Quinta-feira, 28 de Outubro de 2010
Achei piada, confesso!

A 30 de Agosto, sob o título "A resposta chegou e merece um Obrigado!", lamentava o inexplicável "desaparecimento" no histórico do site da Junta de Freguesia de Paço de Arcos, de um sem-número de actividades, cerimónias e obras realizadas desde 1998 até 2005. Nessa data (30/08), o actual "presidente" apresentava as devidas desculpas e garantia-me a reposição das mesmas.

Como ele sabe que eu sei que ele iria reagir dessa forma, foi com sonora gargalhada que dei conta da manipulação feita aos sete anos do meu mandato (partilhado, entre 1998 e 1999 com João Serra), como se alguém fosse capaz de acreditar que um site por mim actualizado de dois em dois dias ou de três em três, se resumisse à pequenez da sua vingativa "inteligência"... Ajudado, certamente, por alguns "amigos do peito".

 

 

Constato que o ano de 2005, pura e simplesmente, "desapareceu"... E que, de 1998 a 2005, apenas ocorreram estes actos solenes, nos quais eu "desapareci" ou apenas apareço de costas?

Nuno Campilho, para meu espanto, a sua inteligência deixa muito a desejar...

É que eu acredito que a história de Paço de Arcos não pode, não deve ser apagada... Você, não!

Confrange-me a sua mesquinhez. Não por ter tido o cuidado de solicitar à empresa responsável pela manutenção do site (que ninguém, em boa verdade, sabe bem quem é) que "eliminasse" a minha pessoa de todos os inúmeros actos que ocorreram entre 1998 e 2005. Isso apenas demonstra a pequenez da sua pessoa. Foram muitos mais, e você sabe, ou devia saber.

Como devia saber também, que esqueceu, propositadamente, as muitas obras realizadas nesse mesmo período e que nem sequer constam da sua prometida e "bondosa reposição".

Quer que lhe recorde algumas, as mais emblemáticas?

A recuperação e asfaltagem do Jardim de Paço de Arcos (ao fim de mais de 50 anos); a recuperação do degradado pombal localizado no mesmo Jardim (outra obra que vos custou a "engolir");o fecho da pestilenta vala que corria ao longo da Rua Peixinho Júnior (ao fim de mais de 30 anos); a construção de rampas de acesso - para deficientes e idosos ou pessoas com mobilidade reduzida - à Igreja Paroquial de Paço de Arcos (obra que João Serra quis destruir e que a CMO, agora, redimensionou, como se não fosse a mesma CMO a ter autorizado e pago a referida obra?)... São apenas alguns exemplos, meu Caro, dos muitos que, com muito orgulho, levei a cabo em benefício da população paço-arcuense.

Sabe, Nuno, eu não me limitei a colocar varandins e corrimãos pela Freguesia... Fiz mais, muito mais do que isso, como seja a total renovação do Parque Infantil da CHE Nova Morada (que tanto vos interessa agora mas, depois, foi desactivado e reactivado com areia em vez de piso sintético, como obriga a legislação em vigor!).

Sabe quantas Medalhas de Mérito da Freguesia - grau Ouro e Prata - foram atribuídas nesse hiato? Faça contas, meu Caro! E quantas foram "repostas" no novo site?

E os eventos envolvendo Associações, Clubes, organizações Juvenis, Alunos e Escolas... Onde estão?

Perderam-se, não foi?

Que tristeza, senhor "presidente"! Mas existiam...

Para sua defesa, tem sempre à disposição a sua coluna no "Jornal de Oeiras" e, se assim o quiser, este humilde blog...

Na certeza, porém, de que não poderá nunca apagar a minha memória e a daqueles que, sem pretensões por coisa nenhuma, sabem que eu sei que você sabe que errou.

Por mim, está perdoado, como se perdoa aos "pobres de espírito" que apenas reconhecem o próprio umbigo!



Publicado por rui.freitas às 00:18
Link do post | Comentar | Ver comentários (28) | Adicionar aos favoritos
|

A "Judite" em terras de Oeiras...

Consta que, sexta-feira, 22 de Outubro, a PJ andou a vasculhar computadores dos Serviços Técnicos da CMO, desde as oito da manhã (bem cedinho) até às 17 horas. Desconheço se será a primeira vez mas, desta, o "alvo", foi Paulo Riscado, o tal "soldado" que foi punido pelas culpas dos superiores... Mas que, tanto quanto sei, permanece de consciência tranquila.

Papelada diversa e um disco rígido, era o que os agentes procuravam; ou seja, material relacionado com o "caso" que envolve também Zalinda Campilho e Alexandre Lisboa.

Estes, ficam... Paulo Riscado sai...

E sai sem mesmo saber o teor da "acusação", já que a Nota de Culpa só lhe será entregue hoje ou mesmo amanhã... dia em que deixará de pertencer aos quadros da Câmara Municipal de Oeiras.

Que tristeza!

Haverá alguém que acredite que Paulo Riscado é mesmo culpado? Ou terá, tão somente, cumprido "ordens"?

Força, meu Caro e, se me permites o conselho, faz como eu: "senta-te à porta do teu inimigo... e espera!"



Publicado por rui.freitas às 00:03
Link do post | Comentar | Ver comentários (36) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010
Ilustre Confrade?

 

Estou quase, quase, capaz de apostar que sim... Mas eu explico.

Sábado, dia 30 de Outubro, Paço de Arcos prepara-se para viver dois "momentos altos" na sua história recente: o primeiro, já aqui anunciado, é a Bienal de Artes Plásticas, justo culminar de um sonho da Associação Paço de Artes; o segundo, é o desfile da Confraria do Vinho de Carcavelos, desde o edifício da Junta de Freguesia (onde terá lugar ligeiro beberete) até aos jardins do Palácio dos Arcos, seguindo-se, na Capela, a entronização de novos Confrades!

Até aqui, nada a opor, bem antes pelo contrário.

Sabendo, já há algum tempo, da programação deste evento para o final deste mês, ficou-me "a pulga atrás da orelha" pelo mesmo ter tido "honras" de figurar no site da Junta de Freguesia, ainda que em apenas cinco simples linhas... Ora, como não há fumo sem fogo e sendo verdade que dois mais dois são quatro, tudo me leva a acreditar que "justiça será feita"... e não é a de Fafe, infelizmente!

Além disso, some-se também o facto dos jardins do Palácio receberem, simultaneamente, uma mostra gastronómica (não, não é promovida pela Junta) que contará com a participação/colaboração de quatro restaurantes de luxo da "nossa praça". Sim, porque nestas coisas, não entram "pindéricos"! Era o que mais faltava...

Como tal, apesar de ter ficado aliciado com a ideia de marcar presença (como bom garfo que sou...), vejo-me na obrigação de declinar o convite que não recebi e a nem sequer me aproximar do Palácio que, muito em breve, se tornará inacessível à população de Paço de Arcos, graças à gentileza da Câmara Municipal de Oeiras e do Grupo Vila Galé, que ali erguerá qualquer coisa como 75 quartos, um SPA, estacionamento para hóspedes e o mais que for necessário aos serviços de um Hotel que fará ainda correr muita tinta.

Antes que comecem a acusar-me de preferir a total e final degradação do edifício que deu nome à Vila e Freguesia porque me apaixonei, aconselho a leitura do meu post intitulado "Palácio dos Arcos: que futuro?", aqui publicado a 24 de Março de 2008.

 

Para terminar em beleza, deixo-vos mais um dos meus habituais desafios:

Quem é o autor (que apela à "desobediência civil") desta brilhante frase?

"Com naturalidade e por princípio - não só, mas também, porque vivemos num Estado de Direito - a violação da lei nunca se pode justificar (...)"

Atenção: não se ponham agora a inventar interpretações que eu não pretendi dar. Vejam lá...!



Publicado por rui.freitas às 02:35
Link do post | Comentar | Ver comentários (22) | Adicionar aos favoritos
|

A propósito de um encontro

No passado domingo, tive o grato prazer de encontrar no Oeiras Parque o grande ex-treinador do CDPA, Jaime Santos (com quem partilhei breves palavras) e, a propósito, dar-vos hoje conta de dois emails recebidos de leitor devidamente identificado (chamemos-lhe "Manuel"...).

O primeiro, para aconselhar a leitura desta reportagem ("Bambis do Oeiras abriram com goleada"), a propósito do meu post colocado a 26 de Julho e intitulado "Mais umas notas sobre o CDPA", e o segundo, para recordar que, na Assembleia Geral do CDPA realizada a 22 de Outubro, na sede do mesmo, "foram distribuídas as medalhas de campeões de Bambis e Benjamins da época passada"; lamentando que, "dos 24 atletas que compunham estas duas equipas somente seis se encontram neste momento no CDPA, tendo os outros 18 transitado para a AD Oeiras".

Certas pessoas são, de facto, gente estranha... e difícil de perceber!



Publicado por rui.freitas às 02:16
Link do post | Comentar | Ver comentários (32) | Adicionar aos favoritos
|

Paço de Artes prestes a concretizar o sonho...

Digamos que demorou alguns anos mas, finalmente, será uma realidade!

Tem inauguração agendada para 30 de Outubro, às 15 horas, no Salão Nobre do quartel dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos, e prolonga-se até 14 de Novembro, decorrendo simultaneamente no referido local e ainda no Salão da Paço de Artes, Salão Nobre do Clube Desportivo de Paço de Arcos e Oeiras Parque (nos três primeiros, entre as 15 e as 19 horas e no último das 10 às 23 horas).

Esta mostra de Pintura, Escultura e Fotografia reunirá 160 trabalhos de 40 artistas que, em boa hora, responderam presente ao convite da Associação dos Artistas Plásticos de Paço de Arcos, que concretiza um sonho de anos e para o qual muito labutou.

Orgulho-me que me tenham permitido partilhar boa parte desse vosso sonho e, por isso, aqui ficam os meus mais sinceros parabéns!

 

Podem obter mais pormenores, aqui.



Publicado por rui.freitas às 02:09
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 20 de Outubro de 2010
Como ele afundou o meu País!

Cinco anos de propaganda sócretina, gastos sumptuosos, compadrios, partilhas e obras megalómanas... levaram Portugal ao fundo, de onde tão cedo não sairá!

Mesmo afogando-se e - pior ainda - afogando-nos, Sócrates ainda acredita que consegue continuar a enganar os portugueses com promessas que sabe não poder cumprir.

Acabou-se. Sucumbimos. Afundámos!

 



Publicado por rui.freitas às 01:07
Link do post | Comentar | Ver comentários (7) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 17 de Outubro de 2010
Porto Salvo recordou

Com algum atraso, do qual me penitencio, dou-vos nota do jantar promovido pelos candidatos PSD/CDS-PP da Coligação "Mais Oeiras" a Porto Salvo, e que decorreu no passado dia 11.

Desta feita, sabendo que não existiam certos "comensais", antes alguns bons amigos, foi com todo o prazere que eu e a minha mulher marcámos presença, compartilhando este 1.º aniversário vivido em sã confraternização, como documentam estas fotos.

Obrigado pelo convite, Companheiros Carlos Luizi e Luís Tavares.

 

 



Publicado por rui.freitas às 02:26
Link do post | Comentar | Ver comentários (13) | Adicionar aos favoritos
|

Poupar, para quê?

Contaram-me que, desde há várias semanas, no Mercado de Algés, a água corre solta e livre, das oito da manhã às três da tarde... de terça a sábado. A torneira de segurança só é fechada, quando o sector do peixe fica inactivo.

Confirmaram-me o desperdício... e disseram-me que parece que irá ser resolvido na próxima semana.

Quanto às duas dezenas viaturas de recolha do lixo que estão paradas (foram alugadas três à SUMA/Grupo Mota-Engil), consta que o vereador Ricardo Barros garante que o concurso está a decorrer...


tags:

Publicado por rui.freitas às 02:07
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 15 de Outubro de 2010
O fim, começa hoje!

Hoje, sexta-feira, 15 de Outubro de 2010, Governo e Parlamento começam a analisar e a discutir a sério a Proposta de Orçamento do Estado para 2011. Não é novidade...

Desesperadamente, nas últimas semanas, Governo e PS tentaram a todo o custo e por todos os meios (alguns até bem sujinhos) alijar as culpas de cinco anos de governação que, bem vistas as coisas, são 12 e meio dos 15 anos recentes, numa estúpida tentativa de atirar para o Partido Social Democrata as culpas pelo eventual chumbo do documento, e em especial para Passos Coelho o principal ónus dessa culpa socialista, esquecendo (claro) que Sócrates (des)governa há cinco anos e Passos Coelho preside ao PSD há cinco meses (+ coisa - coisa). É, no mínimo, desonesto!

Seria perda de tempo, historiar o que foram - politicamente - estas últimas semanas, razão porque tentarei aqui recordar aos "esquecidos" como negoceia o PS em minoria, atacando aquele que quer como seu "aliado" (o que faria se fosse ainda maioritário?). Ainda há pouco, na TVI24, com a clarividência que lhe é conhecida, Luís Marques Mendes avançava um novo cenário que pode bem ser real: o PS, agora, está é aflito, perante a hipótese do PSD se abster, contribuindo assim para que o OE 2011 passe na AR, "deixando-lhes o menino nos braços" mas clarificando perante o povo português que em nada contribuiu para o actual descalabro em que o "sócretino" PM colocou Portugal. Leitura perfeitamente verosímil diga-se!

Adiante.

Como ontem deixei claro, tentarei resumir em títulos jornalísticos, vídeos (e pouco mais), o que me leva a pedir ao presidente do PSD (na minha qualidade de cidadão, antes mesmo da de militante), que tente, por todos os meios também, não ceder a pressões vindas de quem agora quer passar a ideia de que ou é o OE ou o caos. Mantenha a sua palavra e posições que tem tido até hoje, pois já está mais do que provado que ao PS e ao (des)governo apenas interessa salvar as aparências daquilo com que nos andou a enganar (a alguns, muitos, claro) e a conseguir sair airosamente do descalabro por eles criado, pelo menos três anos antes da chamada crise internacional.

A "bola" está do lado do (des)governo; não do PSD!

 

Saúde: Tutela vendeu hospitais ao Estado

Expresso - 29-07-2010

 

Freeport: Um dos grandes enigmas por resolver é a troca dos arquitectos

Público - 05-08-2010

 

Afinal, os procuradores pediram para ouvir Sócrates, mas a autorização não chegou

Público - 06-08-2010

 

Freeport. Documentos sobre Sócrates no cofre da PJ

Ionline - 11-08-2010

 

Novos concursos às centenas na função pública

Ionline - 23-08-2010

 

Ex-assessor do Governo vende chips para SCUT

Expresso - 28-07-2010

 

SIEV, a empresa-fantasma que gere as portagens

Expresso - 28-07-2010

 

Benefícios fiscais são mesmo para cortar, diz Teixeira dos Santos

Ionline - 10-09-2010

 

Portugal corre o risco de "caminhar para o abismo financeiro"

Económico - 09-09-2010

 

Despesa do Estado cresceu 2,7% em Agosto

JN - 10-09-2010

 

Os ordenados de luxo dos boys do PS

Sábado (com fotos) - 14-10-2010

 

TAP. Empresa tem 171 chefes. Cada um ganha 4,4 mil euros

Ionline - 20-09-2010

 

Défice sobe até Agosto e não ajuda a aliviar pressão

Ionline - 21-09-2010

 

PSD exige cortes nos institutos públicos para viabilizar o orçamento

Ionline - 22-09-2010

 

EDP paga 3 milhões por aulas do ex-ministro Manuel Pinho em Nova Iorque?

ProfBlog - 15-08-2010

 

Pinho vai dar aulas em Nova Iorque. EDP paga

TVI24 - 13-08-2010

 

Três milhões da EDP para Pinho

CM - 03-10-2010

 

Global Leader in Renewable Energy Will Teach at SIPA

SIPA - 09-08-2010

 

PSD quer explicações sobre fundo de pensões da PT

Económico - 29-009-2010

 

Imprensa alemã considera "drásticas" novas medidas de austeridade

Económico - 30-09-2010

 

Governo abre a porta a choque salarial na economia

Ionline - 02-10-2010

 

S. Bento compra carro de 134 mil euros para convidados

Sol - 01-10-2010

 

DGCI gasta 220 mil euros a comemorar aniversário

DN Economia - 09-10-2010

 

Estradas de Portugal foi a que mais contratou por ajuste directo

Ionline - 11-10-2010

 

10 ajustes directos do Estado foram apagados da Net

DN Economia - 14-10-2010

 

Novo subsídio às eléctricas vai ter impacto nas tarifas de 2011

Ionline - 13-10-2010

 

Um corte de 20% nos institutos públicos evitava a subida do IVA

Ionline - 14-10-2010

 

Mais imposto para quem ganha acima dos 510 euros

JN - 14-10-2010

 

Ex-secretários do Orçamento dizem onde cortar no Estado

Público - 14-10-2010

 

Tribunal de Contas arrasa contrato do TGV

Sol - 07-10-2010

 

TGV avança mesmo em 2011

Económico - 14-10-2010

 

Para quem precisa desesperadamente do PSD, esta foi uma excelente "tirada"...

Jorge Lacão: PSD tem "falta de maturidade"

Ionline - 14-10-2010

 

Encerro, com estas "duas cerejas no topo do bolo"

 

 SócratesvsSócrates - 31 da Armada

 

 

31 da Armada cria vídeo com contradições de Sócrates

Ionline - 14-10-2010

 

 

Caso esteja interessado e possa, não deixe de seguir e participar em directo no debate quinzenal, hoje!

 

Você ainda acredita nele?     



Publicado por rui.freitas às 03:32
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 14 de Outubro de 2010
Explicar mais e melhor, é impossível.

Hoje, o Conselho de Ministros terá audiências com os partidos políticos com assento Parlamentar, a quem apresentará a Proposta do Orçamento de Estado para 2011.

É caso para dizermos: finalmente! Moveram-se céu e terra, montanhas até, banqueiros chegaram à fala com Pedro Passos Coelho (o que é, desde logo, um mau sinal... se a Banca quer o sim...), os jornais, rádios, televisões, opinion makers, algumas figuras gradas do PSD, enfim, esquecendo uma coisinha simples como esta: Até agora, o Partido Social Democrata (leia-se, Pedro Passos Coelho) tem sido acusado de não dizer se irá votar o documento favorável ou desfavoravelmente, como se fosse possível a alguém, no seu perfeito juízo, emitir opinião sobre algo que desconhece.

Entretanto, PPC repetia à exaustão as razões que lhe assistem e com as quais concordo em absoluto, mesmo não lhe tendo dado o meu voto.

 

 

E, se estas não chegarem, trago-vos duas mais, deixando alguns "recortes de Imprensa" para amanhã, de modo a refrescar memórias!

 

José Sócrates, peça desculpa 

Está em vigor uma espécie de relativismo socrático: diz-se, sem vergonha, que Sócrates e Passos são os culpados. Mas como é que se pode equiparar um homem que está no poder há 15 anos com um homem que chegou à oposição há 5 meses? 

I. A sensação repete-se: parece que a cultura política portuguesa se resume a um mero jogo politiqueiro, sem relação com os factos e números da Política. A cada semana, aparece um novo jogo tático, que nos afasta das questões centrais. Neste jogo semanal/mediático, o país perde um mínimo de profundidade temporal. As semanas repetem-se umas atrás das outras, como se fossem sucessivos "anos zero" que impossibilitam raciocínios com mais de umas semanas de profundidade. Nos últimas semanas, precisamente, criou-se esta estranha ideia: Sócrates e Passos são os culpados, em igual medida, pela situação do país. Li e ouvi várias pessoas com responsabilidade a dizer isto. Mas vamos lá a factos.
II. O PS está no poder há 15 anos. Ou melhor, nos últimos 15 anos, o PS governou 12 e meio (a "AD" Barroso/Portas governou 2.5). Parece-me evidente que o principal culpado por esta crise dá pelo nome de PS. É uma questão de facto. Até pelo seguinte: até 1999, Portugal cresceu. Hoje, quando olhamos para os números de crescimento dos anos 80 e 90, Portugal parecia um paraíso. Se existisse uma lista de culpados, Sócrates estaria no topo. Agora, pergunto: como é que se pode equiparar Sócrates a Passos? Ora, nestes 15 anos de Era Socialista, Sócrates foi ministro e, agora, é primeiro-ministro desde 2005. Entre 2005 e 2010, este homem mentiu e enterrou Portugal várias vezes.
III. Sócrates e Teixeira dos Santos, com objectivos puramente eleitoralistas, esconderam a real dimensão das contas públicas até Novembro do ano passado. Depois, entre Novembro e Maio, recusaram a realidade. Entre Maio e Setembro, semi-assumiram a realidade. A partir de 29 de Setembro, a realidade bateu-lhes à porta, trazendo um recado de Berlim: "acabou a brincadeira". Isto não é só incompetência. É irresponsabilidade (só assumiram a verdade quando Cavaco já não podia dissolver a assembleia) e vaidade (não queriam assumir que estavam errados). Entretanto, vamos descobrindo os milhões que temos para pagar em PPP que só beneficiam as empresas de construção do costume; vamos descobrindo que o PS criou, em 5 anos, mais "fundações" do que o conjunto de fundações criado em todo o século XX (havia uma música que dizia "boys, boys, boys"); vamos descobrindo o dinheiro que José Sócrates gasta na sua propaganda. Um dia, gostava de ver este indivíduo a pedir desculpa aos portugueses."

 

Henrique Raposo - Expresso - 13.10.2010

 

Iludir o óbvio não nos salva

Antes da estafada crise global já o Governo tinha aumentado a despesa corrente do Estado em mais de 12 mil milhões
A tendência para iludir o óbvio foi classificada por Freud como a primeira paixão da humanidade. Não me recordo se o ilustre "psi" clarificou que é sempre a fuga à violência de uma realidade que explica o mecanismo dessa estranha paixão. Mas posso garantir-vos, com a experiência dos desaires que sofri, que iludir o óbvio nunca nos salva.

É óbvio que agarrar nos mais de dois mil milhões de euros do Fundo de Pensões da PT e com eles reduzir artificialmente o défice público é uma intrusão inqualificável na gestão de uma empresa privada e uma trapaça política que catapulta um enorme risco futuro para o Estado, leia-se contribuintes.

É óbvio que transformar quatro mil milhões de dívida privada do BPN em dívida pública, a pagar agora pelos funcionários públicos, pelos reformados e pelos desempregados, foi mais fácil que meter na prisão os responsáveis.

É óbvio que só um desmesurado despudor permite ao Governo dizer que não sabia que tinha um submarino para pagar.

É óbvio que antes da estafada crise global já o Governo tinha aumentado a despesa corrente do Estado em mais de 12 mil milhões de euros e arrecadado, de aumento de impostos e contribuições para a Segurança Social, mais nove mil milhões.

É óbvio que a descida do IVA e o aumento de 2,9 por cento da função pública foram vis manobras eleitorais, que o orçamento de 2010 foi um orçamento de mentira, que os PEC são expedientes mistificadores incapazes de alterar a trajectória suicida do Estado e que o Governo sonegou, sistematicamente, a deplorável situação das contas públicas.

É óbvio que o problema de Portugal, sendo a dívida grande, não é a dívida. É a ameaça de não a poder pagar com uma economia que não cresce, uma produção que se apouca ante um consumo que se agiganta, um desemprego imparável, uma taxa de investimento em derrapagem e um constante aumento dos custos de produção: capital, energia e transportes.

É óbvio que chegámos aqui empurrados por gente trapaceira, por um Governo e um homem que se permitiram, a golpes de decretos-leis iníquos, impor políticas financeiras, económicas, educativas e de saúde erradas, protegidos por uma justiça injusta.

É óbvio que só a promoção do investimento produtivo, o aumento do que vendemos lá fora, a diminuição do que compramos cá para dentro e a recondução do Estado ao seu papel de árbitro justo de interesses opostos nos poderá arrancar às garras de uma máfia de especuladores e agiotas, a que alguns chamam mercado.

É óbvio que a anunciada "corajosa austeridade" não muda o futuro. Safa efemeramente, se safar, o passado recente, extorquindo uma vez mais os cidadãos, esmagando os que não tiveram culpa, sem sequer apontar os que engordaram, enterrando o país. É óbvio que o tempo político deste Estado relapso, que permitiu que gente sem vergonha arrastasse na lama a ética da vida pública, se extinguiu. É óbvio que carrascos não viram salvadores. É óbvio que coveiros não salvam moribundos.

Para iludir o óbvio, bem mais extenso que a síntese supra, uma elite pensante, que reúne notáveis do PSD, economistas de renome (que passaram pelo governo sem fazerem o que agora recomendam) e até o pai do "monstro", que é, nada mais, nada menos, como bem recordou Miguel Cadilhe, Aníbal Cavaco Silva, tem acenado, até à exaustão, com uma realidade violenta: um desastre nacional, se o Orçamento não for aprovado. Talvez tenham razão, ou talvez se imponha antes a lógica de Tiririca (nome artístico de um humorista brasileiro, analfabeto ao que consta, eleito deputado federal por S. Paulo com o segundo maior resultado de sempre, que promoveu a candidatura com este slogan: "Pior do que está não fica. Vote Tiririca!"). Mas entre estes especialistas do pensamento inevitável e Tiririca há, pelo menos, uma irracionalidade que espanta e nenhuma violência de cenário ilude. Então não se sentem incomodados por advogarem a aprovação de um Orçamento do Estado que ainda não foi sequer apresentado e ninguém conhece? Acham que os mercados financeiros ficarão serenos se o Orçamento do Estado estrangular a mais remota hipótese de crescimento económico? Que ficam contentes qualquer que seja o cenário macroeconómico em que o Orçamento assente? Que não se incomodarão com a hipotética persistência em adiar o saneamento das estruturas inúteis do Estado? Economistas e políticos que são, aceitam a continuada recusa do Governo em abrir ao escrutínio da oposição, com verdade e transparência, as contas da execução de 2010, indispensáveis para avaliar a seriedade de 2011?

Sócrates e Teixeira dos Santos desceram a longa ladeira da credibilidade, condenados por si próprios ao suplício de Sísifo. Se o fizeram por incompetência ou por dolo é coisa que se apuraria na Islândia. Mas acabaram. Com ou sem orçamento. Advogar que lhe passemos um cheque em branco, mais um, ignorando o óbvio por receio da realidade violenta é, mais que confirmar a curiosa tese de Freud, impor aos que ainda não ensandeceram o grotesco de Tiririca. Nem o interesse dum futuro candidato à presidência da pobre República o justifica."

 

Santana Castilho - Professor do ensino superior



Publicado por rui.freitas às 01:03
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 12 de Outubro de 2010
Tudo na vida tem uma finalidade...

O que é que isto

 

tem a ver com isto...

 

 

com isto...

 

 

(quanto maior o barco, maior a tormenta!)

 

e com isto?

 

Passos resiste a pressões e inclina-se para chumbar OE

 

Se percebeu, os meus parabéns; já não estou sozinho!



Publicado por rui.freitas às 01:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 10 de Outubro de 2010
Tudo "ajustado"...

Pela Net, nomeadamente pelo Facebook, têm sido denunciados - e bem - um sem-número de Ajustes Directos feitos pela CMO (incluindo um retrato a óleo do presidente) e que somam muitos milhares de euritos... (procurem em Sebastião Mello) Os tais €€€ que escasseiam (dizem) na CMO.

Este, deixa os outros a larga distância:

 

 

 

Tudo certinho e direitinho, sem concurso público!



Publicado por rui.freitas às 02:26
Link do post | Comentar | Ver comentários (24) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 8 de Outubro de 2010
Será que eles não aprendem?

Dia 26 de Agosto de 2010, sob o título"Aguardo resposta..." questionei - via e-mail - o "presidente" da Junta de Freguesia de Paço de Arcos acerca do misterioso "desaparecimento" do conteúdo do anterior site a Autarquia, então apresentado como renovado, muito em especial no que concerne - pelo menos e por justiça - aos nomes e fotografias de ex-presidentes.

Quatro dias depois - o que registei sob o título "A resposta chegou e merece um Obrigado!" -, o mesmo "presidente" informava-me disto! Lembram-se?

Hoje, voltei a visitar o site e, para meu espanto, não só não foi reposta a página em questão (nem qualquer outra das "desaparecidas"), como a asneira ainda conseguiu piorar...

Recordam-se do meus post intitulado "Há "inquéritos" e Inquéritos...", colocado no dia 4 de Setembro de 2010? Nele, denunciava a falcatrua desse mesmo "inquérito" que possibilitava que qualquer pessoas votasse, votasse, votasse e votasse a seu bel-prazer na opção do seu interesse.

Mas, como eles não aprendem mesmo, deparei-me hoje com igual acção, desta vez dando a "livre" possibilidade aos leitores/visitantes de emitirem a sua "opinião sobre a edição 2010 das Festas de Paço de Arcos".

Sabem como estava a votação, quando a vi? "Excelente" = 38 votos (33%); "Muito Boa" = 14 votos; "Boa" = 13 votos; "Razoável" = 12 votos; "Fraca" = 12 votos; e "Não esteve (?) presente" = 11 votos (francamente, já não recordo as percentagens...).

Conhecendo, como conheço, os "brilhantes" autarcas que compõem a Junta de Freguesia de Paço de Arcos, apostei comigo mesmo que a marosca continuava... E acertei!

Bastou-me "votar" 75 vezes para desequilibrar os "pratos da balança", colocando-a assim:

 

Certinho e direitinho, a opção "Fraca" passou logo a maioritária, com 50% da votação e um total de 87 votos!

Como bónus, deixo uma pergunta a ser colocada pelas "oposições" ao Executivo da Junta:

Se o evento "Chi Kung" pressupõe um "pagamento simbólico" de dois euros, para quem reverterá essa receita? Está devidamente prevista e orçamentada?

Agora, minhas senhoras e meus senhores das "oposições", divirtam-se...



Publicado por rui.freitas às 00:02
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010
Sorte a deles...

Mineiros chilenos podem "sair do buraco" este sábado!

E os portugueses, quando sairão?


tags:

Publicado por rui.freitas às 23:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Não quero este triste "fado"!



Publicado por rui.freitas às 00:56
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 6 de Outubro de 2010
Jornal de Oeiras, afinal, respondia ao "Oeiras Local"

Quando não somos claros e directos na expressão da nossa opinião, os erros acontecem. E foi exactamente a "Nota de Redacção" do Jornal de Oeiras que lançou a confusão e me levou a errar, razão pela qual me cumpre apresentar desculpas ao referido Semanário dirigido por Alexandre Gonçalves.

Tal como escrevi, antes de responder ao que julgava ser uma "indirecta" ao "Pinhanços dixit..." (que havia citado o JO há bem poucos dias), cuidei de pesquisar se, neste blog, havia qualquer referência a considerar aquele órgão de Comunicação Social como sendo "público"; o contrário de privado... E não encontrei. Como não encontrei tal referência nos comentários e respectivas respostas e contra-respostas.

Mais; para não "meter água", tive o cuidado de pesquisar em "blogs amigos" e, confesso, não dei com o epíteto.

Só que ele estava lá, existia, mas não no "Pinhanços" e sim no "Oeiras Local", onde até colaboro.

Como a própria administradora do referido blog já aqui assumiu, em comentário, a referência a jornal "público" foi feita no "OL".

Acontece, quando todos não falamos claro... O que me leva a, mais uma vez, apresentar o necessário pedido de desculpas ao Alexandre e à sua equipa.



Publicado por rui.freitas às 23:32
Link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos
|

Magia? Não... Simplex!

 

É fácil, é barato e dá... biliões!



Publicado por rui.freitas às 02:11
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 5 de Outubro de 2010
Jornal de Oeiras responde ao "Pinhanços dixit..."

Demorou duas semanas mas, finalmente, chegou a resposta por parte do Jornal de Oeiras ao meu post do dia 21 de Setembro.

Surge como "Nota de (ou da?) Redacção" e, apesar de desrespeitar o (des)Acordo Ortográfico (tal como eu), apenas me vem dar mais razão; primeiro, por não estar assinada e, por isso, responsabiliza toda a Redacção do Jornal - Alexandre Gonçalves (Director), Marta Domingues Martins, Milene Matos Silva, Miguel Morgado e Sofia Azevedo. Como o Jornal de Oeiras não tem Chefe de Redacção, dou de barato e faço de conta que foi a Estagiária a responsável pelo escrito.

Depois, porque, tratando-se de uma "Nota de Redacção" isenta e transparente, deveria - sem medo - dizer a que blog se refere, sendo óbvio para mim que o visado é o "Pinhanços dixit...". Aliás, verifiquei noutros blogs e não encontrei a dita referência...

Finalmente, mesmo presumindo que não deveria ser nada comigo (pois eu só emito opinião quando sei do que estou a falar), dei-me ao trabalho de procurar no meu post intitulado "Calçar um par de patins" se, por lapso ou devido à pressa, teria escrito que o referido Jornal era um órgão de comunicação "público"... e não vislumbrei tal referência, nem no texto nem nos comentários que, como sabem, são livres e não sujeitos a qualquer tipo de censura. E, de novo, não encontrei o malfadado termo "público"... a menos que tenha lido mal (?).

Tenho para mim que, tal como respondi a um comentador, o Alexandre Gonçalves que eu conheço e penso ser meu amigo, anda a "engolir em seco" com a orientação que pretendem dar ao Semanário que dirige...

À vossa consideração, deixo o escrito publicado na página 6 da edição n.º 316, Ano VII, de 5 de Outubro de 2010 do Jornal de Oeiras:

 

(clicar, para ampliar)

 

A talho de foice, reparei - por mero acaso e assim por alto... - que esta edição conta com o apoio publicitário (entre outros, claro) das "Juntas de Freguesia do Concelho de Oeiras" - mesmo faltando Algés, Oeiras e S. Julião da Barra e Porto Salvo (uma página), SMAS (uma página), Junta de Freguesia de Carnaxide-Festas (meia página), Parques Tejo (meia página) e Centro de Artes Dramáticas de Oeiras (última página), em co-produção com a CMO, SMAS, Antena 2, etc...

Com a devida vénia, reproduzo o último parágrafo do artigo assinado por Luís Roldão, publicado na página 2 e intitulado "A Implantação da República Portuguesa":

"Res inter alios acta aliis nocere non protest", que próprio autor traduziu como: "o negócio feito entre uns, não pode prejudicar a outros". Nem mais...

Na verdade, fazendo fé na tradução apresentada, não consegui descortiná-la em qualquer dos dicionários que consultei. Falha minha, certamente!



Publicado por rui.freitas às 23:20
Link do post | Comentar | Ver comentários (11) | Adicionar aos favoritos
|

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS