Segunda-feira, 6 de Junho de 2011
Vitória incontestada e festejada

Antes do mais, tenho de confessar que a minha certeza na vitória de Passos Coelho e do PSD era tão forte que, antes de sair de casa - a caminho do Sana Lisboa Hotel -, deixei escrito o post abaixo, por forma a só poder ser lido às 20H01. E assim sucedeu: o post ficou visível à hora marcada e o PSD ganhou as Eleições Legislativas 2011 por uma diferença de 10,5 por cento sobre o PS/Sócrates.

Pedro Passos Coelho é, formalmente, o novo Primeiro-Ministro de Portugal, faltando apenas a sua indigitação oficial pelo Presidente da República!

Digo já que não quereria nunca estar na "sua pele", tais e tantos são os difíceis desafios que se lhe colocam; que ele não teme mas também não ignora, tendo dado disso amplo conhecimento durante a campanha eleitoral, escusando-se sempre a anunciar facilidades, antes recordando aos portugueses que vêm aí, ainda, tempos de sacrifício, mas garantindo igualmente (e tenho a certeza de que foi sincero) que os mesmos valerão a pena!

Ainda algo cansado (devido, sobretudo, ao problema que alguns conhecem e que me impede de andar a pé uma centena de metros), não vou alongar-me hoje sobre a noite eleitoral, aliás já analisada por quem disso faz o seu métier.

Deixo-vos apenas algumas imagens que ilustram - ainda antes de conhecidos os resultados finais - a verdadeira "onda laranja" que, no interior e exterior do hotel, foi gradualmente crescendo e alastrando, desde a unidade hoteleira até ao Marquês de Pombal; e, tenho a certeza, um pouco a todo o País, o mesmo País que esperava, queria a Mudança... e que a teve, felizmente!









Fora a diferença de dois por cento (como previam inicialmente "certas sondagens"), por exemplo, e estou seguro que Sócrates iria manter-se no cargo de secretário-geral do PS; com 10 por cento a separar os dois partidos, nada mais lhe restava do que abandonar a liderança e assumir a sua qualidade de "militante de base" no Largo do Rato.
A arrogância cegou-o e essa foi a causa principal da sua "morte"!

Como Militante de base do PSD que, sim, sou de facto, resta-me desejar ao Presidente do meu Partido, Pedro Passos Coelho, os maiores sucessos no novo, longo e árduo caminho que hoje começou a trilhar, na certeza de que esse seu sucesso será, afinal, o sucesso de todos os Portugueses.

Ficou provado que a verdadeira sondagem é feita pelos eleitores e que, quando queremos, é possível Mudar!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como nota final, nova chamada de atenção ao Presidente e secretário-Geral do PSD:

Desgostou-me, sinceramente, encontrar nas salas do Sanas demasiados "laranja/verde-alface", ao ponto de "apostar" que quase só faltaram o Presidente e vice-Presidente da CMO.

E dizer (sem cinismo), mais uma vez publicamente que, apesar de tudo, não o tendo visto, Alexandre Luz teve o habitual gesto de se dirigir a mim e a minha mulhar para nos cumprimentar. Registei!



Publicado por rui.freitas às 02:26
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

75 comentários:
De Helder Sá a 6 de Junho de 2011 às 09:23
Rui, as diferenças que todos nós temos, seja com o Presidente da Concelhia de Oeiras, Alexandre Luz, ou com qualquer outro militante, não implica que não haja respeito mútuo. Não me senti incomodado com a presença de quem quer que fosse, nomeadamente os ditos "laranja verde-alface ". Estávamos unidos para correr com Sócrates e isto era o mais importante e Oeiras deu o seu forte contributo. Já falamos neste e em outros espaços das ocorrências políticas de 2005 quando o ex-líder Luis Marques Mendes (que eu continuo a considerar o principal responsável por ter espatifado o PSD Oeiras)à revelia da democracia interna ter desrespeitado o voto esmagador dos militantes de Oeiras e Algés na indigitação do candidato á Câmara Municipal. Na altura, Isaltino Morais tinha todas as condições para ser o candidato - não fora julgado em Tribunal, era um simples arguido e a vida já me ensinou que qualquer cidadão é um arguido em potência. Hoje, após condenações em 1.ª instância , na Relação e no Supremo Tribunal de Justiça, Isaltino Morais não deveria ter apresentado a sua recandidatura em 2009. O grande problema de Isaltino Morais é o mesmo de Alberto João Jardim, de Mesquita Machado, de Carlos César, de Fernando Ruas, de Fernando Costa, de Maria Emília Xavier, de Alfredo Monteiro e de tantos outros autarcas - do PSD, PS e CDU - que julgam serem donos do seu município. Quando Isaltino cair, por força da aplicação da Justiça ou da soberania popular, os oeirenses vão ver o mal que ele fez ao município a partir de 2008, quer no esbanjamento de dinheiros, quer na colocação de pessoas de sua confiança nos lugares-chave da Câmara Municipal onde, salvo um ou outro caso, a méritocracia não foi aplicada. Não deixo de reconhecer o trabalho efectuado durante cerca de 20 anos, porém, não podemos escamotear aqueles e aquelas que constituíam as suas equipas. Se durante 20 anos Isaltino foi Lionel Messi , que brilha porque tem o seus "carregadores de piano", Xavi e Iniesta , o Presidente da CMO também teve os seus "carregadores". Como como um dia Mao Tse Tung afirmou " Os Estados Unidos são um tigre de papel", Isaltino Morais sem um boa equipa não passa de um político comum. A maneira como vai deixar o município, as condições ambientais e de estrangulamento financeiro que o município de Oeiras vive só não são mais visíveis porque, a exemplo de Sócrates, o marketing consegue iludir muitos e desviar as suas atenções. Para terminar esta longa dissertação: os apoiantes de Isaltino que são militantes do PSD tiveram 4 anos para fazerem uma opção: afastarem-se do IOMAF ou afastarem-se do PSD. Não o fizeram, alguém a nível nacional do PSD deverá fazer essa escolha. Como também já referi, muitos de nós temos amigos no IOMAF , como eu tenho no CDS, no PS e no PCP, não podemos é misturar amizade com política. Não entendo como se pode ser do PSD nas legislativas e europeias e do IOMAF nas autárquicas. Muito mais haveria a dizer, contudo, o processo CMO e a gestão Isaltino Morais são uma fonte inesgotável de notícias e História, pelo que em qualquer altura poderemos regressar a elas.


De rui.freitas a 9 de Junho de 2011 às 22:46
Meu Caro Helder, mais uma vez, estamos em desacordo; aliás, penso que continuaremos assim por muito mais tempo, já que eu me recuso a aceitar que, ditos militantes do PSD se tenham transformado em autênticos "laranja/verde-alface"... e refiro-me apenas aos que disso se aproveitaram!
Primeiro, porque você começou mal, ao citar o nome de Alexandre Luz, precisamente aquele a quem eu elogiei a atitude que sempre teve para comigo. E que é recíproca!
Você pode julgar que "estávamos unidos para correr com Sócrates", mas é curta essa explicação. Eu estive no Sana por espontaneidade, porque queria comemorar a vitória do PSD sobre o PS, e ninguém me viu colocar-me em bicos de pés para ser reconhecido. Falei e abracei amigos, fui abraçado por outros, e saí do Sanas para - como tinha prometido a mim mesmo - comemorar a vitória no Marquês de Pombal; anonimamente, como militante de base que sou, ao ponto de, só no dia seguinte, me dizerem que havia sido filmado por uma das televisões.
Nem sequer contestei que o PSD Oeiras "deu uma lição ao PS", apenas disse, como sempre, o que me ia na alma: NÃO PACTUO COM QUEM PERSISTE EM VESTIR AS CORES "LARANJA/VERDE-ALFACE"!
Pessoalmente, permita-me discordar da sua forma de estar na política e, em especial, no PSD. Eu não critico a governação de Isaltino Morais (na sua qualidade de sindicalista) para, depois, elogiar a sua obra; eu não publico "posts" a criticar a actuação de Paula Saraiva na CMO para, depois, a aceitar como "amiga" no Facebook; eu não acuso Isaltino Morais por querer ser o "dono" de Oeiras para, depois, reconhecer que fez obra pelo Concelho... Simplesmente, reconheço o que era Oeiras antes e depois de Isaltino, até porque me ficaria mal ter contribuído (penso eu) durante 12 anos, quer na Assembleia quer na Junta de Freguesia de Paço de Arcos. Tive a coragem de lhe dizer, cara a cara, em 2004, entender que ele não deveria candidatar-se em 2005, e o termo que usei foi que deveria "deixar assentar a poeira". Está escrito aqui no "Pinhanços dixit...". Da mesma forma e neste mesmo "blog", dei a conhecer aquilo que ele fez por mim, quando do falecimento da minha mulher, Ana Freitas; e nada nem ninguém me obrigava a isso. Fi-lo, por considerar ser um acto de justiça!
Não sei se Isaltino foi um Lionel Messi ou até um Ronaldo; aquilo que sei é que, defendendo-o, você até aqui o ataca, pelo mal que fez ao Município desde 2008. Está novamente enganado, pois a "asneira" começou muito, muito antes... A desculpa, é sempre a mesma e igual à daqueles que defendem a sua candidatura em 2005: a "culpa" é de Luís Marques Mendes, que não o indigitou. Em meu entender, fez muito bem e, agora, reconfirma-se que Marques Mendes teve razão! Mesmo que não fosse amigo pessoal do ex-presidente do PSD, defendo que, quem estiver sob suspeita, em vias de ser considerado arguido, deve afastar-se da cena política, quanto mais não seja, para poder provar a sua inocência, sem sombra de dúvidas. E, pelo que se sabe hoje...
Marques Mendes, por muito que você insinue que pactuou com Isaltino, enquanto presidente da Assembleia Municipal, ou que acusou por ter aceite presidir à Universidade Atlântica (não aqui, mas no Facebook, onde jé teve de recuar), não deve nem pode ser acusado de "ter espatifado o PSD Oeiras". Peço-lhe que não tome em conta as minhas palavras, mas sim as de Militantes "da velha guarda" em Oeiras; melhor do que eu, eles dir-lhe-ão quem afundou, desacreditou, manipulou, comprou, empenhou o futuro do PSD em Oeiras! Tenha em conta que eu sou Militante, apenas desde 1991; ouça aqueles que se filiaram no PSD em 1974.
Numa coisa você tem toda a razão: Isaltino Morais teve os seus "carregadores". E é exactamente por isso que estranhei saber que, apenas quatro desses "carregadores", chegaram a ser constituídos arguidos: a irmão, Fernando Trigo, Mateus Marques e João Algarvio!
Tal como já escrevi no Facebook, "cadê os outros?". Você sabe que eu sei quem eles são; esses, passaram "entre os pingos da chuva" sem se molharem. Porquê? Não são tão poucos como isso... Mas, como disse, eu sei que você sabe que eu sei...
1.º Aceito, quem deixou o PSD e assumiu a militância IOMAF;
2.º Acuso quem, não deixando o PSD, fez, faz e fará o "frete" ao IOMAF;
3.º Não será por muito tempo mais!


De Anónimo a 9 de Junho de 2011 às 23:45
Muito bem Rui Freitas.
O Isaltino tem feito um mal terrível ao PSD Oeiras.
Compra os seus dirigentes com lugares e destrói aquela que deveria ser uma das mais activas comissões politicas do Partido.
A Comissão Politica tem sido nula.
É uma vergonha para qualquer militante do PSD ter o Alexandre Luz como Presidente da Comissão Politica.
Na eventualidade de Paulo vistas subir a Presidente ainda estou para ver que lugar é que este vai ocupar.
Adjunto do Presidente da Câmara ?
Ou seja, o Presidente da Comissão Politica do PSD Oeiras é adjunto do Presidente da CMO que, também é Presidente da AOMAF ...?


De rui.freitas a 12 de Junho de 2011 às 02:08
Caro Anónimo (9 de Junho de 2011 - 23:45), você tem alguma dúvida de que Alexandre Luz será adjunto do futuro presidente da CMO? Eu, não!
"Pena" é que será por muito pouco tempo...
Quanto a mim, não me envergonho de o ter como presidente da Concelhia; foi eleito, ainda que pelo habitual "sindicato de votos", mas foi.
Da mesma forma, discordo que a ex-Secção não tenha promovido diversas actividades. O que faltou foi honestidade e transparência (refiro-me ao órgão no seu todo), vontade de dizer não à descarada "coligação" com o IOMAF, preferindo antes assumir o duplo papel de apoio ao Partido e ao movimento iomafiano. Um pé cá, outro lá... foi sempre o lema!
Não sei se Isaltino comprou dirigentes e funcionários; o que sei é que alguns até gostaram de se (re)vender... Mas ambos sabemos que, desde 2004, Isaltino e seus "afilhados" tudo fizeram para minar e descredibilizar o PSD no Concelho.
Até quando? Sim, porque não julguemos que a sua saída mudará tão cedo os "vícios" e benesses adquiridas!


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 11:24
Caro Rui Freitas, bom dia: estamos em desacordo e continuaremos a estar. A sua Liberdade de pensamento e de escrita não é diferente da minha, são direitos constitucionais. Não sei onde comecei mal quando citei o nome de Alexandre Luz, você lá saberá o que pretendeu dizer. Eu não percebi. É evidente que todos os militantes do PSD, ex-militantes do PSD Oeiras (escuso de citar os nomes) estiveram com o PSD para derrotar José Sócrates e o seu PS. Não foi só você que esteve no Sana por espontaneidade, dezenas de militantes e simpatizantes do PSD (Oeiras) marcaram a sua presença. Estive também, tendo-se juntado também outros familiares. Lições aos PS? O Povo é soberano, dá e tira o Poder. É a essência da Democracia, da nossa Democracia. As minhas críticas ao Presidente da Câmara Municipal de Oeiras e ao seu Executivo faço-as enquanto militante do PSD, faço-as enquanto membro da Assembleia de Freguesia de Queijas, na qualidade de eleito do PPD /PSD, faço-as na qualidade de delegado sindical no exercício destas funções. Apesar de ter entregue o pedido de transferência de militância da Secção Concelhia do Seixal para a Secção Concelhia de Oeiras em Dezembro de 2007, o processo burocrático fez com que a minha efectiva transferência apenas tivesse efeitos práticos em Maio de 2008, salvo erro. Mas não sou um novato no concelho: vim para Paço de Arcos em Dezembro de 1977, saí em meados de 80, sem nunca ter perdido o contacto com o concelho, familiares meus, mãe e irmã, cá residiam e uma ainda reside. Em 2002 vim trabalhar para cá, saí em 2004 e regressei em 2005. Aqui me mantenho. Este intróito apenas para ficar a saber que não sou um pára-quedista ". Quanto á Dra. Paula Saraiva: temos uma relação institucional, no âmbito sindical (o relacionamento com as ORT´s são de sua responsabilidade), bem como facto de ter sido eleito pelos trabalhadores como seu representante na Comissão de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, presidida pela Dra. Paula Saraiva. Ao contrário do que o Rui afirma (e fá-lo por manifesta ignorância) eu não critico a CMO , o seu Presidente ou a Dra. Paula Saraiva; se for ver o blogue da Comissão Sindical fazemos e fizemos críticas e elogios: a Câmara Municiopal de Oeiras, sob proposta da Dra. Paula Saraiva e da Dra. Rosa Lopes, foi das primeiras autarquias a aplicar as Opções Gestionárias em sede de SIADAP, permitindo que os melhores trabalhadores do Município de Oeiras fossem premiados financeiramente. A nossa posição sindical não é obstinadamente "NÃO", como faz o STAL/CGTP. A negociação é assim. Sou amigo da Dra. Paula Saraiva no FB, como sou de outras pessoas e insituições sindicais, quer do PS, quer do CDS, quer da CGTP. Ou será que quando o Rui era Presidente da Junta não tinha relações institucionais com as chefias da CMO , por exemplo a Dra. Zalindo Campilho? Se o Rui Freitas fosse Presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos num cenário como o actual (IOMAF) recusar-se-ia a ter relações institucionais com a Câmara Municipal IOMAF? Não deixa de ser engraçado que aqueles que trabalharam com Isaltino Morais o achem agora um bicho peçonhento e, tal como Pedro, o fundador da Igreja Cristã, o reneguem? Não, caro Rui Freitas, Isaltino Morais, fez muito por este concelho, como agpra lhe está a fazer muito mal. O que vai ficar na memória dos Oeirenses: o passado longinquo da afirmação, de progresso, ou o presente (2005- ) suportado em projectos megalómanos, ruinosos que nos vão hipotecar por muitos anos? Ou a colocação de "amigos" e "compadres" nas estruturas hierárquicas ao arrepio de critérios como o MÉRITO? Voltaremos a falar e uma vez mais lhe renovo o pedido para não me julgar quando pouco ou mal me conhece.


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 12:02
Quem conhece a Directora do Departamento de Ambiente e Equipamento sabe que se chama ZALINDA CAMPILHO. Lapsus tecla.


De Anónimo a 10 de Junho de 2011 às 13:38
Muito dos "ditos" PSD Oeiras foram ao Sana apenas para se manterem em bicos de pé e serem vistos.

Acredito que muitos também desejavam a derrota no PSD nas últimas eleições por uma razão muito simples: com um PSD derrotado e um líder descredibilizado teriam mais força para impor a sua estratégia de poder na Câmara, através do aprendiz do feiticeiro.
Mas a verdade é que Passos ganhou. E ganhou com mérito, sem oferecer empregos - antes pelo contrário, já disse que não a jobs for the boys; sem oferecer casas camarárias e dizendo que apenas irá colocar quem o merecer.
E sem comprar votos a militantes junto às mesas de votos.
UMA VERGINHA
Este tipo de atitudes e expediente vai contra os expedientes que Isaltino usou nas últimas eleições para a Comissão Politica de Oeiras. Uma vergonha.
E o Hélder apoiou de forma inequívoca esta gentalha.
Está satisfeito com a actuação da actual comissão politica ?


De Helder Sá a 11 de Junho de 2011 às 00:26
A actuação da Comissão Política Concelhia de Oeiras será julgada pelo voto dos seus militantes, tal como Sócrates e o PS foram julgados no dia 5 de Junho.


De Anónimo a 12 de Junho de 2011 às 00:09
Claro Hélder Sá.
Se for pelos mesmos militantes que se encontravam a cair de bebâdos nas ultimas eleições, os comprados e os vendidos, têem a reeleição garantida.
Uma vergoha pá.


De Anónimo a 10 de Junho de 2011 às 13:39
Muito dos "ditos" PSD Oeiras foram ao Sana apenas para se manterem em bicos de pé e serem vistos.

Acredito que muitos também desejavam a derrota no PSD nas últimas eleições por uma razão muito simples: com um PSD derrotado e um líder descredibilizado teriam mais força para impor a sua estratégia de poder na Câmara, através do aprendiz do feiticeiro.
Mas a verdade é que Passos ganhou. E ganhou com mérito, sem oferecer empregos - antes pelo contrário, já disse que não a jobs for the boys; sem oferecer casas camarárias e dizendo que apenas irá colocar quem o merecer.
E sem comprar votos a militantes junto às mesas de votos.
UMA VERGONHA
Este tipo de atitudes e expediente vai contra os expedientes que Isaltino usou nas últimas eleições para a Comissão Politica de Oeiras. Uma vergonha.
E o Hélder apoiou de forma inequívoca esta gentalha.
Está satisfeito com a actuação da actual comissão politica ?


De NOÉ a 10 de Junho de 2011 às 22:28
"aplicar as opções gestionárias em sede de SIADAP, permitindo que os melhores trabalhadores do Município fossem premiados"...
Se a cretinice pagasse IMI eram todos aumentados. Pare de tentar atirar areia para os olhos das pessoas. O SIADAP é uma vergonha e a única defesa que se pode fazer ao serviço dos trabalhadores é combater esse diploma nazi.


De Helder Sá a 11 de Junho de 2011 às 00:38
O SIADAP é melhor que o que existia até 2004, em que os funcionários subiam de escalão em função da antiguidade no escalão (ao fim de 3 anos para as carreiras verticais , ao fim de 4 anos para as carreiras horizontais). Trabalhador excelente , Muito bom trabalhador, trabalhador regular ou mau trabalhador, subiam todos ao fim de 3 ou 4 anos. Em vez de se premiar o mérito premiava-se a antiguidade, como se esta fosse sinónimo de competência. O SIADAP é perfeito? Não. Qual a lei que é perfeita, que a todos satisfaz? Por que é que as quotas são de 5% para o Excelente e de 20 % para o Muito Bom? Por que não 10 e 30%? E por que é que o Bom não tem quotas? Aqui é o pomo da discórdia. O Noé (duvido que seja o da Arca) dá uma resposta eivada de cretinice: o SIADAP, não! Qual a alternativa? Diga lá do alto da sua sabichona figura qual a alternativa? Você também deve ser um resquício do PC ou da UDP para dizer NÃO a tudo sem apresentar propostas!


De NOÉ a 11 de Junho de 2011 às 11:35
Meu caro Hélder eu não sei qual é a sua formação, mas está muito mal informado para quem tem actividade sindical. No anterior sistema de avaliação as pessoas mudavam de escalão em função da avaliação. Mesmo nas carreiras horizontais e quem tivesse regular ou não satisfatório não subia. Mesmo o bom podia em alguns casos (carreira técnica superior) empurrar a mudança de escalão para 5 anos.
Sou pessoa que nunca votou no PCP nem na UDP mas custa-me muito ver e ouvir dizer bem de coisas profundamente injustas, nomeadamente dizer bem dum diploma nazi.


De Helder Sá a 12 de Junho de 2011 às 22:10
Caro Noé: no anterior sistema de avaliação que tinha a designação de "Notação Periódica" não eram fixados objectivos, nem havia auto-avaliação. O Notador (avaliador) limitava-se a colocar a "cruzinha" ma quadricula. Não conheço ninguém que tenha tido nota inferior a "Bom". Para si o sistema anterior era melhor, é a sua opinião que respeito, o actual é, para mim, melhor, ainda que as quotas devam ser revistas. Globalmente é, para mim, melhor. Quanto ao ser sindicalista não significa que seja licenciado ou doutorado nas leis do trabalho. Quando não sei, eu os meus colegas da CS , recorremos ao gabinete jurídico do SINTAP .


De NOÉ a 12 de Junho de 2011 às 22:23
Pois faça uma pesquisa em processos individuais de trabalhadores e olhe que vai encontrar muitas notas inferiores a bom.
Quanto aos "objectivos", isso é outra vergonha.
Mas fico-me por aqui pois não vou gastar mais o meu latim consigo.


De rui.freitas a 12 de Junho de 2011 às 01:52
Caro Helder Sá, que não nos entendemos nem nos vamos entender, é algo que assimilei há largos meses... pouco tempo depois de o conhecer. E há inúmeras razões para tal, algumas das quais vou aqui tentar explicar-lhe.
Antes, vamos à razão porque citei Alexandre Luz; é que, como escrevi, apesar das divergências que nos separam e separarão, deixei claro que, mais uma vez, ele teve a gentileza de me cumprimentar, escusando fazê-lo, já que eu não o vira. Percebeu?
Não seguirei qualquer ordem cronológica na dissertação, pois já deixei de me preocupar com os seus comentários, SOBRETUDO APÓS TER LIDO no seu "blog" "A Revolução Laranja", o post intitulado "A vitória do PPD/PSD e o sectarismo em Oeiras", onde, entrelinhas, sem citar o nome, me ataca em várias passagens, nomeadamente estas: "SECTARISMO, do DIVISIONISMO" (com link para o Pinhanços dixit..." http://pacodearcos.blogs.sapo.pt/358424.html), "Em Oeiras também vivemos estes dilema: uns tentam UNIR o PPD/PSD, outros, e um mais que outros, tudo fazem para manter a "guerra civil" que estalou no final de 2004" (é óbvio quem é o "um mais que outros"), "O diálogo, a concertação, a criação de pontes (ou a tentativa) é vista por alguns, por um mais que por outros, como um acto de "rendição" ao "inimigo" laranja-verde/alface, o pretender-se estar bem com Deus e com o Diabo." (insiste) e/ou "pode alguém mudar do Partido Comunista Português para o Partido SOCIAL DEMOCRATA, tal mudança é apenas uma operação de cosmética, as raízes da INTOLERÂNCIA mantêm-se!". Como é sabido e fui o primeiro a informar quem me convidou e propôs como Militante do PSD, sabia que eu havia pessado pelo PCP... mas curei-me há muitos, muitos anos. Essa, meu Caro, já não "cola"!
Você propala a criação de pontes, a unidade, a tolerância, mas não se exime de atacar o seu "alvo" principal - Luís Marques Mendes e até, ao tempo, Manuela Ferreira Leite -, como ambém os Vereadores de Odivelas por terem aceite Pelouros (esqueceu que o PSD/Oeiras fez o mesmo, com agravantes...), não deixando de fora o próprio Pedro Passos Coelho, que não apoiou como eu, que diz defender mas sempre vai dizendo preferir a coligação com o CDS-PP "para travar o excesso de liberalismo que há em alguns pontos do programa do Partido SOCIAL DEMOCRATA". Diz que o vereador e vice-Presidente da CMO tem o seu "respeito institucional" mas ao Presidente, critica-o na qualidade de militante, etc., etc-. etc. Ou será que, sendo funcionário da CMO, não o devia também criticar só institucionalmente, na qualidade de sindicalista? (Aliás, volta a atacar-me, quando afirma que eu o critiquei por isso. Onde é que escrevi tal coisa?)
Diz igualmente num comentário aqui colocado: "ao contrário do que o Rui afirma (e fá-lo por manifesta ignorância) eu não critico a CMO , o seu Presidente ou a Dra. Paula Saraiva". Em que ficamos?
Tenho para mim, que prefere estar, agora, do lado do vice a não do ainda Presidente... cá por coisas. Mas vá-se preparando para "mudar de agulha" um destes dias!
Não sendo o meu projecto o de "terra queimada", permta-me a liberdade de discordar, pois contrariamente aoq eu quer fazer passar, eu não vejo os "laranja/verde-alface" como inimigos mas sim como opositores políticos, ao mesmo nível do PS, CDU ou BE (só para falar de Oeiras). Mas mesmo entre estes últimos, conto com algumas amizade e respeito; o que não se passa com os seus "amigos" do peito.
Da sua actuação sindical, nada conheço, não elogio nem critico, mas conheço a sua forma ziguezageante de militar no PSD/Oeiras. Foi claro desde que o conheci como tal. E eu também só entrei em 1991, mas podia e devia ter entrado cinco anos antes, na Secção de Cascais (via Alcabideche, onde então trabalhava)... de onde a minha inscrição desapareceu por duas vezes (?).
Antes de ser presidente da Junta de Freguesia de Paço de Arcos, mas sobretudo durante, trabalhei e privei com diversos funcionários e quadros da CMO, incluindo Zalinda Campilho e Paula Saraiva. Só que, livremente, tomaram a opção de entrarem na equipa "laranja/verde-alface"; outros mantiveram-se neutros. Recordo-me também ter escrito aqui o porquê da discordância com Pedro Simões; mas, tive a hombridade (que você me nega) de o dizer olhos nos olhos.
Não me ponho em bicos de pés e tenho orgulho e liberdade de escolher os Amigos


De Helder Sá a 12 de Junho de 2011 às 22:00
Caro Rui Freitas: para encerrar este capítulo (já dei de mais para este "peditório") eu "ataco" Luís Marques Mendes por ele não ter respeitado a a vontade democrática dos militantes das ex-secções de Oeiras e Algés. Isaltino Morais era apenas arguido. A Dra. Helena Lopes da Costa também era arguida por causa de casas municipais de Lisboa. Felizmente que a sua inocência foi provada. Se o seu julgamento se arrastasse por alguns anos, deveria Helena Lopes da Costa ser impedida de exercer actividade política? A minha opinião é NÃO! Luís Marques Mendes não tem culpa alguma no fraccionamento de Oeiras? Tem. O Rui tem ao longo dos anos, com razão, nuns casos, com menos razão noutros, e sem razão alguma noutros, tem, dizia, feito juízos de valor, diabolizando uns e santificando outros. Quando se discorda do que escreve, quando se responde aos seus escritos sente-se ofendido. O seu passado é o seu passado, tenha sido no PCP, ANP , na Legião Portuguesa ou na Mocidade Portuguesa; não pode é vir dar lições de fidelidade e de sentir o PPD/PSD a quem está cá há mais anos do que V., excepção feita ao PSD Oeiras, onde milito apenas desde meados de 2008. Entreguei a proposta de adesão ao PPD/PSD no primeiro dia útil após o funeral de Francisco Sá Carneiro, salvo erro 9 de Dezembro de 1980; afastei-me com a borrada que Francisco Pinto Balsemão fez com a AD (provavelmente mais interessado em erguer o seu grupo editorial), regressei em 1986 na expectativa de, com Freitas do Amaral, cumprirmos o sonho de "UMA MAIORIA, UM GOVERNO, UM PRESIDENTE". Portanto, não é o Rui nem qualquer outro militante oriundo do CDS, PCP, PCP-ML ou MRPP que vai afirmar que sente mais o PPD/PSD que eu ou outros que já cá estavam quando V. entrou. Nós não andamos a fazer ocupações selvagens (e não estou a afirmar que o Rui as tenha feito ou incentivado, refiro-me ao partido de onde é oriundo), nós não andamos a fazer saneamentos políticos no Estado e nas empresas, nós não andamos a escrever nas paredes "SÁ CARNEIRO, LADRÃO, PAGA O QUE DEVES". Nós, PPD/PSD, fomos fundadores da UGT, quando em 1977 subscrevemos a "CARTA ABERTA" pela defesa do pluralismo sindical, pelo direito de tendência, enquanto o seu partido de então defendia a UNICIDADE SINDICAL (todos tinham de ler pela mesma cartilha). Estas são as diferenças que nos separam, diferenças que vêm do "berço" político. Continuarei a estender-lhe a mão, a cumprimentá-lo, nem o vejo sequer como um adversário, apenas alguém que tem uma opinião divergente da minha. A democracia é assim. Atentamente.


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 11:29
A culpa é de Marques Mendes porque não respeitou a vontade democrática dos militantes do PSD Algés e Oeiras. Ninguém pode ser condenado sem ir a tribunal e na altura (2005) Isaltino era um arguido como qualquer um de nós pode ser. Qualquer um de nós é um arguido em potência , seja na vida pública, seja no emprego.
Os militantes da "velha guarda", não digo que sejam todos ou tenham sido todos, colocaram Isaltino no pedestal e agora fogem dele do o Diabo da Cruz.


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 12:03
...fogem dele como o Diabo da Cruz. Aqui fica a rectificação.


De Anónimo a 10 de Junho de 2011 às 13:44
Os verdadeiros militantes são aqueles que nunca apoiaram Isaltino, e isso é fácil ver.
São todos aqueles que de facto, sendo militantes, NUNCA apoiaram Isaltino em qualquer situação, seja na recolha de assinaturas, seja na composição das suas listas, ou, nos festejos junto do IOMAF , com a condição de serem dirigentes do PSD.
Isaltino é passado. Teve uma benesse de 6 anos à frente da Câmara mas chega.
Tem feito muito mal a este concelho e a este partido.
Que se vá embora.


De rui.freitas a 12 de Junho de 2011 às 02:32
Caro Anónimo (10 de Junho de 2011 - 13:44), é sabido que eu não recolhi assinaturas não tive (nem tinha que ter) intervenção na composição das listas IOMAF de 2005 e 2009 e muito menos festejei a vitória "iomafiana", em especial a de 2005, em que fui candidato pelo PSD e perdi, mantendo-me no lugar que devia: a Assembleia de Freguesia de Paço de Arcos, assumindo as posições que aqui descrevo desde Fevereiro de 2006.
No entanto, apoiei-o (desde 1991) enquanto ele foi candidato pelo PSD, concordando quando achava que devia concordar e chamando a atenção (no seu gabinete, porque não me competia "lavar roupa suja" em público) quando entendi que ele devia ser alertado. Designadamente, quando ele indigitou João Serra para Porto Salvo mas não o quis como candidato à Comissão Política da Secção de Oeiras.
O que ele fez e disse da equipa que o acompanhou (por exemplo, entre 2002/2005), quase fazia parecer que só "passaram a bestas" quando ele aceitou ser ministro e eram bestiais quando ele presidia à CMO.
Em 2005, fiquei a saber o que isso é, pois também eu "passei de bestial a besta". Enfim, coisas da polítiquice...!


De Helder Sá a 12 de Junho de 2011 às 21:25
Caro Rui: o que ontem era verdade, hoje é mentira e vice-versa. Os bestiais de ontem são as "bestas" de hoje. A História a todos julgará, embora na maior parte das vezes seja escrita pelos vencedores, não os vencidos.


De rui.freitas a 13 de Junho de 2011 às 01:49
Caro Helderr Sá (12 de Junho de 2011 - 21:25), a sua coerência é de bradar aos céus, autêntico espelho da defesa que faz do indefensável:
Hoje, escreve que a História (...) na maior parte das vezes, é escrita pelos vencedores, não pelos vencidos; exactamente o contrário do que afirmou num dos vários comentários que por aqui deixou. Se o encontrar, relembro-o!
Comantários, para quê? É mais um "artista português"!!!


De Marquês de Alorna a 13 de Junho de 2011 às 18:57
"Verdadeiros militantes"? VERDADEIROS? Acho que é melhor ir ler os textos de Francisco Sá Carneiro e deixar-se de comentários providos de absoluto idiotismo...


De rui.freitas a 12 de Junho de 2011 às 02:21
Helder, não repita essa "tecla"! Já todos sabemos que "a culpa é de Marques Mendes", e não dos "santinhos" que têm destruído o PSD/Oeiras.
Você já começa a parecer-se com José Sócrates, que nunca teve culpa de nada; foram sempre os outros os culpados...


De NOÉ a 6 de Junho de 2011 às 14:27
Se a cretinice pagasse imposto, o problema do défice estava resolvido...

P.S.D.: Um abraço ao Dr. Luís Marques Mendes e ao Rui Freitas.


De rui.freitas a 7 de Junho de 2011 às 03:27
Caro Noé, dado o adiantado da hora, vou apenas agradecer o abraço que me envia e, logo que o encontre pessoalmente, também ao Dr. Luís Marques Mendes, explicando-lhe ser de um leitor/comentador habitual do "Pinhanços dixit..."
Quanto aos comentários de Helder Sá e do Anónimo abaixo, responderei amanhã, como é óbvio, de forma distinta a um e a outro.
Ao primeiro, já desisti de tentar fazê-lo ver o erro das escolhas que tem tomado e que eu também separo política da amizade; ao segundo, agradecer igualmente o seu comentário, em perfeita sintonia com aquilo que penso e aqui tenho denunciado.
Mas, fica para amanhã!
Obrigado, mais uma vez.


De Helder Sá a 7 de Junho de 2011 às 20:07
O que e que o Dr. Marques Mendes andava a fazer como Presidente da Assembleia Municipal? E não aceitou ser administração da EIA - Universidade Atlântica em acumulação com funções de parlamentar?


De rui.freitas a 9 de Junho de 2011 às 22:53
Só agora reparo que também aqui - e não só no Facebook -, você persiste na ligação de Marques Mendes a presidente da AMO e à EIA.
Não sei onde você andava nessa altura, mas sei que, "no tempo" de Marques Mendes, a Bancada PSD reunia antes das assembleias municipais; e o que ficava combinado, era escrupulosamente cumprido, como cumpridas eram a Lei e o Regimento. Hoje, não sei...
Quanto à administração da EIA, nada posso confirmar ou desmentir, pelo que nada acrescentarei, para além da publicamente conhecida idoneidade de Luís Marques Mendes!


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 11:33
Não ponha na minha boca palavras que não proferi, nem nas minhas mãos coisas que não escrevi. Nunca afirmei que Marques Mendes não era idóneo, afirmei e reafirmo que na qualidade de Presidente da AMO, bem como o Grupo Municipal do PSD deveraim ter escrutinado mais e mellhor os mandatos de Isaltino Morais.


De rui.freitas a 12 de Junho de 2011 às 02:14
Meu Caro Helder, quendo você diz que "o Grupo Municipal do PSD deveraim ter escrutinado mais e mellhor os mandatos de Isaltino Morais", está de certeza a referir-se aos dois últimos mandatos?
Que escrutínio tem feito a Bancada PSD, liderada por quem fez o "brilhante" discurso de tomada de posse, em rasgado elogio e promessa de colaboração ao presidente da CMO? Lembra-se do discurso? Gostou? Se calhar... devo ser eu, mais uma vez, a "quebrar as pontes" que você constrói!


De Helder Sá a 12 de Junho de 2011 às 21:22
Caro Rui Freitas: ouvi o discurso de Jorge Pracana no Audidório de Carnaxide no dia 29/10/09. Os juízos de valor fi-los na altura. Foi extemporâneo? Foi. Mas o Dr. Jorge Pracana é maior e vacinado e responsável pelas suas afirmações. Como eu sou pelas minhas e você pelas suas. Se me revejo integralmente no discurso? Não. Há SOCIAIS DEMOCRATAS no IOMAF? Há sociais democratas no IOMAF. Há centristas no IOMAF? Há. Há comunistas, socialistas e bloquistas no IOMAF? Há.


De rui.freitas a 13 de Junho de 2011 às 01:42
Caro Heldeer Sá (12 de Junho de 2011 - 21:22), há carraças no IOMAF? Há!
Você acaba de referir uma delas, outro "laranja/verde-alface", que há muito tinha deixado de enganar os que estão no PSD a sério!
Faça os seus juízos de valor quando entender; eu faço-os apenas uma vez e, se não gostar da conclusão, "passo o apagador". Ponto! Por norma, dou o benefício da dúvida. Fi-lo, mas o resultado final foi: Pracana "zero"!
Se insistir muito, para além dos "laranja/verde-alface", posso passar a citar também os "rosa/verde-alface (conheço alguns), os "vermelhos/verde-alface" (desconheço) e, já agora, mesmo que não tenha citado, os "azúis/verde-alface" (também não conheço). Satisfeito?
É que nada disso colide com a minha opinião; quem tenciono manter, enquanto existirem vendidos "laranja/verde-alface"! Os seus "amigos".


De Anónimo a 6 de Junho de 2011 às 17:29
Não se deixem enganar.
Estes tipos Verdes-alfaçe ) estão a meter-se a jeito.
Se Passos Coelho for coerente estes tipos serão corridos do PSD.
Estes tipos fizeram muito mal a Oeiras e ao PSD.
Usaram o partido para as suas necessidades pessoais e para se manterem no poder.
Helder Sá diz que Isaltino não se deveria ter candidato em 2009. Pois eu digo que nem em 2009, nem em 2005.
E Helder Sá também é culpado por este estado sitio, pois apoiou de forma clara esta corja que, AINDA, representa o PSD Oeiras.
Com este Primeiro-ministro e líder do partido espero que a justiça seja feita em Oeiras, doa a quem doer, corte-se aonde tiver de se cortar.
Isatino fez muita coisa em Oeiras, mas tem feito muito mal ao PSD e ao município nos últimos anos.
Deixa uma geração de políticos sem escrúpulos e sem carácter à frente da Câmara.
Já começam com maus hábitos. Um deles tinha mais de € 6000 dentro do carro.
Que no futuro se faça justiça a quem nos últimos anos nunca abandonou o partido e sempre se impôs contra esta corja que se encontra no poder em Oeiras.
Se Portugal mudou de governo que esteja para breve a mesma mudança em Oeiras.
Pois farto de mentirosos e aldrabões estamos nós.


De Helder Sá a 7 de Junho de 2011 às 20:05
Caro anónimo: estamos de acordo em algumas coisas, em desacordo noutras, nomeadamente sobre quem se identifica e quem não o faz. Apoiei a Lista A por entender que o projecto de unidade que a mesma personifica me dá garantias quanto ao fim das clivagens no PSD Oeiras. Mantenho com o Presidente da Concelhia, Alexandre Luz, quer com o ex-candidato Ângelo Pereira um bom relacionamento. Procuro fazer "pontes" dentro do PSD, oxalá outros o fizessem em vez de instigarem ao ódio. Não me arrependo do meu percurso desde que ingressei no PSD Oeiras em Maio de 2008. Apercebi-me ao longo dos últimos 6 anos que a UNIDADE é praticamente impossível e concordo com o anónimo quando afirma que Passos Coelho e a CPN terão de tomar uma posição definitiva sobre a escolha que os militantes que estão identificados com o IOMAF terão de fazer: ou o PSD ou o IOMAF. Quanto à minha pessoa não me julgue sem me conhecer, sem conhecer o meu percurso.


De Anónimo a 7 de Junho de 2011 às 22:29
Não se trata de fazerem parte do PSD ou do IOMAF .
Trata-se sim de serem expulsos do PSD.
Até porque o IOMAF tem os dias contados.
Ao fim de 6 anos a gozar cargos e a prejudicar, não se poderia resolver a coisa como se nada fosse.
Muitos militantes do PSD, verdadeiros militantes, foram prejudicados com as jogadas e falta de ética politica dos dirigentes do PSD Oeiras nos últimos anos.
Aliás, basta ver os dois perfeitos anormais que a mim, como militante deste partido, há muito mais tempo do que outros que lá estão, repugna-me que estejam a representar o meu partido como vereadores.
Sei que a CPN está a par do que se está a passar em Oeiras Não é por acaso que Passos Coelho não veio a Oeiras e espero que assim que ele tiver a oportunidade dê o sinal de mudança na pouca vergonha que tem sido este concelho.
Que acompanhem Isaltino.


De rui.freitas a 13 de Junho de 2011 às 01:53
Caro Anónimo (7 de Junho de 2011 - 22:29), como, às tantas, os comentários se "baralham" em datas, só hoje reparei neste. As minhas desculpas, e dizer-lhe que o subscrevo integralmente, sem retira-lhe uma única vírgula que seja!


De rui.freitas a 9 de Junho de 2011 às 23:44
Caro Heldeer (7 de Junho de 2011 - 20:05), permita-me interferir na sua resposta ao Anónimo de 6 de Junho, para dizer-lhe que você consegue ser mais "lorpa" do que eu, ao acreditar (ou querer fazer crer) que a o apoio à Lista A lhe dá a "entender que o projecto de unidade que a mesma personifica me dá garantias quanto ao fim das clivagens no PSD Oeiras". Naif sou eu e nunca acreditei em tal... A sua posição e o seu lugar na política estão perfeitamente expressos aqui: "Mantenho com o Presidente da Concelhia, Alexandre Luz, quer com o ex-candidato Ângelo Pereira um bom relacionamento". Isto é, você está e continuará a estar sempre "bem com Deus e com o diabo"! Como convém, a quem tem uma espinha dorsal "flexível"!
Permita-me que, sem ofensa, lhe chame "cristão novo", mas, como ingressou no PSD Oeiras em 2008 (17 an os depois de mim), é a prova provada de que desconhece o que ocorreu antes desse ano muito recente!
Fala de ódios instigados por quem se recusa a construir "pontes". Se quiser e porque parece não teer lido o meu "blog" desde o início -, terei todo o gosto em explicar-lhe que fomenta, promove, mantém e alimenta "ódiozinhos de estimação", razão pela qual a propalada "UNIDADE" jamais será possível. Pelo menos naquilo que a mim diz respeito!
Explique-me só uma coisa, se puder e quiser: como é possível que, na qualidade de sindicalista, ataque e aponte erros, má gestão, despotismo e esbanjamentos a Isaltino Morais e, aqui, acabe por fazer a defesa do mesmo autarca e de quem o rodeia e apoia?
É isso que eu gostaria de entender. Sinceramente!


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 11:50
Caro Rui: procurei no passado, antes, durante e depois da "coboiada" que foram as Autárquicas de 2009 fazer "pontes" entre Oeiras e Algés, Algés e Oeiras. Conversei com a Dra. Helena Lopes da Costa, conversei com a Susana Santos, então líder da JSD Algés, falei com militantes de um lado e outro. Tal como afirmou Helena Lopes da Costa na apresentação em Oeiras da Lista de Ângelo Pereira, eu também me recuso a contribuir para uma vitória do Partido Socialista em Oeiras, tal como aconteceu em Odivelas, e que à revelia do nosso candidato, os vereadores do PSD foram a correr aceitar pelouros. Ao contrário do Rui Freitas e de outros, não tenho (ou não quero ter) "inimigos" no PSD de Oeiras, estes estão no PS. No PSD desejo ter adversários leais, que aceitem o direito de tendência e livre opinião e sobretudo, que haja UNIDADE quando chegam os combates eleitorais. Fazer do PSD Oeiras um faroeste , em que uns atiram sobre os outros, não é para mim. Não dou grande ênfase aos seus "elogios" porque a ignorância quando não é danosa deve ser ignorada. O que é que você conhece de mim, enquanto militante, enquanto sindicalista, para me julgar constantemente? O mal do sindicalismo é fazer-se política e eu recuso-me a utilizar a liberdade sindical para fazer política. Há quem não consiga separar as águas, eu, graças a Deus, ainda vou conseguindo.


De Anónimo a 10 de Junho de 2011 às 13:48
Hélder Sá, você é um mentiroso.
Você, Paulo Vistas, Alexandre Luz têm mais amigos no PS do que no PSD.
Como é que justifica que o seu amigo Paulo vistas contrate o mercenário do João Viegas para assessorá-lo ?
não tinha mais ninguém ?
deixe de vender banho de cobra.


De Helder Sá a 11 de Junho de 2011 às 00:50
A diferença entre mim e si é que eu não me acobardo atrás do anonimato. Quanto a mentiroso quem foi apanhado no detector de mentiras, que seja do meu conhecimento, foi você. O Dr. Paulo Vistas é Vereador e Vice-Presidente da Câmara Municipal de Oeiras e tem o meu respeito institucional. Politicamente estamos em lados opostos. Não é meu inimigo, é meu adversário. Quanto à contratação do Sr. João Viegas o Anónimo apanhado pelo detector de mentiras deve andar distraído: a Comissão Sindical do SINTAP , a que pertenço, denunciou publicamente esta contratação milionária. Enquanto funcionário não posso comentar esta contratação, no uso dos direitos sindicais que a Lei me confere posso fazê-lo. Para lhe refrescar a memória: http :// oeiras-sindical.blogspot.com /2011/03 nova-contratacao-milionaria-o-amiguismo.html


De Anónimo a 12 de Junho de 2011 às 00:15
Hélder Sá. você faz parte da actual Comissão Politica de Oeiras.
Não lhe faz confusão que o Vice-presidente da CMO, cujo o seu adjunto é o seu presidente tenha nomeado um "artista" para usufruir de mais um tacho?
porque não um tipo do PSD ?


De Helder Sá a 12 de Junho de 2011 às 21:16
Caro anónimo; eu não faço parte da Comissão Poíítica Concelhia de Oeiras. Quem lhe "soprou" essa informação mentiu-lhe. Faça uma pesquisa e confirmará que o que lhe digo e desmentirá o que afirma. Não sou vice-presidente, nem tesoureiro, nem vogal. Nem faço parte da Mesa da Assembleia de Militantes.


De rui.freitas a 13 de Junho de 2011 às 01:58
Caro Helder Sá (12 de Junho de 2011 às 21:16),~é feio tentar "tapar o sol com a peneira", sabia? Ou dizer meias-verdades.
Dizer que não faz parte da Comissão Política Concelhia, é meia-verdae, pois como já aqui lhe "recordei", você coordena ou integra ou qualquer coisa, o "Gabinete dos Trabalhadores".
Ou será que a foto que consta da Lista A não é a sua? Se não for, diga-me e tenho todo o prazer em publicar o "desmentido" no "Pinhanços dixit...", com foto e tudo!
Se quiser, é só dizer-me...


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 11:53
A sua posição faz-me lembrar a assumida pelo PCP e pelo BE em relação ao FMI/BCE/UE. Debater? Não! Propor alternativas? Não! Terra queimada é o seu objectivo!


De Anónimo a 10 de Junho de 2011 às 13:50
E faz o Freitas muito bem.
São maneiras diferentes de se estar na politica.
Não se juntam.
É uma questão de ética e respeito por si próprio.
Se você se dá com todo o tipo de gentalha problema seu.


De rui.freitas a 12 de Junho de 2011 às 02:56
Caro Anónimo (10 de Junho de 2011 - 13:50), agradeço, sinceramente, as suas palavras aqui expressas. De facto, a minha maneira de estar na política - tal como na vida -, é bem diferente e espero que não fiquem dúvidas do meu sentido ético, advindo daí a minha divergência com quem "traiu" o PSD por um "lugar ao sol" mas à sombra do poder. Nem se tratou de uma troca, pois aqueles que assumiram essa troca, fizeram-no na plenitude do seu direito. Estar com um pé cá e outro lá, de bem com Deus e com o diabo, é coisa bem diferente e com a qual não pactuo porque, como você muito bem diz, eu tenho respeito por mim próprio; não me misturo com "gentalha".
Apredi com os meus pais e avós que, antes só do que mal acompanhado!


De rui.freitas a 12 de Junho de 2011 às 02:47
Caro Helder (7 de Junho de 2011 - 20:05), apenas duas "pequenas" rectificações: você não só apoiou como integra a Lista A, coordenando (penso eu) o "Gabinete dos Trabalhadores. A modos que como uns "TSD à oeirense"!!!
E não foi nos últimos seis anos que surgiu a impossibilidade de UNIDADE entre as ex-secções de Algés e Oeiras; há muitos anos que essa desunião vinha a ser fomentada.
Adivinhe por quem?


De rui.freitas a 9 de Junho de 2011 às 23:20
Caro Anónimo (6 de Junho de 2011 - 17:29), como pode constatar da minha primeira resposta a Heldes Sá, estou em completo acordo consigo: nem em 2005 Isaltino deveria ter sido candidato. Até porque, como se lembra, as suas primeiras declarações foram de ataque à gestão da sua ex-n.º 2, Teresa Zambujo, prometendo avançar de imediato com obras entretanto suspensas para melhor análise (há cartazes que o provam, como já aqui reproduzi). Afinal, a segunda fase do Parque dos Poetas só este ano avançou; o malfadado SATUOeiras continua a ser um sorvedouro de dinheiros públicos (imputados a Teixeira Duarte); o meio de transporte gratuito criado por Teresa Zambujo foi substituído pelo Combus sem qualquer valor acrescido; o Centro Cultural José de Castro e a recuperação do Palácio dos Arcos "morreram" antes de nascer...
Creio que todos estamos de acordo sobre o que Isalino Morais fez de Oeiras. Mas a troco de quê?
Desde 2004, ano da "vingança", "nasceram" alguns "espécimes" de "líderes" que, à sombra dele, foram "engordando" o polvo e impedindo (graças a uma "máquina bem paga e oleada") alternativas sérias na Secção de Oeiras.Gente que, como bem cita, usou "o partido para as suas necessidades pessoais e para se manterem no poder". Gente que, sem vergonha, usou o PSD para conseguir votos no IOMAF. Gente que, como já aqui escrevi, fazia campanha pelo PSD de manhã(em 2005 e 2009) e, à tarde e noite, pelo IOMAF.
Caro Anónimo, o vereador "espoliado" em 6.000 euros que tinha na sua viatura oficial, bem pode dizer que esse dinheiro se destinava a pagar serviços prestados. Isso, é apenas a ponta do icebergue, e eu pergunto: a quem?
Pela minha parte, enquanto permanente crítico de tais atitudes, dispenso reconhecimento; apenas espero e acredito que seja feita justiça.
Julgo saber que, muito em breve, surgirão algumas surpresas desagradáveis para alguns seguidores. Ainda insuficientes, é certo, mas apenas e só porque a situação do País é prioritária; depois, as peças do dominó começarão a cair umas sobre as outras.
Nem outra coisa se poderia esperar...


De NOÉ a 7 de Junho de 2011 às 22:02
Se a cretinice pagasse imposto, a esta hora o nosso PM Passos Coelho já tinha um grave problema resolvido para o país...
P.S.D.: O Dr. Marques Mendes na A.M. exerceu ao serviço do PSD um cargo político não remunerado.
O Dr. Marques Mendes nunca foi assalariado de adversários do PSD.


De Helder Sá a 8 de Junho de 2011 às 00:03
Mas na Atlântica era bem remunerado. Como Presidente da AMO tinha a obrigação de escrutinar a governaçao de Isaltino. Aliás, o ainda Presidente é exímio em esconder documentos à oposição e não só. E quando os não apresenta é porque não há.


De NOÉ a 8 de Junho de 2011 às 09:15
Sobre a Atlântica desconhecia, vou procurar saber mais. Quanto à AM Marques Mendes escrutinou e bem. A Câmara de Oeiras funcionou muito bem no tempo do PSD. O Município de Oeiras teve brilhantes autarcas tanto na Câmara, como na AM e freguesias. Mesmo ao nível de Dirigentes, chefias e até funcionários tudo é muito diferente para pior.
Agora Marques Mendes não tinha a obrigação de fazer investigação criminal, nem ele nem nenhum Autarca.


De Helder Sá a 9 de Junho de 2011 às 00:13
Caro Noé, eu não afirmei que o PSD não teve bons autarcas. O que disse é que o Presidente em funções é exímio em não responder ás perguntas da Oposição, não entregar os documentos que lhe são pedidos. Foi assim no passado, é assim no presente. Falo por experiência das funções sindicais que exerço. o Presidente afirmou meses atrás que a CMO chegou a ter "300 e tal jardineiros" o que não é verdade. Quando lhe pedimos para fazer prova, a resposta foi o silêncio. Quando se sente acossado, quando não tem respostas a dar fala de coisas triviais. Marques Mendes , enquanto Presidente da AMO, tinha a obrigação de exigir ao Executivo, leia-se Isaltino, para fornecer os documentos pedidos pelos vereadores da oposição ou por eleitos da AMO.


De NOÉ a 9 de Junho de 2011 às 13:00
Ok esclarecido. Quanto ao facto do cavalheiro mentir, omitir e não entregar documentos, não é novidade nenhuma. Nem para mim, nem para si, nem para os verdes e muito menos para os laranja/alface.


De NOÉ a 8 de Junho de 2011 às 09:16
Sobre a Atlântica desconhecia, vou procurar saber mais. Quanto à AM Marques Mendes escrutinou e bem. A Câmara de Oeiras funcionou muito bem no tempo do PSD. O Município de Oeiras teve brilhantes autarcas tanto na Câmara, como na AM e freguesias. Mesmo ao nível de Dirigentes, chefias e até funcionários tudo é muito diferente para pior.
Agora Marques Mendes não tinha a obrigação de fazer investigação criminal, nem ele nem nenhum Autarca.


De rui.freitas a 10 de Junho de 2011 às 00:02
Caro Noé (7 de Junho de 2011 - 22:02), estou de acordo consigo: se a cretinice de alguns comentários aqui colocados pagasse imposto, Portugal estava salvo´e, embora Marques Mendes recebesse a sua legal senha de presença, enquanto presidente da AMO (penso eu), nunca foi nem poderia ser assalariado de adversários do PSD. Essa é que é a verdade!
Já outros não poderão gabar-se do mesmo.
Creio também que, um dia, Luís Marques Mendes deveria clarificar porquê e em que condições aceitou ser administrador da EIA (Un iversidade Atlântica), a mesma onde, curiosamente (ou talvez não), alguns "laranja/verde-alface", em anos recentes, obtiveram "canudos" na área das Ciências Sociais e Políticas!
Será um "remaque" da Independente, que aceitava exames por fax aos domingos?
Estou em crer que sim e que, um dia destes, alguém deve investigar!


De Anónimo a 10 de Junho de 2011 às 00:21
Esse Hélder ou é muito ingénuo ou é muito palerma.
Ou muito dissimulado.


De Helder Sá a 10 de Junho de 2011 às 11:58
Caro anónimo: ao contrário de si não me refugio no anonimato. Sou responsãvel pelas minhas afirmações pelos meus actos. É tão fácil falarmos de quem não conhecemos e fazê-lo COBARDEMENTE a coberto do anonimato.


De Anónimo a 10 de Junho de 2011 às 13:52
Diga isso ao seu amigo Isaltino que financiou Alexandre Luz e as suas tropas para a Comissão Politica de Oeiras.


De Helder Sá a 11 de Junho de 2011 às 00:52
Digo-lhe a si, já que a conversa é entre mim e si. Deixei os outros de fora ou, se tiver algo a dizer-lhes, diga-lhes pessoalmente. Não trabalho nos CTT, nem na DHL.


De Anónimo a 12 de Junho de 2011 às 00:18
Pois não, está no PSD à procura de um tacho, ou de alguma benesse...
mas eu vou estar atento.


De Helder Sá a 12 de Junho de 2011 às 21:11
Vai estar atento? A quê?, Não me diga que é do SIS...


De Marquês de Alorna a 13 de Junho de 2011 às 19:01
E o António Preto que andou a financiar o Angelo ou a Distrital que andou a meter votos a mais nas urnas pelo Angelo... Ai ai! Cambada de idiotas.


De Abel a 13 de Junho de 2011 às 21:57
Meu caro Marquês sugeria que fizessemos uma lista de laranja/alface e começamos pela letra A de Alberto, Alexandre, Angelo ou Armando e por aí fora, mas não salte logo para a letra P de Pedro e/ou de Paulo, tem que ir ao B de Bernardo...

Um abraço social democrata


De rui.freitas a 15 de Junho de 2011 às 02:56
Caro Maquês de Alorna, "esse" vinho fez-lhe mal, deixou-o "toldado". Então o António Preto financiou o Ângelo e a Distrital meteu votos a mais nas urnas? Essa, só mesmo para enganar parvos que não sabem nada de nada!
"Tá-se mêmo a ver, não té-se"? A Distrital a ajudar o Ângelo e não os "amiguinhos"; ou o Preto a abrir os cordões à bolsa.
Você sabe mais do que metade da missa, mas faz-se passar por tolinho a ver se acreditam em si...


De NOÉ a 10 de Junho de 2011 às 22:34
Pois é a verdade dói não é meu caro Hélder. Também existe o direito de se ser anónimo, dizendo a verdade. É a vida.
E para quem tanto ataca o comunismo, diria que alguém lhe enfiou uma k7.


De Helder Sá a 11 de Junho de 2011 às 01:02
Verdade? Qual verdade? Será que a vida ainda não lhe ensinou que há mais que uma verdade? Ainda não aprendeu que uma história tem no mínimo duas versões? Ainda não aprendeu que a História é feita pelos vencedores e não pelos vencidos? Ainda não aprendeu que o que ontem era verdade, hoje é mentira e vice-versa? Ainda não aprendeu que os "terroristas" de ontem são os "libertadores" de hoje?O meu Partido foi sempre o PPD /PSD. O meu partido recebeu ex-militantes do CDS, do MRPP, do PCP-ML , do PS, do PCP, do PDC . São bem vindos, Só os burros é que não mudam e só erra quem nada faz. Não podem é vir dar lições do que é ser SOCIAL DEMOCRATA, quando muitos destilaram ódios, incentivaram ocupações selvagens, alguns participaram nas ocupações e saneamentos. Ex- comunistas, ex-MRPP , ex PCP-ML darem-me lições sobre o PPD /PSD ou quererem ser mais fiéis aos PPD /PSD que os que já cá estavam? Podem tentar, mas não ficam sem resposta. Cassete? Tinha Álvaro Cunhal e, recentemente, José Sócrates.


De NOÉ a 12 de Junho de 2011 às 11:20
Os meus pais a mim ensinaram-me a ter coluna vertebral. Quanto mais fala mais se enterra.


De Helder Sá a 12 de Junho de 2011 às 21:10
E não ensinaram a dar a cara e a assumir frontalmente as suas afirmações sem se esconder, COBARDEMENTE, atrás de um anonimato?


De NOÉ a 12 de Junho de 2011 às 22:30
Eu chamo-me NOÉ como o sr. é Hélder. COBARDE é aquele que se vende ao poder e depois aparece com a k7 a defender o movimento populista.
TENHA VERGONHA.


De rui.freitas a 13 de Junho de 2011 às 01:30
Caro Noé (12 de Junho de 2011 - 11:20), perante o seu comentário, só me ocorre isto: :-))))


De Anónimo a 16 de Junho de 2011 às 23:29
Mas o Paulo Vistas vai mesmo para Presidente da Câmara depois de Isaltino ir preso ?
Mas o que é que este tipo fez ? para além de ter vivido sempre na sombra do Isaltino e de andar em actividades ilicitas nos bairros sociais ?
mas está tudo doido ?


De rui.freitas a 17 de Junho de 2011 às 23:59
Caro Anónimo (16 de Junho de 2011 - 23:29), esqueceu-se de um pormenor: saber quantos amigos teve e tem ele entre quadros e funcionários da CMO.
Mas, Lei é Lei´; ele é mesmo "o senhor que se segue"!


De Anónimo a 18 de Junho de 2011 às 16:20
Que miséria de país o nosso.
Como é possível ? Como é que havemos de evoluir ?
Ele é um puto. Viveu sempre daquilo que o Isaltino deixou ele viver.
Em que àrea é que se destacou nos últimos anos ?

Não tem verticalidade nem competência para tal função.
Vai ser a desgraça de Oeiras.


De ABEL a 18 de Junho de 2011 às 16:39
Tem de haver eleições antecipadas.


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS