Sábado, 30 de Junho de 2007
"Sempre a abrir"...

Com a devida vénia, "roubei" ao "Oeiras Local" este "post" com o título "Portela +1".

A razão é simples: Sócrates e Mário Lino já escolheram, definitivamente, a OTA... E não há volta a dar-lhes, pois até já se iniciaram os testes das aterragens, como se prova no vídeo abaixo, colocado no YouTube pelo "joaoneck".

Digam lá se não é "sempre a abrir?"...

 



Publicado por rui.freitas às 02:09
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 29 de Junho de 2007
Para refrescar a memória...

Não, desta vez, o candidato não optou por uma corrida entre um burro e um Ferrari...

Ou também já se esqueceram?

 

 



Publicado por rui.freitas às 00:46
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 27 de Junho de 2007
Obrigado, leitores!

Em pouco menos de 16 meses, o "Pinhanços Dixitsuperou a meta dos 45.000 visitantes, o que, na frieza dos números, significa que por cá passaram mais de 2.800 leitores/mês!

A todos - independentemente de serem críticos ou apoiantes - o meu MUITO OBRIGADO!

A vossa presença é, para mim, um estímulo que me ajuda a continuar.

Espero, agora, uma maior participação no "link" dos comentários...



Publicado por rui.freitas às 00:25
Link do post | Comentar | Ver comentários (7) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 26 de Junho de 2007
Os "Seis Magníficos" em Carnaxide

000rrxpz

 

Foi no Centro Cívico de Carnaxide, mais concretamente no Restaurante "O Alfredo", que os "Seis Magníficos" voltaram a encontrar-se, tendo como anfitrião o ex-Presidente daquela Autarquia, o sempre respeitado Dr. Castro.

Já em Maio - mas apenas com cinco presenças -, o habitual encontro mensal havia tido lugar em Oeiras, no Restaurante "Solar do Marquês", com José Carlos Estorninho a "fazer as honras da casa" e comigo a prometer não "acusar" os companheiros Estorninho e Elísio de só falarem de futebol. O que, diga-se em abono da verdade, até não aconteceu. Falámos a sério de coisas sérias!

Sérios, cada vez mais sérios, são os encontros mensais destes "Seis Magníficos", cujo lema continua a ser... Antes quebrar que torcer!

Desta vez, quebrei a "tradição" e ... não pedi bife, mas sim um delicioso "churrasquinho", a conselho do Dr. Castro, para desilusão dos ex-Presidentes de Algés, Caxias, Oeiras e Queijas.

A degradante situação política nacional mas, sobretudo, local, foi de novo tema fulcral da conversa, pois estes seis Amigos entendem chegada a hora da "acção" forte e incisiva contra aqueles que, "travestidos" de coisa nenhuma se dão "ares" de mandantes no PSD Concelhio.

Deixo-vos, até, uma confidência: estes "Seis Magníficos", acham que é o momento para reagir, para "separar o trigo do joio" e definir quem é quem e quem pretende o quê nesta "contra-dança" que se eterniza na Comissão Política oeirense, na qual apenas alguns se revêem!

Para disparate, já chega... concluímos nós!

Daí que o próximo encontro, agendado já para 17 de Julho, tenha uma meta e uma finalidade bem definida.

O local... continuará a ser "secreto", para já!



Publicado por rui.freitas às 23:52
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 25 de Junho de 2007
Presidente ou presidente?

O Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos - dizem-me -, tirou três dias de férias.
Está, naturalmente, no pleno direito de o fazer!

O Sr. Presidente do Clube Desportivo de Paço de Arcos (por acaso, a mesma pessoa), acompanhou uma equipa de hóquei em patins a um torneio que se realizou em Famalicão no passado fim de semana.
Está, naturalmente, no pleno direito de o fazer!

Não é essa a questão que coloco, mais uma vez, aos leitores deste "blog", em particular aos que trabalham ou residem em Paço de Arcos. O problema é bem diferente e tem a ver com o total desinteresse que o "bi-presidente" tem demonstrado pela Autarquia para a qual foi eleito.

Como já antes vos disse, o "descaramento" é tal, que o Sr. Presidente da Junta chega a "instruir" as funcionárias para, se alguém lhe telefonar ou procurar na Junta, dizerem para ligarem para o Clube...

Dir-se-ia, então, que o CDPA estava a ser gerido com sabedoria e conhecimento e a "navegar" em águas perfeitamente tranquilas. Infelizmente, não é assim!

Às várias "deserções" que aqui já vos dei nota, juntou-se recentemente mais uma: a do Director do Ginásio, cargo que o Sr. Presidente do Clube decidiu acumular.
Dizem-me, agora, que haverá mais uma "deserção" no final deste mês: precisamente a do Director do Hóquei em Patins!

Até quando e porquê vai continuar a "sangria" de dirigentes no Clube Desportivo de Paço de Arcos? Será "do malho ou do malhador"? Aliás, é mesmo caso para perguntar: a lista "A" ainda tem alguma semelhança com aquela que foi sufragada?

Todavia, nem todos "desertam"; há quem seja "reciclado" e passe de Director de Desportos Náuticos a... Secretário-geral. Parabéns!

 

Ora bem: sendo este o "estado" do Clube, poderíamos então ser levados a pensar que o Sr. Presidente da Junta não descura os seus compromissos na Autarquia. Mas não...
Estava eu em gozo de férias, quando fui convidado, telefonicamente, para estar presente na inauguração da exposição de barcos-miniatura, graciosa e fielmente construídos pelo saudoso Amigo Aníbal Fernandes dos Santos.

O convite via telefone, tinha a veer com o facto de quem me convidou não ter a certeza se o convite escrito me tinha sido enviado e que, "por acaso", nunca chegou...
Infelizmente - e apesar de já ter tido o gosto de há uns anos apreciar os barcos-miniatura do Amigo Aníbal dos Santos -, não pude marcar a desejada presença.

Só que, apesar da exposição ter sido organizada pela Junta de Freguesia de Paço de Arcos, o Sr. Presidente da Junta também "não pôs lá os pés", preferindo assumir o papel de Presidente do Clube e assistir a mais um jogo de hóquei "fora de portas"!

Sr. Presidente do CDPA: ainda não está explicada a "transformação" da rampa de acesso ao Pavilhão num aumento da esplanada do restaurante com o mesmo nome, e já o "contingente" de contentores foi ampliado, vindo juntar-se aos quatro "moloks" colocados de modo a "empestar" quem se desloca ao recinto desportivo e favorecendo, preferencialmente, o mesmo estabelecimento de restauração... Para isso, não falta empenhamento!

Sr. bi-Presidente, volto a colocar-lhe a mesma pergunta de há uns tempos: não será altura de optar entre o cargo remunerado para que foi eleito pelos cidadãos de Paço de Arcos e o gracioso para o qual também foi eleito? Ou será porque o primeiro "está seguro" e sempre são quase dois mil euros?

E o "outro" Presidente... o da Assembleia de Freguesia?


Por este lado, também não vamos a lado nenhum!

À hora em que escrevo este "post", entrámos já no dia 26 de Junho de 2007, o que significa que a Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia de Paço de Arcos, que teria, obrigatoriamente, de realizar-se este mês, já será irregularmente realizada no mês de Julho.

A Lei n.º 5-A/2002, diz o seguinte:

 

"Artigo 13.º

Sessões ordinárias

1 - A assembleia de freguesia tem, anualmente, quatro sessões ordinárias, em Abril, Junho, Setembro e Novembro ou Dezembro, que são convocadas por edital e por carta com aviso de recepção ou através de protocolo com uma antecedência mínima de oito dias."

Ora, assim sendo - e a exemplo do que já ocorreu com a Sessão que deveria ter lugar no mês de Abril e só aconteceu a 3 de Maio -, esta, vai pelo mesmo caminho...

A propósito: estão ainda por rectificar, apreciar e votar (apesar das muitas promessas), as Actas n.ºs 1-A e 2-A de... 2005!

Eu costumo dizer que sou daqueles que ainda acreditam que é possível fazer política séria... a sério!

Decididamente, assim... NÃO!

Senhores Presidentes: os senhores foram eleitos para servir os interesses dos eleitores de Paço de Arcos.
Não cumprindo com as vossas funções, com os vossos deveres de eleitos, não só não prestigiam os vossos cargos como, acima de tudo, desrespeitam quem vos elegeu!

Haja vergonha...!



Publicado por rui.freitas às 23:47
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

A DITADURA (SÓ)CRETINA

Há tão só quatro dias, divulguei neste "Blog" um artigo de opinião do socialista António Barreto sobre o seu "camarada" José Sócrates e "sus muchachos" do (des)governo. Palavras proféticas, das quais volto a respigar esta passagem:

"O estilo de Sócrates está vivo, por inteiro, no ambiente que se vive, feito já de medo e apreensão. A austeridade administrativa e orçamental ameaça a tranquilidade de cidadãos que sentem que a sua liberdade de expressão pode ser onerosa. A imprensa sabe o que tem de pagar para aceder à informação."

Só não via quem não queria ver o crescente gosto e gozo pelo poder, o aumento das restrições à Liberdade, que começavam a roçar as raias da ditadura unipessoal do secretário-geral do PS e primeiro-ministro deste País.

Os sinais despudoradamente dados estavam lá, para quem os quisesse entender.

Agora, deparo-me com esta notícia veiculada pela SIC e que é a prova provada de que "quem se mete com o PS, leva!":

 

Como militante Social-Democrata que sou, devo agora recordar a alguns colegas Jornalistas - repito, alguns colegas Jornalistas - que também tiveram uma quota-parte de responsabilidade na eleição maioritária absoluta deste "senhor engenheiro";

Como Jornalista, cumpre-me - honestamente - repudiar veementemente esta decisão do (des)governo PS (ou de outro qualquer que se lhe siga, incluindo o meu próprio Partido), que não só pretende submeter os Jornalistas à "lei da rolha", à "censura" e "auto-censura" (tão ou mais perigosa que a anterior), como a metas e horizontes de triste memória.

A mais forte "arma" do Jornalista de investigação, é a protecção da sua "fonte" de informação. Sem ela, a informação não chegará nunca ao Jornalista e, consequentemente, ao leitor, ouvinte ou telespectador que, assim, será o derradeiro prejudicado, já que acabará por jamais conhecer os meandros de muitos dos "casos" que começam a ser mais comuns e usuais em Portugal.

Ao que parece, Sócrates está a "aprender" bem a lição do seu amigo venezuelano Hugo Chavez; já só falta mesmo é encerrar estações de televisão que não sejam "seguidistas" do governo:

000rq3kf

Se está contra a imposição de uma nova ditadura no nosso País, visite o "site" do Sindicato dos Jornalistas e deixe uma mensagem de solidariedade e apoio!

 

000kqqbt



Publicado por rui.freitas às 00:24
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 24 de Junho de 2007
"Paço de Artes" comemorou 11.º aniversário

Eu e a minha mulher tivemos hoje, mais uma vez, o enorme prazer de partilhar uma jornada de Amizade com a Direcção, alguns associados e amigos da Associação "Paço de Artes", por ocasião do seu 11.º aniversário.

Por razões diversas, marcámos presença apenas no lauto almoço, que se repetiu no "Restaurante O Malho", em Malhou, pequena localidade próxima de Alcanena. Para quem não conhece (como eu não conhecia), aqui ficam duas imagens que relatam a lenda associada a esta terra.

000rkd68   000rprg4

(clicar nas imagens, para as ampliar)

Todavia - e em forma de resumo -, há que dizer que o dia começou bem cedinho, com partida de Paço de Arcos em direcção à Golegã, onde decorreu a visita à recém-recuperada e inaugurada "Casa-Estúdio Carlos Relvas", com visita aos Olhos-de-Água e regresso a Paço de Arcos.

Deixo assim, publicamente, um novo e forte Abraço de Amizade a todos quantos dirigem e compõem esta grande Associação de Artistas.



Publicado por rui.freitas às 23:42
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Sábado, 23 de Junho de 2007
Para que não restem dúvidas...

Por lapso, não havia deixado o "link" para o "site" da Candidatura de Fernando Negrão à Câmara Municipal de Lisboa... E que é este: http://www.fernandonegrao.net

 



Publicado por rui.freitas às 03:52
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 21 de Junho de 2007
Sócrates: o verdadeiro retrato

Acabo de receber cópia de um artigo de opinião publicado pelo socialista António Barreto no Jornal "Público", sobre o perfil ditatorial do seu "camarada" José Sócrates. Não resisto a partilhá-lo convosco, tanto mais que ele se enquadra na foto-montagem que há umas semanas aqui "postei", com foto "hitleriana" a condizer!

É que, verdade verdadinha, o "retrato" está perfeito, sem desfocagem alguma, e dá-me alguma razão quando afirmei que a indicação de António Costa para candidato "xuxialista" à Câmara Municipal de Lisboa era apenas uma forma do Sr. Sousa se ver livre de alguém que lhe estava a "fazer sombra" no (des)governo.

A propósito, o ex-MAI, foi apenas uma "sombra" do próprio (des)governo do País, no debate que ontem (07.06.19) pôs frente-a-frente sete dos 12 candidatos à CML. Posso ser até acusado de parcialidade, mas António Costa foi a "voz" do chefe e não a de um candidato credível e empenhado à presidência da Autarquia que é capital de Portugal.

Sem mais, deixo-vos o escrito de António Barreto:

 

"ENFIM, SÓ

«A saída de António Costa para a Câmara de Lisboa pode ser interpretada de muitas maneiras. Mas, se as intenções podem ser interessantes, os resultados é que contam. Entre estes, está o facto de o candidato à autarquia se ter afastado do governo e do partido, o que deixa Sócrates praticamente sozinho à frente de um e de outro. Único senhor a bordo tem um mestre e uma inspiração. Com Guterres, o primeiro-ministro aprendeu a ambição pessoal, mas, contra ele, percebeu que a indecisão pode ser fatal. A ponto de, com zelo, se exceder: prefere decidir mal, mas rapidamente, do que adiar para estudar. Em Cavaco, colheu o desdém pelo seu partido. Com os dois e com a sua própria intuição autoritária, compreendeu que se pode governar sem políticos.

Onde estão os políticos socialistas? Aqueles que conhecemos, cujas ideias pesaram alguma coisa e que são responsáveis pelo seu passado? Uns saneados, outros afastados. Uns reformaram-se da política, outros foram encostados. Uns foram promovidos ao céu, outros mudaram de profissão. Uns foram viajar, outros ganhar dinheiro. Uns desapareceram sem deixar vestígios, outros estão empregados nas empresas que dependem do Governo. Manuel Alegre resiste, mas já não conta. Medeiros Ferreira ensina e escreve. Jaime Gama preside sem poderes. João Cravinho emigrou. Jorge Coelho está a milhas de distância e vai dizendo, sem convicção, que o socialismo ainda existe. António Vitorino, eterno desejado, exerce a sua profissão. Almeida Santos justifica tudo. Freitas do Amaral reformou-se. Alberto Martins apagou-se. Mário Soares ocupa-se da globalização. Carlos César limitou-se definitivamente aos Açores. João Soares espera. Helena Roseta foi à sua vida independente. Os grandes autarcas do partido estão reduzidos à insignificância. O Grupo Parlamentar parece um jardim-escola sedado. Os sindicalistas quase não existem. O actual pensamento dos socialistas resume-se a uma lengalenga pragmática, justificativa e repetitiva sobre a inevitabilidade do governo e da luta contra o défice. O ideário contemporâneo dos socialistas portugueses é mais silencioso do que a meditação budista. Ainda por cima, Sócrates percebeu depressa que nunca o sentimento público esteve, como hoje, tão adverso e tão farto da política e dos políticos. Sem hesitar, apanhou a onda.

Desengane-se quem pensa que as gafes dos ministros incomodam Sócrates. Não mais do que picadas de mosquito. As gafes entretêm a opinião, mobilizam a imprensa, distraem a oposição e ocupam o Parlamento. Mas nada de essencial está em causa. Os disparates de Manuel Pinho fazem rir toda a gente. As tontarias e a prestidigitação estatística de Mário Lino são pura diversão. E não se pense que a irrelevância da maior parte dos ministros, que nada têm a dizer para além dos seus assuntos técnicos, perturba o primeiro-ministro. É assim que ele os quer, como se fossem directores-gerais. Só o problema da Universidade Independente e dos seus diplomas o incomodou realmente. Mas tratava-se, politicamente, de questão menor. Percebeu que as suas fragilidades podiam ser expostas e que nem tudo estava sob controlo. Mas nada de semelhante se repetirá.

O estilo de Sócrates consolida-se. Autoritário. Crispado. Despótico. Irritado. Enervado. Detesta ser contrariado. Não admite perguntas que não estavam previstas. Pretende saber, sobre as pessoas, o que há para saber. Deseja ter tudo quanto vive sob controlo. Tem os seus sermões preparados todos os dias. Só ele faz política, ajudado por uma máquina poderosa de recolha de informações, de manipulação da imprensa, de propaganda e de encenação. O verdadeiro Sócrates está presente nos novos bilhetes de identidade, nas tentativas de Augusto Santos Silva de tutelar a imprensa livre, na teimosia descabelada de Mário Lino, na concentração das polícias sob seu mando e no processo que o Ministério da Educação abriu contra um funcionário que se exprimiu em privado. O estilo de Sócrates está vivo, por inteiro, no ambiente que se vive, feito já de medo e apreensão. A austeridade administrativa e orçamental ameaça a tranquilidade de cidadãos que sentem que a sua liberdade de expressão pode ser onerosa. A imprensa sabe o que tem de pagar para aceder à informação. As empresas conhecem as iras do Governo e fazem as contas ao que têm de fazer para ter acesso aos fundos e às autorizações.

Sem partido que o incomode, sem ministros politicamente competentes e sem oposição à altura, Sócrates trata de si. Rodeado de adjuntos dispostos a tudo e com a benevolência de alguns interesses económicos, Sócrates governa. Com uma maioria dócil, uma oposição desorientada e um rol de secretários de Estado zelosos, ocupa eficientemente, como nunca nas últimas décadas, a Administração Pública e os cargos dirigentes do Estado. Nomeia e saneia a bel-prazer. Há quem diga que o vamos ter durante mais uns anos. É possível. Mas não é boa notícia. É sinal da impotência da oposição. De incompetência da sociedade. De fraqueza das organizações. E da falta de carinho dos portugueses pela liberdade.»

in Público



Publicado por rui.freitas às 01:10
Link do post | Comentar | Ver comentários (7) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 19 de Junho de 2007
Bem no-lo querem enfiar...

000rh4s4

Confesso que não "roubei" esta caricatura ao desconhecido (para mim, pelo menos) "Zédalmeida"... Foi um Amigo que ma enviou e eu, claro, aproveitei-a, pois "não quero que falte nada" ao Sr. José Sousa e ao candidato PS à Presidente da Assembleia Municipal de Oeiras.

"Cheira-me" que nos estão a querer "enfiar" mais um barrete (e verde, ainda por cima...), pois como já é usual no Sr. Zé Sousa, "a coisa" não foi assim... foi assim... ou mais ou menos...

Ou seja, não foi ele que "sugeriu" ao presidente da CIP (deixando as demais confederações de fora, incluindo a do Turismo, área essencial quando se trata de aeroportos...) que mandasse efectuar (e pagasse) o estudo sobre a viabilidade Alcochete... Já não houve foi "eurozitos" que chegassem para estudos sobre as demais opções. Curioso!?

Não foi ele que, afinal, "deu ouvidos" (ou orelhas) ao Sr. Presidente da República...

Alguém disse que ele disse... mas não disse! É sempre a mesma coisa: metem-se com o "" e depois "levam"...

Aliás, o seu fiel e "desértico" Lino já "confirmou" que ele não disse o que disse... quem o disse foram os jornalistas. SEMPRE ESSES MALVADOS JORNALISTAS, caramba!

O próprio Van Zeller, tadinho mas sempre "sorrisos", também já disse que não foi o PM quem disse...

Afinal, quem disse o que disse?

Ainda não perceberam?

Eu explico!

Com estas "fintas" todas, a opção "Portela + 1" proposta pelo Candidato PSD à Câmara de Lisboa (Fernando Negrão) é passada pelo (des)governo para segundo plano e, assim, o Candidato PS (ex-ministro António Costa) sempre vai passando por "entre os pingos da chuva" e não se "molha", pois se o (des)governo PS guardar silêncio "aeroportuário" durante os próximos tempos (seis meses, de preferência, por causa da Presidência da UE...), ele também não tem de falar e, desta forma, "não se compromete"...

Desde quando um candidato à Câmara Municipal de Lisboa não tem opinião ou não é obrigado a opinar acerca do Aeroporto Internacional de Lisboa?

Só mesmo nestas cabecinhas "desérticas"!

Expliquem-me só duas coisas, por favor ("como se eu fosse mesmo muito burro..."):

1.ª - Não era o Aeródromo de Tires que ia receber aeronaves de pequeno e médio porte? Não se fizeram aí testes e mais testes? Não se falou até que Tires poderia receber o B-737? Não se construíu uma nova aerogare - com Alfândega e tudo - com essa finalidade? Então?

2.ª - Quando e quem decidirá estudar a hipótese Aeroporto Internacional da Portela + Figo Maduro (opção, para mim, mais fácil, mais barata e mais viável)?

Mistério!!!



Publicado por rui.freitas às 00:33
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 15 de Junho de 2007
Espanha: o melhor e o pior... este ano!

Quem me conhece, sabe bem da minha "paixão" por Espanha, mas sempre vos vou dizendo que não sou (nem quero ser) aparentado com o sr. ministro iberista do "deserto"...

Assim, como é hábito, voltei a escolher o país vizinho para gozar um primeiro período de férias. Mais concretamente, a pequena localidade de Nerja, cerca de 40Km para lá de Málaga, visitando, obviamente, outras pequenas vilas em redor, como foram os casos de Almuñécar e Salobreña (esta, curiosamente, pela primeira vez).

000rcp3p   000rdsyw

Confesso que, este ano, regressei algo desiludido com o "balanço" entre o melhor e o pior que encontrei nestas terras da Andaluzia!

Vamos, então, por partes, começando pelo melhor:

Enquanto que, em Portugal, as empresas de obras públicas se queixam que o nosso (des)governo as está a deixar asfixiadas financeiramente por falta de investimento, Espanha continua a surpreender-me, tal o volume de obras que, mais uma vez, me foi dado apreciar: novas vias rápidas, túneis e viadutos (não fora a usual boa sinalização e certamente me perderia), novos aldeamentos privados acompanhados das necessárias acessibilidades (coisa que, por cá, se esquece com frequência), mais e maior aposta na agricultura (conjuntos de estufas ao longo de dezenas e dezenas de quilómetros), etc., etc., etc.

A 7 de Junho, o carrito ansiava por gasolina, e lá fui à Eroski (empresa Russa) meter uns litritos de super sem chumbo 95. Só para vos "fazer inveja", deixo-vos imagens dos preços ali praticados nesse dia e na véspera da partida...

000ra1bz   000rbxks  (clicar, para ampliar)

Para vossa informação, os preços praticados pelas diversas gasolineiras, variavam entre estes (os mais baixos) e os 1,082 euros. Quando cheguei a Portugal, o primeiro abastecimento custou-me a "módica" quantia de 1,379/litro...

Outra diferença substancial entre os dois países, é o preço do tabaco.

000rgp3h  Este, por exemplo, custa em Portugal 2,60€ o maço e 2,10€ em Espanha; menos 50 cêntimos... E, contrariamente ao que se diz, na grande maioria dos restaurantes e bares, sim, é permitido fumar, enquanto nos centros comerciais... nem pensar, o que me levou a entrar num hipermercado, fazer as compras "a correr" e sair da mesma forma. Fumador é assim!

Claro que nenhum governo pode ser culpado disto, mas à beira do Mediterrâneo - de Málaga a Salobreña -, a temperatura oscilou sempre entre os 26 e os 30º C, razão suficiente para vos tentar "fazer inveja" de novo com esta imagem a saborear dolentemente um gelado no "Balcón de Europa", assim "baptizado" por El Rey Alfonso XII, por ocasião da sua visita a Nerja a 12 de Janeiro... de 1885. Isto é que é antevisão histórica! A do Rei; não a minha...

000rf9k4

Diariamente, por aqui passam todos, mas mesmo todos os turistas que visitam este "pueblado"! É quase uma "obrigação", pelo que este recanto é uma autêntica "Torre de Babel"!

Optei, este ano, por assistir a mais programas de televisão, em detrimento das horas de sol na praia. E ainda bem que o fiz, pois neste âmbito encontrei também "o melhor e o pior".

Em todos os canais que visionei, reinam a habitual alegria castelhana, o espectáculo, o entretenimento, os constantes concursos distribuindo milhares e milhares de euros em prémios, o usual nacionalismo espanhol nos programas sobre as belezas naturais, culturais, turísticas... Ah! E nenhum canal se atreve a interromper a transmissão de um desfile militar no Dia das Forças Armadas com blocos publicitários. Para que conste!

Tomei "boa nota", ainda, do seguinte: os canais espanhóis não se coibem de passar imagens do Rei (que tanto respeitam) a dormitar, durante uma cerimónia cultural; das meias rotas de Mariano Rajoy (líder do PP espanhol) mas, acima de tudo, comparam o que diziam antes e o que dizem agora os políticos. Coisa que, por cá, daria certamente lugar a processo disciplinar...

Por exemplo, o que dizia o actual presidente do governo, José Luís Zapatero (PSOE), enquanto líder da oposição contra José Maria Aznar e as suas posições contra a ETA (que há dias, unilateralmente, decidiu romper com o cessar-fogo e voltar aos violentos atentados), e o que diz actualmente, ao pretender (porque necessita) o apoio do PP agora liderado por Rajoy... O que diziam Rajoy e o líder do PNV (Partido Nacionalista Vasco) de um impossível entendimento parlamentar, e a possibilidade de isso ocorrer nesta legislatura... Como são "retratados" (com graças não ofensivas) todos os líderes políticos, artistas, empresários, "jet-set", etc., em programas como os de Eva Hache e Buenafuente, entre outros... Por cá, acho que nenhum canal ousaria tanto!? O nosso "jet-set" (ou será "jet-3,5"?) não resistiria e seria "cilindrado" em "menos de um fósforo"... O que nos deixaria a todos "muito tristes"!

Mas nem tudo é cor-de-rosa e as televisões espanholas são do mais trucidante que conheço.

Hoje, elevam um(a) jovem artista aos píncaros da fama... Amanhã, arrasam-no(a) sem dó nem piedade... "por dá cá aquela palha"! Rosa, a vencedora do concurso "Operação Triunfo" no ano passado, foi catapultada para o "estrelato"... Agora, caminha "nas ruas da amargura", por exemplo! Os maridos ou as esposas dos (das) famosos (famosas), tanto estão "na mó de cima" como "na mó de baixo"...

A "Operação Malaya" continua a preencher largas horas televisivas... E, neste caso, ainda bem, já que este monumental caso de corrupção no "Ayuntamiento" (Câmara Municipal) de Marbella conhece cada vez mais "tentáculos" e já levou mesmo a "intocável" Isabel Pantoja à prisão, de onde saíu após pagar 90.000 euros de fiança. E mais, muitos mais implicados continuam a ver os seus nomes "escarrapachados" nas "pantallas"...

 

A propósito: e por cá?

 

Vamos agora ao âmbito gastronómico.

Como os euritos não abundam, costumo hospedar-me em apartamentos e não em hotéis, pois assim poupo algum nas refeições caseiras. No entanto, "como um homem não é de ferro", sempre apetece almoçar ou jantar fora uma vez por outra! De preferência, nos "chiringuitos" de beira-praia ou nos restaurantes menos exuberantes.

Este ano, as coisas mudaram: fica muito mais em conta uma refeição num restaurante de estrangeiros do que de espanhóis! Exemplo: uma simples "tortilla" de batata e gambas, cobrindo apenas o fundo do prato, custou-me 6,90€ num "chiruinguito"; uma "tortilla" idêntica, quase saindo do prato, num restaurante de ingleses, custou-me 3,90€. Um entrecôte que mais parecia uma seca sola de sapato n.º 32, custou-me 11€ num restaurante espanhol; um entrecôte como deve ser, num restaurante de escoceses, custou-me 9€. A indispensável "bica", oscila entre 1€ e 1,75€... Um roubo! E esta?

Claro que se comprarmos os produtos num super ou hipermercado, e salvo raras excepções, sai-nos muito mais barato do que em Portugal.

A finalizar, uma boa e má notícia: o preço de compra de um apartamento novo, tenderá a baixar bastante dentro de um ano. Aliás, segundo um estudo que ouvi, a queda, em 2006, foi de 11% na aquisição de "viviendas". Porquê? Porque se constroem 700 mil apartamentos/ano, quando o mercado apenas necessita de 400 mil.

Um bom "aviso à navegação" para Portugal, onde se continua a construir, a construir, a construir...

Até quando?



Publicado por rui.freitas às 23:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos
|

Mais um Galardão para o "Pinhanços Dixit"

O que é bom, acaba depressa... costuma dizer-se sempre no regresso das férias (parte I)!

E que melhor para celebrar este regresso do que ter a honra de receber mais um galardão?

Desta feita, atribuído pelo "O Andarilho", no passado dia 12, e a quem endereço um forte Abraço de agradecimento.

 

000r9s00

 

Depois da Isabel Magalhães ter atribuído ao "Pinhanços" o "Thinking Blogger Award", fica a promessa que vou tentar descobrir forma de colocar as duas homenagens na coluna devida.

 

Resta-me, agora, nomear também cinco "blogues" merecedores do "Prémio Blog com Tomates". E que são estes:

 

"Cais da Linha"

"Oeiras Local"

"Caracol Carolas"

"À Rédea Solta" (com atrasados parabéns pelo 3.º aniversário)

"O Cú de Oeiras"

 

Nota final: Amanhã, vou tentar relatar-vos - em jeito de "crónica de viagem" - o que encontrei de "melhor e de pior" em terras castelhanas...



Publicado por rui.freitas às 00:28
Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
|

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS