Segunda-feira, 27 de Maio de 2013
Sempre a "despachar"...

Seja presidente em exercício seja vereador!

E ainda há quem diga que é complicado ler o "D. da R."...


(Clicar nas imagens, para ampliar)

 




Publicado por rui.freitas às 00:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 23 de Maio de 2013
"Prontos", então é assim...

Para que conste e para os devidos efeitos, o Presidente em Exercício (e não Presidente) despachou... está despachado!

(clicar na imagem, para ampliar)

(clicar na imagem, para ampliar)

(clicar na imagem, para ampliar)

(clicar na imagem, para ampliar)

"Prontos", "mai nada"...



Publicado por rui.freitas às 01:32
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Sexta-feira, 17 de Maio de 2013
Zangaram-se "as comadres"...

Afinal, parece que existiram mesmo razões para o título do CM: "Isaltino acusa fiéis de traição", como ficou escrito abaixo, no post de 9 de Maio.

Segundo o blog "Oeiras Mais Atrás", "o que se passou no dia 14 de Maio de 2013, pelas 16 horas, no gabinete do Presidente da Assembleia Municipal de Oeiras, foi uma tentativa de Golpe de Estado palaciano", ocorrido aquando de uma "reunião do Diretor do Gabinete Jurídico, António Cunha, que apresentou ao Presidente da Assembleia Municipal e aos líderes municipais – António Moita (IOMAF), Alexandra Moura (PS), Jorge Pracana (PSD), Daniel Branco (CDU), Isabel Sande e Castro (CDS-PP) e Miguel Pinto (BE) – na presença de Paulo Vistas, um parecer jurídico que preconizava a destituição do Presidente eleito, foi a tentativa para legitimar uma tomada palaciana do poder na Câmara de Oeiras, e que foi recusada pelos líderes, com António Moita a defender a suspensão e nunca a destituição de Isaltino Morais, no que foi secundado pelo PS e PSD, com as dúvidas expressas por Daniel Branco.

Sobre o «tal» parecer ficou por esclarecer o seguinte: quem o pediu?

Um funcionário da Câmara, no caso o Diretor do Gabinete Jurídico, nunca iria por sua alta recreação elaborar um parecer sem que alguém lho tivesse solicitado!"

"Quem quer afastar Isaltino mas não quer que o seu movimento se extinga?", questiona o "Oeiras Mais Atrás", perguntando aos seus leitores "Por que é que a candidatura de Paulo Vistas não se chama POMAF - Paulo, Oeiras Mais à Frente ou VOMAF – Vistas, Oeiras Mais à Frente?

Puxem pela cabeça e encontrarão a resposta!

E assenta que nem uma luva a expressão de «golpe palaciano» porque Paulo Vistas dando-se conta da bacorada cometida, promoveu ao início da tarde de ontem, 15 de Maio, no Palácio do Marquês, antigas instalações do INA, uma conferência de imprensa onde procurou justificar-se e desmentir todas informações que o ligam à tentativa de destituição de Isaltino Morais.

Paulo Vistas é agora o Presidente em exercício da Câmara Municipal de Oeiras, mantendo-se Isaltino Morais como o Presidente eleito, ainda que com o mandato suspenso.

As notícias veiculadas pelo DN esta quarta-feira sobre a tentativa palaciana de afastamento de Isaltino Morais ganham foros de verdade, por mais desmentidos que faça o até agora vereador Paulo Vistas.

 

Vale a pena, por toda a trapalhada orquestrada mas não conseguida (?), conhecer o teor da citada "Declaração Pública", distribuída, via correio electrónico, como "Nota aos colaboradores da CM Oeiras e dos SMAS":

"Na sequência da suspensão do mandato do Dr. Isaltino Morais, e de acordo com o legalmente previsto, assumi a Presidência da Câmara Municipal de Oeiras. Passei os últimos 8 anos da minha vida como Vice-Presidente do melhor autarca que Portugal algum dia teve, orgulho-me de fazer parte de um projeto transformador que elevou Oeiras à condição de referência nacional, com os melhores indicadores de qualidade de vida da população. Nunca tive e não tenho qualquer divergência com o Dr. Isaltino Morais sobre o futuro que queremos para o nosso Concelho. Construímos uma equipa coesa, de outra forma nunca teria sido possível chegar tão longe na governação da coisa pública. É ESTE PROJETO QUE ESTAMOS A PROSSEGUIR E QUE VAMOS CONTINUAR NO FUTURO! Ao contrário do que foi veiculado, a Câmara Municipal de Oeiras continua a funcionar com toda a normalidade. Os colaboradores municipais têm desempenhado as suas funções como sempre o fizeram e o Executivo Municipal tem decidido como sempre o fez. Aproveito a oportunidade para agradecer a todos a maturidade revelada, pois ninguém se deixou perturbar com as tentativas de desestabilização e de desinformação que têm ocorrido. Sabemos que algumas pessoas se sentem descontentes pelo facto deste ser um projeto vencedor. Porque sentem que, ao contrário do que pensavam, o Povo de Oeiras está com a continuidade deste projeto. Daí a necessidade de manipularem a opinião pública com notícias fabricadas, criando fabulações que apesar de não serem reais têm espaço na comunicação social. Percebemos que alguns partidos políticos, porque estão desacreditados, vêm os movimentos independentes como uma ameaça. E num Município como Oeiras, devem vê-lo! O Movimento Independente Isaltino Oeiras mais à Frente, pelo qual sou candidato, nasceu no seio dos oeirenses e é o seu reflexo natural. Não servimos senão o interesse de Oeiras e dos oeirenses! Estamos mais unidos do que nunca! Podem crer que Comigo Oeiras continua! Paulo Vistas Presidente da Câmara Municipal de Oeiras 15 de Maio de 2013."

Chamo a atenção para a correcta e legal designação de "Presidente em exercício" referida pelo "Oeiras Mais Atrás" e não Presidente, porquanto Isaltino Morais suspendeu o mandato, não renunciou.

Exactamente por isso, a presente "Declaração Pública" está ferida de isenção, quanto mais não seja porque o autor (na qualidade de "presidente") mistura - propositada, imoral e irregularmente - o cargo que ocupa e os oito anos de "fidelidade" com uma despudorada campanha eleitoral, tentando fazer passar um "apelo" em que já poucos acreditam: "O Movimento Independente Isaltino Oeiras mais à Frente, pelo qual sou candidato, nasceu no seio dos oeirenses e é o seu reflexo natural.", pelo que se impõe a pergunta: "falava o presidente ou o candidato"?

Citando, de novo, o "Oeiras Mais Atrás", refiro que, "entretanto, Alexandre Luz, Presidente da Comissão Política do PSD de Oeiras (e ex-chefe de Gabinete de Casinhas), considera que este documento “era uma forma de Paulo Vistas assumir a presidência pela secretaria”, acrescentando que “há um conflito latente entre as hostes que apoiaram Isaltino Morais”.

Em jeito de remate, apraz-nos fazer este comentário: tão amigos que eles eram, Vistas e Luz (ou ainda são e isto não passa de uma grande encenação para tramar Moita Flores e o PSD)!"

É caso para dizer: com amigos destes, quem precisa de inimigos?



Publicado por rui.freitas às 23:34
Link do post | Comentar | Ver comentários (13) | Adicionar aos favoritos
|

Quinta-feira, 9 de Maio de 2013
Como disse que disse?

Francamente, Dr. Isaltino.

1.º - Melhor do que muitos, o senhor sabe bem que, em "política", não há "traidores" (quanto muito, oportunistas);

2.º - O senhor nunca por nunca admitiria gente "dessa" a seu lado (nem de uns de de outros);

3.º - Melhor do que muitos, o senhor sabe que, em "política", quando não estamos por cima... estamos bem por baixo;

4.º - Melhor do que muitos, o senhor devia saber que, em "política", quem nos dá palmadinhas nas costas não é, necessariamente, nosso amigo;

5.º - Eu sei que o senhor sabe que eu sei (e passei por) tudo isso... "a cores e ao vivo"!


Publicado por rui.freitas às 23:30
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS