Quarta-feira, 17 de Abril de 2013
Já nada me espanta...

Se eu necessitasse de solicitar que me extraíssem uma certidão de uma Acta da Assembleia de Freguesia de Paço de Arcos, dos anos 2006, 2007 ou 2008, onde teria de me dirigir?

Aqui?

Errado: é mais acima, ali para os lados do Alto do Mocho. Exactamente: descobriram...

Pergunta pertinente: Porquê e levadas por quem?

O presidente da dita, nesse mandato, saberá disto? Terá sido conivente? Agora, já sabe: que pensará fazer?

Mistééééérioooo!



Publicado por rui.freitas às 01:33
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

10 comentários:
De Anónimo a 24 de Abril de 2013 às 15:49
ULTIMA HORA.!
N. Campilho não sabe se continua assessor, ou vai despachar á PJ?


De rui.freitas a 25 de Abril de 2013 às 03:26
Caro Anónimo (24 de Abril de 2013 - 15:49), aplique o que cantou Paulo de Carvalho: "E depois do adeus"... Eu acrescento uma interrogação, que é como quem diz "o que se irá passar com o castelo de cartas"?


De Anónimo a 24 de Abril de 2013 às 16:13
Vai a Moçambique com o outro sócio.


De rui.freitas a 25 de Abril de 2013 às 03:28
Caro Anónimo (24 de Abril de 2013 - 16:13), alguém tem de continuar a obra; ou não?


De Anónimo a 24 de Abril de 2013 às 22:49
A Vitória acontece Hoje 24 de Abril de 2013 após anos e anos de Luta em Oeiras. Seu Povo é finalmente liberto dessa cabeça do polvo que dominou o verdadeiro centro de poder e decisão, os meandros, vãos de escada e os corredores dessa instituição que em tempos se podia chamar de Câmara de Oeiras. O bandido está no cárcere, detido a mando de uma justiça que em Oeiras funciona. Parabéns a todos os que me acompanharam nesta luta ao longo destes longos anos de processo, agradeço a cada um de vós mas em primeira mão a esta Meretissíma Juiza Marta, uma Magistrada de primeira apanha e de grande craveira e isenção como só em Oeiras se pode encontrar. Uma palavra para a minha advogada pelo processo, por Oeiras. Não esqueço todos os que me acompanharam, como os que me denegriram e tentaram silenciar, nomeada, as senhoras do outro site, mais concretamente outrem (os processos correm seus tramites).
Apesar de já não viver em Oeiras, por estar acamado num lar nunca descorei o Processo que agora finda, nunca me esqueci desse povo sofredor e de todos os cidadãos que na vide me acompanharam e com que comigo lutaram. Um abraço fraterno para todos eles. Remato com um agradecimento á auxiliar Ana Bela pelo ditado e colocação na internet desta minha comunicação.
Atentamente,
António Manuel Bento, um cidadão honesto ao serviço da comunidade (e um dia astro rei de Oeiras)


De rui.freitas a 25 de Abril de 2013 às 03:34
Caro António Manuel Bento [Anónimo] (24 de Abril de 2013 - 22:49), penso que se impõe e é de toda a justiça, este seu desabafo; permita-me repetir o que já aqui escrevi hoje e que mais não é do que uma pergunta que "fica no ar": "E depois do adeus"?
Será que neste Concelho irá surgir um "pajarito", tal como na Venezuela?
Como me sinto parte activa dessa luta que em Oeiras se travou, o meu agradecimento e votos de rápido restabelecimento.


De Anónimo a 25 de Abril de 2013 às 13:21
Estimado Rui Freitas,

Agradeço-lhe a consideração. Apesar de desavenças passadas e certas incompreensões em cenário mais político, quero que saiba que sempre tive a mais alta estima e consideração pela sua pessoa. Um Autarca de Expoente Máximo e de seriedade à prova da mais infame das balas. Quanto á interrogação, pertinente certamente que aqui nos tráz, espero pois, e rezo, para que Oeiras não tenha o seu Maduro, mas essa é uma luta para outras gerações, hoje sou um cidadão activo no acompanhamento diário de Oeiras, mas passivo na intervenção cívica, as forças já não me acompanham. O objectivo final de corte da cabeça do polvo está concluído. Existe pois um chamado epílogo, outros actos acontecerão nomeada o corte dos tentáculos do polvo, mas esses, sem a cabeça orientadora, seguirão desgovernados e certamente terão o seu fim já com data marcada. Um capítulo finda, a História segue, Oeiras continua, certamente que desde ontem e doravante com um ar mais puro e uma atmosfera mais limpida e cristal.
Fraterno abraço
Atentamente,
António Manuel Bento, um cidadão honesto ao serviço da comunidade.

PS, Agradecimento á auxiliar Ana Bela pelo ditado e colocação na internet deste texto.


De rui.freitas a 26 de Abril de 2013 às 02:10
Caro António Manuel Bento (25 de Abril de 2013 - 13:21), tivemos algumas desavenças, é certo, mas igualmente alguma proximidade de pensamentos, donde, mais uma vez, seja levado a concordar consigo, em particular quando refere - e bem - que os tentáculos do polvo "seguirão desgovernados e certamente terão o seu fim já com data marcada".
Quanto aos encómios que me tece, digo-lhe sincera e humildemente que, presidir à Junta de Freguesia de Paço de Arcos foi, sem sombra de dúvida, a função/cargo que mais gosto me deu desempenhar.
Não fiz tudo o que pretendia? Não! Ficou obra por concretizar? Ficou! Não fiz o que "alguns" queriam? Não! Mas fiz aquilo que sabia e o melhor que consegui... Ajudei pessoas e, isso, ninguém jamais me poderá tirar!
Renovo os votos de rápida recuperação, na certeza de que Oeiras será um lugar mais puro para se viver.


De Anónimo a 26 de Abril de 2013 às 15:45
Ruizinho fico feliz por verificar que o regresso de Antonio Bento aos blogs é no no teu.
Ele toca muito nas feridas e ás vezes dá voltas de 360º, que julgo serem para baralhar.
Desconfio que é uma Raquel?? .


De rui.freitas a 29 de Abril de 2013 às 01:59
Caro Anónimo (26 de Abril de 2013 - 15:45), fico grato que para o regresso tenha escolhido o "Pinhanços dixit...", embora, como já escrevi, nem sempre estivéssemos de acordo.
Raquel ou Bento, é sempre bem-vinda/bem-vindo!


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS