Domingo, 25 de Janeiro de 2009
Alcochete? Jamais...!

 


 


 Eu bem avisei... Alcochete? Jamais!  


tags:

Publicado por rui.freitas às 03:11
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009
Por hoje, é só...

... uma prenda especial para o Carlos André!

 

PARA ABRIR, CLICA AQUI   --->     Tens coragem?


tags:

Publicado por rui.freitas às 01:17
Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009
Vergonha... o que é isso?

Acreditem que apenas consegui ouvir cerca de 20 dos 70 minutos que parece ter durado a entrevista "socrática" concedida hoje à SIC, na qual o PM teve a pouca vergonha de adiantar que, se se recandidatar, irá pedir nova maioria para (des)governar. Não aguentei mais de 20 minutos, confesso, pois ouvir e/ou pactuar com mentiras não é comigo!

Daí que continue hoje o post iniciado a 2 de Dezembro e dedicado à "Queda da Máscara".

 

Contariamente ao que tinha em mente, não irei escalpelizar ponto por ponto a (des)governação "xuxialista" desde 2005, preferindo antes (pois já perdi tempo demais) escrever ao sabor das ideias que me vão surgindo e que irão demonstrar (espero) aos ainda crentes que a designada "crise internacional" foi o melhor que podia ter acontecido a José Sócrates e "sus muchachos", pois relegou para segundo plano e esbateu quase totalmente a verdadeira crise por eles provocada internamente. Agora, a desculpa será sempre baseada (como já está a ser) na crise mundial.

Mas, o primeiro sintoma de que "a máscara caiu de vez...", foi dada há algumas semanas, quando a União Europeia sugeriu a redução de impostos sobre as famílias e pequenas e médias empresas, com Sócrates a ponderar que sim (numa primeira fase) e Teixeira dos Santos a afirmar peremptoriamente que não...! Enfim, lá chegaram a acordo e os impostos acabaram por não descer, para desgosto dos portugueses e mesmo que Alemanha e França tenham decidido fazê-lo muito em breve.

Por cá, o "socrático" PM mentia descaradamente, tentando fazer passar a ideia de que 2009 não seria assim tão mau para os portugueses, já que as taxas de juro baixavam, os combustíveis também (?) e o défice até já podia subir um pouquinho, como se essa "receita" fosse da autoria do seu (des)governo e não fruto de medidas tomadas pelo BCE e UE!

Agora, como bom "xuxialista" ezímio em cambalhotas, já vem alertando que é preciso prepararmo-nos para "dobrar o Cabo das Tormentas" e enfrentar a recessão que não tarda está ai!

Qual "Mago" em Dia de Reis, até onde a minha paciência me permitiu escutá-lo, não deixou nunca de bandir a sua "varinha mágica" da qual sairá a "solução" para todos os nossos problemas "inexistentes" até há bem pouco tempo. Afinal, Sócrates é o único que ainda acredita em Sócrates!

Vá-se lá saber porquê, lembrei-me do Governador do Banco de Portugal (agora, disposto a baixar o seu sumptuoso vencimento... se fosse possível), que também não sabia nada do que se passava no BPN, no BCP ou no BPP, mas que afinal sabia umas coisas de que não podia falar, das quais até já se havia queixado ao MP, embora não soubesse bem de quê! Um autêntico "ensaio sobre a cegueira"...


(com a devida vénia à Revista Visão)

 

Confesso que tudo isto me tem provocado algum riso (mesmo sentindo na pele as consequências deste desnorte e desgoverno), quando leio certas sondagens que referem novas subidas da popularidade "socrática", ligeiras quebras e outras subidas do nosso (des)governo, embora sem chegarem (ainda) à maior vergonha que seria uma nova maioria.

Primeiro, porque ainda acredito que o martirizado povo português não perdeu totalmente a memória; segundo, porque desempenhando actualmente funções que me permitem ler e moderar milhares de comentários por dia, constato o natural crescendo na quantidade e, sobretudo, no tom das críticas ao (des)governo PS e ao seu "socrático timoneiro"!

Todavia, não posso escamotear outra realidade: a capacidade constantemente renovada da "máquina de propaganda xuxialista", que chega ao cúmulo de, descaradamente, tentar desmontar ou minimizar os danos provocados por essas críticas, mal elas surgem on-line! É realmente impressionante, razão porque me atrevo a deixar um alerta muito vigoroso ao Partido Social Democrata: não descurem ou menosprezem o adversário, estejam atentos, aprendam com os seus erros e, acima de tudo, sejam Social-Democratas e corajosos: o péssimo espectáculo dos deputados faltosos (aliás, os mais faltosos na AR) e o disparate da abstenção no caso Estatuto dos Açores (apontado também por Miguel Macedo), condicionando, eventualmente, outras atitudes do Presidente da República, não podem nem devem voltar a ocorrer!

O sempre negado (mas existente) confronto entre S. Bento e Belém, tem raízes bem mais profundas, passando - digo eu que gosto de dizer coisas - por perigosos arrufos entre a Opus Dei e a Maçonaria. Alguém duvida? BCP, BPN e BPP são disso exemplos!

A propósito da Banca, recordemos alguns episódios que não convém esquecer, ainda que a forma como os vou abordar possam levar alguns leitores a "ver-me" já inscrito no PCP ou no BE, coisa que jamais acontecerá!

Primeiro, foi a "dança das cadeiras", com administradores a "saltarem" da CGD para o BCP: depois, o "escândalo" BCP propriamente dito; seguindo-se a "queda dos santos com pés de barro" no BPN e BPP...

"Voaram" milhares de milhões de euros e, até agora, ninguém sabe onde param, mas de imediato o (des)governo abriu um providencial "guarda-chuva" de 20.000 milhões de euros em garantias... Até posso aceitar que tivesse de ser assim; até posso acreditar (a custo) que fosse para evitar males maiores; mas fica a inocente pergunta: sendo o Estado todos e cada um de nós, porque raio tenho de "emprestar" dinheiro aos Bancos a taxa zero, quando a mim me cobram "couro e cabelo" quando deles necessito? E quando os Bancos tinham escandalosos lucros (como podem ler aqui num post colocado há cerca de um ano), o que "davam" em troca? Acaso baixaram os juros, facilitaram o cidadão ou as pequenas e médias empresas? NÃO!

O que me leva às seguintes (e perigosamente esquerdistas) perguntas: se a intervenção do (des)governo tinha por finalidade assegurar depósitos e empréstimos a pequenos empresários e facilitar a vida aos cidadãos endividados, porque carga de água isso não corresponde à realidade? Perguntem ao pequeno e médio empresário ou a quem depende da Euribor todos os meses...

Se o aval governamental ao sector automóvel visa dinamizar a economia, porque raio esse mesmo sector não reduz preços e insiste em lançar modelo atrás de modelo das mesmas marcas, "obrigando" o consumidor a mudar e mudar continuamente de veículo, sob pena de não encontrar peças de reposição? Porque insistem em chantagear os governos com deslocalizaçoes de fábricas? Porquê o próprio (des)governo não dá o exemplo e insiste em manter inalterável o IVVA?

Ouvi hoje o "socrático" PM afirmar que, cerca de metade da nossa escandalosa dívida externa (exponencialmente aumentada desde 2005) se deve ao preço do barril de petróleo, que chegou quase aos 150 dólares... Bom, mesmo sem fazer as devidas contas que deitariam por terra esta "teoria", pergunto: e agora, que o valor desceu aos 40 dólares (subiu para cerca de 50 dólares, apenas com a recente invasão israelita a Gaza..., como se esperava), porque continuamos a ser o terceiro país com a gasolina mais cara da Europa? Mentira? Espanha, há muito baixou a fasquia do euro/litro para cerca de 88 cêntimos, o mesmo preço de Itália, por exemplo?

Esqueceram a vitória reivindicativa de camionistas e pescadores sobre este (des)governo? E agora que o combustível desceu... porque se mantêm os preços cobrados pelas empresas de camionagem? Justifica-se o actual aumento no preço do pão e da electricidade, entre muitos outros que vêm aí, como as portagens?

Cinquenta mil pessoas correm o sério risco de ficarem desempregadas no sector têxtil. Quem lhes acode? Mas, vergonhosamente, o ministro da Agricultura "esquece-se" e deixa perder milhões em apoios eurocomunitários para quem trabalha a terra!

Mas, a verdade, é que a postura habitual de José Sócrates continua a ser esta:

 

Os portugueses não podem nem devem esquecer - por muita propaganda ruidosa que lhes entre nos ouvidos - que este PM e este (des)governo são os mesmos que prometeram baixar impostos e os aumentaram, que encerraram Hospitais, Maternidades, Centros de Saúde, para agora anunciarem inaugurações de novas unidades; que aumentaram e criaram novas taxas de internamento mas permitem que cirurgias para mudança de sexo sejam gratuitas; os mesmos que prometeram "guerra aberta" à Função Pública (onde existem bons e maus funcionários), não sem antes "viciarem o jogo" virando contra o sector grande parte da população mas, o que se constata, é que o peso do Estado é cada vez maior; os mesmos que viraram a população contra os Professores ("tachistas e ociosos") que apenas não querem pactuar com o facilitismo estatístico na Educação nem com anquisoladas avaliações; que encerraram dezenas de escolas (algumas, com razão), prometendo agora cerca de 200 novos estabelecimentos de Ensino... esquecendo-se apenas de referir que, muitas dessas "salas de aulas" serão meros contentores; que afrontaram Juízes mas deram-se mal; intoxicaram a população contra os militares e, afinal, cederam em tudo e mais alguma coisa...

Ah! Mas importante, importante é vender a Hugo Chavez essa maravilha que dá pelo nome de "Magalhães", apesar de ser outra mentira que, regra geral, acaba em sites de leilões...
 


Estes (des)governantes, são os mesmos que alteraram para pior o Código de Processo Penal, porque as prisões estão "a rebentar pelas costuras", mas disponibilizaram-se de imediato aos Estados Unidos da América para receberem prisioneiros detidos em Guantánamo, com todos os óbvios riscos que isso acarreta para a segurança dos portugueses. Se foram feitos prisioneiros por ordem do "cowboy" Bush, o problema é "ianque", não nosso...

São, enfim, os mesmos "xuxialistas" que defendem investimentos megalómanos, como o TGV (mais 430 milhões para novos comboios à CP...), Aeroporto de Alcochete ("jamais") que podia esperar até ver, mais pontes sobre o Tejo (o que irritou António Costa), em vez de investimentos verdadeiramente reprodutivos e geradores de empregos estáveis e não precários e temporários!

É o mesmo partido em que milita Almeida Santos que, após as duras críticas (justas, diga-se) lançadas aos deputados que faltaram a importante votação, defendeu de imediato o fim dos Plenários às sextas-feiras, alegando que os srs. deputados "não ganham assim tanto e têm direito à vida profissional"...!

Nele milita também António Costa que, quando ministro da Administração Interna, adjudicou o SIRESP - Sistema Integrado de Redes de Emergência à Sociadade Lusa de Negócios e cujo inquérito de averiguações foi agora reaberto (afinal, quiseram envolver o PSD, o próprio Presidente da República, mas parece que há outros "rabos de palha", que parecem estender-se a uma nova "moda": adjudicações sem concurso público. Jorge Coelho, "discorda de apoios pontuais do Estado", mas se a Mota-Engil conseguir concretizar o parque de contentores em Alcântara, certamente já não se importa tanto... agora que é a maior acionista da Lusoponte e fez excelente negócio na Brisa e não só...!

Diria Teresa Guilherme: "isso agora não interessa nada", pois tendo maioria absoluta, os "xuxialistas", em poucos meses, aprovaram sozinhos, com os votos contra de toda a oposição, o Orçamento de Estado para 2009, a nacionalização do BPN, retiraram direitos e baixaram as pensões a ex-combatentes do Ultramar, alteraram a Lei das Armas, a Lei da Segurança Interna, o Código do Trabalho e um novo Mapa Judiciário. Coisa pouca...!

As Corporações de Bombeiros do País estão tecnicamente falidas, Associações Sociais suplicam ajudas financeiras para poderem ajudar quem necessita, mas este (des)governo recusa-se a facilitar-nos a vida, a baixar impostos, a fiscalizar a vergonha dos combustíveis, penalizando idosos e deficientes em favor dos ricos e poderosos... Alguém duvida que, muito em breve, passados os tempos de crise internacional, tudo voltará a ser igual?

Da forma como (sobre)vivemos em Portugal, aconselho vivamente o (des)governo PS a apostar forte, muito e já num único Banco: o Banco Alimentar contra a Fome!

 

Ainda acredita nele(s)?



Publicado por rui.freitas às 02:31
Link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos

Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Obituário (1): faleceu o ...

De mim, para todos...

Poupança ou... desperdíci...

Já assinou?

Mais uma derrota... que n...

Mais uma derrota... que n...

"Despachados" e secretari...

Até a(s) barraca(s) abana...

Levantando um pouco do vé...

A "importância" do PDM-Oe...

Perguntar, não ofende...

Fim das sondagens sobre o...

29 de Setembro, no Municí...

Até já!

Por esta, muito menos... ...

Por esta, não esperava eu...

Fiquei com uma dúvida...

Revisão do PDM de Oeiras

Apagar o fogo com... gaso...

Isabel Sande e Castro: a ...

Ai João, João...

A "importância" do PDM-Oe...

Ainda o PDM: BE questiona...

PDM Oeiras já está em dis...

"Palavra, depois de dita....

Há cada mistério...

Desfeito o "mistério"...

Esta, sim, é uma excelent...

Temos candidato à Junta d...

Vou Cabo Verde

Ou és por mim...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS