Quinta-feira, 28 de Abril de 2011
Um engano... ou dois?

Li há pouco, no site da Renascença, que a "Câmara de Oeiras obriga trabalhadores a devolver bónus indevido". Li e, convenhamos que o erro que Paula Saraiva cometeu, "humanum est" e que quem recebe a mais, sabe que terá que devolver, mais cedo ou mais tarde, nem que seja a prestações!

Só que existe uma grande diferença entre salários de 400 ou 500 euros e... vencimentos de 1.800,00€ (ou de 1.542,86€, se dividirmos por 14 meses).

Pergunto apenas: regime de Avença para "Apoio Técnico" em que área e para quê? E esta "Aquisição" é fresquinha, já que foi publicada há pouco mais de um mês!

 

Quem será o senhor (ou senhora) que se segue?



Publicado por rui.freitas às 01:06
Link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos
|

Coincidência que não coincide?

Já que andava em maré de "navegação virtual", viajei por outro site de contratos e concursos públicos que conheço melhor - o "base: contratos públicos online" e deparei-me com outra coincidência... só que esta "não coincidia"!

É certo que o contrato remonta a 2009, mas o "busílis" da questão é outro! Atentem lá no nome da empresa adjudicatária:

 

COMPLEXURB - Auditoria Construção e Renovação, Lda.

Pensei cá para mim: mas agora os jantares de aniversário são construídos? Devo estar enganado, de certeza, pois o "objecto do concurso" refere claramente "aquisição de serviços para o jantar (...)"!

Para acabar com a dúvida, fui ver que "serviços" fornece a Complexurb; e, espanto dos espantos, esta "grande empresa" de um só empregado, fornece... Ora leiam lá:

O NIF é exactamente o mesmo (508640113), mas esta empresa de um único "self-made man" tem designação diferente e desenvolve mesmo a actividade de Construção!!!

Pronto, pensei: o jantar foi mesmo construído a preceito, pois os SMAS não fazem por menos.

E tanto assim é, que o jantarinho contou com mais uma alcavala de 13.056,00€ para "dar música" aos convivas!

Quanto terá custado e a quem terá sido adjudicado o jantar de 2010? Não sei, pois não consta em lado nenhum da Net...



Publicado por rui.freitas às 00:55
Link do post | Comentar | Ver comentários (17) | Adicionar aos favoritos
|

Coincidências?

Podia recordar aqui um dos "Princípios de Peter", mas prefiro acreditar que é uma coincidência... ou duas!

Navegando ao sabor da Net deparei-me com notícia acerca de um site que não conhecia - o "Despesa Pública" -, local onde, referia a notícia, se podiam verificar quando e quem, no Estado (governo, governos regionais, autarquias, empresas públicas e municipais, etc.), lança concursos e efectua despesas, indicando os respectivos valores. E digo podiam verificar, pela simples razão que, quando o quis consultar, minutos depois de ler a notícia, me deparei com a informação contida na imagem abaixo:

1.ª coincidência!

Como existe um outro que habitualmente consulto para obter informação acerca do mesmo tema - o "Transparência na AP" (Administração Pública), comecei a acreditar seriamente em coincidências, pois o dito-cujo dava esta informação aos leitores:

2.ª coincidência!

O defeito deve ser meu, claro, com a minha mania da "teoria da conspiração", e então há mesmo "coincidências"; só espero que não durem muito tempo!



Publicado por rui.freitas às 00:43
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 25 de Abril de 2011
E depois do adeus...

25 de Abril de 2011

Sem receio de que me acusem de acreditar ou fomentar a "teoria da conspiração", partilho convosco este 25 de Abril, através de dois vídeos; o primeiro, resume o porquê desta anarquia económico-financeira em todo o mundo. Previa-se que seria assim...

 

... o segundo, cada vez mais plausível e ainda que ficcionado (basta vermos os noticiários internacionais), aponta para o surgimento de uma Nova Ordem Mundial, que creio não estar assim tão distante...

 

Nota: Vídeos legendados em brasileiro (não em português)

Está na altura de pensarmos a sério e, em conjunto, exigirmos uma Nova Ordem Mundial, sim, mas que proteja os cidadãos em vez de os asfixiar cada vez mais!

Bom 25 de Abril!



Publicado por rui.freitas às 02:47
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Mais "links" úteis

De novo, aconselhado pelo comentador deste blog - "hummming"  -, aqui vos deixo alguns links que, no mínimo, vos causarão fortes arrepios:

- Inflaccionista

- negócios online

Pensar, custa um bocadito... mas não dói!



Publicado por rui.freitas às 02:31
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 24 de Abril de 2011
Legislativas 2011


Clicar na imagem, para aceder ao site



Publicado por rui.freitas às 02:48
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

A carta que não devia ter escrito

Para que não persistam dúvidas, começo por garantir-vos que tenho enorme consideração por António Capucho, quer como pessoa, quer como presidente da Câmara Municipal de Cascais, quer ainda como ex-secretário-geral do PSD.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por isso, entendo que ele está no seu pleno direito de emitir livre opinião acerca da vida partidária e/ou das   opções tomadas pelo Partido no qual militamos.

Todavia, em mais um dos momentos em que o Partido Social Democrata deve cerrar fileiras contra o verdadeiro adversário - o PS e o seu "socrático" secretário-geral -, julgo não ter António Capucho encontrado a melhor forma para dizer de sua justiça, acerca do convite/aceitação de Fernando Nobre para cabeça de lista por Lisboa, na carta/email que enviou ao Presidente e Vice-Presidentes do PSD-Cascais, ao Presidente da Câmara e aos Vereadores do PSD.

As suas dúvidas quanto ao eventual desempenho de Nobre como presidente da AR, mesmo que o não pretendam atingir pessoalmente, deviam ter sido comunicadas unicamente ao presidente do Partido e/ou aos órgãos nacionais (de que Capucho até faz parte), mas definitivamente nunca a um tão vasto leque de pessoas, sabendo ou devendo saber que depressa chegariam à Comunicação Social.

Sempre defendi e defendo que "a roupa suja - quando e se houver - lava-se em casa e não na praça pública"!

Foi pena que assim não tivesse procedido!

Desencorajo desde já, aqueles que venham a comentar que o não pratico neste blog, pois que aqui me limito a desmascarar a aliança contra-natura representada por aqueles a quem apelido de "laranja/verde-alface" e não aos verdadeiros PSD's!



Publicado por rui.freitas às 02:40
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

A "verdade" de "certas" sondagens

Sondagem: PS ultrapassa PSD a seis semanas das eleições

"PS e PSD estão tecnicamente empatados, com ligeira vantagem para os socialistas, revela a sondagem da Marktest para o Económico e TSF."

In Económico - (Francisco Teixeira) - 21.04.2011


No último parágrafo, é fácil perceber o "enorme universo" de inquiridos que responderam à sondagem. Como dizia o "outro": "é só fazer contas"!


"FICHA TÉCNICA: A sondagem da Marktest para o Diário Económico e TSF realizou-se nos dias 15, 16 e 17 de Abril para analisar as intenções de voto e a popularidade dos principais protagonistas políticos. O universo é a população de Portugal Continental com mais de 18 anos e que habite em residências com telefone fixo. A amostra, constituída por um total de 805 inquiridos, foi estratificada por regiões: 161 Grande Lisboa, 89 Grande Porto, 133 Litoral Centro, 151 Litoral Norte, 182 Interior Norte e 89 no Sul;422 a mulheres e 383 a homens. 255 a indivíduos dos 18 aos 34 anos, 276 dos 35 aos 54 e 274 a mais de 54 anos. A escolha dos lares foi aleatória. Intervalode confiança de 95%, e margem de erro de 3,45%. Indecisos redistribuídos de forma proporcional aos que declararam sentido de voto. Taxa de resposta 18,1%."

Inquiridos: 805 pessoas; Taxa de resposta: 18,1%, ou seja, "em números redondos", qualquer coisa como... 146 pessoas, num país com 10.000.000 de almas, das quais apenas cerca de seis milhões são eleitores e com uma taxa de abstenção superior a 50%!

Isto é que é uma sondagem verdadeira, tanto quanto o "primeiro-mentiroso" que temos, pois então!!!

 



Publicado por rui.freitas às 02:33
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Paroles, paroles, paroles...

Para os que continuam a jurar a pés juntos que a crise é de hoje, recordo este período de dois anos - 2005/2007!

 

Fim de semana de Páscoa (com tolerância de ponto ou de "ponte") no Sheraton Pine Cliffs, Al(l)garve, não foi de férias, foi para aprender espanhol e a não fazer estas figuras tristes!!!


tags:

Publicado por rui.freitas às 02:25
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 19 de Abril de 2011
"Onda de assaltos"...

Desde já, confesso-me culpado pelos "roubos" que hoje me deu para praticar; foram cinco, e a "vítima", o blog "31 da Armada", a quem faço a devida vénia e deixo o agradecimento. Não resisti!

1.º "roubo": "Coisas boas via mail"

 

2.º "roubo": "Sócrates explicado e anotado"

 

3.º "roubo": "Isto é muito bom!"

 

4.º "roubo": "O 1.º vôo comercial de Beja - Publicidade ridículo-institucional"

 

5.º "roubo": "De quem será a culpa?"



Publicado por rui.freitas às 23:52
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 17 de Abril de 2011
Links de um Comentador

O recente Comentador "hummming", a propósito do post "O fim do socrático embuste...", sugeriu-me a consulta de três temas, que abaixo reproduzo, já com os respectivos links:

- «Retrato do País, por Alexandre Soares dos Santos»

- «Prime minister, did you lie to me?» (entrevista à estação de TV "Al Jazeera"

- «As fundações nacionais e o jornalismo caseiro»

Vão até lá! Vale a pena.



Publicado por rui.freitas às 00:36
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Cuidado com as previsões do "Vitinho"

"É muito provável" que Portugal seja o último a receber ajuda

"Penso realmente que é muito provável [que Portugal seja o último país da zona euro a recorrer ao apoio internacional] e é isso que esperamos que os mercados apreciem, já que a Europa criou mecanismos para lidar com o problema [da dívida] e algumas situações mais vulneráveis estão a ser resolvidas", afirmou o antigo governador do Banco de Portugal".

In - Expresso - 16.04.2011

Mas, expliquem-me uma coisa: "este", não é o que fazia coro com o "outro", apregoando aos sete-ventos que "a situação estava controlada", que "a economia portuguesa estava no bom caminho" e que a "regulação" só não acertou... porque falhou?

Quando é que lhe dão voz de prisão, pelo mal que ajudou a fazer a Portugal?

Cuidado; Vejam lá: é que o "Vitinho" não é lá muito bom em acertar nas contas...!



Publicado por rui.freitas às 00:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

Porreiro, pá! Mas não com Passos Coelho!

Afinal, quem é o presidente do Partido Social Democrata: Durão Barroso ou Passos Coelho?

Se é certo que a UE manda em Portugal, também é verdade que Pedro Passos Coelho é o líder do PSD e "não foge" às suas responsabilidades, como não deixará de as assumir, perante Portugal e os portugueses, após o dia 5 de Junho.

Ele sabe o que quer e para onde vai!

E, se apoiou Fernando Nogueira, qual é o problema? Eu apoiei (e apoiarei) Luís Marques Mendes... E depois?

Até porque eu prefiro uns "jaquinzinhos" fritos a uma sofisticada posta de cherne... Feitios!

 

Como se já não bastasse, acabo de ler isto:

 

Então os "gajos" acham que devemos pagar mais e em menor espaço de tempo? E se mandássemos os alemães e finlandeses à fava?

Agora sim, é caso para dizer: "Porreiro, pá", a ti não custa nada!



Publicado por rui.freitas às 00:07
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 15 de Abril de 2011
Só faltava isto!

Esta, era um alerta que muitas vezes ouvi aos meus pais e avós: "com a saúde, não se brinca"...

Mas, isso era dantes! Agora:

Ministra garante que “não vai haver falta” de medicamentos nos hospitais

In Público - 14.04.2011

Maternidade Alfredo da Costa pede donativos aos utentes

In diáriodigital - 15.04.2011

Hospitais pedem a utentes que levem leite, fraldas e medicamentos

In A Bola.pt - 14.04.2011

Famílias obrigadas a levar remédios para internados

In DN - 13.04.2011

Utentes contestam pedido de donativos da Alfredo da Costa

In diáriodigital - 15.04.2011

 



Publicado por rui.freitas às 23:55
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 14 de Abril de 2011
O fim do socrático embuste...

Esqueletos no armário são empresas públicas e PPP

"O presidente do PSD afirmou esta quarta-feira que os "esqueletos no armário" a que se referiu esta manhã são os custos com as parcerias público-privadas (PPP) e os prejuízos das empresas públicas que têm impacto no défice."

In - CM - 13.04.2011

Visite também: SIC - 13.04.2011



Publicado por rui.freitas às 01:34
Link do post | Comentar | Ver comentários (13) | Adicionar aos favoritos
|

Porque Sócrates não queria "casar" com o FMI

Mesmo apresentando-se sempre "de peito feito", do que ele tinha medo era que fossem descobertos os "esqueletos" escondidos na Praça do Município...

  

In - CM - 13.04.2011



Publicado por rui.freitas às 01:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Ainda deve valer "uns trocos" e não faz falta nenhuma...

Bloggers dão sede do PS como vendida a Merkel

 Foto: Vítor Mota

"Um grupo de jovens do blogue ‘Alunos do Liberalismo’, formado por estudantes universitários, colocou esta noite um cartaz de uma imobiliária na sede do PS, com a fotografia da chanceler alemã Angela Merkel e onde se lê ‘Vendido’. O CM assistiu a toda a operação."

In - CM - 14.04.2011



Publicado por rui.freitas às 01:06
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Quarta-feira, 13 de Abril de 2011
"Motel", Direitos e Garantias

Presos podem ter sexo uma vez por mês

"A partir de Junho, os reclusos que estejam na cadeia há mais de seis meses podem ter um encontro sexual por mês, ao abrigo do novo Regulamento Geral dos Estabelecimentos Prisionais, publicado ontem em Diário da República.
Assim que o novo regime entrar em vigor, as visitas íntimas deixam de estar limitadas às prisões com celas conjugais, e os estabelecimentos prisionais são obrigados a criar condições para que os presos possam receber visitas para sexo (vão construir uma suites, pergunto eu?). Mesmo os homossexuais. Tal como o CM tinha adiantado em primeira mão em Outubro do ano passado, cada visita terá a duração máxima de três horas. A cadeia fica ainda obrigada a fornecer preservativos ao casal e informação escrita sobre prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. No caso de a pessoa visitante se encontrar também presa, a roupa da cama será fornecida pelo estabelecimento onde se realiza o encontro. Até agora, os encontros sexuais nas cadeias só eram possíveis em algumas prisões e a cada dois meses. O novo regulamento vem substituir os 49 regulamentos internos em vigor nas várias cadeias."

In CM - 12.04.2011

Será que "certos políticos" estão a prever algum "percalço"?
Já agora, se eu der um valente estalo no "P-M", sou preso? Espero que sim, pois passarei a ter cama, comida, roupa mudada e lavada, televisão, gás e electricidade grátis, "charros", bar e, se me portar bem, ainda conto com umas saídas ao fim de semana... para compensar a "seca" dos seis meses!
QUERO SER PRESO!

 

Nota: Os sublinhados, são de minha autoria.



Publicado por rui.freitas às 01:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Terça-feira, 12 de Abril de 2011
"Nim"...

Sócrates indisponível para governar com FMI

"O primeiro-ministro e líder do PS, José Sócrates, revelou hoje que não está disponível para governar o país com a ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI) e reafirmou que Portugal não precisa de ajuda externa.
«Eu não estou disponível, da minha parte, para governar com o FMI», afirmou Sócrates, que falava na apresentação da moção de recandidatura como secretário-geral do Partido Socialista (PS), no Porto.

Fez esta afirmação para se distinguir do líder do PSD Passos Coelho que, disse José Sócrates, já se mostrou várias vezes disponível para governar nessas circunstâncias e reafirmou-o mais à frente, no mesmo discurso, ao referir o que significa, na sua opinião, uma intervenção do FMI."

In Sol - 19.03.2011

Dia 5 de Junho...



Publicado por rui.freitas às 01:20
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos
|

Momento de lucidez...

O PS fez 'mais um comício do que um Congresso', diz Soares

"O Congresso do PS «foi mais um comício do que um Congresso» disse esta noite Mário Soares, em entrevista à RTP. O antigo Presidente da República afirmou também que «Cavaco Silva podia ter evitado esta crise política».

Entrevistado por Fátima Campos Ferreira, Soares explicou que assistiu ao Congresso pela televisão, «melhor do que se lá estivesse». O antigo líder do PS considerou ainda que «teria sido melhor falar mais para fora do que só para o partido».

(...) Se ao falar sobre o secretário-geral do PS disse que este «é um homem inteligente», quando questionado pela jornalista acerca de Passos Coelho deixou o elogio: é homem «simpático e com bom senso».

E será Passos bom governante? «Isso é como os melões, só depois de abertos é que se percebe».

Mais tarde, referiu-se a Angela Merkel, Nicolas Sarkozi e Sílvio Berlusconi, afirmando que «dos três não se aproveita um».

Mário Soares, um dos signatários de um documento em que se apela ao Chefe do Estado e aos principais partidos para que se empenhem num «compromisso nacional», pré e pós eleitoral, deixou aos portugueses uma palavra de «esperança, bom senso e convicção de que somos um grande país».«Lá fora todos nos respeitam, apesar do que pensamos», assegurou."

In - Sol - 11.04.2011

 

Tenho para mim, que o fim de Sócrates está "traçado" aqui!



Publicado por rui.freitas às 01:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Mais corajosos, precisam-se!

Rómulo Machado no Congresso Xuxa-lista

- Com a devida vénia a EdgarInventor



Publicado por rui.freitas às 01:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Sábado, 9 de Abril de 2011
Mente, descarada e continuada... mente!

Sócrates já tinha preparado pedido de ajuda quando negociou PEC

"O primeiro-ministro já tinha preparado o pedido de ajuda à UE e ao BCE quando se comprometeu em Bruxelas a avançar com novas medidas de austeridade.
Quando José Sócrates assinou em Bruxelas, no passado dia 11 de Março, o acordo com as medidas do PEC 4 ficou também estabelecido que a esse acordo se seguiria um pedido de ajuda externa a Portugal no valor de 80 mil milhões de euros, apurou o SOL junto de elementos da Comissão Europeia (CE) envolvidos nas negociações. (...) O anúncio das medidas do PEC 4, no mesmo dia 11 de Março em que foi oficializado em Bruxelas, apanhou o país de surpresa. E deixou antever - pela forma como o primeiro-ministro marginalizou ostensivamente o PR e a Oposição do processo - que dificilmente o PEC 4 recolheria o imprescindível apoio maioritário na AR. E que estava próxima a abertura da crise política.
Ciente de que a negociação do PEC 4 tinha implícito, num segundo momento, o pedido a Bruxelas da ajuda de 80 mil milhões de euros, Sócrates apostou tudo no bluff político e na estratégia de ruptura que permitisse culpabilizar a Oposição, e em especial o PSD, pela queda do Governo e pelo recurso à ajuda financeira da Europa."

In Sol (Luís Gonçalves) - 08.04.2011



Publicado por rui.freitas às 01:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Isto é que é sacudir a água do capote

Teixeira rejeita negociar programa com a oposição

"O ministro das Finanças afastou hoje a intenção de negociar directamente com a oposição em Portugal, relegando essa tarefa para a missão internacional que visitará Lisboa em breve para desenhar um programa de ajustamento. Mas o comissário europeu (Olli Rehn) conta que o governo tenha um papel de liderança no processo negocial. (...) Esta manhã, Olli Rehn, o comissário da economia, disse que "é essencial que também falemos com os partidos de oposição para facilitar um acordo entre os partidos políticos em Portugal. Claro que esperamos que o governo lidere o processo neste sentido para obter um acordo inter-partidário".

In Económico (Luís Rego) - 08.04.2011

Em que ficamos? Negoceia ou não negoceia?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas eu não quero brincar mais com esses meninos...!

Ministros querem que todos os partidos assumam responsabilidades 

"Alberto Martins e Vieira da Silva disseram hoje que os partidos da oposição têm que assumir as suas responsabilidades no processo de pedido de externa."

In Económico com Lusa - 08.04.2011

 

Ah! Afinal, sempre querem os partidos da oposição... mas para "assumirem responsabilidades" que só ao (des)governo PS cabem.

É para rir, não é?



Publicado por rui.freitas às 01:31
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Ei-los que voltam...

Estava a demorar tempo demais! Agora, assente a poeira e "esquecidos", prescritos ou arquivados certos "envolvimentos", ei-lo que volta:

"Actual embaixador de Portugal junto da OCDE, Ferro Rodrigues afirmou há poucas semanas, à revista Visão, que regressará este ano a Portugal, não descartando a hipótese de voltar à política. «Isso não depende só de mim», afirmou então o ex-ministro do Trabalho e Solidariedade. A disponibilidade foi apontada na cúpula socialista", com as "hostes" prontas para o receber! (...)

 

O ex-secretário-geral substituiria assim outro 'peso pesado' do partido, Jaime Gama, que encabeçou a lista pela capital em 2005 e 2009, mas que anunciou esta semana que não se recandidata ao cargo de deputado."

 

 

 

 

 

 

Este, volta também:

"Manuel Alegre (...) o ex-candidato presidencial não foi ainda convidado, mas terá sido sondada a sua disponibilidade para avançar como número um pelo seu distrito natal, Coimbra. Seria um regresso à Assembleia da República, que deixou nas eleições de 2009."

In Sol (Susete Francisco) - 08.04.2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas este (não queria... mas) fica:

Ainda me custa mais do que mentir dizer não ao meu partido», afirmou (Almeida Santos), com um sorriso, na mesa do XVII Congresso do PS, recém-eleito".

In Sol (Manuel A. Magalhães) - 08.04.2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Isso, nós já sabíamos: mentir é-lhe indiferente, está-lhe também no sangue, já é normal... 



Publicado por rui.freitas às 01:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 7 de Abril de 2011
"A culpa é do Rato Mickey"

Título que vem a propósito da comunicação ao País (feita ontem, dia 6 de Abril de 2011) pelo "Primeiro-Mentiroso" de Portugal que, tarde e a más horas, acabou por ter de render-se à evidência.

Mas, claro, a culpa é sempre dos outros, muito em particular do PSD, e nunca do "sócretino orgulhosamente só". O que ele acabou por admitir, já o devia ter feito há dois anos. Portugal ficou a perder... e muito!

Se mais dentes tivesses, mais mentiam! Eis alguns exemplos ao acaso, de quem disse não e agora diz sim:

Governo garante que Portugal não está a negociar ajuda

"'Rumor sem fundamento'. É assim que o gabinete de Sócrates classifica a notícia de que Portugal está negociar um pedido de ajuda.
O Financial Times noticiou ontem ao final do dia, sem citar fontes, que Portugal já está em negociações com a União Europeia com o objectivo de receber um empréstimo intercalar.
O gabinete do primeiro-ministro já desmentiu a notícia. "Não passa de um rumor sem fundamento", disse um membro do gabinete de José Sócrates ao jornal Público.
O Governo continua assim a contrariar o que parece ser um pedido de ajuda externa inevitável."

In Económico - 06.04.2011, às 11:30

Sócrates anuncia que Governo já pediu ajuda a Bruxelas

"José Sócrates confirmou hoje que Portugal já endereçou a Bruxelas um pedido de ajuda financeira, mas não adiantou o montante.
"Tudo tentei, mas em consciência julgo que chegamos ao momento em que não tomar essa decisão [pedir ajuda] acarretaria riscos que o País não deve correr. Por isso gostaria de informar os portugueses que o Governo decidiu hoje mesmo dirigir à Comissão Europeia um pedido de ajuda financeira", disse hoje o primeiro-ministro numa declaração em São Bento.
José Sócrates repetiu que a rejeição do PEC IV "foi o sinal mais errado que o País podia ter dado aos mercados e às instituições internacionais". "Foi o sinal errado no momento errado", apontou."

In Económico - 06.04.2011, às 20:40

Teixeira dos Santos: "Governo não tem condições para solicitar ajuda externa"

"O ministro das Finanças defendeu hoje que um governo demissionário não tem legitimidade para pedir ajuda externa."

In Económico - 31.03.2011

Governo assume que vai pedir ajuda externa

"O Ministério das Finanças confirmou ao Económico que o Governo se prepara para pedir ajuda a Bruxelas e ao FMI.
Teixeira dos Santos tinha afirmado, ao Jornal de Negócios, que "perante esta difícil situação entendo que é necessário recorrer aos mecanismos de financiamento disponíveis no quadro europeu em termos adequados à actual situação política", acrescentando que tal exigirá "o envolvimento e o comprometimento das principais forças e instituições políticas nacionais".
Teixeira dos Santos anuncia assim aquilo que o Governo tem negado sistematicamente desde que José Sócrates apresentou o pedido de demissão a Cavaco Silva. O ministro das Finanças argumentou sempre que o Governo, por ser demissionário, não tinha condições nem legitimidade para accionar um pedido de ajuda externa, mas a sucessão de recordes das taxas de juro no mercado secundário, a chuva de ‘downgrades' por parte das agências de ‘rating' e o aviso dos banqueiros de que pedir ajuda era inevitável e urgente, terá obrigado o Executivo a inverter de posição."

In Económico - 06.04.2011

Nota: A verdade é que o problema não surgiu há um mês mas há dois anos, sr. "menistro"

Agora, o custo da asneira que teremos de pagar, é este:

Resgate a Portugal chega a 90 mil milhões

"Ajuda da União Europeia e do FMI deverá prever quatro áreas de intervenção, num total de 90 mil milhões de euros.
O primeiro-ministro oficializou ontem o pedido de ajuda à Comissão Europeia. Perante um país excessivamente endividado e incapaz de se continuar a financiar ao preço que os mercados exigem, o Governo, com o aval do principal partido da oposição, prepara-se para negociar um pacote de ajuda que pode chegar aos 90 mil milhões de euros, apurou o Diário Económico."

In Económico - 07.04.2011

Fortune compara Teixeira dos Santos a executivos de Wall Street em desgraça

"O ministro das Finanças fez «a sua melhor imitação» dos executivos de Wall Street caídos em desgraça Dick Fuld e Jimmy Cayne, ao culpar especuladores pela crise das finanças públicas, escreve o analista Colin Barr no blogue da revista Fortune.
«Depois de insistir durante semanas que não seriam forçados a um resgate (.), os responsáveis portugueses cederem ao inevitável», pedindo ajuda à União Europeia, adianta Carr, jornalista e analista financeiro da Fortune.com."

In Sol - 06.04.2011

"É lamentável que o pedido tenha sido feito tão tarde"

"António Nogueira Leite espera que Teixeira dos Santos “caia em si e peça desculpa aos portugueses pela dificuldades que criou.
António Nogueira Leite arrasa o ministro das Finanças, o "pior da democracia", por ter agido tarde e a más horas no pedido de um resgate internacional. "É lamentável que o tenha feito tão tarde e, sobretudo, que insista em não assumir a responsabilidade política de ter deixado duplicar a divida publica e de ter tido o pior track-record como ministro das Finanças desta democracia".

In - Económico - 06.04.2011

Nota: Infelizmente, são muitos os que concordam com António Nogueira Leite; alguns, só agora...

Joe Berardo: FMI em Portugal será um desastre

"O empresário Joe Berardo disse hoje que a eventual entrada do FMI ou qualquer ajuda externa em Portugal vai ser «um desastre» que visa apenas «proteger o dinheiro dos investidores», deixando o país em segundo plano."

In Sol - 31.03.2011

Nota: Seis dias depois:

"Joe Berardo: Não temos outro remédio. Isto não está para dirigismos partidários. Portugal necessita de ajuda como o homem precisa de pão para a boca. Devemos culpar os políticos por toda a instabilidade política em Portugal".

In Económico - 06-04-2011, às 19:04

Nota: Também, não seria de esperar outra coisa de quem, a 15.10.2010, afirmava isto:

"Portugal teve sorte de ter um líder como Sócrates"

"Em declarações ao Etv, Joe Berardo elogia a governação de Sócrates, criticando contudo a taxação de alguns bens essenciais a 23% de IVA.
Portugal teve sorte de ter um líder com coragem para tentar mudar as coisas", afirmou hoje o empresário madeirense no Etv, onde também argumentou que "a governação do Sócrates não é inferior a qualquer outra governação de outro movimento político" e que o primeiro-ministro "conseguiu pouco" porque "não teve maioria absoluta".

In Económico - 15.10.2010

Nota: Sr. comendador, já previa poder vir a perder o "amigo" que tanto ajudou a sua Fundação à nossa custa?

Passos avisou Sócrates há uma semana que tinha o apoio do PSD

"Líder da oposição comunicou ao primeiro-ministro na semana passada “formalmente e pessoalmente” que apoiaria um resgate internacional.
O Diário Económico sabe que foi há uma semana que Pedro Passos Coelho comunicou ao primeiro-ministro que apoiava um pedido de ajuda internacional.
Perante o retrato da banca, a situação de pré-ruptura financeira das empresas públicas e a escalada sem controlo dos juros da dívida soberana portuguesa, Passos tomou a iniciativa e colocou-se ao lado do Governo.
Hoje, soube "pelos meios de comunicação social" da formalização do pedido levada a cabo pelo governo".

In Económico - 06.04.2011

Nota: Quem me avisa, meu amigo é...

"PSD não deixará de apoiar este pedido de ajuda"

"O PSD não deixará de apoiar este pedido de ajuda externa. Esta ajuda que está a ser solicitada merecerá o apoio do PSD", disse hoje Passos Coelho, acrescentando que já informou Cavaco Silva e José Sócrates desta posição. Na mesma declaração, Passos frisou ser "indispensável que o Governo em funções possa negociar um quadro mínimo de condições que não deixará de contar com o apoio do PSD".
Classificando o pedido de ajuda de "tardio", o líder do PSD recusou-se mais uma vez a diabolizar o FMI, declarando que "o pedido de ajuda que o Governo hoje anunciou destina-se a dar garantias de que o financiamento à economia portuguesa, e até mesmo aos bancos e ao Estado, se possa vir a processar em condições de maior segurança".
"É importante que os portugueses sintam que esta decisão só pode ser tomada como uma medida de apoio à segurança nacional e para preservação da reputação externa de Portugal", continuou Passos Coelho, acrescentando que "este pedido de ajuda faz-se para que os portugueses vivam com menos incerteza e angústia e possam ter maiores garantias de que as suas escolhas possam propiciar um caminho diferente com mais esperança para Portugal".

Ver vídeo com a comunicação completa, AQUI

In Económico - 06.04.2011

Antes do "grande finale", mais uma "bronca" que o (des)governo tentou negar, por puro eleitoralismo, mas que Marques Mendes antecipou sexta-feira, no TVI24:

Adiada introdução de portagens nas SCUT

"Seria inconstitucional introduzir novas portagens nas SCUT por um Governo de gestão, justifica o Ministério das Obras Públicas.
Em causa está a introdução de portagens nas auto-estradas SCUT do Algarve, da Beira Interior, das Beiras Litoral e Alta e do Interior Norte."

In Económico - 06.04.2011

Nota: Umas vezes pode; outras não...

Bom, chega de coisas sérias, porque a vida são dois dias! A última, é mesmo para rir.

Gaffe de José Sócrates cria fenómeno viral

"Um erro na transmissão televisiva do comunicado de José Sócrates ao país, colocado no ar pela TVI, gerou um novo fenómeno viral nas redes sociais que teve o primeiro-ministro demissionário como protagonista.
'Luís, vê lá como fico a olhar assim para os... Achas que fica bem assim? Ou fica melhor assim?' foram as palavras que milhares de portugueses ouviram, em directo, antes do comunicado à nação sobre o pedido de ajuda externo, e que mostrava Sócrates a questionar o assessor sobre a melhor forma de se dirigir aos portugueses."

In Económico - 06.04.2011

 

 

Nota: É caso para perguntar: "espelho, espelho meu..."!

 



Publicado por rui.freitas às 01:21
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Segunda-feira, 4 de Abril de 2011
JSD lança site para denunciar nomeações e promoções

Depois de ter publicado o post anterior, dei-me conta que a JSD Nacional decidiu, também, denunciar as nomeações do governo demissionário, bem como todas as adjudicações e concursos públicos recentes, segundo informou ontem aquela estrutura do PSD.

O endereço do site, é este: http://www.opovoequepaga.com

Se querem estar bem informados, visitem-no!



Publicado por rui.freitas às 02:03
Link do post | Comentar | Ver comentários (18) | Adicionar aos favoritos
|

Eu nomeio, tu nomeias, ele(s) nomeia(m)...

Durante a minha habitual leitura diária dos principais títulos de Jornais, deparei-me com esta notícia em rodapé, publicada pelo DN:

"Governo nomeia e promove 156 depois de demissão" (Pág. 2).

Para meu espanto, no interior, deparo-me com este outro título:

"Governo nega ter feito 156 nomeações após PM se demitir", DN - 03.04.2010

"O secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros disse hoje que apenas uma nomeação foi feita após a demissão do primeiro-ministro, explicando que todas as 156 nomeações e promoções publicadas após essa data foram assinadas antes.
"Foi feita apenas uma nomeação depois do dia 23 de Março, a do coordenador nacional de saúde mental, um cargo não remunerado e cuja nomeação se justifica por a saúde mental ser uma das prioridades do plano nacional de saúde que se entendeu que não deveria ser colocada em risco", explicou o governante
".

Cocei a cabeça e pensei: afinal, em que ficamos?

Decidi pesquisar noutros órgãos de Comunicação Social e eis que o tema se repetia:

"Governo demitido faz 156 nomeações e promoções" - TVI24 - 03.04.2011

"O Governo demissionário não parou de contratar e promover funcionários após o chumbo do PEC 4 a 23 de Março. De acordo com as publicações em Diário da República contabilizadas pelo jornal «Diário de Notícias», o Executivo de José Sócrates assinou 85 nomeações e 71 promoções".

"Governo está demissionário, mas nomeações na saúde e educação continuam" - RR - 30.03.2001

"Ministério da Saúde nomeou Álvaro de Carvalho para novo coordenador nacional da saúde mental. Ministra da Educação renovou o mandato de dois elementos que integram o conselho científico para a avaliação dos professores".

"Doze nomeações publicadas por dia em DR desde demissão" - RTP - 03.04.2011

"O ministro da Administração Interna fez oito nomeações, no dia antes de o primeiro-ministro apresentar a demissão a Cavaco Silva.

Rui Pereira é o recordista das nomeações e promoções publicadas na última semana em "Diário da República", mas os restantes elementos do executivo também contribuíram para as 85 nomeações e 71 promoções já publicadas. O Governo sublinha que só foi feita uma nomeação após a demissão e o resto são publicações".

Admitindo que, por vezes, a Comunicação Social pode exagerar nalgumas "manchetes", achei estranha a repetição do "exagero", sabendo eu que a tendência do (des)governo para a mentira compulsiva é por demais conhecida. Vai daí, fui à fonte, que é como quem diz, ao Diário da República... E constato isto:

- Diário da República n.º 65, Série II de 2011-04-01

- Diário da República n.º 64, Série II de 2011-03-31

- Diário da República n.º 63, Série II de 2011-03-30

- Diário da República n.º 62, Série II de 2011-03-29

- Diário da República n.º 61, Série II de 2011-03-28

- Diário da República n.º 60, Série II de 2011-03-25

- Diário da República n.º 59, Série II de 2011-03-24

- Diário da República n.º 58, Série II de 2011-03-23

Ah! Ah! Afinal, a "mentira" sempre era verdadeira...

E mais: verifiquei ainda que, no dia anterior à demissão do "Primeiro-Mentiroso", houve uma autêntica corrida às renovações!

- Diário da República n.º 57, Série II de 2011-03-22

 

 

 

Compreendi, então, que se tratava mesmo duma questão de "saúde mental" de governantes em desespero, à beira do suicídio...



Publicado por rui.freitas às 01:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Domingo, 3 de Abril de 2011
"Mais Sociedade"

Para quem ainda não sabia, a iniciativa "Mais Sociedade" resulta de um desafio que foi colocado pelo Presidente do Partido Social Democrata a António Carrapatoso e a Rui Ramos e que rapidamente se alargou a outras personalidades, visando a mobilização da sociedade civil para o debate de ideias e a elaboração de propostas que possam vir a ser consideradas pelo partido na elaboração dos projectos políticos em que se encontra empenhado.

Esta iniciativa (que irá decorrer durante os meses de Abril e Maio) baseia-se em três grandes objectivos:
1) Promover uma discussão aberta sobre o futuro do País
2) Mobilizar a sociedade civil para o debate e a participação cívica e criar condições para a emergência de novos protagonistas de uma cidadania activa
3) apresentar propostas concretas, que possam inspirar futuros programas e iniciativas políticas.
"Mais Sociedade" está estruturada em oito áreas temáticas, sendo que as duas primeiras estão ainda divididas em duas sub-áreas:
• Uma sociedade mais próspera
• Uma sociedade com mais igualdade
• Uma sociedade com melhor justiça
• Uma sociedade mais segura
• Uma sociedade mais aberta e cosmopolita
• Uma sociedade mais sustentável
• Uma sociedade com uma cultura renovada
• Uma sociedade mais democrática
Na coordenação dos trabalhos a realizar no âmbito destas áreas temáticas, estarão envolvidos João Duque, Daniel Bessa, Diogo Lucena, Joaquim Azevedo, Miguel Poiares Maduro, João Marques de Almeida, Francisco José Viegas e Manuel Villaverde Cabral.
O vídeo abaixo mostra o arranque no Porto, a 2 de Abril, com um evento sob o tema de enquadramento “Uma Visão para Portugal” e teve como oradores Manuel Villaverde Cabral, João Lobo Antunes, Vitor Bento e Rui Ramos. Iniciar-se-á com uma introdução pelo Coordenador Geral, António Carrapatoso, tendo sido encerrada pelo Presidente do PSD, Pedro Passos Coelho.

 

 

O site "Mais Sociedade" (já on-line) disponibiliza conteúdos sobre cada uma das áreas temáticas, incluindo os provenientes do público em geral e, no menu eventos, um link ao canal Sapo onde poderão ser acompanhados os streamings vídeo dos mesmos.



Publicado por rui.freitas às 01:54
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Sábado, 2 de Abril de 2011
Está-lhes no sangue

Rebentou mais uma "bernarda" nas hostes "xuxialistas", com a notícia ontem divulgada de que Marcos Baptista, administrador dos CTT - Correios de Portugal, prestara "falsas informações ao Banco de Portugal (BdP) ao garantir por escrito que é «licenciado em Economia», quando, na realidade, nunca completou o curso de Economia do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade Técnica de Lisboa. De acordo com o Semanário "Sol", "a informação de que seria licenciado pelo ISEG consta de vários currículos oficiais publicados no Diário da República e no site dos CTT, após ter sido nomeado por Paulo Campos como administrador desta empresa em 2005. Ou seja, a informação curricular que levou Campos a nomear Marcos Baptista não é verdadeira. Contudo, o nº2 do Ministério das Obras Públicas recusa-se a tecer quaisquer considerações sobre estes factos.

Depois de ter sido confrontado pelo SOL, Marcos Baptista auto-suspendeu-se de funções e solicitou ao ISEG um esclarecimento sobre a sua formação académica."

Desconfio que não viria grande mal ao mundo, se a notícia e o facto se quedassem por aqui. Aliás, como já há muito tempo escrevi em relação a Sócrates, o verdadeiro "problema" não residia no facto de não ser engenheiro (parece) mas sim no assumir despoduradamente tal título e a forma como (parece que) o obteve. Nessa altura, referi também que conheço muito boa gente detentora de brilhantes "canudos" mas de escassa esperteza e/ou inteligência, e outros que, apesar de possuirem a antiga quarta classe (ou pouco mais), detêm um gabarito intelectual de fazer inveja aos primeiros!

O busílis está é na "xico-espertice" da atitude e no aproveitamento das "amizades" para ascender a cargos e funções bem remuneradas, não sendo casual o facto da sua nomeação para o cargo ter sido subscrita por Paulo Campos, secretário de Estado das Obras Públicas, de quem foi sócio, tendo auferido, em 2009 (último ano de que se conhecem valores), 257 mil euros, incluindo remuneração base, prémios de gestão e gastos com carro, comunicações e combustível.

Razão tem o Povo, quando diz que "a verdade é como o azeite... vem sempre ao de cima" e, apesar de Marcos Baptista se ter mostrado surpreendido e se comprometer a questionar o ISEG, a verdade é que este Instituto veio afinal confirmar que "o administrador dos CTT Marcos Batista “não é licenciado, faltando várias cadeiras para terminar o curso”, confirmou ao i o vice-presidente do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) com a tutela dos assuntos académicos. Silva Ribeiro disse ainda que “a pessoa em causa não chegou a concluir cadeiras que lhe dariam equivalência à licenciatura no formato pós-Bolonha”.
O jornal "I" sabe que "o ISEG está a ponderar entregar o caso ao Ministério Público, alegando falsas declarações prestadas pelo administrador dos CTT Marcos Batista. Ao contrário do que é afirmado pelo administrador da empresa pública, Batista não entrou em contacto com os serviços académicos da instituição de ensino para obter informações sobre a conclusão da licenciatura".

É igualmente verdade que Paulo Campos é reincidente em "nomeações esquisitas".

Vejamos:

De acordo com o semanário Expresso, também "Pedro Bento foi assessor do governante até que, em Outubro do ano passado, passou para a administração da empresa pública que gere o sistema de pagamentos nas auto-estradas. O gestor e antigo capitão da Força Aérea pediu uma licença sabática em Janeiro último, e, em Março, assumiu a direcção da representação portuguesa da marca norueguesa que forneceu os equipamentos electrónicos instalados nos pórticos das três Scut que vão ser portajadas e os controversos chips.

Esta não é, porém, a primeira vez que um ex-assessor de Paulo Campos se vê envolvido em polémica. Em 2006, Vasco Gueifão, um dos fundadores da F9 Consulting – empresa a quem foram adjudicados por ajuste directo estudos sobre a introdução de portagens em três Scut –, foi nomeado para assessor na Secretaria de Estado, mantendo o vínculo à consultora".

Já "em 1994, fundaram, juntamente com Luís Piteira (também nomeado administrador da Payshop), uma empresa chamada Puro Prazer com o objectivo de organizar a Semana Académica de Lisboa. A empresa só terá tido actividade durante dois anos, mas só foi extinta em 2002. Já como administrador da Águas de Portugal (AdP), Paulo Campos levou Baptista para esta empresa pública, onde seria nomeado director de Marketing, em 1996. Antes de ir para a AdP, Baptista apenas tinha trabalhado, segundo as suas respostas ao BdP, na Avon Cosméticos, como Director de Marketing, e em duas sociedades por quotas ligadas a lavagem de carros e a decoração. Nesta última, chamada Área Dinâmica, Baptista afirma ter trabalho entre 1993 e 1996, mas esta apenas foi fundada em 1995".

Para quem ainda não tenha identificado devidamente quem é Paulo Campos, recordo que foi o personagem que "tentou convencer Joana Amaral Dias, do Bloco de Esquerda, a integrar a lista de candidatos do PS às últimas legislativas".

Este "super-boy xuxialista" detém, ele próprio, um invejável currículo e carreira, toda ela feita de "subida a pulso" em organismos do governo e nenhum em entidades privadas:

Paulo Jorge Oliveira Ribeiro de Campos, nasceu em Coimbra em 7 de Abril de 1965, é casado e tem 3 filhos.

Aos 24 anos, era Técnico do IPE-Investimentos e Participações Empresariais, S.A. (1989-1991); Gestor de Projectos - Coordenador área Infraestruturas/Ambiente, Gestor de Marketing do IPE Capital-Sociedade de Capital de Risco, S.A.; Presidente do Conselho de Administração e da Comissão Executiva da Simria - Saneamento Integrado dos Municípios da Ria, S.A.; Presidente do Conselho de Administração da Aquapor-Serviços, S.A. (1997-2002); Administrador (1997/2001); Presidente do Conselho de Administração da Simlis - Saneamento Integrado dos Municípios do Lis, S.A. (2000-2002); IPE – Comunicações e Serviços, S.A. - Administrador; (2001-2002) AdP - Águas de Portugal Serviços Ambientais, S.A. - Administrador e Presidente da Comissão Executiva; Luságua – Gestão de Águas, S.A. - Presidente do Conselho de Administração; AdP - Águas de Portugal Internacional – Serviços Ambientais, S.A. - Administrador; NetAqua – Tecnologias de Informação, S.A. - Administrador; AdP-Águas de Portugal, SGPS, S.A. - Administrador responsável, no Grupo, pela área de estratégia e de desenvolvimento empresarial, pela área financeira, pela área de actividades de suporte e pela Unidade de Negócio de Distribuição de Água (1996-2002); AdC - Águas de Cascais, S.A.- Presidente do Conselho de Administração (2000-2005); AdC - Águas de Cascais, S.A.- Presidente do Conselho de Administração (2000-2005); Águas do Sado, S.A. - Presidente do Conselho de Administração (2001-2005).

Acumulava ainda as seguintes Funções Governamentais: 2005-2009 – Secretário de Estado Adjunto, das Obras Públicas e das Comunicações do XVII Governo Constitucional. É, desde 31 de Outubro de 2009 – Secretário de Estado Adjunto, das Obras Públicas e Comunicações do XVIII Governo Constitucional.

Para já não vos detalhar as inúmeras competências que lhe estão delegadas!

Este, sim, merece todo o meu respeito, pois estou em crer que ele deve trabalhar, pelo menos, uma 48 horas por dia, para conseguir cumprir todas estas "missões ao serviço do povo". Ah, valente!

Concluo assim que, mentir, está-lhes no sangue; esquecem é que "mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo"!

Qualquer dia, ainda o hei-de ver numa qualquer roulotte a "distribuir rodadas de imperial"... Apostamos?



Publicado por rui.freitas às 02:25
Link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 1 de Abril de 2011
E o Povo, pá!?

O dia 1.º de Abril é conhecido, de há longos anos, como o Dia das Mentiras; Desde 2005, passou a ser comemorado (quase) todos os dias!

Porque ontem o Presidente da República fez cair, definitivamente, o pano sobre a trági-comédia mantida desde 2005 pelo "sócretino" e "sus muchachos", decidi que era chegada a altura de desmascará-los, relembrando alguns "casos" que marcaram a vida política do País, num momento em que, "honrando" Álvaro Cunhal, os "xuxialistas" parecem ter engolido uma cassete que debita sempre a mesma música... ou mensagem, como preferirem!

Faço-o, repetindo aquilo que sempre digo "em minha defesa": não sou economista e nem de longe essa é a área com que me identifico, razão pela qual tentarei recordar estes malfadados seis anos de (des)governação, de forma singela, em linguagem popular e não técnica ou politicamente correcta. Como português simples para que me entendam os portugueses simples - e pagantes - como eu!

Começo por confessar que não me sai dos ouvidos, a mini-conferência de Imprensa dada por Sócrates, em Coimbra, por ocasião do "Doutoramento Honoris Causa" do ex-presidente Lula da Silva, e muito menos me sai da vista o ar arrogante com que o "Primeiro-Mentiroso" de Portugal se furtou às perguntas, preferindo debitar o que gravou na "cassete": estamos em crise política, por causa dos partidos da oposição, em particular do PSD! Foi confrangedor; E mais ainda, quando ouço a repetição da dita, nas através das vozes de Francisco Assis, Pedro Silva Pereira e outros... e outros... e outros...

Nesta pré-campanha, que, conforme pediu o Presidente da República, devia ser serena e esclarecedora, o PS dá indicações precisamente contrárias, como se a crise - a famosa crise - tivesse surgido em Portugal no ano de 2011 (por culpa do "chumbo" ao PEC  IV) ou sequer desde 2008. É mentira!

Desde Guterres (que abandonou o "pântano" a toda a pressa) e contando com os passageiros governos de Barroso e Santana que a crise assentou arraiais em Portugal. Nessa altura, a dívida externa era de cerca de 12% do PIB; Actualmente, atingiu já os 120% do PIB... e há mesmo quem garanta que se aproxima dos 170%. Num ou noutro caso, digo que é simplesmente terrível, quer para nós mas, sobretudo, para as gerações futuras.

E recuso-me a acreditar que uma boa parte dos portugueses ainda acreditem no mentiroso compulsivo e seus apaniguados que presidem aos destinos deste País!

Segundo a "cassete" socialista, todos os males são agora culpa dos partidos da oposição (subentenda-se, do PSD). Nada de mais falacioso!

Bramam agora os socialistas que o PSD (subentenda-se, Pedro Passos Coelho) aponte caminhos, diga o quê e como pretende fazer se for (e será, sem dúvida) governo, que contribua com sugestões para que o (des)governo socialista leve o barco (a meter água por todos os lados) a bom porto.

E eu pergunto o qualquer português se questionará: ainda mais? Desde quando Manuela Ferreira Leite era presidente que o PSD vem a alertar para os continuados erros "sócretinos". Já com Passos Coelho, o PS viu aprovado o Orçamento de Estado para 2010 (com a condição da transparência e lealdade na sua execução) e os PEC I, II e III. E foi o que se viu e agora foi desmascarado. Asneira atrás de asneira, para mal de Portugal e dos portugueses. Perdeu-se aquilo de que o nosso País se podia orgulhar; Passámos de pobrezinhos, mas honrados, a pobrezinhos, desacreditados e atolados em dívida externa para o próximo decénio...

Pergunto ainda: foi o PSD que contribuíu para este estado de coisas do Estado? Não!

Para reavivar memórias - e na sequência daquilo que aqui tenho demonstrado (com provas retiradas de órgãos de blogs e da Comunicação Social bem identificados) há muito tempo -, fui repescando, ao acaso, algumas das muitas razões que nos colocaram nesta crítica situação:

Portugal tem hoje 349 Institutos Públicos, dos quais 111 não pertencem ao sector da Educação. Se descontarmos também os sectores da Saúde e da Segurança Social, restam ainda 45 Institutos com as mais diversas funções. Há ainda a contabilizar perto de 600 organismos públicos, incluindo Direcções Gerais e Regionais, Observatórios, Fundos diversos, Governos Civis, etc.) cujas despesas podiam e deviam ser reduzidas, ou em alternativa – que parece ser mais sensato – os mesmos serem pura e simplesmente extintos.

Para se ter uma noção do despesismo do Estado, atentemos apenas nos supra-citados Institutos, com funções diversas, muitos dos quais nem se percebe bem para o que servem.

Porque seria longo e fastidioso, nem vou elencar aqui os ditos organismos, lembrando tão só que as transferências feitas em 2010 pelo governo socialista de Sócrates para estes organismos, atingiram os 5.018,4 milhões de euros. Um corte de apenas 20% nestas despesas, evitariam a subida do IVA; Se fossem feitas fusões, extinções ou reduções mais drásticas a poupança seria da ordem dos 4000 milhões de €, e não seriam necessários cortes nos salários!

Ao visitar o blog 31 da Armada, fiquei com a certeza de que alguém quer "tramar" Passos Coelho! Ele é "Rabbit" mas não é "Roger"...

Até porque a grande e mais recente "bronca" foi esta, logo surgindo "salvadores" a tentarem vender a estafada ideia de que os "inocentes" de sempre não sabiam de nada. Ai sim? E isto?

Claro que, para umas coisas (como sejam propor desmesurados, vergonhosos e inexplicados aumentos das autorizações de despesas, desde presidentes de Câmara até ao "P-M"), o (des)governo não está em gestão, mas para outras está, com Teixeira dos Santos (o pior ministro das Finanças da UE, como já foi considerado) a cometer a pior das afrontas ao Presidente da República, quando afirmou em entrevista que "a única entidade que pode assumir compromissos é o Presidente" da República. Já não lhe chegava culpar o PSD...

 

 

Mais uma prova de que o "menistro" e o "P-M" há muito sabiam que as bombas iam rebentar-lhes nas mãos, remontam a 24.11.2010.

Recuemos um pouco mais; há precisamente um ano - 01.04.2010.

Seria por estas razões que, em 29.10.2010 já se lia no "I" que "Sócrates apresenta demissão em Belém a 29 de Outubro"? Ou que, a 3 de Dezembro desse ano, ficávamos a saber que "1 km de estrada em Braga vai custar 8 milhões"?

No entanto, este pobre Portugal, "armava-se" em "rico" e, a 22.11.2010, assumia ir comprar dívida irlandesa... Quem e a que preço nos compram agora a nossa dívida? A taxa a três anos atingiu já os 9,268%! Escandaloso...

Calma nas hostes, meus senhores, pois Teixeira dos Santos garantiu que os "resultados de 2011 não estão em perigo". E o nariz a crescer-lhe...

Eu até posso "esquecer-me" de "casos" como o "Diploma de Engenheiro", das "casinhas" na Beira, da "casinha" da mamã na Av. Braancamp, da "decisão de Carlos Alexandre de não destruir escutas que envolvem Sócrates ter levado o presidente do STJ a intimidar juiz com pagamento de indemnização", do "Freeport", do processo "Face Oculta" e da implicação do "jamais" Mário Lino, de que a "EDP paga (pagou) 3 milhões por aulas do ex-ministro Manuel Pinho em Nova Iorque", de que o "Governo Português dá "exemplo de austeridade" comprando (mais um) Mercedes S450 CDI no valor de 140.876 euros, para a cimeira da NATO", de que, no "caso" BPP, "documentos e milhões em casas secretas; Investigadores encontram bens valiosos escondidos em residências não habitadas de ex-administradores" (Alguém soube de mais desenvolvimentos, detenções, prisões ou condenações?), de que, a 03.11.2010 o "Governo assume erros de 830 milhões de euros no OE", de que, a 27.10.2010 o "PSD diz que Governo não quis acordo por 0,25% do PIB", de que o próprio presidente do BPI, Fernando Ulrich, considerou que "já passou o momento para discutir se Portugal deveria recorrer à ajuda externa, sublinhando que a pergunta mais sensata agora seria questionar porque não o fez há mais tempo", de que o ministro da Justiça "nega ter delegado competências para autorizar pagamentos à mulher", deixando "encravado" o seu ex-secretário de Estado (já ilibado) e o próprio sobrinho, posso até "não acreditar" que "o produto interno bruto (PIB) português deverá recuar 1,4% em 2011 e crescer 0,3 % no próximo ano, segundo as previsões do Banco de Portugal" (que falta faz o "camarada" Constâncio...), de que custa a acreditar, mas que o "Estado gasta 12,7 milhões em programa que integra apenas 61 desempregados por ano", assim como me parece impossível (ou não) que o "menistro" Rui Pereira continue calmo e sereno perante o aumento da criminalidade violenta em 2010 ("segundo o Relatório Anual de Segurança Interna, a criminalidade violenta e grave aumentou 44,6% em Beja em 2010 (e noutros distritos), relativamente ao ano anterior, sendo também este o distrito onde se registou a maior subida de participações globais, que o crime nas escolas aumentou em 2010 e que a delinquência juvenil aumenta 11,5%"). Se calhar, também desconhece (como é hábito) que Portugal é "alvo das "secretas" estrangeiras"?!

Segundo Paula Teixeira da Cruz, "a verdade é que só nos últimos dois anos (dos seis que o Governo do actual Primeiro-ministro já leva), entre Janeiro de 2009 e 23 de Março de 2011, as agências de rating baixaram por dez vezes a notação de Portugal, período durante o qual foram aprovados três PEC (para além dos Orçamentos). E a nova baixa de notação, bem antes de toda esta encenação, já tinha sido anunciada há alguns meses", enquanto que Miguel Macedo garante que "não é verdade que as regras que agora determinam estas alterações tenham sido regras que  passassem a vigorar, como diz o Governo, a meio do jogo. Estas regras já existiam, o Governo ignorou-as, não quis tê-las em conta, e o resultado é que agora se descobre a verdade. O Governo fica com o resultado concreto da sua governação a nu. O Governo devia ter previsto esta situação quer no OE, quer no PEC. Não o fez, foi incompetente".

Qualquer português com bom-senso sabe que existem "prós e contras de recorrer à ajuda da UE e do FMI", assim como não duvida que “o próximo Governo tem pela frente uma crise sem precedentes”. Ah! E para os que ontem fizeram por esquecer estas palavras ou retirar-lhes conteúdo ("O actual Governo contará com todo o meu apoio para que não deixem de ser adoptadas as medidas necessárias [...] para garantir o inanciamento da nossa economia" e "restaurar a credibilidade do Pais no plano externo"), aqui fica a afirmação do Presidente da República!

Assim como eu acredito na afirmação feita por Marques Mendes na TVI24, antecipando que pode haver recuo na cobrança de portagens nas SCUT's, pois "segundo o ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, a instalação de portagens que estavam previstas até 15 de Abril «depende ainda de uma intervenção legislativa» por parte do executivo".

Difícil, difícil, é o (des)governo não acreditar que a "crise política é "golpe" de Sócrates para provocar eleições e vitimizar-se"!

Vitimização que atingirá o seu ponto mais alto  na entrevista que o "P-M" (entenda-se: "Primeiro-Mentiroso") concederá, na próxima segunda-feira, à RTP 1.

Por tudo o que aqui fica escrito (para memória passada e futura), quando ouço os "xuxialistas" e outros "inteligentes" garantirem que o PSD e Pedro Passos Coelho "tiraram o tapete" ao (des)governo "por sede de poder", só me apetece rir ou chamar-lhes "nomes". Alguém, não tendo intenções sérias, "poria a cabeça no cepo" mais uma vez, em nome do interesse nacional, numa altura em que os "tais mercados" apertam cada vez mais o garrote a Portugal e o consideram quase como "lixo" (economicamente falando)?

Isso, seria o mesmo que um meu adversário (pessoal ou político) vir dizer-me: "olha lá, tenho uma empresa completamente falida mas, mesmo assim, quero que ela continue a ser minha". Ao que eu responderia: "não tenho dinheiro mas, mesmo assim, não ma queres vender?"

Que eu saiba, Pedro Passos Coelho e a sua equipa não têm tendências suicidas!

Deixo-lhe apenas um "lembrete", para que nunca se esqueça:

"E o Povo, pá!?



Publicado por rui.freitas às 01:34
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos
|

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS