Domingo, 6 de Março de 2011
Graças a vós, mais um número mágico!

Graças a vós, Caras leitoras, Caros leitores, Caros comentadores ou simples curiosos que por cá vão passando, o "Pinhanços dixit..." acaba de atingir o número mágico dos 210.000 visitantes, desde que incluí o contador de visitas, em Maio de 2006. Em 58 meses e cinco dias, o que continua a representar uma média de 3.600 visitas por mês (cerca de 120/dia).

Apesar de, algumas vezes, sentir algum cansaço de tanto remar contra a maré, é em nome da Dignidade, da Honestidade e da Verdade - que encontra eco no apoio traduzido nas vossas visitas (muitas delas diárias e mais do que uma vez), mantendo e incentivando a minha crença em que, um dia, ainda verei ser feita Política Séria e a Sério!

O meu eterno Obrigado!



Publicado por rui.freitas às 01:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

28 comentários:
De Nuno a 6 de Março de 2011 às 11:52
Caro Rui, o blog está de parabens. Não sou politico, nem tenho cor, mas revejo-me nos seus comentários, nomeadamente no que diz respeito à dignidade honestidade e verdade. De facto, uma pessoa que paute a sua vida por tais princípios, por uma questão de coerência não pode estar ligado a nenhum partido, a não ser que tenha um só objectivo, a implosão do partido, expulsar os velhacos, os que estão lá para andar a trás da maré, e deixar aqueles que têm uma visão, objectivos, que conseguem traçar um plano para os alcançar, em beneficio da comunidade, e dos que hão de vir.
Infelizmente na politica portuguesa, estão na sua maioria os inúteis....


De Helder Sá a 6 de Março de 2011 às 15:56
Caro Nuno, permita-me que discorde da sua afirmação "que uma pessoa que paute a sua vida por tais princípios...não pode estar ligado a nenhum partido". Os partidos são pedras basilares da sociedade, é através deles que são eleitos os parlamentares e deles saem os governantes. Sou do PSD, tal não me tira a minha independência e a minha Liberdade individual, como um "independente" como Isaltino ou Valentim não são mais independentes do que eu. Sabe qual a diferença? Os interesses que Isaltino e Valentim defendiam sob a sigla do PSD transferiram-nos para os seus movimentos de "independentes", que de independentes nada têm. Assim como Moita Flores, "independente" eleito nas listas do PSD em Santarém, não ficou mais dependente ou independente. Desde que as pessoas pautem a sua vida por princípios éticos, não é a filiação partidária ou não que o vai tornar mais "independente". Há pessoas no PSD que são independentes, que pensam pela sua cabeça. Neste momento os partidos são o pilar dos sistema por isso o assalto que sofreram pelo poder económico, para este colocar os seu peões de brega . Há muito que defendo que parte da AR deverá ser eleita por listas uninominais, para sabermos em quem votamos e para que, tal como nas autarquias, os cidadãos possam escolher alguém que não vai numa lista partidária. O combate para mudar este estado de coisas faz-se maioritariamente dentro dos partidos, eu faço-o dentro do PSD para mudar esta estado de coisas. Se tivéssemos uma sociedade civil forte, um opinião pública activa, então as coisas seriam diferentes. Mas não são. A mudança passa por intervir activamente dentro do espectro partidário.


De Isabel Magalhães a 6 de Março de 2011 às 23:31
Hekder;

Subscrevo.


De rui.freitas a 6 de Março de 2011 às 23:32
Caro Hélder Sá, ainda que, efectivamente, nem sempre estejamos de acordo, quero agradecer-lhe honestamente o abraço e os votos de parabéns que abaixo expressa.
Confesso que me custa nem sempre estarmos de acordo, embora respeite que cada um seja livre de expressar os seus distintos pontos de vista. Custa-me, acima de tudo, porque até hoje nunca o consegui entender e não me canso de o escrever aqui ou no Facebook.
Julgo que a minha posição no caso dos "laranja/verde-alface" sempre foi clara e transparente; já a sua... tem dias. Excluindo o foro Sindical, muito do que tenho lido dos seus escritos, deixa-me sempre "de pé atrás": ora critica(va) a liderança da ex-Secção de Oeiras, ora tece(cia) loas aos seus dirigentes mais destacados, chegando mesmo a apoiar publicamente o recém-eleito presidente da Concelhia, ainda a campanha "ia no adro".
Os dois exemplos de "independência" que aqui usou, não podiam ter sido piores... Com isto, não queira inferir que não reconheço o trabalho e a visão de Isaltino Morais enquanto presidente da CMO. Seria estupidez não o fazer, pois estive com ele (partidária e autarquicamente falando) desde que ingressei no PSD até 2004.
Exactamente, 2004, quando ele apoiava a campanha de Pedro Santana Lopes e o encontrei em Paço de Arcos; no mesmo ano em que, de facto, "nasceu" o IOMAF, e depois de um almoço que ele partilhou com amigos n'Os Arcos. Pendendo já sobre ele a suspeição mas ainda não arguido, sugeri-lhe que devia manter-se afastado nesse mandato e que só depois, caso nada se provasse, voltasse a candidatar-se. Resposta: "você sabe que eu sou transmontano, de antes quebrar que torcer". Este episódio está escrito algures neste blog.
A verdade é que (por isso ou não) passei para a "lista negra" e, já em 2005, muitos dos que então julgava amigos e/ou companheiros, adoptaram o "sistema" que repetiram em 2009: de manhã, campanha pelo PSD; de tarde e noite, campanha pelo IOMAF. Facas nas costas, muitas, mas só duas me "feriram" mesmo!
Não foram uma nem duas vezes que contestei os actos - ou a falta deles - de alguns dirigentes nacionais (dos locais, já estamos conversados), prova de que também prezo muito a minha independência; mas também evito a crítica, após as suas eleições, até que voltem a desiludir-me como Militante e como Português. Não estive em bicos de pés ao lado de ex-presidentes do PSD, mas respeitei-os depois de eleitos.
Há um, e apenas um, ao lado de quem estive e sempre estarei; precisamente aquele de quem você menos gosta. Chama-se Luís Manuel Marques Mendes!
Considero-me, também, Militante do PSD mas pensante pela minha cabeça, e também partilho que devem ser criados, urgentemente, círculos uninominais, de modo a que os deputados eleitos se responsabilizem pelo seu sentido de voto e para que os eleitores saibam em quem votam. Do mesmo modo, combato por dentro tudo aquilo que considero ser oportunismo, tachismo, compadrio e comodismo, lamentando ainda a fraca participação cívica dos cidadãos em geral, mas compreendendo-os. A política que hoje se pratica (do BE ao CDS-PP) a isso tem levado os eleitores. À desilusão na política e nos políticos (ou politiqueiros) que, afinal, acabam por ajudar a manter, ao afastarem-se duma intervenção mais activa e directa. Mas é o Portugal que temos e as mentalidades que devemos mudar.
Muito, mas mesmo muito mais haveria para discutir, nomeadamente a quem deve ou não ser permitido regressar ao PSD; só que a resposta já vai longa e o tempo e o espaço escasseiam aqui.
Renovo o agradecimento com que iniciei o comentário.


De Helder Sá a 7 de Março de 2011 às 00:27
Caro Rui: quando ingressei no PSD Oeiras por altura de Maio de 2008 (ainda que tenha pedido a transferência em Dezembro de 2007), já a "festa" estava armada. Militei na antiga Secção C - Olivais/Marvila, hoje ex-Secção Oriental,. Se há alguém que não tem nada a ver com as guerras de 2005 sou eu. Luís Marques Mendes tem culpas no cartório, é o principal responsável pelo fraccionamento do partido a nível local. Era Presidente da Assembleia Municipal e via a "banda" passar, ou seja, não escrutinava o Executivo como devia ser. Hoje passa-se o mesmo: as Deliberações da Câmara vão à AMO, os "deputados" do IOMAF votam de olhos fechados, os "deputados" do PSD seguem-lhes o caminhos, o do CDS também, a CDU (abstém-se, que é o mesmo que votar a favor) e o BE vota contra. Veja-se o exemplo dos Espaços Verdes que tanto brado tem dado. A Assembleia Municipal tem de escrutinar o Executivo, não pode votar "à balda". A Comissão Sindical do SINTAP , que coordeno (desculpe este desvio), fez melhor trabalho que TODOS os Grupos Municipais, pois estes senhores limitam-se a acreditar no Presidente e na Câmara sem pedirem documentos que sustentem o aval que à AMO é pedido. Como é que os "deputados" municipais podem avalizar uma despesa de mais de 8 MILHÕES DE EUROS sem que o Presidente, a Vereadora dos Espaços Verdes e a Câmara a fundamentem? O MNE do Japão demitiu-se por um financiamento equivalente a 435,00€, os "deputados" municipais do PSD aprovam uma despesa de 8 milhões sem questionarem a Câmara! Impressionante! Voltando às nossas diferenças conheço melhor o Alexandre que o Ângelo, tenho razões para acreditar que o Alexandre Luz quer unir o partido (não estou a dizer que o propósito do Ângelo não fosse esse), sei o que tenho falado em privado com ele, para além dos compromissos públicos assumidos durante a campanha para a concelhia. Se me revejo na totalidade dos elementos da concelhia eleita? Não, claro que não. Uns porque não conheço, outros porque nunca me foram apresentados, outros porque andaram a fazer campanha pelo IOMAF em 2009. Fosse qual fosse o líder eleito, teria, terá de pacificar o PSD Oeiras, de aglutinar facções e grupos, mais "verdes" ou mais "laranjas". A tarefa do Alexandre não é fácil, estou disponível para o ajudar, para bem do PSD. Carta branca ao Presidente da Concelhia? Claro que não! Assumiu um compromisso, vai ter de o cumprir, pelo menos tentar. É altura de acabarmos com estas guerras, sarar as feridas, ainda que as cicatrizes perdurem para sempre. Ouvi relatos de pessoas (militantes e simpatizantes) do PSD que foram muito maltratadas em 2005 e anos seguintes por apoiantes do IOMAF , a maior parte ex-PSD , que jamais esquecerão as ofensas de que foram alvo. Compreendo-os e respeito-os. Mas o que é isto comparado com as guerras civis que ocorreram em Angola e Moçambique, em que beligerantes de um lado e outro, inimigos mortais, tiveram de abdicar de ódios para poderem coabitar nas Forças Armadas, na Administração, no Parlamento e até no Governo? Não podemos partir para a RECONCILIAÇÃO de todos os militantes do PSD de Oeiras e permitir o regresso daqueles que queiram voltar? Quantas vezes já não cedemos na vida? O regresso ou a permanência de quem não saiu mas ainda mantém um vínculo ao IOMAF sem condições? Claro que não! Quem está no IOMAF deve optar pelo PSD, e não pelos dois, estando-lhe vedada a participação em reuniões do movimento, sob pena de participação ao CJD e CJN . Temos de ser tolerantes e o Rui nem sempre é, ainda que outros também não sejam tolerantes consigo. Temos de encontrar vias de comunicação entre as várias "facções" , sensibilidades ou tendências. O PSD Oeiras será aquilo que todos nós quisermos. Um agraço fraterno.


De Anónimo a 7 de Março de 2011 às 17:58
Não, não e não! Em politica não vale tudo. Se tiveram a coragem para abandonar e ir para onde se sentiram melhor, pois que lá fiquem!
Mas que discurso mais patético e sem fundamento de verticalidade.
Então andaram anos no IOMAF a comer e a beber, cheios de benesses, contra o PSD e agora, volta que estás perdoado ????
Apenas porque lhes deu um descargo de consciência ou porque sentem que o IOMAF está no fim ?
Isto é usar o partido! e isso em policita não se admite.
este Hélder não é digno de ser candidato ao que quer que seja pelo PSD.
E o que é andou o Alexandre a fazer estes dois anos para unir o partido depois da vergonha que foram as eleições em 2009 ? nada!!! Se fosse um politico com o mínimo de carácter ter-se-ia demitido. Mas como é apenas a testas de ferro para usar o partido, lá continuou, pavoneando-se às custas do vencimento que recebe. Em nome daqueles que nos últimos 6 anos se mantiveram fiel ao partido, não, não e não.


De Helder Sá a 7 de Março de 2011 às 18:10
Caro anónimo (7 de Março de 2011, 17:58): vou começar pela parte em que me atinge, na dignidade. "Este Hélder" como você diz pode ser candidato a qualquer cargo no Partido ou pelo Partido desde que "ele" queira, os militantes queiram e o Partido queira. Nota-se pelo seu discurso que tem um défice de democracia, é a sua opinião ou nada. Se o método utilizado para o regresso dos ex-PSD é o mais correcto, valendo apenas a decisão do CJN , em minha opinião, não. Um referendo interno para este e outros casos (infelizmente o PSD está cheio de situações destas) seria a fórmula mais democrática, entregando a decisão ao universo dos militantes e não apenas a meia dúzia de "iluminados". Respeito a sua opinião, como respeito a de Rui Freitas, respeite a minha e não me fale em falta de dignidade. Cumprimentos.


De Abel a 7 de Março de 2011 às 21:23
Eu já acredito em tudo inclusive que seja candidato pelo PSD. Agora já poucos acreditam no PSD e que este grupo de pessoas ganhe qualquer coisita a não ser uns tachos oferecidos por isaltino.
Nada, absolutamente nada justifica a posição de Alexandre Luz. É óbvio que há muito que ele não milita no PSD.
Quanto aos estatutos, queimen-nos.


De Anónimo a 7 de Março de 2011 às 21:51
Défice de Democracia e postura de verticalidade tem você, ou então é muito ingénuo.

Aponta uma série de incoerências no PSD Oeiras - a sua descrição do que se passa na Assembleia Municipal é sui generis , mas não se esquece que os que lá estão foram indicados pelo mesmo iluminado em que Vossa Exª votou no passado dia 28. Alguns deles ainda em 2005 apoiavam o IOMAF e em 2009 a mesma coisa, mas de forma encoberta.

Apoiou o mesmo individuo que tem usado o partido para um grupo de "iluminados", que têm dizimado o PSD Oeiras nos últimos anos. Lá fora nós somos motivo de xacota junto dos nossos pares um pouco por todo o Distrito de Lisboa. Toda a a gente sabe o que se passa, menos o Sr. que é mais "iluminado" do que os restantes.

Teve uma excelente oportunidade para mudar-mos de vida politica em Oeiras e o que é que faz ? Apoia um individuo sem substancia, que nada fez, nem na vida, nem na politica, para justificar o lugar que ocupa.

Apenas teve a sorte de ter aderido á JSD e seguir como um cãozinho os passos de quem lhe dá de comer.

Poupe-me com as suas retóricas falaciosas e assuma que se vendeu.


De Isabel Magalhães a 6 de Março de 2011 às 23:34
Hélder... obviamente.


As minhas desculpas pelo lapsus tecla.


De Anónimo a 7 de Março de 2011 às 11:56
O Hélder é cheio de falinhas mansas mas andou a apoiar a lista A. A lista da mesma gente com a qual o PSD teve uma derrota pesada em 2009. Que traiu o partido e a sua candidata. Tem vergonha na cara pá! Agora vens com conversas da treta. Cá para mim és mais um vendido aquela seita de mercenários.


De Helder Sá a 7 de Março de 2011 às 18:24
Caro anónimo (7 de Março de 2011 às 11:56): sou de falinhas mansas quando tenho de ser, sou mais áspero quando as circunstâncias o exigem. Sabe o que aconteceu em 2009, nas autárquicas, na pré-campanha e na campanha? Se calhar não sabe a história toda. Com atitudes extremistas não se vai a lado algum. O diálogo é necessário para se reconstruir o PSD de Oeiras. Sobre a candidata, Dra. Isabel Meirelles , pelo respeito que ela me merece, fica de fora desta resposta. Espero é que um dia, mas antes das autárquicas de 2013, quer Isabel Meirelles , quer a Dra. Helena Lopes da Costa, quer Alexandre Luz, quer Carlos Carreiras, contem a "sua" versão dos acontecimentos de Julho e Agosto de 2009. Não fale do que não sabe. Apoiei e vou continuar a apoiar o Presidente da Concelhia de Oeiras, Alexandre Luz, tendo por objectivo a UNIDADE do PSD de Oeiras, unidade essa que deve respeitar as diferenças de opinião. Acredito que Alexandre Luz vai conseguir, porém, se não cumprir o que prometeu, em devido tempo deixará de contar com o meu apoio desinteressado. Peço-lhe, caro anónimo, que não me "bata" tanto, não sou nenhuma celebridade, deve ter-me confundido com Pedro Santana Lopes. Cordiais saudações s d.


De Anónimo a 7 de Março de 2011 às 22:03
Caro Hélder Sá. O Alexandre Luz apenas quer manter o tacho. Esse individuo não tem o mínimo de competência para ser líder desta concelhia.

E não é preciso muito para se verificar isso. Acho que perdemos uma excelente oportunidade para mudar de vida mas a corrupção e os truques que aprenderam com o Isaltino prevaleceu.

Continuam a aproveitar-se da ignorância e ausência da noção do que se está em jogo nos bairros sociais para se manterem no poder. Estou certo que poucos sabiam do que estavam em jogo. Que o Alexandre, o Paulo vistas e o Isaltino representam forças politicas diferentes.


Que o Alexandre raramente vai aos bairros sociais. Apenas vai quando lhe convém, munido quase sempre de um casaco castanho que deve ter repelente a gentinha pobre...


Acreditando que Você é ingénuo, deixe me dizer-lhe o seguinte: abra os olhos.
O Alexandre Luz está-se marimbando para a decência na politica e para si.Usou-lhe. Ou não... a ver vamos.

Apenas quer o poder pelo poder porque já lhe provou e ganhou-lhe o gosto.
Esse miúdo não tem nenhum percurso de vida.


De Nuno a 7 de Março de 2011 às 21:12
Caro Helder,
Mas as pessoas que voltam no Isaltino, na Fátima Felguerias, e Valentim Loureiro, entre outros não sabem quem eles são???
este tipo de ser está entranhado no aparelho partidário desde a sua raiz, como lapas, têm olhos e ouvidos em toda a parte, e jogam por antecipação, tem uma agenda pessoal disfarçada.
Por isso mantenho o que disse, os partidos não são lugar para pessoas de bem, porque perde-se mais tempo a lutar contra os que não prestam, do que a pensar o pais, e o futuro...
Espero que consiga mudar algo no PSD, mas os dirigente proeminentes em Oeiras, não dão garantias de sucesso para quem tem valores, e sentimento altruísta de dever público.
Um abraço


De rui.freitas a 6 de Março de 2011 às 22:37
Caro Nuno, em primeiro lugar, o meu sincero obrigado, não tanto pelo n.º de visitantes do "blog" mas, sobretudo, por partilhar comigo a base de uma sociedade que se quer digna, honesta e verdadeira. É assim que eu entendo a forma de estar, seja na política seja fora dela... na minha vida pessoal e profissional.
Obviamente que está no seu direito de manter-se apartidário, mas não se diga apolítico; se quer ser (e é) interventivo nesta mesma sociedade, está implicitamente a "praticar" um acto político. Eu faço-o ligado ao PSD, mas com o à-vontade de quem se orgulha de não ter "telhados de vidro", razão porque continuo a dizer, a escrever e a denunciar aquilo que considero "politiquice". Não pretendo implodir o Partido, antes denunciar - repito - actos vergonhosos, incorrectos, baixos de quem quer o poder para se servir e não para Servir os demais.
Mas numa coisa concordo consigo: são mais os que "sobem" à custa de outros do que aqueles que se pretendem iguais. É que, infelizmente, os primeiros criam e alimentam séquitos difíceis de destronar.
Até um dia...


De Nuno a 7 de Março de 2011 às 21:21
Em sintonia...
Nada mais a acrescentar....
Estou atento, um abraço.


De Paulo Lopes a 6 de Março de 2011 às 12:57
A prova que vale a pena continuar.
Força Rui.
Parabéns!


De rui.freitas a 6 de Março de 2011 às 22:39
Amigo Paulo, o meu obrigado, mais uma vez, pelo apoio e incentivo.
Sei bem que ambos vemos a política e o PSD da mesma forma: Séria e a Sério!
Abraço.


De Helder Sá a 6 de Março de 2011 às 15:59
Caro Rui, muitos parabéns! Ainda que nem sempre estejamos de acordo, salutar em Democracia, saúdo-o por este espaço de debate que alguns, por vezes, conspurcam. Um abraço.


De Leite Pereira a 6 de Março de 2011 às 16:28
Sou um dos que faz mais do que uma visita por dia ao "nosso" blog Muitos parabéns . Oblog é, evidentemente, para continuar. Se assim não fosse como é que eu saberia o que passa em Oeiras?


De rui.freitas a 6 de Março de 2011 às 22:47
Amigo Leite Pereira, pena que a distância não tenha permitido ainda o abraço de reencontro. Um dia será!
Obrigado também pelos parabéns, incentivo e, mesmo sabendo que a Amizade não se agradece. registo-a sempre com agrado.
Nem sempre é fácil "alimentar" um blog desta natureza; é um permanente "remar contra a maré", e admito que, de quando em vez, faltam as forças para remar sozinho. Pouco a pouco, alguns dos "passarinhos" que por aqui iam deixando novidades, foram-se afastando pelas mais diversas razões, sendo que a ameaça, a compra e a chantagem foram algumas delas.
Eleita a nova Concelhia, darei algum tempo aos eleitos e a mim próprio para reflexão. Mas não duvide que continuará a saber aqui, no "Pinhanços", o que se vai passando no Concelho, especialmente em Paço de Arcos, com ou sem corajosos "passarinhos"!
Abraço.


De Isabel Magalhães a 6 de Março de 2011 às 23:28
Rui;

Aquele abraço de Parabéns pelo 'Pinhanços'.

IM


De rui.freitas a 6 de Março de 2011 às 23:39
Querida Amiga Isabel, o meu muito obrigado. Vindo de alguém que administra um blog como o "Oeiras Local" (no qual me deu a honra de participar) e que sabe tão bem como eu o quanto nos esmiframos por manter com a qualidade e isenção que muitos não querem compreender, os seus parabéns têm ainda mais valor.


De Isabel Magalhães a 6 de Março de 2011 às 23:56
Meu Querido Amigo Rui;

O que conta mesmo é a AMIZADE!

Quanto ao Oeiras Local, "Os cães ladram e a caravana passa"... embora por vezes fique na dúvida se não será a caravana que ladra!

Outro abraço



De Rui Querido Duque a 7 de Março de 2011 às 01:34
Caro Rui Freitas,
O PinhanÇos é para nós, os ausentes de Oeiras, a Voz de Oeiras, já por aí é necessário continuar; depois é um espaço que permite a troca de ideias, (ás vezes muito enviesadas), mas enfim...é preferível o erro de quem participa (mesmo que anónimo) do que o pesado silêncio dos que sentem incómodo por serem contrariados!...
Gosto de passar por cá!..
Um abraço de parabéns.
Rui Duque


De rui.freitas a 13 de Março de 2011 às 23:52
Amigo Rui, o meu muito obrigado (embora atrasado) pelos parabéns ao "Pinhanços" e pelo ensejo em continuá-lo. Folgo em saber que, também para si, este é um espaço de visita e de leitura, onde vai tomando contacto com o que se passa no Partido, no Concelho e na Freguesia.
Subscrevo a sua opinião de que, mesmo que anonimamente, a participação deve ser escutada. Quanto aos "incomodados", sugiro Guronsan...


De rui duarte a 15 de Março de 2011 às 17:55
Caro Rui, um grande e forte abraço, pela verticalidade e seriedade demonstrada neste Blog !

È um prazer vir a este porto de abrigo ;)


De rui.freitas a 18 de Março de 2011 às 23:54
Caro Rui Duarte, o meu muito obrigado pelas suas palavras. Aproveito para retribuir o grande e forte abraço, algo que só atribuímos a quem nos merece, de facto, o devido respeito. Por isso o retribuo a si.
Como já aqui lembrei, a verticalidade e seriedade são apanágio de quem não tem telhados de vidro. Como os não tenho (e bem tentaram procurar e insinuar), posso dar-me ao "luxo" de escrever aqui a verdade dos factos que vou conhecendo; as poucas vezes em que não o fiz, por lapso, por não me terem contado a "história" completa ou porque cometi o erro de não confirmar, tive sempre o cuidado de o admitir e apresentar desculpas. Não me senti diminuído por isso, bem pelo contrário.
Enquanto eu puder, este "porto de abrigo" (grato pela feliz expressão) continuará "aberto à navegação" que aqui queira acostar!


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS