Sexta-feira, 17 de Junho de 2011
Sangue novo em novo Governo

São já conhecidos os nomes dos 11 Ministros e de três secretários de Estado que irão integrar o XIX Governo de Portugal, liderado por Pedro Passos Coelho, Primeiro-Ministro já indigitado.

O Governo com menos ministros na história recente do nosso País e o terceiro mais pequeno a nível europeu. Pequeno, mas pleno de sangue novo, saber e vontade de arregaçar as mangas e trabalhar.

Tal como prometera o ainda candidato e presidente do PSD, dele fazem parte quatro ministros independentes, quatro do PSD, três do CDS-PP.

Pelo caminho, ficaram muitas apostas perdidas, no sentido em que "eram dados como certos" nomes que, afinal, não vieram a confirmar-se. Nalguns casos, direi eu, felizmente. Prevaleceu o bom senso e a negociação séria entre dois líderes partidários - Passos e Portas!

Estes, são os Homens e as Mulheres que têm pela frente a hercúlea tarefa de restituir a Portugal a esperança, a dignidade, a credibilidade e o lugar que merece no panorama mundial:

Pedro Passos Coelho (Primeiro-Ministro)

Paulo Portas (Ministro de Estado e Negócios Estrangeiros)

Vítor Gaspar (Ministro de Estado e das Finanças)

José Pedro Aguiar-Branco (Ministro da Defesa)

Paula Teixeira da Cruz (Ministra da Justiça)

Miguel Relvas (Ministro dos Assuntos Parlamentares, Autarquias e Desporto)

Miguel Macedo (Ministro da Administração Interna)

Paulo Macedo (Ministro da Saúde)

Nuno Crato (Ministro da Educação e Ensino Superior)

Pedro Mota Soares (Ministro da Segurança Social)

Assunção Cristas (Ministra da Agricultura, Ambiente e Território)

 

Secretários de Estado já conhecidos:

Luís Marques Guedes (secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros)

Francisco José Viegas (secretário de Estado da Cultura)

Carlos Moedas (secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro)

 

A todo o Executivo, desejo os maiores sucessos no desempenho das suas funções, pois que o seu sucesso será, igualmente, o sucesso para o futuro de Portugal.

Mas permitam-me, sem levarem a mal os demais, que deixe um cumprimento especial aos recém-nomeados que fazem o favor de ser meus amigos e minha amiga, bem como àqueles com quem de mais perto me deram a honra de privar, como são os casos de Paula Teixeira da Cruz, José Pedro Aguiar-Branco (a quem apoiei à presidência do PSD), Luís Marques Guedes, Francisco José Viegas (com quem trabalhei há largos anos num órgão de Comunicação Social na área do Turismo) e a Pedro Mota Soares (que cheguei a acompanhar numa acção de campanha com Isabel Meirelles, em 2009).

Viva Portugal, que mais do que nunca precisará do empenho atento de todos nós!

 

Nota: Ouvi, em dois canais de televisão, que o governo ainda em funções era composto por 15 ministros. Para que conste, eram 17, como podem constatar AQUI. 



Publicado por rui.freitas às 23:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

27 comentários:
De Helder Sá a 18 de Junho de 2011 às 12:40
O Governo pode e deve contar com os que o apoiam, seja na base da militância, simpatia ou por razões patrióticas; contudo, o mesmo Governo não se pode esquecer que deve governar com todos e para todos, não só para os ricos e poderosos. Sem Justiça não há Democracia que funcione, a reforma da Justiça deve fazer-se, a começar pela saída de dois coniventes com José Sócrates: Pinto Monteiro, Procurador-Geral da República e o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha do Nascimento. A demissão destas duas tristes figuras, por motu próprio ou, no que depender da conjunção PR-PM-AR, demiti-los!


De Anónimo a 18 de Junho de 2011 às 16:14
Da mesma forma que em Oeiras deve ser saneada toda a escória que ainda se encontra no PSD.
Nenhum dos que lá estão são dignos de representar este partido que tem uma tremenda responsabilidade a nivel nacional, dada a situação terrivel em que se encontra o país.


De Noé a 18 de Junho de 2011 às 16:34
Muito bem anónimo das 16:14 e eu acrescentaria que a reforma da justiça começa antes de mais por meter na pildra quem tem de ir para a pildra, continuar a investigar o que houver para investigar e não dar ouvidos aos amigos da confusão que neste momento estão ao serviço do status quo oeirense...


De Anónimo a 18 de Junho de 2011 às 17:52
Nem mais. Está na hora de deixarmos de ser politicamente correctos.
Já perdemos muito com isso.
Politicos que apenas se aproveitam dos partidos e do sistema para encher os bolsos devem ser extintos.


De Leite Pereira a 18 de Junho de 2011 às 18:05
100% de acordo. Quem deve ser preso que o seja e rapidamente. Acabe-se com as habilidades de ser permitido recorrer para tudo o que é sitio. ISALTINO PARA DENTRO E BOAS FÈRIAS DE 2 ANOS. Como diz o povo cá se fazem cá se pagam
Finalmente temos um governo de gente nova com possibilidade de pôr isto nos eixos


De Anónimo a 18 de Junho de 2011 às 21:46
A ver o que nos aguarda em Oeiras Leite Pereira.
Só de pensar que esse Vistas será Presidente da Câmara nos próximos dois anos...


De ABEL a 18 de Junho de 2011 às 22:27
A legitimidade democrática de quem for para Presidente é mais do que duvidosa no meu entender por ser resultante de uma candidatura unipessoal de isaltino morais. E é sempre bom recordar palavras de Isaltino Morais referindo-se à sua substituta em 2005 Teresa Zambujo eleita pelo PSD: "é um fantoche".
Deve haver eleições intercalares.


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 02:16
Caro Abel, tem a certeza de que não haverá? Eu não apostaria!
"Presos pelo rabo", estão os PSD "laranja/verde-alface" e o PS, já que PCP e BE nada têm a perder.
Aguardemos mais um mês... Está na Hora de Mudar!


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 02:13
Caro Anónimo (18 de Junho de 2011 - 21:46), tenho um pressentimento de que não serão dois anos... se calhar, nem dois meses...
Há "qualquer coisa" que me diz que o estrondo será ruidoso!


De Ressabiado a 19 de Junho de 2011 às 00:27
Ressabiamentos também são legítimos, neste fórum???


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 02:20
Caro Ressabiado, aqui são permitidos ressabiamentos, politicamente incorrectos, anónimos, pseudónimos e o que mais entender.
Sempre defendi e defendo a Liberdade de expressão, desde que aplicada de forma séria e correcta.
Se não gostar, tem também a Liberdade de o dizer.
Tanto assim é, que a única vez que apaguei um comentário, fi-lo porque o mesmo apelava à xenofobia... Um só, em cinco anos de vida deste "blog"!


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 02:10
Amigo Leite Pereira, hoje, mais do que nunca, a Justiça tem e deve ser célere, sob pena de continuarmos pacificamente a deixar andar e a acreditar que quem "rouba mas faz" deve ser "perdoado". Seja ele quem for... Não!
Aliás, é curiosa a forma como, em certos casos e com certas pessoas, o recurso do recurso ao recurso é interminável e, depois, vem o esquecimento. Não nos admiremos, portanto, que o povo são, anónimo, sem voz, honesto, justo e trabalhador, tenha deixado de acreditar.
Lembre-se do "Face Oculta", em que houve um corruptor mas, afinal, não existiram corrompidos. Giro, não é?
Resta-me ainda alguma esperança para Acreditar!


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 02:04
Caro Anónimo (18 de Junho de 2011 - 17:52), eu não vou tão longe: extintos, não, mas severamente responsabilizados, punidos e obrigados a devolver o que embolsaram, isso sim! Doa a quem doer!


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 02:02
Caro Noé (18 de Junho de 2011 às 16:34), não sei se Portugal terá prisões com suficiente quantidade de "quartos" para os que deviam estar dentro e não estão!? E nem me refiro a Oeiras, claro, mas a todo o País!
Agora, que alguma coisa (muita coisa) terá de mudar no âmbito da Justiça, lá isso não há dúvida. Portugal não pode continuar a permitir que a "culpa morra solteira" sempre. Há gente que delapidou o erário público e destruir o que é de todos nós; porque nós todos somos o Estado, nós todos compomos este País! Não há que contemporizar, passar uma borracha por cima de todo o mal que foi feito.
Para além de acreditar seriamente na futura Ministra da Justiça, verifico que já muitos camaleões andam a mudar de côr e que alguns "casos" esquecidos voltam agora à ribalta. É bom sinal...


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 01:55
Caro Anónimo (18 de Junho de 2011 - 16:14), não posso estar mais de acordo consigo. Mas eu já estou na "lista negra" há muito tempo, por dizer exactamente isso que diz. E nem cheguei ao ponto de os considerar escória (que o são)... Veja lá não entre também na mesma "lista" do que eu!


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 01:52
Caro Helder, começo por dizer-lhe que a minha natural satisfação reside nas razões patrióticas que refere; só depois nas político-partidárias. Já não temos tempo para "brincar" mais!
A minha formação jurídica é nula, pelo que nem sei se o "meia-leca" Nascimento ou a "Rainha" Monteiro poderão ser, de alguma forma, responsabilizados. Eu bem gostaria, claro e, se isso for possível... ontem, já era tarde!
Como sabe (conhecendo-me um pouco), detesto camaleões, razão porque anteontem me ri (sarcasticamente) ao ouvir alguns habituais "analistas da nossa praça" tecerem os maiores elogios à maioria dos ministros anunciados. Porquê? Por duas simples razões: 1.º - porque todos falharam em relação aos nomes que "juravam" vira a integrar o novo elenco governativo; 2.º - porque elogiando as qualidades e capacidades profissionais dos futuros ministros, apressavam-se a aduzir que... "não têm experiência política". Afinal, o que querem esses "analistas"? O que querem os portugueses? Políticos bem falantes e bem vestidos... mas trafulhas, ou pessoas com provas dadas e dispostos a arregaçar as mangas e trabalhar? Eu, prefiro os segundos, sem qualquer hesitação.
Somos assim... está tudo dito!


De Os 3 Mosqueteiros de Oeiras a 19 de Junho de 2011 às 13:28
Mas sem desfazer não será tolice pensar no artigo de VPV no "Público" de hoje.
Ao contrário de muitos, pensamos que o desafio imediato não é o disparate "Nobre" mas acabar com o 1º ministro de Massamá. O Dr. Passos Coelho que regresse aquele seu querido bairro depois de deixar de ser o iº Ministro de Portugal. O contrário é mero populismo de uma pessoa que não nos deixou essa imagem. Fica-lhe muito bem ter a residência em S.Bento. Fica-lhe muito mal deixar o jornalismo de mau gosto explorar as fantochadas massamianas.
Caro Sr. Rui Freitas, agora que o vemos tão próximo de alguns ministros e do da Justiça, em particular, não se esqueça de lhe lembrar que o Robespierre também afirmava que o Terror não era mais que a justiça rápida e inflexível, como agora muitos, inconscientemente, também pedem


De rui.freitas a 20 de Junho de 2011 às 02:30
Caro(s) Os 3 Mosqueteiros de Oeiras, não li o artifo de Pulido Valente; espero ainda ir a tempo.
Mas, francamente, lamento que se tenha engasgado com o facto do primeiro-ministro viver em Massamá. Será que isso o torna menos capaz de levar este barco quase afundado a bom porto? Será que o seu desprendimento por "tachos políticos" o torna incapaz de governar o País? Será que, tendo sido dos poucos que recusou honrarias e dinheiros públicos, deixou de ser uma mais-valia e passou a ser crime?
De uma coisa pode ter a certeza: ele não veste Armani comprado em Rodeo Drive... com o ordenado de 1.º ministro!
Quanto à Grande Senhora que dá pelo nome de Paula Teixeira da Cruz... espere e verá!
E não, não estou "agora" próximo de alguns ministros (incluindo Paula Teixeira da Cruz); já estava há muito tempo e nunca o escondi nem tinha porque fazê-lo! Felizmente, tenho a Liberdade de escolher os meus Amigos e honrar-me com a Amizade com que me correspondem.


De Os 3 Mosqueteiros de Oeiras a 20 de Junho de 2011 às 07:02
Residência de função é isso que se chama, a residência de S.Bento. Nome apropriado: função. Aquele Sr. que o sr. gosta tanto porque não veste Armani daquela loja tem agora outra função que exige mobilidade e segurança máximas, com custos mínimos para todos. O Estado português que não é de agora proporciona tudo isso com a dignidade e a operacionalidade que a função merece. Este Sr. que o sr. gosta tanto, agora pensando na discrição e contenção que lhe agrada, não nos deve, a nós habitantes de Massamá, daquela praceta, sujeitar-nos às regras de segurança que o seu novo cargo obriga, não deve sujeitar-se aos engarrafamentos dos ICs e quejandos supondo que não irá de helicóptero para o emprego, não deve, enfim, continuar em Massamá porque essa é a sua "casinha". Este Sr. que o sr. tanto gosta, é nosso 1º ministro passou a desempenhar as mais altas funções de Estado e isso implica o abandono de caprichos. Capisce, Sr. Rui Freitas?


De Os 3 Mosqueteiros de Oeiras a 22 de Junho de 2011 às 13:45
Exmo. Sr. Rui Freitas

Há muito tempo que não o ouvimos! Como vai? Está a custar-lhe engolir este sangue novo???
Os seus amigos

3 Mosqueteiros de Oeiras


De Segredo a 29 de Junho de 2011 às 14:40
O sangue novo coagulou na pança dele!


De Diogo a 20 de Junho de 2011 às 22:13
[O Governo com menos ministros na história recente do nosso País ... mas pleno de sangue novo, saber e vontade de arregaçar as mangas e trabalhar.]

No Jornal Expresso de 1/9/2007, o jornalista Fernando Madrinha:

[...] «Não obstante, os bancos continuarão a engordar escandalosamente porque, afinal, todo o país, pessoas e empresas, trabalham para eles. [...] os poderes do Estado cedem cada vez mais espaço a poderes ocultos ou, em qualquer caso, não sujeitos ao escrutínio eleitoral. E dizem-nos que o poder do dinheiro concentrado nas mãos de uns poucos é cada vez mais absoluto e opressor. A ponto de os próprios partidos políticos e os governos que deles emergem se tornarem suspeitos de agir, não em obediência ao interesse comum, mas a soldo de quem lhes paga as campanhas eleitorais.» [...]




De rui.freitas a 26 de Junho de 2011 às 02:13
Caro Diogo, Pedro Passos Coelho já lhe deu a resposta, no que concerne à função dos bancos...


De Diogo a 27 de Junho de 2011 às 22:02
Não sei a que resposta se refere, mas sei que pelo menos a primeira dezena de milhar de milhões da «ajuda» da Troika foi para recapitalizar os bancos.


De Pera Rocha a 22 de Junho de 2011 às 15:56
Estou espantado, diria mesmo incrédulo!...
Mas então o Largo da Má Língua , passou agora para aqui?
Viva o Governo Passos Coelho - mesmo que os seus
Ministros não sejam "o supra sumo da cueca", devem ser honestos e bem cumprir as determinações da Troika!
Viva a Nova Geração que chegou ao Poder!
Viva os anti corporações e Lojas diversas!...
Viva Oeiras liberta! (faltam 2 anos!...)


De Anónimo a 23 de Junho de 2011 às 00:14
2 anos ? 2 dias já será muito tempo.


De rui.freitas a 26 de Junho de 2011 às 02:16
Caro Pera Rocha, é sempre assim: se fossem experientes e políticos... e aldrabões, como os que foram "despedidos", estava bem, não era? Por isso é que a gentinha do Largo da Má Língua anda tão nervosa!
No fundo, têm razões para tal, pois quem lhes encobriu as trafulhices já começou a "chibar-se" para não ser lixada, e agora começam a saber-se escândalos todos os dias. Zangam-se as comadres...
Por cá, vai acontecer o mesmo, acredite; as verdades vão saber-se todas!


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS