Sábado, 12 de Março de 2011
PSD diz não a medidas adicionais

À revelia do Presidente da República (que não foi atempadamente informado), do Conselho Económico e Social e do maior partido da oposição - o PSD (que foi informado por telefone já noite dentro), Teixeira dos Santos (o pior ministro das Finanças da UE) desferiu mais uma contundente machadada nos bolsos e na vida dos portugueses que, para este miserável governo, parece não estar ainda suficientemente espremido.

Ao ocultar do Supremo Magistrado da Nação as medidas agora anunciadas, Sócrates & C.ª mais não fizeram do que deixar cair a máscara, mostrando, isso sim, a sua mal disfarçada birra em relação ao discurso de verdade do Presidente da República, sobretudo quando afirmou que "há limites para os sacrifícios".

Pelos vistos, não há!

De facto, o anúncio feito por Teixeira dos Santos, deixou estarrecido o País. Não apenas porque surge poucos dias depois do governo ter garantido ter a situação rigorosamente controlada, não sendo, por isso, necessárias mais medidas de austeridade.

Porque seria fastidioso estar a repetir todas as lesivas medidas ora anunciadas (e sob pena de me esquecer das essenciais), optei por descrever toda esta situação através de vídeos (públicos) da SIC Notícias, onde constam as declarações de cada um dos intervenientes que interessam no presente caso. Começando, naturalmente, por Teixeira dos Santos.

Governo reforça medidas de austeridade para 2011 e cria novas para 2012 e 2013

 

 

Habituado a mentir com quantos dentes tem na boca, Sócrates (que só avisara Passos Coelho na noite anterior) "abriu o jogo", afirmando que:

"O que importa é convencer toda a gente que este ano nós faremos aquilo que anunciámos"

Atentem, por favor, que para ele, "o que importa é convencer toda a gente"

 

 

Tendo comprometido o futuro de Portugal, a Sócrates apenas resta "meter o rabinho entre as pernas" e acorrer às ordens de "Frau" Merkel, pois que hipotecou também a dignidade de todo um Povo, sabido que é já que os ditos "mercados", mesmo com mais este vergar de coluna vertebral, continuam insatisfeitos e exigem mais e mais ao nosso País, prova de que, afinal, ele e o seu (des)goveerno não são a solução mas sim o problema!


 

Há que ter ainda em conta que os "aplausos" ao aperto do cinto aos portugueses, foi também elogiado por um português. Exacto, um português, de nome José Manuel Durão Barroso (também conhecido como o "Cherne"), caladinho que ficou e fica, quando está em causa as reformas douradas concedidas a eurodeputados e funcionários do Parlamento Europeu (poucos anos de trabalho para milhares de euros/mês)!~




(foto inserida a 15/3/2011)

 

 

Felizmente, existe quem, como eu e milhões de portugueses, ergue a sua voz para dizer alto e bom som que não entende nem concorda com tais medidas. Alguém que possui uma tribuna privilegiada para o fazer - a televisão.

A análise de José Gomes Ferreira a mais medidas de austeridade até 2013

 

 

Não estando ainda disponível, até ao momento em que escrevo, o vídeo referente à conferência de imprensa dada há pouco pelo presidente do Partido Social Democrata, Pedro Passos Coelho, reproduzo abaixo o resumo da mesma, bastando ao leitor clicar na imagem para o ler.

Passos Coelho diz que medidas adicionais não contarão com o voto do PSD

(assim que seja disponibilizado, substituirei a imagem pelo vídeo

 

Aguarda-se o habitual lamento e vitimização "Sócretina", cujos "sacrifícios" em prol do País espero terminem muito em breve.

Espero, sinceramente, que se enganem todos quantos dizem já que Passos Coelho foi pouco "arrojado" nas declarações e que, de uma vez por todas, dê indicações precisas ao Grupo Parlamentar para que deixe de ser "muleta" permanente de "Pinócrates" e que, sem medo, o deixe a dançar o tango sozinho.

Não será fácil, sabemos todos, chegar ao Governo e abrir os cordões à bolsa sem fundo e falida deixada pelos socialistas, mas acabaremos por perceber que mais vale um sacrifício hoje com solução a médio prazo do que o sacrifício diário a que estamos a ser sujeitos sem, afinal, conseguir vislumbrar uma qualquer "luz ao fundo do túnel".

Para bem do futuro de Portugal e dos portugueses!



Publicado por rui.freitas às 01:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

4 comentários:
De Daniel Conceição a 12 de Março de 2011 às 09:13
Caro Rui,
O problema dos mentirosos é que mais tarde ou cedo a coisa é descoberta....
A missão técnica da Comissão Europeia e do BCE esteve nas últimas semanas a analisar as contas públicas portuguesas e não permitiu que este governo levasse a cabo (mais) uma medida de contabilidade criativa para esconder um buraco orçamental nas finanças públicas de 0,75% do PIB este ano (e de 2,75% do PIB em 2012!!!). Daí a necessidade de mais medidas.
A questão é relativamente simples de entender mas é dramática quanto aos efeitos.
Resta saber o que é que fará o povo português quando descobrir a dimensão da mentira - e do rombo orçamental! - porque se forem correctamente contabilizadas todas as obrigações assumidas (como as PPP´s, os déficies das Empresas públicas, dos Institutos Públicos, das Fundações Públicas, das Autarquias locais, etc) facilmente se chegará à conclusão que Portugal (e como tal, os portugueses) não poderão pagar tamanha dívida. Foi essa a conclusão a que chegaram os mercados e por isso é que elevaram as taxas (pois o risco é maior).
Normalmente o que se faz nestes casos é reescalonar o pagamento, isto é, dilatar no tempo o pagamento das dívidas em falta, emprestar dinheiro para fazer reformas estruturais e esperar que a coisa resulte.
Mas em Portugal, apesar do dinheiro que BCE introduziu no sistema, o governo não conseguiu (ou sequer quis) fazer as reformas estruturais necessárias e tem vindo a mentir sistematicamente no que respeita à contas públicas.
Resta saber se ainda há condições de rescalonar o pagamento e a que preço.
Uma coisa é certa (e pode durar mais ou menos tempo a ser notado) mas este governo liquidou a saúde e a educação gratuítas para todos os portugueses em nome de investimentos de retorno duvidoso.
Agora o dinheiro (mal) investido terá que ser pago e não existirá no futuro riqueza suficiente para sustentar a Educação e a Saúde gratuitas que todos conhecemos.
Terá que ser encontrada uma solução como é evidente, mas ela não passa certamente, nem por este governo nem por estes personagens.
É bom que os portugueses percebam qual o verdadeiro buraco em que o país se encontra.
A situação é esta: Se adicionarmos o endividamento das empresas do Estado e os encargos com as PPPs, chegamos a uma dívida pública total que tem um valor actualizado entre os 120% e os 130% do PIB!!!
Acrescente a isto as outras entidades que acima referi e verá o panorama...
Um abraço,

Daniel


De rui.freitas a 13 de Março de 2011 às 00:38
Caro amigo Daniel Conceição, esse é, exactamente, o problema maior, razão pela qual escrevi que o PSD, quando chegar de novo a formar Governo, também não poderá dispôr duma desejável "varinha mágica" para tudo sanar. Mas, aoa menos, que nos dê a esperança de um médio prazo em que possamos voltar a acreditar e a sorrir. Onde andam o sorriso e a alegria dos portugueses (é crto que não somos um povo propriamente alegre...). Por mim, quero voltar a acreditar, quero que me permitam que, trabalhando, irei sair do sufoco em que me encontro. Eu e milhões de portugueses, porque não existe só a "Juventude à rasca"; existem portugueses à rasca.
Cem por cento de acordo com a tua explicação (como era de esperar) e acrescento ainda a manigância que se preparavam para fazer os "xuxas": "encaixar" o buraco do BPN nas contas de 2008... Mas parar TGV's & C.ª isso é que eles não fazem... e nós ainda deixamos.


De rui duarte a 15 de Março de 2011 às 18:04
Não sendo apoiante de novas medidas, antes de as recusar, gostava de saber quais as alternativas...

È que parece-me q o PSD vai po-las em practica quando lá chegar.

Alguem falava no TGV, e aí julgo que é bastante simples :

A Autoeuropa ( Alemanha )produz 500 carros dia, e precisa de exporta-los o mais rapidamente ou seja via TGV. Se juntaramos a isto a disponbilidade da Siemens ( Alemanha ) e a força de Merkel, acho que está tudo dito.

Não se enganem, o PSD não vai parar o TGV.

P.s.- Na autoeuropa segundo sei, houve aumentos de orndenado no ano passado.


De rui.freitas a 16 de Março de 2011 às 00:59
Caro Rui Duarte, que alternativas quer que, em meu entender, indique? Olhe que são muitas e a mioria de simples execução... E além do mais, faalando verdade e não mentindo e escamoteando realidades, como faz o sócretino todos os dias.
De facto, também li e ouvi que a Autoeuropa actualizou os vencimentos; E daí? Já o tinha feito por mais de uma vez.
Bem podem essa empresa, a Siemens e "frau" Merkel terem a força que têm, que nem sequer está previsto para os próximos 20 ou 30 anos que o TGV transporte outra coisa que não pessoas. Esqueceu?
Desconheço se o PSD vai "parar" o TGV, mas que o irá adiar ppor muitos anos, não duvido. Por mim, prescindo dessa velocidade, preferindo antes o investimento na actual rede ferroviária; Novas e melhores linhas, mais Alfa's (velocidade e conforto suficiente) e até reactivação de linhas que vão ou já foram encerradas...Vidé, Linha do Tua e outras, com aproveitamento turístico.
Permita-me que repita aquilo que digo e escrevi em jornais da especialidade desde 1981: o Turismo é a principal grande mola impulsionadora da economia de Portugal, mas nunca foi criado um Ministério; sempre uma simples Secretaria de Estado (incluindo nos governos PSD).
A terminar, mais uma achega: o novo aeroporto para Lisboa (que o PSD também defendeu em tempos), para além de dever ser adiado uma década (pelo menos) é desnecessário. Perguntem a técnicos independentes, pessoal de pista e pilotos. Quantas "slots" estão ainda por preencher? A actual capacidade é mais do que suficiente e, quando um dia o quiserem ampliar, façam-no para a Base de Figo Maduro, passando a Força Aérea para Sintra ou Montijo.


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS