia de Freguesia no interior de uma Secção de Voto, dando indicações aos eleitores em que Mesa deviam exercer o seu direito no recente Referendo, apesar de nunca ter acontecido - que eu saiba!
Mas, não sendo ilegal (?) - só a CNE o poderá confirmar -, acho que será, no mínimo, algo irregular e, certamente, de "mau tom".
Sobretudo, vindo de uma pessoa que, não há muitos meses, se "intitulava" membro do Executivo da Junta de Freguesia, para mandar os seus "bitaites" no recinto das Festas... Depois, deu o que deu! Recordam-se?
Bastou-me passear hoje um pouco pelo nosso (escuro) Jardim, e logo me vieram garantir que "D. Amarelo de Figueirão" andara outra vez a fazer das suas, ali para as bandas da Escola Joaquim Moreira Rato (antiga n.º 2 e que irá encerrar na próxima quinta-feira).
Conhecendo eleitoras que votaram nesse Estabelecimento Escolar, coloquei a pergunta a duas delas e a resposta foi: "é verdade; esse senhor estava lá a dar indicações às pessoas"!
Atitude eticamente reprovável, tanto mais que o órgão Executivo da Freguesia tinha ali um legítimo representante.
Não sei - nem acredito -, que as suas "indicações" tenham contribuído para alterar alguma intenção de voto... Mas que não o devia fazer, lá isso não devia!
É por estas e por outras que, qualquer dia, atrevo-me a sugerir - em Assembleia de Freguesia -a substituição de "D. Arnold So Ares" por "D. Amarelo de Figueirão" como forma de, definitivamente, deixarem o homem "brilhar" como deve de ser. Ou seja, passar de "Figueirão" a "Figurão"
O que acham, caros leitores?



Publicado por rui.freitas às 01:35
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2007
Amigos, juntos em aniversário

Porque os Amigos são a melhor de todas a prendas, deixo-vos imagens dos aniversários da minha mulher e de um amigo, ocorrido no passado dia 8 de Fevereiro!
O encontro - para variar -, teve lugar no Restaurante "O Xico", no Bairro Comendador Joaquim Matias, com a presença de mais de 20 convivas.
Para que conste, aqui vos deixo as fotos do evento!

000g1p90   000gdszd
(Maria e David)
000g98zs   000gafb3

000gc8f0   000gb8g6

000g6ah8   000g730c

000g8y2x    000g479g

000g37q2   000gee47

000gpxzz   000g5f88



Publicado por rui.freitas às 02:43
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2007
PSD - Secção de Oeiras não tem militantes em Paço de Arcos?

Desta vez, o Sr. Presidente da Junta de Feguesia de Paço de Arcos, não arriscou.
Para o sorteio e nomeação dos Membros das Mesas para as Secções de Voto no recente Referendo, apressou-se a solicitar à Comissão Política da Secção de Oeiras do PSD que indicasse alguém para coordenar as "acções". Por acaso, um ainda militante (apoiante IOMAF): Karl Adolf Soares Hucking.
Mas, segundo o que constatei nos Editais, tudo indica que a Secção desconhece a existência de militantes (verdadeiros militantes) nesta Freguesia.
Se não, como explicam que os membros que estiveram nas Mesas a 11 de Fevereiro, fossem, na sua maioria, "militantes" IOMAF, ex-militantes (cuja inscrição no PSD cessou), militantes de Caxias e até de Algés...?

Tal como o "algodão", os Editais não enganam...

Que vergonha!



Publicado por rui.freitas às 02:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Centro de Emprego ou "pescadinha de rabo na boca"?

000g0asa

Todos sabemos que é difícil conseguir um emprego em Portugal (e não só...). Mas há excepções que confirmam esta regra.
Eu explico:

A minha mulher é de nacionalidade Peruana e, embora tenha Autorização de Residência até ao ano 2010 (está agora a tratar de obter nacionalidade Portuguesa), nunca trabalhou ou fez qualquer desconto em Portugal. Como os euros não abundam, inscreveu-se há cerca de um ano no Centro de Emprego de Cascais, não recebendo, obviamente, qualquer subsídio de desemprego. O que está absolutamente correcto.
Quando se inscreveu no dito Centro, fez questão de "lembrar" algumas coisas básicas:
Fora Secretária da Administração na Telefónica em Lima (equivalente à nossa PT); Lia relativamente bem o português, falava português pouco fluente, desconhecia a gramática portuguesa e, por isso, tinha muita dificuldade em escrever na língua de Camões, razão porque solicitou a inscrição num curso básico de Português.
A solícita funcionária que a atendeu, quis logo inscrevê-la no "nível 5" e foi a custo que aceitou a sugestão da minha mulher e a inscreveu no "nível 1", ficando então combinado que, assim que se iniciassem os ditos cursos, ela seria chamada.
Ao contrário do que acontece a milhares de portugueses, volvidas umas semanas recebeu um ofício para se apresentar na empresa "X", que procurava uma funcionária com as suas características.
Só que uma das "características" principais, era o perfeito domínio da língua portuguesa.
E isto repetiu-se por cinco vezes, tantas quantas a acompanhei ao Centro de Emprego onde ela voltou a explicar a necessidade de frequentar um curso de português ou, em alternativa, a possibilidade de trabalhar numa empresa que precisasse de alguém que falasse espanhol.
Numa das últimas vezes que nos deslocámos ao Centro de Emprego, a minha mulher "arriscou" perguntar quando começavam os benditos cursos!? Resposta: Ah! Começou um no início de Janeiro... (????????)
E porque não me avisaram, como combinado?
Sim, pois, sabe como é...!?

No início da passada semana, recebeu novo ofício do Centro de Emprego, para apresentar-se no local no dia 9 (sexta-feira passada), para frequentar o famigerado curso.
Satisfeita, levei-a a Cascais, pedindo-lhe que me avisasse logo que estivesse disponível para a ir buscar.
O que aconteceu menos de 15 minutos depois...
Sabem porquê?
Porque o bendito curso era destinado a pessoas estrangeiras... mas JÁ EMPREGADAS, para desempregados, teria de aguardar, pois o IEFP (o Governo) não tinha verbas!

Para quem souber responder-me, deixo quatro perguntas:
1.ª - Se um estrangeiro não fala/escreve correctamente o português, não consegue emprego;
2.ª - Se não consegue emprego, não pode frequentar um curso que lhe faz tanta falta;
3.º - Se não recebe qualquer subsídio (repito, com toda a lógica), porque não pode frequentar um curso de português... só porque o IEFP não tem dinheiro?
4.ª - Antes de convocar um(a) desempregado(a), o Centro de Emprego não consulta a sua base de dados para confirmar se o(a) candidato(a) pode (?) ou não frequentar o curso... porque está desempregado(a)?
Não só não consegue emprego para ganhar uns eurozitos, como ainda tem de gastar outros eurozitos em deslocações perfeitamente absurdas e desnecessárias!

E apregoa o (des)governo que o desemprego continua a baixar...
SIMPLEX !



Publicado por rui.freitas às 01:05
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2007
Com "amigos" destes...

Com razão diz o Povo, que "mais vale um bom inimigo do que um mau amigo"... Assim é!
Diz-se, também, que "a memória do Povo é curta"... Acho que só é "curta" quando convém a alguém!
Finalmente, os chineses, na sua sabedoria, dizem que "uma imagem vale mais do que mil palavras". E não podendo estar mais de acordo, usarei e abusarei hoje de imagens, como forma de defender-me - com Verdade - contra insinuações subliminarmente escritas por alguém que eu considerava Amigo, a quem nunca ataquei, ofendi, boicotei, desconsiderei, desvalorizei... Bem antes pelo contrário.
E faço-o, na medida em que esta não é a primeira, segunda, terceira ou quarta vez que, sem que o meu nome seja proferido, constato que os seus escritos no Jornal "A Voz de Paço de Arcos" menosprezam sempre o trabalho (bem ou menos bem desempenhado, admito) que desenvolvi, enquanto Presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos, desde 1999 até 2005, com a agravante dessas críticas conhecerem um despropositado crescendo desde a última campanha eleitoral.
Democracia - para mim - é aceitar naturalmente que cada qual tenha a sua opção e a assuma!
O direito à critica, é intocável... Mas sempre e só quando é baseada na Verdade. Na Verdade que hoje entendi repor, porque, como diz outro ditado: "quem não se sente, não é filho de boa gente". O que não é o meu caso!
A inverdade na crítica, já não é aceitável; muito menos ainda, quando parte de alguém que, durante anos, considerámos "nosso amigo"!

Refiro-me ao que escreveu José Santos na sua crónica "Cultura... E não só!", publicada na edição de Fevereiro/Março de 2007 do atrás citado Jornal, na sua qualidade de habitual colaborador e membro do "Grupo de Amigos de Paço de Arcos".

000fys31    000fx24k

Escreve Zé Santos, que "no ano de 2006, a novidade na feira (penso que se refere às Festas em honra do Senhor Jesus dos Navegantes?), foram as tendas brancas de plástico. Acabou-se com uma certa anarquia de stands abarracados, uniformizou-se, mas, em contrapartida, apertámos (?) a rua principal que já se mostrava pequena".
Estando perfeitamente de acordo com a parte final do comentário (em 2004 e 2005, a entrada estava desafogada), não posso deixar de lembrar ao Zé Santos (parece ter andado "distraído" dois/três anos), que a aquisição das tais tendas brancas, foi iniciativa da Comissão de Festas e da Junta de Freguesia a que eu presidia, no ano de 2004, como provo com as fotos abaixo (clicar, para as ampliar).

000f6yge  000f7gdz
Festas 2004

000f86kh  000fr26b
Festas 2005

Não contente com tal inexactidão, José Santos escreve que "vivemos noutro tempo, vivem neste momento em Paço de Arcos outros povos, outras culturas, e com objectivos muito diferentes".
Começa por ser estranha esta afirmação, vinda de quem tanto se "orgulha" de defender e preservar as tradições da "sua terra". Mas mais: "esquece" - quiçá, propositadamente -, que foi nos anos em que, com excelentes equipas, presidi aos destinos da Junta (principal responsável pelas Festas) que tomámos a decisão de "abrir" as Festas de Paço de Arcos à expressão artístico-cultural de "outros povos e de outras culturas", como sejam a Brasileira, a Espanhola e a Africana, sem descurarmos a continuação natural das Noites de Fado e introduzindo as Noites de Baile, as Noites da Juventude, as Tunas Académicas (que, no dia de actuação, alegraram as ruas do Centro Histórico) e, de um modo geral, a música ligeira para todos os gostos e idades.

000fd95h  000faqkr

000f9eq2  000f3d12

000fbse9  000f0krf

000fsf8a  000ffbb2

000feez5  000fz0w2

000f2c25  000fw9ys

000fpt59  000fqz2a
Com público, sempre com muito público... residentes e visitantes aos milhares

000ezkdf  000eyzy1  000f4yac
Fazendo coincidir inaugurações de importantes estruturas para a Freguesia

000f1k9e  000fh28p  000fg60g
Homenageando quem devia e merecia ser homenageado

Grande confusão fazes, Zé, quando, logo em seguida, criticas a falta de "uma visão histórica e cultural da festa". Falando apenas pelo meu mandato, pergunto: em que ficamos? Na abertura a outras culturas e povos (como fizemos) ou na (por vezes) redutora visão histórica?
Decide-te! É que, "recorrer ao produto da casa" tem duas razões: a primeira, é precisamente permitir que os artistas locais possam mostrar os seus méritos, serem conhecidos, dignificando a Freguesia; a segunda, é que em "tempo de vacas magras", há que saber gerir os poucos recursos financeiros existentes, exactamente o contrário do que acusas ser uma gestão "só com uma visão do deve e haver"...

Caro Zé Santos, vindas de ti, estas críticas são ainda mais incompreensíveis, já que tu muitas vezes "deste o corpo ao manifesto".
Assim, resta-me perguntar-te: o que pretendes com esta e outras crónicas idênticas?

Zé, Zé: quando se critica, é preciso saber do que falamos e, sobretudo, ser rigoroso!



Publicado por rui.freitas às 01:02
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 11 de Fevereiro de 2007
2007.02.11 - "Dia Negro" em Portugal

000ew98x

Democraticamente, 59,25% dos eleitores que entenderam exercer o seu direito ao Voto, disseram "Sim" à pergunta que lhes era colocada neste Referendo; 40,75% preferiram dizer "Não"; e 56,39% optaram pela Abstenção, por razões que só aos próprios dizem respeito.
Porque não estava em causa qualquer decisão de índole político-partidária, não tecerei aqui nenhum comentário aos vários pontos de vista de imediato expressos por responsáveis partidários e governamentais: uns (poucos) manifestando mágoa mas aceitando naturalmente o resultado; outros (muitos) manifestando a alegria do "dever cumprido"... mas logo se verá; e outros (alguns) manifestando a sua euforia descarada pela vitória!

É verdade que todos sabiam, todos disseram, que aprovar a "liberalização do aborto" (vulgo: Interrupção Voluntária da Gravidez) não significava acabar de imediato com esse flagelo.
Curiosamente, ao consultar a página principal do "Sapo", deparei-me com uma Votação que continha a pergunta que todos fazemos: "Com este resultado, acha que vai acabar o aborto clandestino?".

Sim 25.12% (3356 votos)

Talvez 23.64% (3158 votos)

Não 51.24% (6844 votos)

Curioso, não? É que "esta" votação também é popular e livre...
Para quê o Referendo, então? Para que fique tudo na mesma?
E não me refiro apenas à continuidade do aborto clandestino, como igualmente a outras repercussões que este "Sim" irá provocar.

Aguardemos o "The Day After"...



Publicado por rui.freitas às 23:56
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Sábado, 10 de Fevereiro de 2007
ABORTO... na "primeira pessoa"!

Estas, são declarações de ARREPENDIMENTO feitas na "primeira pessoa", por Mulheres que o praticaram no país onde ele é absoluta (e estupidamente) livre: Estados Unidos da América!
Será de estranhar? Não é este o mesmo país que se diz paladino da LIBERDADE e da DEMOCRACIA, mas onde alguns Estados aplicam a pena de morte?

E VOCÊ... TAMBÉM ESTÁ DISPOSTA A APLICAR A PENA DE MORTE sobre UM SER INDEFESO?

PENSE BEM! Ainda ESTÁ A TEMPO!

VOTE NÃO!



Publicado por rui.freitas às 01:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2007
E agora, "José"?

Diz o povo, com razão, que "no melhor pano cai a nódoa".
Não que esteja propriamente a referir-me ao "melhor pano", na verdadeira acepção da palavra, mas sim ao "grande arauto" José Sá Fernandes, que consegue "ver" corrupção em tudo quanto é sítio da CML, Edilidade para a qual foi eleito vereador (independente) na lista do "Berloque de Esquerda" e contra a qual já moveu 14 queixas, até agora infundadas, e que tantos milhões tem custado (além de instabilidade e perca de recursos) à maior Câmara Municipal do País!

Segundo o "site" SIC Online, de ontem, estão confirmados os seguintes factos (em que a Sra. Presidente eleita pelo BE parece ser reincidente...):

"Buscas da PJ na Câmara de Salvaterra
Presidente da edilidade constituída arguida por suspeita de corrupção

A Presidente da Câmara de Salvaterra de Magos é arguida por suspeita de corrupção num processo relacionado com a gestão da autarquia e que levou hoje a buscas na autarquia e na casa de Ana Cristina Ribeiro.

As buscas realizadas por vários elementos da Polícia Judiciária foram feitas à casa da presidente da câmara e às instalações da autarquia. Os elementos da Direcção Central de Combate ao Crime Económico e Financeiro chegaram à Câmara de Salvaterra de Magos às 10h00 e saíram às 16h00. Passaram a pente fino vários departamentos e serviços e levaram várias caixas carregadas de documentos. Em causa estará o favorecimento pessoal em vários licenciamentos.
A Câmara confirma as buscas mas nega que a presidente ou qualquer dos vereadores tenha sido constituído arguido durante este procedimento.
Ana Cristina Ribeiro já tinha sido constituída arguida neste processo há alguns meses. A presidente da Câmara de Salvaterra de Magos, eleita pelo Bloco de Esquerda, já tinha sido constituída arguida há dois anos pelo crime de denegação de justiça, em conjunto com um militar da GNR. O processo foi arquivado pelo Ministério Público no final de 2005.
"

Repito a pergunta (extensiva a Francisco Louçã): E agora, "José" 000et9y9



Publicado por rui.freitas às 03:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Não ao Aborto!

Caras e Caros Amigos,
Se tencionam votar NÃO no próximo domingo, divulguem esta imagem a toda(o)s as/os Amiga(o)s!
Não é por acaso que estes cartazes têm sido arrancados pela calada da noite!
Quem tem medo do NÃO! Quem ameaçou já não mudar a Lei, se o NÃO vencer, como eu espero?

000ertby

 Simplesmente curiosa, esta declaração de António Costa (in "CM" de 31 de Janeiro), após o que o PM deu vazão à "birra" de "deixar tudo na mesma", caso o NÃO vença!
"A regulamentação da lei do aborto não mereceu até à data comentários por parte do PS, que prefere manter o assunto na gaveta até que os portugueses tomem uma decisão no referendo do próximo dia 11 de Fevereiro. “A seu tempo será feita”, defendeu, o dirigente do PS, António Costa, quando confrontado com a questão."

000d6c14



Publicado por rui.freitas às 02:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Uma boa-ideia de Sócrates

Mandar afixar à porta do gabinete de Manuel de Pinho este Diagrama!

000es8ee

Porque terá sido?
Será pelo que, a propósito, disseram Dias Loureiro (DL) e o próprio Jorge Coelho (JC) no passado programa "Correio de Senadores"... Nada mais nada menos do que isto:

PINHO E OS SALÁRIOS BAIXOS

– Na visita à China, o ministro da Economia, Manuel Pinho, promoveu Portugal como um país de salários baixos. Para além de ser contraditório com a estratégia do Governo, o ministro não foi à China vender gelo a esquimós?

J.C.
– É preciso ver o verdadeiro sentido das suas palavras. As coisas podem ser interpretadas de forma mais positiva ou negativa. Neste caso, foram interpretadas de forma mais negativa. O ministro Manuel Pinho, que é uma pessoa inteligente, tinha noção daquilo que ia ser a interpretação das suas palavras.

– As palavras dele não têm interpretação possível. Ele disse o que disse.

J.C.
– Está-me a entrevistar e eu tenho a minha opinião. Conheço muito bem a China, vivi lá três anos, e tenho a certeza de que não houve um dirigente chinês que tenha percebido isso e interpretado como nós. As declarações, do ponto de vista terminológico, não foram as melhores, porque deram origem a este sururu. Convém dizer, em abono da justiça e da inteligência do ministro Manuel Pinho, que ele não pensa aquilo, como é óbvio. Mas as declarações do Governo são feitas pelo primeiro-ministro e aquilo que tem sido dito por José Sócrates na China é que representa o País. O pensamento do ministro Manuel Pinho sobre o modelo de desenvolvimento português não é esse. Ele foi infeliz na terminologia e as pessoas interpretaram isso ao contrário do que ele pensa. Sei o que ele pensa, sei o que o Governo pensa, e não é isso. Foi infeliz na forma e levou a que as pessoas interpretassem as suas palavras ao contrário do que é o seu pensamento.

D.L. – Ainda não sei o contexto em que essas palavras foram ditas. Mas, visto friamente, não faz sentido. Por várias razões. Vi com bons olhos a visita do Presidente da República à Índia e do primeiro-ministro à China. Vão ser as duas economias de referência do século XXI. A economia chinesa interessa muito a Portugal como mercado. Nós, mercado da China já somos, e Portugal é um pequeníssimo mercado. O que interessa é termos a China como mercado para os nossos produtos. Se formos ver os parceiros comerciais de Espanha, a China está em quinto e tem vindo a subir. A China também não precisa de Portugal para ter uma porta na União Europeia, onde já é o grande parceiro comercial. Não são os Estados Unidos. Se basearmos o nosso crescimento na capacidade de oferecer turismo de qualidade e na venda de produtos com valor tecnológico acrescentado, a China será um mercado para nós. À medida que vai havendo poder de compra, os chineses viajarão naturalmente. Também nos interessa a China como comprador: por exemplo, em alguns aspectos do automóvel podíamos ser parceiros para acrescentar valor à tecnologia chinesa. Estamos de acordo que o modelo do crescimento de Portugal não pode nunca mais basear-se em mão-de-obra barata. Isso tem a China, a Índia, é o que mais há por todo o Mundo. O nosso modelo de crescimento tem as duas vertentes que apontei. Olhando às palavras do ministro, não fazem sentido.

In Correio da Manhã de 3 do corrente.



Publicado por rui.freitas às 02:08
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2007
Não fui eu que disse...! (1)

000eqt2b De repente, lembrei-me que este título podia e devia ser adoptado como "eco" ao que disseram os outros sobre os outros.
Explicando melhor, acabo de "criar" uma nova rubrica neste "Pinhanços Dixit": o que dizem os PS's dos próprios PS's!
É que, de há uns tempos a esta parte, tenho-me farto de rir com o que "eles" dizem "deles"!
Vai daí... Eureka!

E, para começar, aqui fica o que disse a Deputada (PS) Teresa Venda acerca da prepotência do seu próprio secretário-geral, caso o NÃO à IVG saia vencedor... Como eu espero!
Está aqui... é só clicar!
Afinal, o que disse "Pinócrates"? Isto!

E, já agora, o que disse Campos e Cunha (auto-demitido por "razões pessoais e profissionais"!



Publicado por rui.freitas às 23:58
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

OTA - O maior embuste vendido aos portugueses

Com a devida vénia, "roubei" ao "Expresso" de 3 de Fevereiro, a seguinte opinião:

À medida que os estudos sobre a Ota vão sendo feitos e que mais e mais vou lendo sobre o assunto, as minhas dúvidas vão-se progressivamente dissipando. Receio que estejamos na iminência do maior embuste jamais vendido aos portugueses

O Governo agradece que o país ande tão entretido a discutir o aborto e que tudo o resto lhe passe, entretanto, ao lado. Neste resto, inclui-se o aeroporto da Ota, que lá vai fazendo o seu caminho através dos estudos preparatórios e da promoção junto da opinião pública, confiada a uma conhecida agência especializada em campanhas políticas e defesa da imagem de empresas públicas ou semipúblicas mal geridas. No final, a ideia é apresentar-nos a Ota como necessidade vital e facto consumado.

É preciso, pois, que os portugueses percebam, enquanto ainda é tempo, o que nos estão a preparar. A Ota é um projecto ruinoso, errado e prejudicial, sobretudo para Lisboa e para os utentes do seu aeroporto. Nem Lisboa nem Portugal precisam de um novo e gigantesco aeroporto. Precisam, quanto muito, apenas de um aeroporto alternativo, pequeno e barato, para as «low cost» - de forma a desanuviar a Portela e deixá-la simplesmente para as companhias regulares, assim assegurando, por exemplo, a sobrevivência da TAP face à concorrência imbatível das «low cost». É isto que se está a fazer em Espanha, em França, na Alemanha, na Inglaterra, países onde os grandes aeroportos 'regulares' têm um movimento muito para além daquilo que a supostamente 'saturada' Portela jamais teve ou terá.

A construção da Ota juntamente com o TGV vai liquidar as ligações aéreas Porto-Lisboa e Lisboa-Madrid, que representam actualmente 12% do movimento da Portela. Vai retirar de Lisboa turistas e viajantes de negócios. Vai pôr a capital uma hora mais longe da Europa e do mundo. Vai dificultar a vida a todos os passageiros de Lisboa e do Porto. E vai, fatalmente, custar uma fortuna incalculável ao país - que o Governo disfarçará, através da privatização da ANA e das receitas do novo aeroporto e do de Faro (os únicos rentáveis), de que o Estado vai abdicar a favor dos privados durante gerações, para assim se poder enganar os tolos dizendo que praticamente não há custos públicos envolvidos.

Na semana passada, tropecei num artigo do 'Jornal de Negócios' daqueles que fazem logo desconfiar à légua. Baseando-se num dos estudos em curso sob a alçada da NAER (a empresa da Ota), nele se analisavam os impactos previstos para o turismo e decorrentes da construção do novo aeroporto, concluindo-se que a Ota "deverá gerar cerca de 1100 milhões de euros para o turismo nacional, que terá um acréscimo de 7,35 milhões de dormidas com a nova infra-estrutura". Dito assim, deve ter impressionado os incautos; analisado de perto, percebia-se que se tratava de uma aldrabice pegada - não sei se do estudo, se do jornal, se da agência de comunicação ou se de todos juntos. Vale a pena olhar, para se entender a forma como nos estão a impingir a Ota .

Basicamente, o estudo prevê que as entradas de turistas continuarão a crescer indefinidamente ao ritmo de 1,5% ao ano, o que fará com que em 2020 se atinja os 23,5 milhões. Então, fizeram-se as seguintes contas: se em 2017, quando a Ota entrar em funcionamento, a Portela (que, entretanto, continua sempre em expansão) estará já a responder por 16 milhões de passageiros, os 7,35 milhões que faltam até chegar aos tais 23,5 milhões em 2020 serão atingidos graças à Ota. Os pressupostos em que assenta este raciocínio são hilariantes: primeiro, que todos os turistas que entram em Portugal o fazem por via aérea (na realidade, são apenas 42%) e, segundo, que todos eles, rigorosamente todos, chegarão através do aeroporto da Ota. Mas há mais e igualmente anedótico, se não fosse grave. A certa altura, o estudo tem de reconhecer que, segundo os inquéritos que terão sido feitos, também há turistas que deixarão de vir a Lisboa, com um aeroporto situado a 55 km da cidade: "apenas 14%", escreve o jornal . Apenas? Saberão eles que o grande crescimento do turismo se tem situado justamente em Lisboa? Pouco importa: informam-nos que isso será compensado com "o aumento do fluxo de turistas na Região Oeste e na Comporta (?), por exemplo". Sejamos então suficientemente crédulos para acreditar que os quase 900.000 turistas/ano que o próprio estudo reconhece que deixarão de vir a Portugal e a Lisboa, devido à localização da Ota, serão amplamente compensados por outros que só cá virão para desembarcar na Ota e ficar logo por ali, ou então para ir à Comporta, que fica 55 km mais longe! Estarão a brincar connosco?
(...)
E assim vai a Ota. Quando comecei a seguir de perto a questão, a minha grande dúvida era saber se Lisboa e o país precisavam realmente de um novo aeroporto ou se estávamos perante um gigantesco negócio de favor, em benefício de poucos e com prejuízo de todos . À medida que os estudos vão sendo feitos e que mais e mais vou lendo sobre o assunto, as minhas dúvidas vão-se progressivamente dissipando. Receio que estejamos na iminência do maior embuste jamais vendido aos portugueses. Oxalá eu esteja enganado!

Comentário:
Porquê, Sócrates?


tags:

Publicado por rui.freitas às 02:23
Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
|

Eu avisei, não avisei?

000epzhw

Desconhecendo totalmente o que se antevia, publiquei no dia 31 de Janeiro o "post" com o título "Jornalistas versus Segredo de Justiça".
Eis senão quando... recebo uma informação do meu Sindicato, dando-me conta do seguinte:
Hoje, dia 6 de Fevereiro... (cliquem aqui, p. f.), "16 Jornalistas vão ser julgados por violação do segredo de justiça".
Cada vez gosto mais do meu País...

Sem mais comentários!



Publicado por rui.freitas às 00:28
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007
ATENÇÃO: IMAGENS MUITO CHOCANTES!

E você: AINDA TEM CORAGEM PARA VOTAR SIM?

Faltam poucos dias para o Referendo sobre a "Despenalização do Aborto". Ou seja, para a "Liberalização" do Aborto e não, como nos querem fazer crer, para a "despenalização da interrupção voluntária da gravidez".
Interrupção voluntária?
Mas, você tem coragem suficiente para isso?

Pense bem!

000d6c14

00094hf8

0006r51q   0006r51q   0006r51q   0006r51q   0006r51q   0006r51q



Publicado por rui.freitas às 00:35
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

O Ensino no IPO de Lisboa

Do "blog" "Oeiras Local", "roubei" este "post", com a devida vénia...
Para reflexão de todos e porque espero poder contar com a compreensão e ajuda de todos!


tags:

Publicado por rui.freitas às 00:27
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 4 de Fevereiro de 2007
Sem mais comentários...

Apenas com a devida vénia pela transcrição, ao "O Sítio do Ruvasa"...

Eu Voto NÃO!



Publicado por rui.freitas às 23:25
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007
O Ministro ofendeu-me!

Ofendeu-me a mim e, certamente, a muitos milhares de portugueses!
Não contente com mais uma enormíssima "calinada", das muitas a que já nos habituou, o Ministro Manuel de Pinho ofendeu gravemente todos os que não entendem o seu "brilhante" pequeno cérebro, ao dizer que, "qualquer cidadão, minimamente inteligente, percebe o que eu quis dizer"!
Não, Sr. Ministro, NÃO ENTENDI ! Mas isso não lhe dá o "direito" de me chamar burro!
E não fui só eu, "pecebe"?
Recordo-lhe estas palavras, proferidas hoje no Parlamento:
"Quero deixar aqui muito claro, como democrata e como socialista, que a economia e os negócios, seja qual for o contexto, não podem estar acima dos direitos políticos, humanos, dos direitos sindicais e sociais". Não Sr. Ministro, estas palavras não foram, naturalmente, proferidas por mim, mas sim pelo seu próprio camarada Manuel Alegre!
Como vê...!

000egsg1  (Foto de Nuno Botelho/Expresso, com a devida vénia - clicar, para ampliar)

Que o Sr. ofenda os Sindicatos (a "nova força de bloqueio"), que acuse o PSD e o CDS de não o "entenderem", o problema é entre V. Exa. e os "visados"; Agora, que não me considere "minimamente inteligente" (ou seja, pouco menos do que burro...) é que não lhe admito!
Eu sei que é "normal" no seu partido mudarem de opinião como quem muda de camisa; que é "normal" dizerem que não disseram (ou não queriam dizer...) aquilo que disseram (e o Sr. é exímio nisso); que é "normal" darem o dito por não dito... e até que V. Exa., na tal sua "brilhante" forma de pensar, atinge um ponto de "cegueira" tal que "não vê" onde está a crise mas, desta vez, "vocelência" foi longe demais... Abusou!

Acho mesmo que "vocelência" foi o "responsável" pelo "jogging" matinal do seu camarada José Sócrates, que preferiu enfrentar a gélida temperatura de 5º negativos (bem diferente do "calçadão) a ter de "apanhar" mais com "vocelência"...
Ou terá sido para não lhe dar um valente pontapé no ... e "despachá-lo" de volta para Lisboa?
Mas, isso, é problema vosso!

Apelar ao investimento chinês em Portugal, alegando que os custos salariais são inferiores à média da União Europeia e têm uma menor pressão de aumento do que nos países do alargamento, só poderia sair dessa sua cabecinha. Com franqueza!
O Sr. gozou comigo e com muitos milhares de trabalhadores portugueses, "pecebe"?
Admito que a "culpa" não é sua, mas sim de quem o deixou escrever o seu próprio discurso, "borrando (de novo) a pintura" quando chegou à parte económica, afirmando "que a evolução chinesa prova que a globalização resulta em países que partem atrasados, como a China na Ásia ou Portugal na Europa e apontando as tais cinco razões que devem levar os empresários chineses a investir em Portugal. A primeira foi a habitual e muito repetida nas últimas horas: o facto de Portugal estar inserido na União Europeia e ter relações privilegiadas com o Brasil e os países africanos. A segunda, já estranha, o facto de se tratar de um país “onde há mais segurança que em outros países da UE e estabilidade política”, e depois a fatal terceira: “Somos um País competitivo em termos de custos, nomeadamente os custos salariais são mais baixos que a média da União Europeia.” (in "Correio da Manhã").

Como parece que "não lhe entrou nenhuma mosca na boca"... "vocelência" tentou a velha tática da melhor defesa ser o ataque, alegando que o seu (des)governo "está a fazer aquilo que outros não fizeram", passando-nos (aos portugueses, porque para os anfitriões, isso foi "chinês"...) mais um atestado de estupidez, quando, afinal, é "vocelência" que estupidifica o "pagode", ao querer passar a ideia de que Portugal só evoluíu a partir do Governo Sócrates. Essa é de "morrer a rir"!
Quando o Sr. Ministro chegou a este (des)governo, já outros tinham feito MAIS e MELHOR do que "vocelência"

"Brilhante, brilhante", foi a sua "poética" descrição, transcrita também pelo "CM": "O ministro ("vocelência", caso não tenha percebido?!) subiu ao palanque com um discurso de elogios contínuos à China, alguns dispensáveis. Com frases curtas, realçadas pelas pausas para a tradução, começou por dizer “estou muito feliz por estar na China , é a segunda vez que cá venho, desde que aqui estive há 15 anos, no Sul , está tudo muito melhor e muito diferente Fizemos uma longa viagem de 12 horas e chegámos todos muito fatigados Mas quando vínhamos do aeroporto para o hotel reparei na avenida e pensava que era a Madison Square em Nova Iorque Depois vi que era mais bonita e mais moderna e percebi que estava na China isso prova a grande prosperidade deste país”.
Sr. Ministro: a "graxa", a "submissão", a "sabujice" têm limites e, no caso vertente, não foram dignas de um Ministro do meu País!
Mas, também, com uma "carinha" destas o que poderíamos nós esperar?! Nada de bom, certamente!
000ehqky

Note, Sr. Ministro, que eu não estou contra a visita do seu (des)governo à China ou a qualquer outro país, desde que daí advenham investimentos e benefícios para Portugal. Não pense nisso!
Mas que o meu Companheiro Miguel Frasquilho tem toda a razão quando afirma: "Penso que só os países do terceiro mundo podem apresentar vantagens competitivas baseadas em baixos salários, o que prova também a total desconfiança que o próprio ministro da Economia tem em relação à acção governativa, dando a ideia de que o Governo não tem nada para apresentar em áreas fundamentais para o investimento estrangeiro", lá isso tem. ("TSF").

Para terminar, Sr. Ministro, quero confidenciar-lhe um "segredo": houve outro "brilhante" cérebro como o de "vocelência" que tentou defender o indefensável. Refiro-me ao "patrão" Rocha de Matos (outrora candidato derrotado à presidência da Assembleia Municipal de Oeiras), que achou por bem atribuir à "diferença dos fusos horários" a burrice de "vocelência".
Estão bem um para o outro!

Perante tudo isto, e na qualidade de português ofendido por "vocelência", só me resta isto:

000ekhh6

Que mais posso fazer senão perguntar: até quando Sócrates irá  aturar "chinesices" destas ao Ministro da Economia?



Publicado por rui.freitas às 22:13
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

ATENÇÃO: IMAGENS CHOCANTES!

E você: AINDA TEM CORAGEM PARA VOTAR SIM?

 000d6c14

0006r51q   0006r51q   0006r51q   0006r51q   0006r51q   0006r51q



Publicado por rui.freitas às 01:19
Link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos
|

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS