Sexta-feira, 27 de Setembro de 2013
Até já!

 

 

Dentro de 30 minutos, encerra o período legal dedicado às campanhas dos partidos, coligações, movimentos e cidadãos independentes (alguns dos quais, mais ou menos...) que concorrem aos três órgãos autárquicos em todo o país: Câmaras Municipais, Assembleias Municipais e Assembleias de Freguesia. Três órgãos, repito, posto que, passados 39 anos sobre o 25 de Abril, a esmagadora maioria dos eleitores continua a desconhecer que o Presidente de Junta não é eleito directamente; tal cargo é ocupado pelo cidadão que encabeça a lista mais votada para a Assembleia de Freguesia.

Excluindo o período da chamada pré-campanha, decorreram 15 dias em que todos os candidatos e candidatas tentaram fazer chegar aos portugueses as suas propostas para a Autarquia Local a que concorrem; uns, de forma mais "profissional", mais acutilante, mais apelativa; outros, consoante as capacidades de mobilização e inventivas, de acordo com as possibilidades financeiras. Domingo à noite, independentemente das muitas sondagens, se saberá quem foram os escolhidos nessa sondagem soberana que é o voto dos eleitores, iniciando-se, então (ou não), um novo ciclo.

Decidi que é tempo do "Pinhanços dixit..." seguir esse exemplo: começar um novo ciclo.

Porquê? Porque, passados que são sete anos e sete meses sobre o seu "nascimento", alguns dos propósitos que levaram à sua criação estão esgotados ou em vias de o estarem.

Decorria o mês de Fevereiro de 2006, quando entendi que a voz do partido pelo qual tinha sido eleito para a Assembleia de Freguesia de Paço de Arcos não chegava aos eleitores que em mim tinham confiado; isto é, resumia-se ao "circuito-fechado" dessa mesma assembleia, usualmente frequentada por pouco mais de meia dúzia de habituais participantes nas mesmas. Em Maio desse mesmo ano, introduzi neste blog um contador de visitas, e hoje, com 298.885 visitantes apurados - aos quais agradeço sinceramente -, posso orgulhar-me de dizer que o "Pinhanços dixit..." (um blog sem censura, aberto a todos e onde apenas dois comentários de teor racista foram por mim "cortados") foi lido por 3.396 pessoas por mês e que o total de 1.452 post mereceu 5.885 comentários. Não foi, não é tarefa fácil, para uma só pessoa, manter o "fôlego" inicial, como é evidente, razão pela qual a minha presença escasseou nos últimos meses, a ponto de, em Agosto, tar alertado já os leitores para a mudança que se impõe. Irei encetá-la pouco a pouco e apenas após os resultados eleitorais do próximo domingo, altura em que - estou certo -, mais uma vez, muitas "camisas", "casacos" e "camisolas" voltarão a ser trocadas...

O "Pinhanços dixit..." continuará a existir, para mágoa de alguns e regozijo de outros. Sujeitando-me à crítica que reconheço ir desencadear, mas fiel à minha forma séria e coerente de estar na vida - mesmo na vida política que acreditei poder ser feita a sério mas que praticamente já abandonei -, devo igualmente confessar que o cansaço foi pesando ao longo dos anos, sobretudo porque, tendo "dado a cara" por muitos companheiros de jornada, tendo estado ao lado daqueles que decidi apoiar, poucas vezes senti existir tratamento igual, salvo raríssimas excepções. Conto pelos dedos das mãos as vezes em que, nestes sete anos e sete meses, ouvi palavras de ensejo ou um simples: "precisas de alguma coisa?". E sim, precisei...

Que fique claro que não me arrependo e, seguramente, voltaria a fazer tudo aquilo que fiz, a dizer e a escrever tudo aquilo que disse e escrevi, pois como sempre disse: quando me olho ao espelho, gosto da imagem de honestidade e seriedade que ele me devolve! Reafirmo o que escrevi nos primeiros post deste blog: todos quantos decidiram deixar o Partido Social Democrata para integrarem outros partidos ou movimentos, raríssimas vezes foram aqui referidos; já aqueles (muitos) que, "apostando em dois cavalos", optaram por manter "um pé cá e outro lá", esses, sim, foram o meu principal alvo de crítica. E mesmo quando errei, garanto que não me custou apresentar-lhes aqui as minhas desculpas.

Olhando para trás, apenas lamento; lamento que muitos daqueles que apelidei de "laranja/verde-alface" (termo hoje utilizado por outras pessoas e noutros "blogues", felizmente) continuem a "navegar na crista da onda" e (plagiando o termo brasileiro) com a vidinha "numa boa". Não porque tenham sido "espertos" a esse ponto, mas porque no PSD concelhio, distrital e até nacional, houve sempre quem os acolhesse de volta, os libertasse de novo, para de novo os vir a acolher. A isso, designei e designo por promiscuidade, coisa com que não pactuo.

Renovando o meu agradecimento a quantos tiveram a paciência de me ler, quero dizer-lhes: Até sempre, até já!



Publicado por rui.freitas às 23:30
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

2 comentários:
De Anónimo a 30 de Setembro de 2013 às 01:09
Oeiras ganhou.
Abre-se um novo ciclo com estes resultados em Oeiras.
As Auditorias têm de ser feitas.
O apuramento real do passivo, a situação das empresas municipais, o estado real do Concelho de Oeiras, tudo isso vai ser apurado.
Optimismo.
Realismo talvez.
Marcos Sá, Moita Flores, Paulo Amaral, Daniel Branco e Carlos Gaivoto, irão em conjunto pedir e exigir essa fiscalização às contas da autarquia.
Têm dúvidas?
Veremos quem toma a iniciativa.
Marcos Sá irá ter medo de tomar essa iniciativa com os resultados obtidos?
Se o PS quiser ganhar algum dia a CMO tem que ter essa coragem e entender a Esquerda.
Quanto ao Blogue, esperemos que a sua coragem continue, porque está em causa o interesse de Portugal e para isso há que mudar, como já fez o caro Rui.
A social-democracia ficou acorrentada ao liberalismo, mas procurar novos caminhos só à Esquerda, desconfiando sim, mas não ser nunca mais anti-comunista primário.
Se uns não se querem refundar, talvez a refundação da social-democracia faça sentido.
O Bloco de Esquerda tem feito o seu caminho, mesmo parecendo que não existe.
Ou é a Direita que deve governar Portugal?
Nas bases é que se luta e em Oeiras há muito trabalho para se fazer.
A Assembleia Municipal de Oeiras já mudou.
E é lá que os Oeirenses têm que apresentar as suas propostas e reclamações.
Não se esqueçam que o que vai contar é o Futuro da Economia e Finanças de Portugal.
Para isso o debate é o Futuro, com segundo ou terceiro resgate.
O que vai mudar também no Blogue?


De rui.freitas a 30 de Setembro de 2013 às 23:40
Caro Anónimo (30 de Setembro de 2013 - 01:09), espero, sinceramente, que tenha razão, quando diz que Oeiras ganhou; em número de mandatos, tudo ficou igual a 2009 (5+3+2+1=11). Veremos se os eleitos saberão e/ou quererão fazer as mudanças que espera, mormente o apuramento de tudo o que foi feito no anterior mandato. Aguardemos, portanto, para ver "quem toma a iniciativa" e, sobretudo, quem assume lugar na vereação e como (com ou sem pelouros...?)?.
Todos os partidos e movimentos viram desceer a percentagem de votos em "favor" da abstenção, o que deve merecer a atenção de todos os responsáveis. Aos eleitores, pede-se-lhes maior participação na vida autárquica, algo que passa pela mudança de mentalidades e vontade em assistir e intervir nas reuniões públicas de câmara e nas assembleias municipal e de freguesias, onde apenas "os mesmos de sempre" comparecem, infelizmente.
Agredecendo a sua confiança no "blog" por mim criado em 2006, acredite que coragem não me falta; como aqui referi, apenas o cansaço de remar contra a maré vai fazendo mossa, nada mais do que isso. Quanto ao futuro, a mudança também terá de passar por aqui, embora no imediato não tenha decidido ainda como, Passará, certamente, por uma abordagem diferente da actividade governativa municipal e das freguesias (com predominância, sempre, para Paço de Arcos), mas igualmente de âmbito nacional e, talvez, por temas que não tenha a ver com a esfera política. Como disse, ainda não defini.
Obrigado, mais uma vez.


Comentar post

Sempre na hora certa
anti-corrupção
Visitantes desde Maio 06
Acordo Ortográfico
Prémios recebidos
ThinkingBlogger blog com tomates
Visitantes on-line
online
Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Meteorologia
     
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS