Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011
Precisamos parar e pensar para onde queremos ir!

Li há tempos, num documento enviado via email por um amigo, o desabafo de uma jovem aluna de uma escola norte-americana que acabara de ser alvo da fúria assassina de um tresloucado, que abatera a tiro várias das suas colegas e professores. Olhando "para cima", perguntava a jovem: "onde estás, Senhor, que permites esta matança?", ao que Jesus respondeu: "que posso fazer, se me baniram das escolas?"

Sejamos crentes ou não (eu sou!), é chegado o tempo de pararmos todos para pensar como queremos que seja o nosso futuro e o dos nossos filhos e netos (quem os tenha), neste Mundo cada vez mais apressado, fútil e egoísta.

Parece que "cai mal" na "sociedade" se um Católico solicitar a afixação/manutenção do Crucifixo nas salas de aula, mas "cai bem", é "moderno", "não faz mal" aceitar "símbolos" e "marcas" impostos por outras religiões quando, afinal, o que deveria ser certo, era exactamente a tolerância entre todas as partes.

Vem isto a propósito da leitura de um Artigo de Opinião escrito por um Grande Senhor e Amigo, Silvino Valente, de seu nome, publicado no número 29 (Agosto) do Boletim Informativo da Santa Casa da Misericórdia de Oeiras.

Vale a pena lê-lo... e pensarmos!



Publicado por rui.freitas às 01:55
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

21 comentários:
De Os 3 Mosqueteiros de Oeiras a 25 de Agosto de 2011 às 09:00
Também somos: católicos,apostólicos e romanos.Mas vamos por o crucifixo nas salas de aula e,debaixo do mesmo, ensinar aos jovens nas aulas de educação sexual que o "casamento" de pessoas do mesmo sexo é um casamento?Vamos ensinar que o infanticídio,praticado na barriga da mãe, é aceitável?Vamos ensinar que a eutanásia é opção para eliminar a dor? Vamos ensinar que só o sucesso nesta vida terrena é que conta,ignorando que o Deus Cristão, nos apontou objectivos bem mais valiosos?
Se nada disto for feito, o crucifixo da sala de aula não passará de um ícone.
A luta é global: o regresso à cristandade que os governos dos países ocidentais abusivamente vão abandonando, apesar de um povo maioritariamente cristão. Este é um dos grandes crimes morais do modernismo.


De rui.freitas a 29 de Agosto de 2011 às 02:10
Meu(s) Caro(s) Mosqueteiros [para abreviar] (25 de Agosto de 2011 - 09:00), o assunto é - pelo menos para mim -, demasiado sério para responder em poucas palavras, mas vou tentar.
Se são católicos, esqueceram-se de ler um "livrinho" muito importante e que é só o mais vendido e lido do Mundo. Nele, tudo o que vemos acontecer nos nossos dias (eu sei que tempos houve que a Humanidade também se tresmalhou), está anunciado, para os crentes e não crentes. Os tempos que vivemos, são de molde a reflectirmos e encontrar no tal "livrinho" muitas verdades.
Já o meu amigo Leite Pereira explicou aqui uma parte do problema: bem vindos os ditadores, os corruptos... desde que tenham petróleo "para a troca". Mas há mais e pior!
Você(s) entende(m) que o crucifixo deve ser retirado das escolas, porque aos jovens se ministram aulas de educação sexual? Mas isso não é novo. Há muitos anos já, quando frequentei o Liceu Jaime Moniz, no Funchal, os cricifixos cohabitavam com aulas de religião e moral, nas quais se incluiam noções de educação sexual. E daí?
Acaso lerem aqui, uma vez que fosse, a defesa do "casamento" entre pessoas do mesmo sexo? Não! Acaso leram aqui, uma vez que fosse, algo em defesa do aborto (agora chamado de interrupção voluntária da gravidez)? Não, bem antes pelo contrário! É só pesquisarem no blog.
A favor da eutanásia ou desse crime hediondo que é a pedofilia? Nunca leram aqui, pois não? Nem lerão, com toda a certeza.
Perdoem-me o resquício de xenofobia, mas será que os muçulmanos (bons e maus, tal como os católicos), têm mais direitos do que quem não pensa como eles, que exigem que as alunas mantenham as burkas nas aulas e os símbolos da sua religião? O grave, é que, na maioria das vezes, são atendidos... porque é politicamente correcto. A França e a Grã-Bretanha já começam a arrepender-se e bom seria que mais países seguissem o exemplo do primeiro-Ministro australiano e não só; todos são bem-vindos, desde que aceitem "o nosso estilo de vida, sem quererem impor o vosso". Já leram ou ouviram isto, certamente?
A ganância, a sede do domínio, do poder, da ostentação, grassam cada vez mais pelo Mundo. E estamos a ver (e a pagar) o preço dessa loucura; uns, detêm triliões ganhos em especulação pura e simples; outros, nem sabem se vão ter o que comer amanhã. Não pretendo que se infira que sou contra quem é rico, bem antes pelo contrário; desde que essa riqueza gere mais riqueza e seja melhor distribuida.
Também reconheço que, à falta de explicação plausível, é hábito dizer-se que sempre existiram pobres e ricos. É verdade, mas não é disso que falo, como expliquei acima.
O Ocidente das "amplas liberdades", tem de parar para pensar, sob pena de, muito em breve, vir a pagar caro por não o ter feito a tempo.
Isso não me impede - não nos impede (a quem se diz católico) - de expressar todos os dias a minha livre opinião, mesmo que isso seja politicamente incorrecto!


De Os 3 Mosqueteiros de Oeiras a 29 de Agosto de 2011 às 14:31

Caro Rui Freitas
O "livrinho" de que fala (estranha palavra para falar da Bíblia - será um passado maoísta?) não é nenhum livro de receitas que tenha lá tudo anunciado. Só a fé e o amor cristão nos ajuda a compreendê-lo senão é como dar pérolas a porcos.
Não se acusou este blog de defender os actuais desmandos da cultura ocidental mas também não se percebe a importância do crucifixo na aula. Será para continuar a vergastar e a cuspir no Crucificado com os disparates que por aí se dizem(espiritualmente, entenda-se!)?
É muito habitual ficarmo-nos pelas coisas fúteis quando a luta é gigantesca e nos amedronta e é apenas isso que se aponta e mais nada.Se nos ficarmos pelos ícones é muito pouco.
Não, não vimos defender o aborto, a eutanásia, o casamento gay mas também não o vimos criticar.Será alguma compensação?
Bem sabemos, bem sabemos que os tempos são outros mas é essa tolerância que não é aceitável: calar sobre os crimes que diariamente se cometem e gritar porque não há crucifixos na sala de aula.
É este o sentido de sermos católicos, apostólicos e romanos.


De rui.freitas a 30 de Agosto de 2011 às 01:55
Caro(s) 3 Mosqueteiros de Oeiras (29 de Agosto de 2011 - 14:31), não perceberam ou não quiseram perceber o que escrevi?
Do mesmo modo, também não encontraram nada neste "blog" contra o casamento gay ou a pedofilia? Lamento, mas é uma questão de procurarem.
O crucifixo é um ícone, admito, mas simboliza para os católicos algoi muito mais profundo e importante, como descrevem. E é esse princípio que eu sigo. Só prevarico num ponto: não dou a outra face, quando sou agredido, isso não!
Não sou nem nunca fui maoista, pelo que me revolta a aceitação a "troca" dos símbolos católicos por imposição de certas religiões cujo fim último é a violência. E nem o facto dos "tempos serem outros" justifica que se continue a ceder ao politicamente correcto. Como disse, já há quem comece a arrepender-se e a arrepiar caminho!


De TLD a 25 de Agosto de 2011 às 15:19
A constituição é muito clara. O Estado é laico. Logo não devem existir símbolos religiosos nos edifícios do Estado ou sob sua tutela. É o um princípio da separação entre Estado e Igreja. Agora nos edifícios que estão fora do domínio público existe uma liberdade total para colocar os símbolos que se quiser.


De rui.freitas a 29 de Agosto de 2011 às 02:19
Caro TLD (25 de Agosto de 2011 - 15:19), a Constituição da República Portuguesa é clara em muita coisa, mas nem por isso tudo o que lá foi escrito se cumpre, infelizmente.
Não vou alongar-me na resposta, já que entendo não merecer a pena ou o meu tempo.
Arranquemos os crucifixos das escolas, dos hospitais e, por este andar, das próprias igrejas católicas... Substituam-nos por "crescentes vermelhos", por cruzes suásticas até... É isso?
A permissividade com que se aceitam as imposições de outras religiões é gritante, com a agravante de que a maioria delas não respeita a vida Humana, subjuga e tortura as mulheres (mesmo as próprias esposas), arma crianças até aos dentes e coloca-lhes "cintos-bomba" à cintura.
Aí, então, sim... deixaremmos de ser um Estado laico. Melhor dizendo, deixaremos de ser um Estado ou mesmo um País!


De Digamos Menezes a 30 de Agosto de 2011 às 00:27
Como???
Diga lá outra VEZ??
"Ganda Bronca"


De hibridomaniaco a 26 de Agosto de 2011 às 23:49
Os três mosqueteiros são da SEITA do DMOA e da ala IOMAANA do MORAIS!


De Os 3 Mosqueteiros de Oeiras a 27 de Agosto de 2011 às 23:29
A nossa resposta , caro senhor, é mais simples e mais curta: você é um cagalhão.
Caro Rui Freitas, desculpe a brejeirice, mas acabamos de pisar um pouco de merda.
Num civilizado país que muito estimamos, os maníacos eram internados mas agora com as novas correntes antipsiquiatria, andam por aí à solta.
Mais uma conquista da modernidade!
Mais uma vez, as nossas desculpas pelo excesso de linguagem mas se há coisa que não suportamos é pisar, inadvertidamente, os cagalhões espalhados pela rua.


De hibridomaniaco a 28 de Agosto de 2011 às 05:40
Pois é neste país civilizado os corruptos iam para a cadeia e agora estás com essa peida fedorenta sentada nessa cadeira empestada de tanto te abrires!....E ainda te pões de olhos arregalados à espera que o proximo traque saia .
Amigo Rui Freitas não percebo como é que sendo você um madeirense consegue aturar um bebedolas bipolar e que é a vergonha de todos os alentejanos que se prezam de o ser.


De hibridomaniaco a 28 de Agosto de 2011 às 05:55
Ah.. e mais ...quando me respondeste a piela com que estavas era tão grande que nem te apercebeste que pisaste o teu próprio cagalhão, és mesmo LOL...


De rui.freitas a 29 de Agosto de 2011 às 02:22
Caro hibridomaniaco (26 de Agosto de 2011 - 23:49), do DMOA? Bom, lá vou ter de voltar a estar atento aos IP's!


De Angelo dos Anjos a 27 de Agosto de 2011 às 00:33
Mas, ... !!!!????
Esta questão há muito tempo que está resolvida!!! Ou querem que a IURD também possa colocar o BISPO EDIR MACEDO nas salas de aula ew os BUDAS!!?? E os Mourmons???
V. EXAS andam a ler ... demasiados livros ... bafientos.
Cuidem-se pois o bolor ... em doses ... faz mal à SAÚDE FÍSICA E MENTAL!!!


De rui.freitas a 29 de Agosto de 2011 às 03:01
Caro Ângelo dos Anjos (27 de Agosto de 2011 - 00:33), você é mesmo "anjinho" ou anda a treinar?
O "bispo" Edir Macedo não precisa disso, basta-lhe o "boeing" privado e as rádios onde o dinheiro entra aos magotes, dentro de sacos de plástico. Qs budas e os mórmons já não garanto...
Com atitudes como a sua é que não vamos a lado nenhum; ou melhor, vamos... mas pagando bem caro!


De MOISÉS a 27 de Agosto de 2011 às 10:23
A Espanha também é um Estado laico, mas a verdade é que o Papa passou os cães ladraram e ninguém lhes ligou. Mais os cães são tão estúpidos que nem perceberam que a visita do Papa deu lucro ao país.
Não sei se a visita do Bispo Edir Macedo teria o mesmo efeito.


De TLD a 27 de Agosto de 2011 às 17:28
E para atingir o lucro vale tudo. O Papa pode visitar os países que quiser. É livre de o fazer. Não me parece é que seja correcto que sejam instituições do Estado a financiar essa visita. Os fiéis e os comerciantes que se organizassem e pagassem eles a visita. Agora usar meios públicos para financiar actividades religiosas parece-me um claro abuso de um Estado que deve ser laico.


De Leite Pereria a 27 de Agosto de 2011 às 20:19
Não percebo a razão de tanto incómodo. Segundo li na comunicação social estrangeira a vizita do Papa foi paga por particulares limitando-se o Governo a arcar com as despesas com a segurança. Incomóda-me é ver o nosso País a pagar as vizitas de ditadores como por exemplo o Hugo Chaves, o Arafat, o Kadafi ou o José Eduardo dos Santos, mas relativamente a estes não causam incómodo porque são os senhores do petróleo. Ainda hoje od jornais noticiavam que a França pretende que a Líbia lhe entregue à TOTAL x barris de petróleo e a Itália idem pela ajuda prestada. Também é de quem não sabe nada da história da europa comparar a vizita do Papa com a do Macedo(?) da IURD..


De rui.freitas a 29 de Agosto de 2011 às 03:11
Ora muito bem visto, amigo Leite Pereira.
Para os corruptos ditadores que nos visitaram, estamos dispostos a pagar todas as mordomias (ao angolano, só nos falta oferecer-lhe mesmo o BPN e pagar-lhe a casita de luxo no Algarve), mas a visita do Papa já é cara e incómoda...
Palhaços!
Alguém me explica o porquê da pressa do Sr. Sarkosi em invadir a Líbia (via NATO ou ONU?), congelando logo os milhares de milhões que o ditador Khadafi tinha em bancos franceses? Ah, pois! E não foi só a França...
E as fériazitas com tudo pago pelo ditador líbio a muitos PM's europeus e não só?
O que me "preocupa" é saber se os "Magalhães" do Chavez ainda funcionam? Ou porque certas vedetas (jet-set) se apressaram a devolver o dinheirinho recebido de Muamar?
Mas não é menos verdade que ele passou de bestial a besta num instante; antes, era terrorista (e era...); depois, passou a ferrenho "democrata".
Petróleo, a quanto obrigas!


De Alérigo Mendes a 30 de Agosto de 2011 às 00:30
Então e o DURÃO BARROSO???


De rui.freitas a 30 de Agosto de 2011 às 01:59
O que é que tem?


De rui.freitas a 29 de Agosto de 2011 às 03:03
Caro TLD (27 de Agosto de 2011 às 17:28), responda-me só a uma pergunta inocente: em que local publicou ou manifestou o seu protesto, quando da visita dos Papas Bento XVI, João Paulo II e Paulo VI a Portugal?
Fico à espera das provas!


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS