Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008
Picanha? Não temos... Só no museu!

A partir de hoje, "está suspensa a importação de carne bovina do Brasil". Diz a superpoderosa União Europeia, que a medida se deve "à insuficiência de garantias sanitárias e de qualidade dadas pelo maior país sul-americano". (in "Diário Digital").

Pronto, já está... acabou-se a picanha, o cupim, o entrecosto, o presunto, a maminha... (a "mama", essa não acaba).

Na verdade, ainda é possível deliciarmo-nos nos "rodízios" brasileiros, até 15 de Março; depois disso, acabou-se o que era doce... Até que os srs. eurodeputados especialistas dêm por boas as pastagens e condições sanitárias em Terras de Vera Cruz.

Tudo, "pela nossa saúde"!!!

Não tarda nada, lá terão de fazer o sacrifício de ir a Itália (ou proíbir as pizzas), à Argentina (e acabar de vez com a boa parrilhada), ao Japão (ou "eliminar" o sushi), a França (para acabar com o patê), à Suíça (e erradicar o chocolat), a Cuba (também... se já não se pode fumar nem cigarros, quanto mais charutos), à Índia (pondo fim ao caril) e, quem sabe, à China (encerrando definitivamente todos os restaurantes "amarelos" na Europa. Terão coragem?).

Enquanto isso não acontece e ainda podemos empanturrar-nos com o cozido à portuguesa, a feijoada à transmontana, as iscas com elas, o bacalhau com todos, a espetada, o milho frito e o espada da Madeira, quero deixar-vos um conselho, caros leitores.

SIGAM O MEU EXEMPLO: COMECEM A FOTOGRAFAR AS ESPECIALIDADES GASTRONÓMICAS QUE COMEM... PARA MAIS TARDE RECORDAR...!

(Clicar nas fotos, para as ampliar)

 

Aqui, à espera da picanha...

 

Duas belas pizzas, prontas para serem comidas... em Espanha!

 

O marisco fresco e variado...

 

Meia parrilhada, já "embarcou"... Ah! É em Espanha, não deve haver problema! 

 

O "Fiel Amigo"... à Gomes de Sá, espera os comensais...

 

 

Fica o aviso aos Compadres da Academia do Bacalhau da Costa do Estoril...

 

Quem é amigo, quem é... e não pensa em acabar com os hamburgers nem os hot-dogs?

Que irá dizer Lula da Silva ao amigo Sócrates? "Porreiro... pá"!



Publicado por rui.freitas às 02:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008
Já não adianta, mas...

Claro que já não adianta "chorar sobre o leite derramado" nem sobre o Tratado de Lisboa NÃO REFERENDADO!

Foram dadas aos cidadãos as mais disparatadas razões, para que assim acontecesse, mesmo aquelas que foram as mais burras de todas: não era o Tratado Constitucional (que o PS havia prometido referendar...) e o Parlamento (leia-se Deputados) estava mandatado para o ratificar... sem consultar os seus eleitores.

É o País e os dirigentes que temos, enfim...

Apenas para que conste, deixo-vos abaixo o resultado da votação dos leitores que, confesso, apresenta números escassos de participação (apesar de cada um só poder votar uma vez, como é normal), tendo em conta o crescendo de visitantes a este blog.

Prometi e cumpri, cotrariamente ao que outros (PS e PSD) fizeram!



Publicado por rui.freitas às 22:46
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008
Uffffffffffffff!!!

Não sei se é uma questão de... "CULTURA"?  

Hoje, sinto-me bem de... "SAÚDE"!                            

 

E... depois deste "adeus", quem se segue?                    



Publicado por rui.freitas às 22:18
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

Paço de Arcos "em grande"

 

Pelo menos, é o que consta pelos "mentideros" da nossa Vila!

Algumas obras (camarárias, claro) estão "em marcha"...

Algumas obras (cooperativistas) também...

SMAS há? Quero dizer: se mais há? Parece que sim...

Carnaval? Vai ser "em grande"! Palhaçadas, é com quem sabe...
(O almoço "tripartido" n"Os Arcos", deu resultado...). Vai uma a "costa"? Perdão: uma aposta?

Só não sei se haverá o ambicionado (?) concurso de pesca...! Se será "à linha" ou "de alto mar"? À petinga ou ao "tubarão"?

Bastou sairem dois "incómodos" e tudo entrou "na paz dos anjos"...

Quantos quilómetros já terá a Citroen Berlingo, que não pára?

Porque parará tanto frente aos SMAS?

Comissão de Festas paga Passeio dos Seniores...? Esperei, pacientemente e como prometi pela explicação... que não chegou! Culpa do presidente da Comissão, que diz que a culpa é do Tesoureiro? Acabou o tempo...!



Publicado por rui.freitas às 00:57
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Resistir... Resistir sempre!

(T-shirt "roubada" ao "Sítio do Ruvasa 2")

 



Publicado por rui.freitas às 00:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008
Posso falar o que eu acho?

Certamente ainda se lembram do programa de Jô Soares, em que um dos intervenientes perguntava "posso falar o que eu acho?" e outro respondia: "pode... mas fala baixo!!!".

Pois é, o meu País está cada vez mais parecido com o show do Jô! Não só pelas "palhaçadas" a que assistimos todos os dias mas, especialmente, pelo crescente medo de "FALAR ALTO".

 

O Bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, denuncia a existência de "casos de corrupção com pessoas que ocupam cargos relevantes no Estado português"... Falou alto!

E que disse o Sr. Pinto de Sousa? Aquilo que lhe competia, é certo, mas em que nenhum português sério já acredita.

"José Sócrates, garantiu ontem, em Évora, que o bastonário da Ordem dos Advogados (OA), Marinho Pinto, “não se referia a qualquer dos actuais membros do Governo” (in "Correio da Manhã"). Pois claro... o Bastonário falava "de outros"!

Aliás, já o havia dito, na visita a Monsaraz (in "Correio da Manhã").

Que o "Sô Sousa" tenha sido politicamente correcto e saído "em defesa dos seus", acho normal... Fez o que lhe competia!

O que NÃO ACHO MESMO NADA NORMAL, é que outros partidos (PSD incluído) se tenham mostrado tão "ofendidos" com o desabafo de Marinho Pinto. Quem não deve, não teme, não é?

Leio, escuto e vejo que, cada vez mais portugueses (fumadores ou não) se pronunciam contra os excessos da negativamente famigerada ASAE.

E que responde o Sr. Pinto de Sousa, em vez de ter chamado o inspector-geral para que justificasse a "morte anunciada" de 50% dos restaurantes?

Isto: "José Sócrates, considerou este domingo "absolutamente lamentável" e "inqualificável" a forma "radical" como a oposição está a atacar politicamente a ASAE, sublinhando que com a acção daquele organismo o país e os consumidores estão mais defendidos." (in "Correio da Manhã").

Ó "Sô Sousa", não conheço ninguém que discorde de uma entidade fiscalizadora (já aqui o escrevi...). Mas que é "absolutamente lamentável", "inqualificável" e "radical" a forma de actuação desta sua nova polícia... disso já ninguém tem dúvidas!

O "Sô Sousa" é vaiado e assobiado por sindicalistas, em Évora...

E, esquecendo-se dos tempos em que, como secretário-geral "xuxialista", apoiava as vaias contra o Governo PSD, que responde? Isto:

"Tenho três anos de primeiro-ministro e estou muito habituado e familiarizado com manifestações, sobretudo quando organizadas pela CGTP." (in "Correio da Manhã"), esquecendo também que as vais sobem de tom, não são exclusivo dos "sindicalistas da CGTP" e se repetem por todo o País. Servem-lhe de alerta? Não... porque se esconde atrás de uma inoperante maioria absoluta!

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, João Amaral Tomaz, pede a demissão no Verão passado...

E que faz o "Sô Sousa"? Isto:

Pede-lhe para "ficar e fazer a presidência portuguesa da União Europeia" (in "Correio da Manhã"). Pedido tão providencial, que o demissionário secretário (que alegara razões de saúde) acaba por confessar estar "orgulhoso por ter contribuído para uma das melhores presidências que se realizaram em Portugal". "O secretário de Estado irá sair em momento oportuno". Quando? Só Deus e o "Sô Sousa" sabem...

O "desértico" Mário Lino, "estampou-se" entre a OTA e Alcochete...

Que explica o "Sô Sousa" para não o remodelar? Nada!

O sempre sorridente Manuel de Pinho, já havia "borrado a pintura" com o "brilhante" slogan do "Allgarve" e do "paraíso" salarial de Portugal versus China... E que explica o "Sô Sousa" para não o remodelar? Nada!

E quanto ao ministro que "nos trata da Saúde", Correia de Campos?

Se, em boa verdade, não lhe podemos "atirar pedras" por todas as recentes mortes ocorridas junto, perto, longe ou dentro dos hospitais, o que é certo é que "A Ordem dos Médicos considera que o fecho de alguns Serviços de Atendimento Permanente (SAP) deixou muitas localidades sem qualquer alternativa de assistência médica em caso de urgência e emergência e garante que não estão a ser cumpridos os pressupostos da Comissão de Reforma das Urgências." (in "Correio da Manhã").

Alijó... Castedo... Favaios...? Anadia...? Onde é que isso fica? Será que o "Sô menistro" sabe?

Ora, tudo tem uma "explicação"... "Correia de Campos, admitiu ontem, no decurso de uma deslocação ao Alentejo, que “um ou outro caso pode não correr bem de entre as 4500 chamadas que o INEM recebe por dia” e anunciou a “actualização dos pontos de rede de urgência na próxima semana." (in "Correio da Manhã").

Além disso, o "Sô menistro" está a tratar do assunto...

"O Ministério da Saúde gastou sete milhões de euros na compra a uma empresa privada de um sistema informático que visa a marcação pelos centros de saúde das primeiras consultas da especialidade nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS). As boas intenções do Governo caem por terra com as críticas dos médicos dos centros de saúde e das Unidades de Saúde Familiar (USF), que denunciam que a aplicação informática Alert P1 é incompatível com o sistema informático já existente nos centros de saúde e hospitais. Tanto a tutela como a empresa que vendeu a aplicação informática garantiram ao CM as vantagens do sistema." (in "Correio da Manhã"). Pudera..!

Ah! falta esta: "o bastonário da Ordem dos Médicos, Pedro Nunes, disse ontem à SIC que se “distribui ambulâncias como se fossem rebuçados".

E não só...

O "Sô menistro" também prometeu "um apoio de quatro milhões de euros para fazer obras no Hospital de Leiria, uma unidade que classificou de “exemplar” e “modelo” para outros equipamentos", garantindo que, a ele, ninguém se queixou, mas omitindo que "a visita não foi tão pacífica quanto este quis fazer crer. Um grupo de dirigentes sindicais concentrou-se no hospital empunhando bandeiras negras para protestar contra o “desmantelamento” do Serviço Nacional de Saúde." (in "Correio da Manhã").

(Não sei porquê, depois de saber deste "esforço financeiro", lembrei-me do Bastonário da Ordem dos Advogados... Mas isto sou eu a pensar!).

 

Santana Lopes, presidente (agora, é este o "título") do Grupo Parlamentar do PSD, disse que "a atitude de Correia de Campos é cada vez mais intolerável, sobretudo pelo tom com que fala, para além das decisões políticas."

E, no seu blog, a 18 de Janeiro, refere o seguinte: "O Senhor Primeiro - Ministro considera admissível a reacção, hoje, do Ministro da Saúde que quando confrontado com a perda da vida de uma criança entendeu sorrir, e dizer com uma expressão inqualificável, "eu já sei de muita coisa, não posso saber de tudo. perguntem ao director da ARS do Centro"? Passa as marcas todas."

Perante isto - e muito mais -, que diz o Presidente do Grupo Parlamentar do PSD? Isto:

"o Partido a que pertenço tem por hábito não pedir a demissão de Ministros. Essa é responsabilidade do Primeiro - Ministro." O mesmo que o ouvi dizer em recente reunião partidária, zurzindo o CDS/PP, PCP e BE... Oposição, sim... mas devagar, concluo eu!

"Luís Filipe Menezes anunciou que pretende realizar em breve uma reunião com todos presidentes de Câmara do PSD, para abordar a reestruturação dos cuidados de saúde e do mapa judiciário." (in "Povo Livre").

Certo... Parcialmente de acordo...! Mas, então, onde "encaixa" a tal "oposição de manhã, de tarde e à noite", prometida por LFM?

AQUI?

"Muitos falámos contra (refere-se a Luís Marques Mendes, não?) a opção da Ota. Mas pessoas de vários Partidos a defenderam. Embora ninguém mais do que José Sócrates e Mário Lino.

Cabe concluir: se não tivesse sido a iniciativa e a insistência de uns quantos e, diz-se, a intervenção do Presidente da República, teríamos ido mesmo para uma opção que não seria a melhor. Como é possível? Como é possível tal engano num investimento de tal monta?
Dando por adquirido que é mesmo necessário!..." Santana Lopes no seu blog.

 

Mas, serão estas as maiores "dores de cabeça" do "Sô Sousa" ? Tudo indica que não...

"O ministro da Defesa é o membro do Governo que anda sempre com a mais sexy guarda-costas do Executivo. Não contente com isso, ainda contratou para o seu gabinete, para assessora de imprensa, Alexandra Abreu Loureiro, que esteve na SIC, andou por Londres uns tempos e agora regressou discretamente para integrar o gabinete de Severiano Teixeira. É verdade que nem todos os membros do Governo têm direito a guarda-costas. Só o primeiro--ministro, o da Administração Interna, Justiça e, claro, Defesa. Mas essa realidade não fez reduzir o tom das críticas e de muita dor de cotovelo. E alguns até argumentam que será necessário rever a situação e alargar a questão dos guarda-costas a outros ministérios sensíveis, como o da Saúde, por exemplo. Mas todos estão de acordo num ponto: não é admissível que Severiano tenha uma guarda-costas daquele gabarito, de fazer parar o trânsito, os jornalistas e tudo o que mexe à volta do ministro. Severiano Teixeira, claro, farta-se de rir: “Eu não tenho culpa.” Mais um grave problema para José Sócrates. Entre o remodela ou não, sai este ou aquele, filas de candidatos aos lugares vagos, só lhe faltava mesmo ter os seus ministros a olhar uns para os outros e, pior ainda, para os guarda-costas. Seja como for, sabe-se que o director nacional da PSP, Orlando Romano, ainda não foi contactado para afastar a ‘bomba’ das costas de Nuno Severiano Teixeira." (in "Correio da Manhã").

A propósito do artigo de opinião acima, sou levado a acreditar que quem tem Comunicação Social tem tudo... Vejam só:

"José Sócrates foi o campeão dos telejornais em 2007, segundo dados do serviço Telenews da MediaMonitor ontem revelados. O primeiro-ministro teve quase 51 horas de tempo de antena." (in "Correio da Manhã").

Será por isso que o meu Partido - o PSD -, contratou uma agência de imagem? A tal "imagem de plástico" que criticamos ao "Sô Sousa" mas que agora vamos adoptar, como lembrava (hoje, 27-01-08) Marcelo Rebelo de Sousa? Se calhar, é isso... ("PSD: Cunha Vaz integra gabinete em gestão directa com Ribau e Santana" in "Eu sou o Politicopata").

 


 

 

Pronto... Falei, mas falei baixo! E nem vou falar disto... e de muito mais! Fica para outra ocasião.



Publicado por rui.freitas às 03:53
Link do post | Comentar | Ver comentários (12) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 27 de Janeiro de 2008
Arquivado o inquérito da queixa de José Sócrates contra...

Para saber mais, clicar na imagem!



Publicado por rui.freitas às 01:28
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Sábado, 26 de Janeiro de 2008
Direito à Saúde!

"PAZ, PÃO, POVO e LIBERDADE", implicam O DIREITO a um outro BEM ESSENCIAL que é A SAÚDE!

Não vou discutir aqui - hoje - o sistematicamente cego e prejudicial encerramento de SAP's, Maternidades, Urgências Hospitalares, etc., etc., que tem sido prosseguido pelo ministro da Saúde, Correia de Campos. Ficará para qualquer dia!

Hoje, apenas quero partilhar convosco isto:

 

Petição em defesa do SNS geral,
universal e gratuito

 

Baseado naquilo que acabo de ler no blog "Que raio de Saúde a nossa"

 

"A actual política de saúde, em especial o encerramento de serviços e o corte de despesas necessárias ao seu bom funcionamento, tem degradado o Serviço Nacional de Saúde: o acesso é mais difícil e a qualidade da assistência está ameaçada.

O SNS é a razão do progresso verificado nas últimas décadas na saúde dos portugueses.

Ao serviço de todos, tem sido um factor de igualdade e coesão social.
Os impostos dos portugueses garantem o orçamento do SNS e permitem que a sua assistência seja gratuita.
Não é legítimo nem justificado exigir mais pagamentos.
Os signatários, reclamam da Assembleia da República o debate e as decisões políticas necessárias ao reforço da responsabilidade do Estado no financiamento, na gestão e na prestação de cuidados de saúde, através do SNS geral, universal e gratuito."

 

Se concorda, assine a Petição AQUI. Eu já assinei!



Publicado por rui.freitas às 23:21
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008
Reposição de comentário

Ontem, inadvertidamente, apaguei um pequeno post e, consequentemente, o comentário de um leitor.

Por isso, sendo a primeira parte do dito comentário, circunstancial, reproduzo aqui o essencial do mesmo, sugerindo a visita aos três anunciados blogs...

Ao "Fernando", o meu pedido de desculpas!

Os links são estes:

 

http://nando.blogs.sapo.pt
http://enfermando.blogs.sapo.pt
http://masqueraiodevida.blogs.sapo.pt

tags:

Publicado por rui.freitas às 00:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008
Com ou sem preservativo!?

Tive hoje (22-01-08) a oportunidade de assistir a dois distintos "espectáculos": primeiro, a audição Parlamentar (diria mesmo... para lamentar) do inspector-geral da ASAE na ARTv e, à noite, no "A Regra do Jogo" (SIC Notícias), o debate entre José Miguel Júdice e António Barreto.

Começo por estes, razão primeira para o título, eventualmente chocante, do post de hoje...

Se é verdade que, no dia a dia do comum dos cidadãos, é de todo aconselhável o uso do profiláctico - por razões cada vez mais conhecidas, já aos comentadores que "nos entram casa a dentro" - via televisão, rádios e jornais - é-lhes exigida (deveria ser...) opinião isenta, honesta, sincera. Caso contrário, fica-nos a sensação de que o destemido "artista" pode fazer o que lhe der na real gana, precavido que está com uma "protectora rede" que, em caso de queda, o manterá "sempre em pé"!
Foi esse o caso... Júdice, sempre bem protegido, escudando-se em cuidadosas e politicamente correctas apreciações; Barreto, sem medos, falando clara e abertamente, sem pruridos (até do Sr. Presidente da República), de forma a que todos o entendêssemos!

Por mim, ganhou o primeiro, porque me esclareceu e "falou a minha linguagem"...!

 

Vem isto a propósito e como introdução ao segundo "espectáculo":
A ASAE, mais uma vez! Ou, no caso concreto, ao audição Parlamentar do inspector-geral desta Polícia (atente-se no crachá, que o define...) - o austero e arrogante António Nunes, a pedido do CDS/PP.

Confesso que apenas ouvi o início da audição e tão só as sete (creio?) primeiras perguntas do deputado daquele partido, Mota Soares, resumidamente reproduzidas no Jornal da Noite da SIC, onde a deputada Rosário Águas (PSD) parece ter encontrado apenas um "pecado" ao dito senhor... o de ter fumado uma cigarrilha (e não um charuto, como referiu) na noite de fim de ano!

Só que, às tais sete perguntas, o sr. inspector-geral disse... quase nada! Respondeu apenas a duas, creio!
Às demais, justificou-se com a Lei e com a orgânica dos seus serviços... Que, como teve o cuidado de salientar, foram criados em 2005.

Ora, como não podia deixar de ser, associei a data à eleição de José Sócrates como Primeiro-Ministro! Vai daí...  comparei, também, estes dois personagens, equiparando-os no despotismo, na "infalibilidade", na explicação estudada e "indesmentível", na arrogância e na "pontaria certeira" contra os "culpados", que somos, afinal, todos nós!

Grosso-modo, disse o sr. inspector-geral o seguinte:

- A ASAE "nasceu" da fusão de cinco ou seis organismos distintos que antes existiam. O que só poderá ser "novidade" para o sr. inspector-geral...

- A ASAE "limita-se" a cumprir a Lei. Mal seria, se assim não fosse...

- A ASAE, não aplica coimas (isso, compete a outra entidade), apenas levanta autos de notícia. E daí?

- O inspector-geral da ASAE não tem de conhecer todas as acções (cerca de 67.000, creio que é esse o número exacto) levadas a cabo pelos agentes no terreno... Claro que até entendo que não, mas isso trouxe-me à memória declarações recentes do ministro da Saúde... e não só!

- O inspector-geral da ASAE reincidiu na falta de humildade, ao reafirmar que, estava dentro da Lei, ao fumar a sua cigarrilha na passagem de ano... Estava num Casino!
Ó homem, português que seja sério, honesto e com "dois dedos de testa", não o irá mandar "prender" por isso. Qualquer um faria o mesmo... Mas admitiria que o teria feito pela mais lógica das razões: a descontracção dessa noite especial. Veja se percebe!

- A legislação porque se rege a ASAE, nem sequer é portuguesa... é europeia, referiu o sr. inspector-geral! Há que aplicá-la e "mai nada", digo eu!
Aqui, a minha memória retrocedeu a 2005 (ano da criação desta Polícia e da eleição de Sócrates), e "cheirou-me" a "limpeza de imagem"! Ainda alguém se lembra do contestatário discurso ("de manhã, de tarde e à noite") do secretário-geral do PS e ex-secretário de Estado do Ambiente contra o governo PSD? Já esqueceram? Eu, não...

Bem que o deputado Mota Soares deu exemplos:
- uma inspecção da ASAE  (à hora do almoço) ao refeitório de uma escola, que obrigou as crianças a almoçarem só às cinco e meia da tarde;
- a referência ILEGAL ao nome de duas empresas em declarações à Comunicação Social (contrariando o que está vertido no código deontológico e/ou de conduta que o sr. inspector-geral subscreveu ao ser empossado);
- qual a autoridade do sr. inspector-geral, para vaticinar que, mais de 50% dos pequenos restaurantes, irão fatalmente encerrar, já que é o mercado, a economia - e não a ASAE - quem tem "poder" para o fazer?
A isto, o sr. inspector-geral disse "nim"! Primeiro, admitiu ter sido "uma expressão infeliz" (que não pude deixar de comparar à atabalhoada "explicação" do "desértico" ministro Mário Lino); depois, lá foi adiantando que se referira à "incapacidade" (?) desses estabelecimentos  para acompanharem a modernização.

O que me leva a colocar-me a mim próprio (e aos leitores deste blog) duas questões:
1.ª - QUE MODERNIZAÇÃO? A deste (des)governo ou a da União Europeia?
2.ª - Essa "modernização" implica MATAR AS TRADIÇÕES de um Povo?
3.ª - Quem disse a este senhor que queremos ESSA MODERNIZAÇÃO? Talvez, a mesma "personalidade" eleita em 2005, que prometeu referendar o Tratado Europeu... e MENTIU!

Como vêem, não há como "virar a cara", "assobiar para o lado" e dizer que não percebemos a pergunta... É "o que está a dar"! E o pior é que é contagioso!

Vejamos o optimista OE para 2008, que prevê uma inalcancável e utópica taxa de inflação, do défice, do crescimento do PIB, da melhoria das condições de vida dos portugueses... mesmo com a "alta" do preço do crude (já começou a descer, mas quando se reflectirá nos "cartéis" das gasolinas?), da "baixa" das Bolsas americana e europeia...?

 

Voltemos à ASAE.

À tarde, assisti à parte final do programa "Opinião Pública" (no qual, infelizmente, já não fui a tempo intervir, para dizer exactamente o que aqui escrevo...) e, para que conste, resumo algumas das intervenções:

- um telespectador em Antuérpia, referiu perceber e nada ter contra o facto do sr. inspector-geral da ASAE ter fumado na noite de fim de ano (nem eu), mas não entender a "explicação" e muito menos a actuação repressiva e nada didáctica desta nova polícia!

- Uma telespectadora, agures no Norte, descreveu um caso pessoal, passado num café de uma área de serviço onde toma diariamente o seu pequeno almoço; a qualidade dos produtos, o esmerado serviço, a gentileza dos funcionários é tal, que a senhora entendeu por bem pedir o "Livro Amarelo", no qual fez questão de registar estes elogios... O que aconteceu? Duas coisas muito "simples": primeiro, recebeu da empresa (ainda que não assinada) uma carta a agradecer o seu gesto; e, da ASAE (sempre a ASAE...), uma carta "agradecendo" a sua "reclamação" e "prometendo" uma "actuação em conformidade" (?).
Como bem lhe respondeu o meu amigo e colega Jornalista João Ferreira, é caso para nunca mais elogiar ninguém!
- Outra telespectadora, algures no Centro do País, referia o caso de um pequeno produtor de queijo que, numa feira, viu apreendida toda a sua mercadoria - não porque o queijo estivesse estragado ou impróprio para consumo humano, mas porque o dito produtor não registara na ficha de controlo a temperatura do frigorífico, entre as 22H00 e as 08H00...;
- Uma outra telespectadora, algures no Norte, partilhou um caso ocorrido com um pequeno vendedor de camarão, que viu apreendidas largas dezenas de quilos deste marisco (posteriormente regado com gasolina e queimado...), apenas porque não constava na famigerada "fichinha" o método de cozedura do dito... Garantiu a senhora, que havia comprado e consumido com a sua família uns quilos desse produto, sem que nem ela nem nenhum dos seus familiares tivesse tido qualquer problema de saúde ou de qualquer índole;
- Ainda uma telespectadora, algures no Alentejo, insurgindo-se contra uma intervenção dos inspectores/agentes da ASAE numa feira, onde um pequeno produtor de azeitona também viu ser-lhe confiscada todo o produto que vendia, pelo simples facto do mesmo não estar contido em embalagem homologada (?) para o efeito, produtor esse que a citada senhora encontrou a chorar, sem saber "o que fazer à vida", no final da feira!

Verdade? Mentira?

O que sei, é que todos os intervenientes neste programa fizeram questão em referir datas, locais e nomes, pelo que presumo ser válida a primeira hipótese!

 

Deixo-vos, a terminar, duas interrogações:

1.ª - Deve (e pode?) a ASAE ir, arrogantemente, tão longe e de modo tão repressivo?
Resposta: NÃO!

2.ª - Será a arrogância, prepotência e desumanidade da ASAE um "espelho" da governação socrática do nosso País?
Resposta: SIM!

Até quando? Quem se lhe opõe?

Isso, é o que se verá!



Publicado por rui.freitas às 03:21
Link do post | Comentar | Ver comentários (14) | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008
Ter razão antes do tempo...

Ou, se preferirem, aquele que disse ao PSD (e ao País) qual era o caminho... e não foi ouvido!

Luís Marques Mendes disse-o, não com a razão da força, mas sim com a força da razão!

Entre muitos casos, vejamos estes dois, bem recentes...

 

0012yatt

 

- Não à OTA, sim ao aeroporto na Margem Sul...

- "Carmona Rodrigues, ex-presidente da Câmara de Lisboa, Fontão de Carvalho e Eduarda Napoleão, ex-vereadores, foram acusados, dia 16, no processo Bragaparques."

(Agora, a 20 de Janeiro de 2008):
"Bragaparques
PSD está disposto a colaborar
" - in "Correio da Manhã"

 

Nota do dia 22/01/08:

Já depois de publicado este post, recebi um "alerta" (que agradeço) para a nota publicada no "e-xpresso" de 19/01/08, com o título "Lisboa e o PSD".

 

Ainda falta muito mais... Aguardemos serenamente!



Publicado por rui.freitas às 00:04
Link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008
Já tudo é "normal", no meu País...

"ASAE: 14 dos 300 inspectores participaram em acções formação

O presidente da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) disse hoje (12-01-08) que apenas 14 dos 300 inspectores participaram em acções de formação com ex-polícias norte-americanos com incidência nas áreas marítima e de imobilização de suspeitos. O comentário surge depois do semanário Expresso ter noticiado hoje que os inspectores da Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) estão a receber treino militar de ex-agentes dos serviços secretos portugueses (SIS) e de elementos do corpo de polícia norte-americano SWAT." in Diário Digital.

Segundo este mesmo meio, "António Nunes (presidente da ASAE) considera normal (normal?) a participação de inspectores da ASAE nestas acções de formação que os preparam para enfrentar todo o tipo de situações que possam ocorrer durante as actividades de inspecção."

Vou tentar deixar claro - de uma vez por todas - que não estou contra a existência de uma qualquer entidade reguladora e sobretudo fiscalizadora (que antes dava pela designação de Inspecção das Actividades Económicas, vulgarmente conhecida apenas como "Actividades Económicas"), mas é tempo de alguém DIZER BASTA a esta despropositada sanha da actual ASAE.

 

Fiscalizar a actividade económica por todo o País? Claro que sim!
Mal de todos nós, consumidores, se assim não fosse...
Entrar, de surpresa, numa unidade de produção (especialmente do ramo alimentar) e verificar as condições de higiene com que são elaborados, tratados, embalados... os produtos. Estou totalmente de acordo!
Fazer uma "visitinha surpresa" a certos restaurantes - em especial às cozinhas -, constatando se estão ou não a ser seguidas as mais elementares normas de higiene? Obviamente!

Agora, caros leitores, treinar 14 dos seus 300 inspectores (nem que fosse só um...!) nas mais refinadas técnicas e tácticas de combate aos piores malfeitores e bandidos, é coisa que, sendo "normal" para o sr. presidente desta polícia, já NÃO DEVIA SER para o comum dos cidadãos!
Até porque, sempre que os ditos inspectores procedem a uma "rusga" numa qualquer feira de rua, são usualmente acompanhados por agentes da PSP e/ou GNR... Pelo que tenho visto nos vários canais televisivos.
Será que já não "sentem as costas tão quentes?" Será para não "abusarem da autoridade" destas polícias? Será que os (pequenos) comerciantes incumpridores se transformaram, de repente, em bandidos da pior espécie? Será que a revolta dos fumadores os obrigou a isto?

Não sei! Aquilo que sei é que Portugal se tornou - a vários níveis - num "Estado policial", graças aos novos "bufos", aos irredutíveis defensores do "regime socialista" e, agora, a esta super-polícia que dá pelo nome de ASAE.

Pobre Povo desta "Nação (outrora) Valente". Ao que chegámos!
Cordeirinhos obedientes, comendo calados toda a "papinha" que nos vão metendo na boca, com a eterna e estafada desculpa de que é "para nosso bem"!

 

Termino, com duas referências - um texto explicativo e uma foto-montagem:

 

O que é a SWAT?

"SWAT é um acrônimo em inglês para Special Weapons And Tactics (Armas e Táticas Especiais).

Nos Estados Unidos, SWAT é o nome mais comum para uma unidade de polícia especializada nos departamentos de polícia das grandes cidades. É uma unidade treinada para executar operações de alto risco. Isto pode incluir ataques coordenados a alvos seleccionados, tais como criminosos fortemente armados em locais abrigados, mandados de prisão de alto risco e operações de retomada de reféns localizados e desactivação de artefactos explosivos, além de actividades como escolta VIP e combate ao "inimigo interno" (terroristas infiltrados em solo estadunidense). Os policiais da SWAT são tipicamente equipados com armamento mais pesado do que a polícia convencional, incluindo submetralhadoras, carabinas, gás lacrimogêneo e granadas de mão, além de rifles para atiradores de precisão (snipers)."

(fonte: Wikipédia)

 

Como actua a ASAE/SWAT?

Assim (foto-montagem):

0012x089
(Inspectores da ASAE nos jardins do Casino Estoril)

Já não me falta ver mais nada...



Publicado por rui.freitas às 01:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008
Unidade sem Anestesia (3)

A Sociedade Civil e a Democracia

 

A Sociedade civil move-se e faz mover uma amálgama de acções colectivas voluntárias à volta de muitos interesses, propósitos e valores.
Deveria ser ela o motor impulsionador de toda a vida na sociedade e o pulsar de qualquer país, recolhendo os políticos nela, a chama e as coordenadas de toda a sua acção governativa.
Só deste modo conseguiriam os governantes cumprir os objectivos da “ Democracia Representativa” que os guindou às rédeas do poder, poder esse delegado sempre em nome da vontade popular devidamente esclarecida por eles, relativamente às variáveis em jogo para cada momento e a cada acção a pôr em prática.
Muitos foram os reputados estudiosos, que até hoje, identificaram o papel da sociedade civil numa ordem democrática como vital e, por tal, recomendam para com ela o diálogo e respeito, permanentes.
Há quem tenha medo desse diálogo e em nome de um poder de decisão indispensável na governação, dizem, opte por fechar os olhos e decidir convictamente sozinho, mesmo nas medidas mais complexas e decisivas para sociedades seculares como a nossa.
Alguns desses políticos até argumentam com a não eleição destas organizações, como se o voto lhes desse inteira liberdade de decisão!
Outros até chamam a este tipo de reflexão e opinião, discursos “ catastróficos”, “ profecias da desgraça” ou “ becos sem saída”. Talvez sejam?
Mas na verdade, porém, os inúmeros erros de governação arredam alguns países da respeitabilidade internacional e mergulham o seu povo no limiar da pobreza. Apeados do poder, tais governantes, acabam por sentir o seu futuro garantido com reformas principescas ou empregos muitíssimo bem pagos.
Os altos prejuízos provocados à nação ficam “ sem pai ” e os pesados sacrifícios sobram para o povo !
O tal que não sabe o que diz ou o que se deve fazer....
É certo que a atitude das pessoas, muitas vezes, não é a melhor, mas é resultado do exemplo e do “ laisser faire” contínuo dos políticos, que não souberam moldar o povo noutra educação e noutra cultura.
O melhor exemplo disto, teremos nós no famigerado monstro do défice das finanças públicas que, alguns nele atolados até ao pescoço, ainda acabam por reclamar para eles, louvores pelo seu emagrecimento.
Outro exemplo da falta de legitimidade democrática pode ser encontrado no escândalo do BCP, entidade privada, na qual o governo, através dos votos conferidos pela sua participações neste banco privado e na CGD e EDP, nomeia para ele um seu comissário político!
Não constituiria melhor exemplo se o governo alienasse a sua participação n BCP e, com esse montante, pagasse atempadamente aos seus fornecedores? Era um bonito exemplo para o País.
Por este caminho já não teria a tentação de interferir no domínio que só à sociedade civil deve caber.
Afinal quem foi que permitiu que a situação chegasse a este ponto? Não terá sido o mesmo governo através dos responsáveis que nomeou para a CMVM, Banco de Portugal e Entidades Reguladoras, o maior responsável? Então, onde estão esses responsáveis ou o acompanhamento atempado que o caso já deveria ter tido?
Esta é a prova de que a nossa Sociedade Civil é fraca, sem grupos económicos fortes e todos existem na dependência do poder governamental.
Enquanto assim for, Portugal não descolará tão cedo da cauda dos países mais atrasados da UE. Todavia, não será por culpa daqueles que, com custos próprios, não se cansam de alertar. Não é deles que vem a desmotivação ao País que estamos a ser, mas sim daqueles que querem continuar a acender a lareira soprando num pequeno fogacho mal aceso num bocado de carvão humedecido, em lugar de se municiarem com acendalhas apropriadas e de boa qualidade, iguais em valor aos verdadeiros princípios da Democracia Representativa. 
Depois, seria só ver a chama e o calor (leia-se a motivação, a ética e o desenvolvimento) a aumentarem trazendo de volta ao povo o bem-estar que merece.
Somos pobres porque nos falta atitude perante os princípios básicos da vida e isso, muito por culpa dos políticos que temos, na acção governativa!.
António Reis Luz
ex-Autarca


Publicado por rui.freitas às 21:29
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008
Prometi e cumpri...

0012p0fk

 

000za21y

 

 

000kqqbt



Publicado por rui.freitas às 23:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos
|

"Tea - 4 - 2..."

Ontem (14-01-2008), como quase todas as tardes, fui ao "jardim da celeste...", perdão, ao Jardim de Paço de Arcos e, não sei se por causa do pombal... encontrei alguns dos habituais "passarinhos" que por ali (e não só) costumam "pousar".

Bastou-me estar "de ouvido atento" para perceber a indignação das palavras!

Dizia um: "sabes que hoje fui almoçar ao Xico e lá estavam o..., o... e o..., na mesa do fundo?"

Dizia o outro: "qual é o espanto? eles são clientes habituais!"

Resposta do primeiro: "sim, é verdade; mas sabes que eles estavam à espera do Presidente e do ex-Secretário da Junta, que combinaram almoçar com eles?"

Entra em cena o terceiro: "continuo a não perceber?! Eles não são todos amigos?"

O segundo estranha: "já não sei... o secretário já não o podia ver e até apresentou a demissão, não foi?"

Retruca o primeiro: "pois... o... até ligou ao Presidente da Junta a perguntar se demoravam, mas a verdade é que nenhum dos dois apareceu!"

Conclusão do terceiro: "mas eles estavam os dois juntos dentro do carro, ao pé do «Picas»!? Só se foram almoçar ao...".

É claro que não digo onde, porque qualquer dia quem lá vai almoçar sou eu.



Publicado por rui.freitas às 00:17
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008
Finalmente: O Sonho realizado...

Os Órgãos Sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos e, em especial, o seu Corpo Activo, estão de parabéns. Inaugura-se no próximo sábado, dia 19 de Janeiro, o tão desejado Novo Quartel.

 

0012kbsh

 

Sonho antigo, que ora se realiza, para melhor comodidade e operacionalidade dos nossos Bombeiros e, naturalmente, para as populações que os Soldados da Paz continuam a Servir!

A cerimónia, que contará com a presença do ministro da Administração Interna, Rui Pereira, tem a seguinte sequência:

10H30 - Recepção

10H45 - Içar das Bandeiras e Bênção

10H50 - Inauguração

11H00 Sessão Solene

 

Fica o agradecimento ao Presidente da Câmara Municipal de Oeiras pelo convite e a certeza de que lá estarei, como sempre, na "nova casa" dos nossos Bombeiros, onde espero encontrar os anteriores presidente da Direcção (João Pimenta da Costa) e comandante do Corpo Activo (José Domingos dos Santos)!



Publicado por rui.freitas às 23:50
Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
|

"Os Putos"

Ao "Depois Falamos" (blog de Luís Cirilo, Chefe de Gabinete de Luís Filipe Menezes), fui "roubar" (com a devida vénia, claro!) este post que li no "Politicopata" e não resisti...

 

"Não,não me refiro á obra,aliás magnifica, de Altino Tojal.

Refiro-me a outros putos.
Que tem idade para serem homens mas não passam de garotos.
Que ocupam cargos para que não tem categoria.
Que substituem a frontalidade pela calúnia,a coragem pela intriga,o confronto leal pelo golpe baixo .
Que por si sós pouco valem mas cuja afirmação vem sempre á boleia de quem precisa de servos obedientes e pouco escrupulosos.
Que não tem pejo em trocar de amigos,de lealdades,de compromissos.
Importa é manterem-se á superficie.
Como as rolhas de cortiça.
Que dão o dito pelo não dito com a facilidade e rapidez com que os semáforos mudam de cor.
Vivem no submundo da sociedade.
Sem valores,sem convicções,sem honra.
Sem serem leais a ninguém e todos sabendo que com eles para nada de bom se pode contar.
A não ser para golpezinhos,golpes e golpadas.
Andam por aí no meio de gente muito mais séria do que eles.
Também não é dificil..
Conheço-os muito bem.
Deixá-los ir andando...
Depois Falamos". 


Publicado por rui.freitas às 01:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

"Cheira" a gasolina...

Não sei se é da forma como é refinada, mas há muito que o "cheiro a gasolina" se espalhou desde Paço de Arcos a Porto Salvo...

Como o prova o "Cu de Oeiras"... AQUI. E com estes documentos!

Por cá, constava a matrícula; por lá, consta "a viatura do Presidente da Junta de Freguesia", como podem confirmar abaixo!

 

0012g0fg    0012ht6k

(Clicar, para ampliar)



Publicado por rui.freitas às 00:47
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 13 de Janeiro de 2008
Um Blog de Homenagem!

Comandante Armando Cardoso Soares

0012f0wf

Blogue elaborado pela Família (Mulher, 5 Filhos, 10 Netos e 2 Bisnetos) e dedicado ao Homem de carácter, apaixonado pelos Bombeiros Voluntários, por Angola, pelo Lubango e por Linda-a-Velha/Dafundo.

Data de 5 de Janeiro, a criação do blog de justa homenagem ao recém-falecido Comandante Armando Soares, elaborado - como ali se refere - pelos seus mais directos e dilectos familiares.
Porque, apesar de não poder dizer - em boa verdade - que éramos grandes amigos de longa data, habituei-me a reconhecer a sua verticalidade, o seu carácter e o seu respeito pelos amigos dos amigos, volto a homenagear o seu nome com esta pequena contribuição, através da qual solicito a todos quantos com ele mais de próximo privaram (sobretudo os Bombeiros do Concelho de Oeiras), para que contribuam para enriquecer - com fotos, textos, documentos e o que mais entenderem - o blog criado pelos seus familiares, cujo endereço deixo aqui:

http://comandantearmandocardososoares.blogspot.com/



Publicado por rui.freitas às 00:48
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Moção contra a alteração da Lei das Autarquias Locais

Para os leitores mais conhecedores e/ou interessados, deixo aqui a reprodução da Proposta de Moção da ANAFRE - Associação Nacional de Freguesias, que foi rejeitada (sem que surgisse alternativa) na Assembleia de Freguesia do passado dia 10 de Janeiro.

 

 

0012ec18  (clicar, para ampliar)


tags:

Publicado por rui.freitas às 00:36
Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos
|

"Sexta" à sexta

Vai já no n.º 12, mas só o descobri no passado dia 11. É gratuito, propriedade da Vipu ACE (geral@sexta.pt) e tem sede na Travessa da Queimada, 23 - 3.º, em Lisboa.

E dá pelo "nome" de 0012d3xz.

Trouxe-o comigo, porque não resisti a ler um artigo de um dos meus actores preferidos - José Pedro Gomes (zpgomes@sapo.pt) -, que nele colabora.

Eis o que ele escreveu:

 

0012c85z



Publicado por rui.freitas às 00:08
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Sábado, 12 de Janeiro de 2008
Descubra as diferenças...

Já vos falei desta "igualdade"; aqui está a "prova"! Agora, descubram as diferenças...

 

0012atpw

 

(Claro que a data correcta, é 12/01/2008... e não 2007)



Publicado por rui.freitas às 00:08
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008
Ficção ou... fixação?

Confesso que sou muito mais dado à realidade do que à ficção, embora goste de um bom filme deste género. Só que a minha realidade é falar com o coração e, por vezes, há quem pense que, por isso, perco a razão. O que é puro engano!

Todavia, hoje, como não tenho mais nada que fazer, resolvi "escrever um conto de ficção".

E, como todos os contos ou histórias, também este começa com o sacramental "Era uma vez..."

 

"Quando conheci o Sahid Silvestre, há meia dúzia de anos, ele era um jovem irrequieto e voluntarioso, sempre pronto a defender os seus pontos de vista, os seus projectos, aquilo em que acreditava realmente.
Nesse tempo, andava ele embrenhado nas lides desportivas, cativando e incentivando outros e outras jovens para esta salutar prática.

Dei comigo a acompanhar o seu percurso, a apreciar a forma como se empenhava em conseguir recursos para os projectos em que se envolvia, a conseguir os desejados resultados desportivos...

E gostei do que vi.

Passado algum tempo, como "capitão" da "equipa laranja", achei por bem convidá-lo a juntar-se ao meu "plantel", propondo-lhe um "contrato" de quatro anos! Que ele aceitou, com a única condição - diga-se - de não ter de "vestir aquela camisola". Preferia um equipamento "branco"!

Como o "branco" até não ia mal com o "laranja", concordei e subscrevemos o acordo, partindo para o "campeonato" que se avizinhava!

Por essa altura, outros "treinadores" que com ele haviam privado (e a quem não dei ouvidos), alertaram-me para a má escolha que eu tinha feito.

Pelo caminho, Sahid Silvestre, lamentava apenas as dificuldades com que se defronta qualquer outro jovem do seu país... o emprego estável não havia maneira de aparecer (os que surgiam, eram efémeros, mal pagos); O amor, era a antítese do jogo: quem tem sorte a um, não tem sorte a outro...

Como era verdadeiro amigo do Sahid Silvestre, jamais lhe neguei alguns conselhos ou o "ombro amigo" que os parceiros de jornada nunca devem recusar!

Sahid Silvestre começou a jogar a sério, integrou-se na equipa e até a demonstrou habilidade para este novo "desporto". O que me envaideceu, diga-se de passagem...

Mas... (há sempre um "mas" nestes contos de ficção), chegou o dia em que Sahid Silvestre achou que ser "desportista" na segunda liga era perder tempo (penso eu de que...) e resolveu apostar forte na primeira.

Decidiu seguir o exemplo de um seu "herói", que era exímio no "jogo" e sobretudo nos "dribles", razão pela qual "estava bem na vida" e ganhava bom dinheiro, disse-me ele.

Num recente "jogo", Sahid Silvestre até me justificou ir dizer sim à proposta dum novo "treinador", porque não aceitava que a "equipa laranja" sofresse um golo da "equipa cor-de-rosa".
Fiquei estupefacto: então o "desportista" que fez questão de vestir o "equipamento branco", está assim tão preocupado com o que pode acontecer à "equipa laranja"?

Como "treinador", estive prestes a lembrar-lhe que... "nos balneários" mandava eu, mas não o fiz, para não ofender a sua inteligência!

Limitei-me a aconselhá-lo a seguir as minhas indicações e a perceber que não devemos querer chegar à "primeira liga" sem antes termos demonstrado ser mesmo bons no primeiro patamar...

Subir à "primeira divisão" demasiado depressa, tem preço... tem custos...

Qual quê! Sahid Silvestre não me deu ouvidos, e lá seguiu o chamamento do novo "treinador"!

Como verdadeiro amigo que era de Sahid Silvestre, desejo-lhe os maiores sucessos, mas não posso agora deixar de recordar as palavras dos tais "treinadores" que me avisaram, nem de me lembrar daquela outra história do sapo... que "tanto inchou, tanto inchou..."

 

0012b9a6

 

Pronto... Acabou-se a história de ficção!
Gostaram?



Publicado por rui.freitas às 23:39
Link do post | Comentar | Ver comentários (13) | Adicionar aos favoritos
|

Sessão das 9... Entrada gratuita!

Engana-se, quem pensar que vou falar de cinema e do realizador Manoel de Oliveira!
Este título, é mais apropriado à "peça teatral" que subiu "à cena" ontem, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Paço de Arcos - por sinal, com duas sessões...

Eu até "tinha bilhete" para assistir mas, perante o "elenco" e o "papel" me disseram ter de desempenhar na "peça"... desisti e fui-me embora!

Diz que era uma espécie de "peça circense" e diz que me queriam atribuir o papel de "palhaço"!
Confesso que não tenho "talento" para tal... Já tentei, mas não acerto com as "deixas"!

 

000ag83r    000zw7c5   000ag83r

Acabaram por atribuir o "papel" a dois palhaços e a um "bobo da corte"...

 

Claro que eu até podia ter integrado o "elenco" da primeira sessão, interpretando o habitual papel de "vilão" e saído "de cena" a tempo de "receber o meu..." como preceitua a Lei! Mas, o argumento da segunda sessão era tão mau, mas tão mau, que preferi - a bem da minha saúde mental - não participar!

 

A primeira sessão, explica-se em poucas palavras:

"Análise do Relatório da Delegação de Competências referente ao 3.º Trimestre de 2007", "Análise da Informação Escrita do Presidente da Junta referente ao 3.º Trimestre de 2007" e "Análise da Informação Financeira da Junta a 31 de Outubro de 2007"... lia-se no "decreto real"!

Dada a ausência do "vilão", esta parte durou menos de uma hora, obrigando assim a um intervalo mais prolongado, por forma a que a segunda sessão tivesse início às 22H30.

É claro que os "cérebros" do costume não se lembraram de perguntar porque é que o bendito relatório (que ascendia à "fabulosa" quantia de 8.891,90 euros, 4.383,54 dos quais em vencimentos) continuava a não vir datado e muito menos porque é que a Toyota Dyna andava a gastar tanto gasóleo (lá estou eu com os combustíveis...)?
Vejamos:
Dia 13-07-2007 - 63 litros;
Dia 17-07-2007 - 46,86 litros;
Dia 29-08-2007 - 59,75 litros;
Dia 01-07-2007 - 61,72 litros
(por acaso, um sábado e nem foi ao serviço da Comissão de Festas que, no dia 31 havia "metido" mais 18,66 litros);
Dia 07-09-2007 - 44 litros;
Dia 08-09-2007 - 30,34 litros
 (outro sábado);
Dia 24-09-2007 - 53,50 litros
(Venda a Dinheiro...? Olá!);
Dia 25-09-2007 - 41,05 litros!

"Derepentemente", lembrei-me que também a Renault Express (a tal que era "um susto", ninguém queria conduzir, foi oferecida aos nossos Bombeiros e está um miminho), gastara alguns litritos de gasolina a mais. Não?
Vejamos:
Dia 03-05-2007 - 31,07 litros;
Dia 05-05-2007 - 37,48 litros;
Dia 06-05-2007 - 37,48 litros
(certinhos e iguaizinhos)!

Nem porque é que a Informação Escrita do Presidente estava "desdobrada" em duas + três (tantas?) folhas A 4, a primeira das quais em "corpo 14", a dois espaços e porque é que apenas uma iniciativa havia sido da própria Junta...?
Curiosamente, lá estava a "animação com palhaços", no dia 12 de Agosto...! Pega-se?

Vamos às três folhinhas seguintes.
Se as duas anteriores (por acaso) estavam datadas de 13 de Setembro, porque raio estas relatavam "o mês em que estará presente o número normal da população"... o de Agosto, "já que ocorrerão as sempre queridas Festas do Senhor Jesus dos Navegantes"?

Como "o burro sou eu", também não percebi porque se falava então "na Festa (Dar Voz às Crianças) no Parque dos Poetas no passado dia 28 de Setembro"? Em que ficamos?

Curiosamente também, no dia 11 de Setembro, parece que decorreu a "segunda reunião do Conselho Municipal de Segurança". Data fatídica e tema de candente importância para as populações, não teve direito a mais de duas linhas... O que se discutiu? Como está a Segurança no Concelho e na Freguesia? Dados Estatísticos? Nada de nada!

Finalmente, "diz que" estão realizados 73,48% das Receitas e 62,12% das Despesas...!

Entretanto, soou a campaínha e os assistentes saíram para longo intervalo, aproveitando para fumar um cigarrito... na rua!

 

De volta à "segunda sessão", pelas 22H30, público e actores confrontavam-se com dois "actos":
"Apreciação e votação da Moção de Rejeição (modelo) apresentada pela ANAFRE, face às alterações à Lei Eleitoral dos Órgãos das Autarquias Locais (Lei Orgânica n.º 1/2001, de 14 de Agosto), actualmente em discussão" e, em aditamento de última hora, "Eleição para substituição de vogais da Junta, de acordo com o art. 29.º, n.º 1 B (leia-se n.º 1, alínea b)), da Lei 5-a/2002, de 11 de Janeiro".

 

Vamos ao primeiro "acto" (de que já vos falei AQUI).

 

00109swr

O sr. Presidente da Assembleia de Freguesia - tal como eu -, insurgiu-se contra o facto da Junta de Freguesia de Paço de Arcos ter deixado de pagar a quotização à ANAFRE; o sr. Presidente da Assembleia de Freguesia - tal como eu -, insurgiu-se contra o facto da Junta de Freguesia de Paço de Arcos ter "decidido" deixar de integrar a ANAFRE; o sr. presidente da Assembleia de Freguesia - por nomeação do PS Oeiras, faz parte da ANAFRE; as "alterações à Lei Eleitoral dos Órgãos das Autarquias Locais" visam penalizar e "passar um atestado de burrice e incompetência" aos Autarcas das Freguesias...
Razões mais do que suficientes para que o sr. Presidente da Assembleia (pelo menos, ele), tivesse votado favoravelmente (e por aclamação) a citada Moção de Rejeição, não acham?
Pois estão muito enganados... o sr. Presidente da Assembleia VOTOU CONTRA!

Isto, é o que eu chamo de "coerência"... partidária e socretina!

 

O segundo "acto" necessita de uma explicação prévia, de modo a que os leitores a percebam na sua amplitude! Substituição de dois Vogais da Junta de Freguesia, porquê?

 

Confrontado com ISTO (e após aturar muitas outras situações menos agradáveis, menos correctas e menos dignificantes - para não ir mais longe...), o Vogal Luís Finote entendeu por bem - e está no seu direito - pedir "renúncia ao cargo" e solicitar o regresso à Bancada PSD pela qual foi eleito!

Analisado o caso em reunião de Executivo, parece que alguns concluíram que o "passarinho Zé Broa" dava pelo nome de Arnaldo do Carmo (?), o que foi considerado uma "traição" à equipa, segundo me informou outro "passarinho".

Sabedor desta "conclusão", o Vogal, Secretário e n.º 2 da lista IOMAF, apresenta a sua renúncia ao mandato...
Como calculam, "caiu o Carmo e a Trindade"!
(Lembram-se dos "troubles" de que falei AQUI? Só não esperava do meu Amigo Arnaldo - que muito estimo e prezo - a reacção escrita que fez chegar à Assembleia. Ele sabe que não foi assim...).

 

Contou-me o mesmo "passarinho" que, confrontado com esta situação, o sr. Presidente da Junta foi pedir socorro ao sr. Presidente da Câmara. Só que, em vez de explicar correctamente o que se passara, de admitir que era o principal responsável, apenas o informou que o Arnaldo e o Finote se haviam incompatibilizado por causa de qualquer coisa publicada no "blog do Rui Freitas". Já estou habituado!

Solução legal para o "problema"? Substituição dos Vogais!

 

Entretanto, a dita solução passou (resumidamente) pelos seguintes "cenários":
- Propor dois membros da lista IOMAF para o preenchimento dos lugares vagos, solução que foi aceite.
Só que, um desses elementos, ameaça renunciar também ao mandato, se fosse "subalternizado" nessa "dança de cadeiras", pelo que foi proposto um outro "cenário", já que o mesmo parecia "não interessar" a quem de direito...!
Assim, o Executivo + 1 (?) decidiu:

- Propor um membro da lista IOMAF e não se opor à eleição de um membro da lista PSD; ou seja, "troca por troca"!

Acordada esta "manobra", entra "em cena" o sr. Presidente da Junta e, "sem dizer água vai" (como sempre), convoca o 2.º Vogal (PS) e propõe-lhe a eleição de um membro da lista IOMAF e outro do PS (José Gonçalves, suplente - suspendendo um o mandato e saltando outro camarada), até porque, segundo o tal "passarinho", o sr. Presidente já havia "ameaçado" que, se vier para cá um PSD, "não lhe dou pelouros nem sequer a chave da Junta"!
Era o que mais faltava - digo eu!

 

O dia 10 de Janeiro aproximava-se e a "coisa não atava nem desatava"... Mas, entretanto, o sr. Presidente da Junta "informou" o Executivo saber (?) que o Rui Freitas havia "combinado" com o sr. Presidente da Assembleia que a Bancada PSD iria propor o nome do Dr. Paulo Brás para substituir o Vogal Luís Finote.
PURA MENTIRA e nada de mais inverosímil, por três razões:
1.ª - Essa "combinação" NUNCA OCORREU;
(Apenas falei com o sr. Presidente da Assembleia no dia 4 de Janeiro (sexta-feira), só para lhe perguntar se já havia tomado conhecimento da renúncia ao cargo do Vogal Luís Finote e como pensava proceder à sua substituição, conversa essa que ocorreu no Café da CHE Nova Morada e na presença de testemunhas).
2.º - Essa "solução" NUNCA foi proposta ao visado;
3.ª - Se o fosse, a resposta seria NÃO, dados os afazeres profissionais do visado!
(Adiante, já vos explico melhor...).

 

Como representante e primeiro eleito da Bancada PSD, fiz o que me competia: contactei os três membros eleitos na minha lista (Nuno Gustavo, David Silva e Paulo Brás), pondo-os a par da situação e pedindo a sua opinião, contactos esses que se concluiram no dia 9 de Janeiro, sendo opinião unânime que, não dispondo qualquer deles de tempo - por razões profissionais -, estavam indisponíveis para integrarem o Executivo. E mais... Entendiam que devia ser o movimento vencedor - IOMAF - a preencher os lugares vagos!
A todos e cada um deles, disse o seguinte: "ainda bem que pensam assim, porque é essa a minha opinião; só não queria que a tomassem como imposição"!
Pela parte do PSD, estava resolvido o "problema"!

Entretanto, no meu telemóvel, iam "chovendo" telefonemas diários do meu "n.º 2" e Tesoureiro da Junta, no intuito de saber se o PSD ia indicar alguém para o Executivo! Só que não podia confirmar-lhe nada de concreto (apesar de me ter aconselhado o nome de José Cabruja, com quem já havia falado), pois como disse só no dia 9 concluí os contactos!

Seguiu-se novo telefonema, informando-me que David Silva havia aceite ser indicado pelo PSD (com o beneplácito do líder da bancada IOMAF, porque o sr. Presidente da Câmara aceitava qualquer elemento PSD... menos o Freitas) e porque, assim, o PSD "isolava" o Presidente da Junta. Para mim, era novidade, pois o referido elemento havia sido bem claro ao recusar a indicação, pelas tais razões profissionais, posteriormente "esquecidas", pois a proposta era a de que só precisava dispor de algum tempo nalgumas noites e fins de semana que pudesse! Já só faltava mesmo dizerem-lhe que apenas precisava ir à Junta no fim do mês levantar o cheque...!

Incrédulo com o que ouvia, contactei o dito elemento, que... me confirmou ter aceite essas "condições", alegando mesmo outras razões que me escuso de reproduzir aqui!

Argumentei - efectivamente, argumentei -, que era agora a minha credibilidade que estava em causa, pois tivera o cuidado de ouvir os três elementos (incluindo-o a ele) e que a opinião havia sido unânime...
De nada serviu!

 

Na noite de 10 de Janeiro (com o "tal circo bem montado"), ainda ouvi dizer que o sr. Presidente da Comissão Política da Secção de Oeiras "dera indicações" para o PSD nomear alguém para o Executivo, baseado no mesmo princípio da "troca por troca"... sai um PSD, entra outro PSD!

 

Resta-me concluir este post, dizendo-vos o seguinte:
- Em Novembro de 2005 (após conversações com o 1.º eleito do PS, lembram-se?), propus a indicação de dois elementos do PSD e dois do PS para o Executivo, de modo a "isolar" o Presidente da Junta...
- Com ou sem "queijo limiano" (lembram-se?), o PS "roeu a corda"... mas o PSD elegeu dois elementos para o Executivo...;
- Essa pequena vitória, valeu-me as críticas que podem ler nos primeiros posts deste blog...;
- Com essa pequena vitória, passei a integrar a "lista negra" de várias pessoas...!
- Em Janeiro de 2008, as mesmas razões deixaram de ser válidas...;
- Em Janeiro de 2008 - depois de ouvir, democraticamente, os meus colegas de Bancada -, lá aparece outro "queijo limiano"...;
- Em Janeiro de 2008, apesar do "argumento desta peça circense" ser "engendrado" de forma tão grosseira, eu deveria mudar de opinião?

 

Caros Leitores e Amigos, espero ler as vossas opiniões sinceras, porque posso ter-me enganado ao tomar a decisão de não aceitar ser o "palhaço" desta "peça"...

Ou, então, estavam os meus pais, que me legaram por herança os valores da honestidade, verdade, credibilidade, carácter, palavra... e uma só cara!



Publicado por rui.freitas às 23:38
Link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008
"MIssão Impossível"

Ontem, já madrugada dentro, coloquei o post titulado "Que «asae» o nosso..."!

Hoje, não resisto a partilhar convosco o post colocado no Oeiras Local (para os que não o tenham lido...) pela minha Amiga Isabel Magalhães e intitulado "Missão Impossível".

Da autoria de Vasco Graça Moura (escritor e deputado europeu pelo PSD), fez-me renascer a esperança de que nem todos os deputados europeus continuem a ser tecnocratas.

Mas, por outro lado, deixou-me quase de lágrima ao canto do olho, pois o sr. presidente da ASAE já vaticinou, de facto e de forma arrogante, o futuro de 50% dos restaurantes em Portugal: FECHAM AS PORTAS!

Que o dito senhor tenha sido "apanhado" a fumar, preocupa-me tanto como "a chuva que caíu há cem anos..." O que me chocou, foi a arrogância do mesmo e a explicação "esfarrapada" que arranjou e que, afinal, também é contrária à Lei (segundo a DGS... não confundir com PIDE-DGS!) que diz que os Casinos "sendo locais fechados não podem deixar de se incluir no âmbito da aplicação a lei", além de estarem abrangidos na lei por "serem locais de trabalho" (in SIC Online)

Mas, voltemos ao artigo de Vasco Graça Moura (http://oeiraslocal.blogspot.com/2008/01/misso-impossvel.html) e atentemos no que ele prenuncia vir por aí. Como já se previa!

Sinceramente: leiam o artigo. Vale a pena e dá que pensar!

Que fique claro, no entanto, que eu estou perfeitamente de acordo ter de existir alguma entidade que fiscalize, controle e faça cumprir a Lei... Senão, seria o completo "regabofe", pois bem sabemos como "funcionam" alguns empresários que não apenas da área da restauração e bebidas!

Daí a perseguir (é esse o termo: PERSEGUIR) continuadamente e em crescendo TODOS os pequenos e médios restaurantes, devia ir uma grande distância. Mas não vai...!

Como se atreve esse senhor a proferir a "morte anunciada" a largas centenas de restaurantes e o desemprego a muitos mais milhares de portugueses, a maioria dos quais familiares próximos (esposas, maridos, filhos...) dos proprietários?

E ficamos TODOS CALADOS? E o (des)governo fica calado?

Se calhar, a estratégia insere-se na tal criação de 150.000 novos empregos. Será?

Ou estarão os socretinos apostados em eliminar de vez a classe média?
Sim, a classe média... a que não tem rendimentos suficientes para almoçar todos os dias em restaurantes de luxo... que cumprem as regras da ASAE!

Voltaremos ao tempo das marmitas nos empregos? Já faltou mais...

Marmitas? Nem pensar... a ASAE proíbe!

Já agora, alguém me pode responder a isto: em que Lei está definida a qualidade do ar que "se pode respirar" nos restaurantes que tenham extractores de fumos?

É a ASAE...

Quem define que tipo de extractores podem ser usados?

É a ASAE...

É que sei de restaurantes que já foram multados porque "os aparelhos não estavam de acordo com a legislação" e receberam intimação para os retirar. Mas qual legislação? Indiquem-na, por favor!

 

Nota: Como bem refere Vasco Graça Moura, "a temperatura das mãos que amassam certos queijos artesanais é determinante da sua qualidade". Aprendi isso há largos anos, quando realizei uma longa reportagem em toda a região da Serra da Estrela.
E garantiram-me, também, que essas mãos têm de ser femininas...
E mais ainda: que uma mulher menstruada, NUNCA POR NUNCA poderá amassar um queijo, sob pena do mesmo ficar estragado...

Será que a ASAE "vai controlar" também o período das puras e duras mulheres serranas?

Só faltava isso!

 

COME E CALA... ZÉ POVINHO!

 

000ekhh6



Publicado por rui.freitas às 00:38
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008
Que "asae" o nosso...!

00129ast

 

Presumo que este símbolo, primorosamente escolhido no tempo em que eu andava pelos jornais e revistas de Turismo me merecia o maior respeito e total acordo, ainda esteja em vigor.

Se for esse o caso, é com enorme pena que o verei desaparecer em breve, trucidado, distorcido, amarfanhado e envergonhado na sua plenitude pelos competentíssimos eurocratas que parecem apostados em exterminar o que de melhor existe em cada um dos 27 países que os elegeram.
Mas, com o mal dos outros, posso eu bem, como se costuma dizer. O que me importa é Portugal!

Aqui, como somos mais europeus do que os restantes europeus (só para algumas coisas, claro...), podemos ir-nos preparando já para dizer adeus para sempre a este Património. O que é, afinal, um perfeito contra-senso, num País que se diz voltado para o Turismo e sabendo todos nós como os turistas têm em elevada consideração a nossa Gastronomia, de facto, das melhores do Mundo!

Tudo começou com a proíbição das colheres de pau, lembram-se?

Só que o que aí vem, acabará de vez com muitas das nossas tradições, herdadas, aliás, dos nossos tetra-tetra-avós...

Castanhas embrulhadas nas típicas folhas amarelas, acabaram... Dizem que as bolas de berlim vão continuar a vender-se nas praias, mas apenas se... Nas esplanadas, o cafézinho, a cervejita, o bolinho, a sandezitas, só se forem servidos em recipientes de plástico (o petróleo atingiu os 100 dólares? Defesa do Ambiente? Não parece!)... Já só falta mesmo que o nosso cozido à portuguesa seja servido em embalagens liofilizadas!

Perguntem a um madeirense se corta o bolo de mel com uma faca de metal? Apanham logo com um chorrilho de asneiras... Faca de madeira ou, de preferência, partido à mão!

E a ASAE vai nisso? Nãããããã!

Perguntem aos pescadores se podem apanhar "jaquinzinhos"? Não! Ah!, Mas podemos comprá-los aos espanhóis, que até os pescam no Algarve...

O nosso problema, é que os nossos (des)governantes querem ser os "melhores e mais cumpridores alunos" de uma certa "escola" europeia! Quem se lixa? O mesmo de sempre!

Baseado neste princípio, até nem culpo totalmente o excesso de zelo da nossa nova "polícia política", perdão, "polícia de costumes", perdão desse órgão de polícia criminal... Afinal, ela limita-se a seguir as pisadas dos "chefes"...!

Como dizia aquele anúncio: "eu ainda sou do tempo..." em que tinha de atirar fora o isqueiro, assim que me "cheirava" a presença do "cívico"! Só que, nesse tempo, ao menos a intenção era minimamente louvável... E agora?

Razão tinha o meu Amigo "Zé Tolas" num seu comentário: qualquer dia, ainda havemos receber a hóstia consagrada... mas em embalagenzinha, homologada, higienizada e individual.

Acreditem ou não, SÓ ASSIM É QUE ISTO LÁ VAI...

"ASAE em Tribunal
Defensores de “tradições” interpõem acção de impugnação",

in SICOnline



Publicado por rui.freitas às 02:57
Link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos
|

Acordo "hortográfico"

Dez exemplos práticos - ao vivo e a cores - do novo acordo "hortográfico". Não confundir com ortográfico, pois este tem mesmo a ver com a "ingrícola", ou seja, com "nabice"!

 

00127wc7     001282x3

 

00126y6s     001235c4

 

00125zq4     00124c4s

 

001229qf     0012129a

 

001204eh     0011zfh3

 

Quem tiver dificuldades de "vizão", clique nas "foto", para ampliar...



Publicado por rui.freitas às 01:59
Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008
Paço de Arcos - GOP's e Orçamento para 2008

A mesma "miséria franciscana"... em versão piorada!

Decorreu no passado dia 27 de Dezembro, a "Apreciação e votação da Proposta das Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2008", único dos quatro pontos discutidos, alías, e que obteve a seguinte votação:

8 votos a favor (5 IOMAF + 2 PS + 1 CDU)

4 abstenções (3 PSD + 1 BE).
(faltou um elemento da Bancada PSD, sem justificação, até à data).

 

Para quem não está a par "destas coisas" ou para quem ir a uma Assembleia onde se discute um documento que é o futuro imediato da Freguesia é "uma seca", deixo aqui alguns pormenores (deveria dizer, "pormaiores") daquilo que ali se passou.

 

Não vos querendo maçar com os tais pormenores, apenas digo que, na primeira intervenção das Bancadas CDU, IOMAF e PS, ficou logo a declaração de voto favorável aos documentos AINDA por analisar. E também que era intenção da Bancada PSD votar CONTRA os mesmos, caso não fossem regularizadas algumas situações!

 

Vamos aos factos:

Dos 53 parágrafos que pretendem descriminar as actividades e funções a desempenhar pela Junta de Freguesia em 2008, 39 deles eram CÓPIA EXACTA E TEXTUAL dos anos 2007 e 2006, (outros, continham apenas ligeiras alterações) a ponto de poder ler-se - entre outras "preciosidades" - as seguintes:
"Não nos olvidando que estaremos a comemorar o octogésimo aniversário da elevação de Paço de Arcos a Vila e da criação da sua Junta de Freguesia (...)" ou ainda que "tudo faremos para que os Fortes de S. Bruno e Giribita sejam abertos ao público em dias e periodicidade julgada adequada"...

Só aqui, há dois pequenos "busílis": a Freguesia comemorou o seu 80.º aniversário em 2006 (repetindo a mesma "promessa" em 2007) e o Forte de S. Bruno está localizado em território da Freguesia de Caxias (como eu já havia feito "notar" em 2006 e 2007)!

Já agora, fica igualmente a pergunta: pertencendo o Forte da Giribita (ou de N.ª S.ª de Porto Salvo) ao Ministério da Defesa Nacional, como pretende a Junta abri-lo ao público? Ou é só porque assim afirmou em 2006 e 2007, "é bonito" e "fica bem" dizê-lo... embora seja pura demagogia?

Das GOP's para 2008, constavam ainda "pequenos lapsos" como estes:

- "No que se refere à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos, iremos apoiar esta distinta Associação da nossa Freguesia quer através de um subsídio, dentro das nossas possibilidades, quer através de cooperações que permitam difundir e destacar (?) a grande Instituição que são os Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos".

Comparemos com o Orçamentado:

1.000,00 euros para 2008, contra os 2.000,00 euros de 2007. Ou seja, mais uma forte "talhada" no apoio prometido!
(Recordo que, entre 2002 e 2005, o subsídio atribuído aos nossos Bombeiros, foi de 10.000 euros... em cada ano).

- "Iremos manter o regular arranjo e manutenção das calçadas, bem como pequenos arranjos na via pública que possam ser reparados pelos nossos funcionários" (o sublinhado é meu).

Comparemos com o Orçamentado:
69.586,00 euros para 2008, contra os 74.000,00 de 2007. Ou seja, menor investimento em obras que são continuamente necessárias, o que demonstra - mais uma vez - a falta de projecto e ambição, já que essas obras são efectuadas por Delegação de Competências. Ou (como destaco em sublinhado acima), o sr. Presidente da Junta vai continuar a responder-me que, para tapar os buracos na calçada da suposta "Alameda dos Torpedos", tem de pedir autorização à Câmara de Oeiras?

- "Desporto, Recreio e Lazer", rubrica onde TODOS OS PARÁGRAFOS SÃO EXACTAMENTE IGUAIS A 2006 e 2007, não escasseiam as "promessas" de apoio a entidades promotoras do Desporto, ao "Dia da Criança", ao "Passeio Anual para os Idosos" e às "Festas do Senhor Jesus dos Navegantes". Mas, SÃO SÓ PROMESSAS!

Comparemos com o Orçamentado:
- "Apoio a diversas entidades de carácter desportivo e recreativo":
3.000,00 euros para 2008, contra os 4.600,00 euros de 2007;

"Passeios anuais dos «Seniores»" (passeios?):
2.000,00 euros para 2008, contra os 3.000,00 euros de 2007;
(Relembro que, em 2007, quem pagou o ÚNICO passeio realizado, foi a Comissão de Festas...)

- "Desenvolvimento de acções no Dia Mundial da Criança/Comemorações Natalícias";
Comparemos com o Orçamentado:
2.000,00 euros para 2008, contra os 3.000,00 euros de 2007;
(Relembro, também, que, em 2007, o montante gasto com a Festa de Natal das Crianças ascendeu a 4.000,00 euros, porque o sr. Presidente se "esqueceu" de trocar informações com o restante Executivo e com quem se propusera organizar o evento, como já referiu o "passarinho" que dá pelo "nome" de "Zé Broa";
- "Apoio às Festas do Senhor Jesus dos Navegantes";
Zero euros para 2008, contra os 1.500,00 euros de 2007.
(Será porque sobrou dinheiro à Comissão de Festas de 2007 que até deu para pagar o Passeio dos Seniores desse ano?).

Perante este "brilhante cenário", coloquei algumas questões pertinentes (ou terão sido "impertinentes?"):

Onde estava orçamentada a verba para pagamento da quotização à ANAFRE - Associação Nacional de Freguesias?
(no que fui secundado - diga-se em abono da verdade - pelo sr. Presidente da Assembleia de Freguesia).

ZERO, porque o Executivo decidiu deixar de pertencer a esta Associação...
Decidiu? Neste âmbito, clarifiquei (o sr. Presidente da Assembleia também) que o Executivo NÃO PODE, unilateralmente, decidir sair da ANAFRE... tem de submeter tal pretensão à discussão e votação da Assembleia!

Afinal, vim ainda a saber que ESTE EXECUTIVO JÁ NÃO PAGA a quota da ANAFRE, desde 2005, ano em que, apesar de não ter ganho as eleições, a minha equipa deixou cabimentada e cativa a verba necessária a esse mesmo pagamento. Então, porque não pagaram?

Seguro de vida e acidentes para os membros da Assembleia de Freguesia, como preceitua a Lei?
ZERO, porque o Executivo não sabia... Não sabia? Essa é boa!

Mas soube orçamentar uma verba de 1.280,00 euros para GASOLINA, não? Só "esqueceu" que, actualmente, as duas viaturas ao serviço da Junta só gastam GASÓLEO!!!

 

Em resumo:

Receitas Correntes e de Capital para 2008 = 323.064,00 euros (297.900,00 euros em 2007, o que corresponde a um aumento de 25.164,00 euros)!

Onde aumentou, então, a Despesa?
Em rubricas como gasolina, prémios, condecorações e ofertas, despesas com publicidade e informação pública (de 600,00 para 1.250,00 euros), alimentação - refeições (de 100,00 para 670,00 euros), remunerações, despesas e encargos com pessoal (aqui, NADA A OBSTAR!), verba para aquisição de hardware (de 600,00 para 1.500,00 euros - para software, apenas aumentou 100,00 euros), apoio a diversos na área da educação (vá lá... de 1.500,00 para 2.500,00 euros), bolsa académica para fins culturais (o que será isso, só uma imitação do que faz a Junta de Oeiras e S. Julião da Barra?), desenvolvimento de acções de carácter social (vá lá outra vez... que passou de 1.700,00 para 3.500,00 euros), assistência informática e nada mais...

Antes de terminar, há que dizer ainda que, depois das pertinentes (ou "impertinentes"?) questões que levantei, gostei de ouvir o burburinho entre alguns dos que já havia divulgado a sua tendência de voto... mas já estavam arrependidos!

 

Com um aumento destes, nem o "Zé da Broa" tem mais razões para dizer que esta é uma Junta "pobrezinha" e MUITO MENOS RAZÕES TERÃO OS FREGUESES PARA NÃO EXIGIREM OBRA FEITA a esta Junta de Freguesia! Em 2009, quando da apreciação do Relatório e Contas... logo se verá!

Uma certeza vos deixo... Por parte do PSD, o benefício da dúvida dado com o voto de abstenção, deveu-se à promessa de rectificação em diversas verbas e rubricas, com submissão à Assembleia de uma Alteração Orçamental. Se tal não for cumprido, nas próximas GOP's e Orçamento podem desde já contar com um rotundo VOTO CONTRA!



Publicado por rui.freitas às 01:47
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008
Quem tem "rabos de palha", afinal?

Solucionado o problema técnico que atrasou a publicação deste post, analisemos então a afirmação que o titula!

 

Quando da sessão da Assembleia de 27 de Dezembro de 2005, foi apreciada e votada a "Deliberação sobre o destino a dar à carrinha Toyota Hiace de 9 lugares", tendo na altura o Executivo da Junta manifestado a intenção de adquirir uma outra, caindo no esquecimento a minha proposta de troca ao abrigo da legislação (2.500 euros, na troca de um veículo usado por um novo)!

Na Assembleia de 27 de Abril de 2006, como ainda nada tivesse sido decidido sobre o destino a dar ao referido veículo, foi o próprio movimento IOMAF quem avançou com o Requerimento 1/IOMAF/2006, subscrito pelos membros Nuno Campilho, Alfredo Amaral, Gonçalo Teodósio, Sara Martins e José Alves Inácio, sugerindo que fosse encetado "um processo de apoio à aquisição de viaturas pelas Juntas de Freguesia, à ordem de duas por ano," tendo por base o justo princípio de que "a população de Paço de Arcos possa continuar a ser servida da forma que tem sido até hoje com a viatura já em fim de vida útil" (...), documento esse que foi aprovado por maioria dos presentes e apenas com uma abstenção.

Tal Requerimento, baseava-se nos seguintes considerandos, razão pela qual obteve o voto favorável da Bancada do PSD(Clicar em todas as imagens, para as ampliar)

 

0011x3t2

 

Esta solução, proposta pela sua própria Bancada, também não foi do agrado do sr. Presidente da Junta. Vejamos porquê... e, agora, peço a vossa melhor atenção para a discrepância de atitudes e, sobretudo, das datas e formalização das propostas de compra, até porque, duas delas - vim eu a saber -, tinham sido feitas pessoalmente (CDPA) e telefonicamente (GDB), métodos perfeitamente ilegais, sendo por isso substituídas por propostas escritas.

Reparem nas datas:

Requerimento IOMAF - datado de 27 de Abril de 2006;

1.ª Proposta de aquisição - CDPA, entrada na Junta a 23-02-2007 e subscrita pelo então secretário-geral, Alfredo Amaral de Figueiredo (membro da Bancada IOMAF na Assembleia de Freguesia);

0011pqde

 

2.ª Proposta de aquisição - Grupo Desportivo de Barcarena, entrada na Junta a 16-05-2007 (apesar de datada de 28 de Fevereiro desse mesmo ano?) e subscrita pelo Presidente da Direcção, Custódio Paiva (membro do IOMAF na Assembleia Municipal de Oeiras);

 

0011k9r9

 

3.ª Proposta de aquisição (vencedora) - Auto Mário Sousa, entrada na Junta a 16-05-2007 (apesar de datada de 4 de Março do mesmo ano) e com o "cabeçalho" escrito em máquina de escrever da própria Junta de Freguesia...);

 

0011h52f

 

Caros leitores, para além da "curiosa" repetição do termo "preço simbólico", comum às três propostas, peço a vossa especial atenção para os textos dos ofícios do CDPA e GDB...
O que muda? Apenas o valor do "preço simbólico", o papel timbrado e as assinaturas... já que até as "Saudações Desportivas" são IGUAIS!!!

 

Curiosamente, também, nesse mesmo dia (16 de Maio de 2007), da Acta n.º 19/2007 do Executivo, constava a seguinte Ordem de Trabalhos:

 

0010s5r8

 

E que, de acordo com o seu Ponto 3, obteve a seguinte Deliberação:

 

0010r6kr

 

Tudo "certinho e direitinho"...! Duas Propostas "para inglês ver" e uma para "ganhar"!

 

Peço-vos, mais uma vez, que reciocinem comigo:

- A Deliberação da Assembleia de 27 de Dezembro de 2005, apontava no sentido da aquisição de uma carrinha idêntica à que se previa abater;

- O Requerimento IOMAF, submetido na Assembleia de 27 de Abril de 2006, apontava inequivocamente idêntica finalidade, sublinhando até que "a população de Paço de Arcos possa continuar a ser servida da forma que tem sido até hoje com a viatura já em fim de vida útil";

E que faz o sr. Presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos (que, entretanto, deixara de poder continuar a meter gasolina no seu carro "à conta" da Delegação de Competências)?

Consegue do GP/GAJF (Gabinete da Presidência/Gabinete de Apoio às Juntas de Freguesia), o seguinte Despacho do sr. Presidente da CMO:

 

0011y0hp

 

O que ganharam a população e/ou os Clubes e entidades Sociais, Desportivas e Culturais com a aquisição desta viatura?
NADA, ABSOLUTAMENTE NADA!

 

Para melhor esclarecimento dos leitores sobre quem tem, de facto, "rabos de palha", fui rebuscar ao "baú da memória" documentos que remontam ao ano 2000 e à inspecção da IGAT a que fui submetido.

E que leio? Isto!

 

0011q9z3

 0011szq2


0011tbqp

0011w3ga


Caros leitores, sempre ouvi dos meus avós e pais que "as boas acções ficam com quem as pratica", razão pela qual vos deixo esta pergunta final:

Quem tem, afinal, "rabos de palha"?

 

Já começa a perceber-se, finalmente, que este "mau da fita" tem mesmo razão!



Publicado por rui.freitas às 02:02
Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 6 de Janeiro de 2008
Os meus mais sinceros Votos de...

estupendo 2008



Publicado por rui.freitas às 04:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

A história de uma "história"...

Começo por confessar que já vos devia ter dado conta desta "história", com a qual o sr. presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos (e outros que adiante referirei) pensava "ter-me apanhado" numa qualquer ilegalidade ou tão só irregularidade. No entanto, o tempo foi passando, outras prioridades surgindo e só hoje vos conto a história desta "história", um nadita longa, é verdade, porque quero que todos percebam bem o assunto em análise!

No dia 27 de Junho passado, recebi esta carta, datada de 19 do mesmo mês:

 

0010azhe  (clicar nas imagens, para ampliar)

Anexas, vinham igualmente cópias de uma Factura emitida pela empresa EA Informática e uma carta do proprietário da mesma, dirigida ao sr. tesoureiro da Junta:

 

0010cb9p

 Até aqui, tudo correcto, razão pela qual me apressei a responder ao sr. presidente da Junta:
(na imagem, aparece apenas numa, as duas páginas da minha resposta)

 

0010bkks

 

Agora, é que começa a verdadeira história desta "história".

Em 2003, apresentei à equipa Executiva que me acompanhava, a ideia de criação de um site da Junta de Freguesia, com duas inovações de relêvo e únicas no País (nessa altura, pelo menos): possibilidade dos Fregueses solicitarem a emissão de Atestados e Certidões online na própria página (o que evitava duas deslocações dos Fregueses à Autarquia) e a colocação de uma câmara online que, em tempo real, transmitisse imagens aos "internautas" sobre o estado do trânsito na Estrada Marginal mas também do Centro Náutico do CDPA e do geiser de Paço de Arcos. Por unanimidade, o projecto foi aceite e pedidas três propostas a outras tantas empresas...

Só que, se era relativamente fácil introduzir a primeira dessas novidades, já a segunda se mostrava mais complicada, dado o elevado valor envolvido para uma Junta de Freguesia.

Foi então que, em conversa com um membro da Bancada PSD e meu amigo (António Coelho), surgiu a possibilidade da empresa onde trabalha (a Somague) patrocinar a dita instalação, tentando a Junta colocar por baixo do respectivo link uma pequena referência publicitária, coisa que veio a tornar-se inviável, após parecer negativo do Gabinete Jurídico da CMO.

Mesmo assim, esse amigo não colocou objecções e comprometeu-se a fazer o pedido a um seu administrador. Para abreviar um pouco, digo-vos que o tempo foi passando e eu fui insistindo até que, finalmente, ele me garantiu que o apoio estava assegurado.

De novo em reunião de Executivo, foi aprovada a ideia, enviado Ofício ao então Comandante da EMEL, sr. Coronel Rosas Leitão, a solicitar autorização para a colocação da câmara (que foi dada) e agendada a apresentação simultânea (site e câmara em real time) nas cerimónias do 7 de Dezembro de 2003 - Dia da Freguesia, como podiam constatar por esta informação (ainda do meu tempo) na página da Junta, a que já não se pode aceder.

Ficam duas provas fotográficas: 0010dwb1   0010efch  (clicar...)

Na altura, o então Tesoureiro, Dias da Silva, chamou-nos à atenção - e bem - que a obra não podia ser facturada à Junta: primeiro, porque não estava cabimentada; segundo, porque seria uma empresa a pagá-la, pelo que não ficou qualquer registo em Acta, até que fosse encontrada uma solução LEGAL para a questão.

 

Bom, voltemos à carta do sr. Presidente da Junta.

Pensava eu que, ao responder-lhe lamentando o assunto e pedindo-lhe algum tempo para o tentar de novo solucionar, o mesmo me seria concedido e eu prestaria esclarecimentos ao actual Executivo da Junta. Mas não... o sr. Presidente entendeu por bem (ainda hoje estou para saber para quê? Pura "maldadezinha"...), levar o assunto a Assembleia de Freguesia, designadamente nos dias 19-07-07, 26-07-07 e 29-11-07! Ou seja, durante três sessões, andámos "a chover no molhado", até porque esta Assembleia não tinha qualquer hipótese de resolver o assunto, mas para gáudio do sr. Marques de Sousa, PS (que me acusou de "leviandade" e "ingenuidade"), do sr. Francisco Abrunhosa, PS (que insistia em afirmar não existir Acta sobre o assunto), do sr. Gonçalo Teodósio, IOMAF (que questionou onde estava o equipamento (?)), da sra. Manuela Fonseca BE (que já alegava "negócios escuros" no meio disto tudo) e do sr. Jorge Rocha, CDU (que entendia que a câmara online "violava" o direito à privacidade... como se a definição da câmara permitisse sequer visualizar claramente uma pessoa ou a matrícula de uma viatura)!

Naturalmente, admiti ter havido "ingenuidade" da minha parte ao ter avançado para uma obra e um encargo, baseado apenas na palavra de um amigo, do qual não tinha - na altura - qualquer razão para duvidar... Mas admiti.

Mas também relembrei (sobretudo aos srs. Marques de Sousa e Francisco Abrunhosa), que fora o líder da sua Bancada de então e eles próprios que, pela primeira vez em quatro anos, tinham elogiado o Executivo pela ideia pioneira, pelo que não podiam agora alegar nada saberem...

Dei-me ainda "ao trabalho" de explicar o óbvio ao sr. Gonçalo Teodósio (que também pertencera à anterior Assembleia) ... que todo o equipamento continuava na Junta, embora desactivado não sei porquê (?); ao sr. Jorge Rocha, que a câmara não captava qualquer imagem suficientemente clara para identificar alguém, não me dando a qualquer "trabalho" em responder à representante do BE, acrescentando apenas que, por várias vezes, as rádios Ocidente e Marginal referiam o estado do trânsito baseados nessa transmisão real time e que até os Bombeiros de Paço de Arcos assistiram a saíram de imediato em socorro de viaturas acidentadas na Marginal, graças à mesma!

 

Mas, apesar de tudo isto, o sr. Presidente da Junta parecia não se dar por satisfeito. Nem mesmo quando um membro da sua própria Bancada (Nuno Campilho), sugeriu que a Junta solicitasse ao Gabinete Jurídico da CMO aconselhamento sobre a forma legal de solucionar o assunto.

Isto porque, repetiu o sr. Presidente à exaustão, a CMO recusava pagar essa despesa se não houvesse deliberação do Executivo anterior... E não havia, pelas razões atrás apontadas!

Sugeri, então, a realização de uma reunião entre o actual e anterior Executivo, por forma a que, em conjunto, se clarificassem todas as dúvidas (que continuavam a persistir nas mentes do sr. Presidente e do Vogal Abrunhosa) e se encontrassem soluções. E assim aconteceu, estando presentes os então Tesoureiro (Dias da Silva) e Secretário (José Manuel Cabruja), eu próprio e o actual Tesoureiro e então Vogal, Nuno Luís. A anterior Vogal Vijai Camotim, apesar de se encontrar noutra reunião de serviço, disponibilizou-se para ali se deslocar, caso fosse absolutamente necessário.

Pensam que o caso ficou encerrado? Não!

Foi necessário que o Tesoureiro que integrou a minha equipa (Dias da Silva) comparecesse a nova Assembleia de Freguesia para explicar a todos aquilo que já tinha sido explicado ao actual Executivo! E mais... até avançou a "solução": porque não solicitava a Junta à CMO que essa despesa fosse paga ao abrigo da Delegação de Competências, visto ter sido um benefício para a Autarquia?

 

Tanto quanto me foi dado perceber, parece que, finalmente, todos ficaram esclarecidos e concordaraam com essa solução (ou outra que o Executivo entendesse apresentar à CMO).

Curiosamente (será?), até agora, não mais se voltou a falar do assunto. Terá tido solução? Não sei!

 

Já agora, a título de curiosidade comparativa, lembro que a despesa efectuada, ascendeu a 5.955,72 euros. A falta de pagamento, ocorreu por ingenuidade minha em ter acreditado num amigo!

No período de um ano (entre Fevereiro de 2006 e Fevereiro de 2007), o actual Executivo efectuou de despesas em informática à mesma empresa, nada mais nada menos do que 9.329,60 euros, grande parte dos quais por pura burrice, com fios arrancados "à louca" e cabos cortados por obras em gabinetes...!

Quando achou que a despesa já ia "longa", deliberou prescindir dos serviços dessa empresa e, a partir daí, a câmara online deixou de funcionar até hoje.

Quem perdeu? Acho que foi Paço de Arcos, pelo menos por deixar de ser diariamente referida em noticiários radiofónicos!

 

Convença-se, sr. Presidente: "eu não tenho rabos de palha"!



Publicado por rui.freitas às 03:36
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS