Quinta-feira, 12 de Julho de 2007
A verdade é como o azeite - Você "ota" nele?

000rzwz3 (José Miguel Júdice com Saldanha Sanches - Foto: Natália Ferraz)

 

Há uma série televisiva que vejo sempre que posso e que se intitula "Todos gostam de Raymond" (o "cobardolas bonzinho" que treme e cala o que tem a dizer, desde que na presença da mãe). Robert, seu irmão, não lhe fica atrás, com uma particularidade: sente-se sempre infeliz e abandonado, pois "todos gostam de Ray" e ninguém gosta dele!

É este "o papel" que o candidato PS à Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, entendeu por bem passar a desempenhar de há uns dias a esta parte (Viram o debate a 12? O homem até parecia que pedia desculpa só por responder...), contrariando totalmente aquilo a que habituou todos os portugueses enquanto ministro: sisudo e de ar arrogante.

Hoje, como diz o nosso Povo, "quem o ouve falar, não o leva preso", tal o aspecto compungido que "põe" quando apregoa que "estão todos contra ele". E só não garante que "todos gostam" de outro qualquer, porque isso também já seria pedir muito!

Tem "namorado" descaradamente à esquerda Helena Roseta, ex-militante PSD e PS; "namorou" à direita e foi correspondido nessa "paixão" por Maria José Nogueira Pinto, ex-vereadora do CDS-PP (afinal, a grande e principal responsável pela instabilidade vivida nos últimos meses na Vereação e Assembleia Municipal de Lisboa), prometendo-lhe em troca o gabinete da Baixa-Chiado, projecto que os demais candidatos entendem dever ser muito mais "limado" nas suas "arestas".

Vejamos, então, porque se queixa António Costa:

Não será, certamente, por ser o único defensor do desaparecimento do Aeroporto Internacional de Lisboa (leia-se... DE LISBOA ... e não do Governo ou do PS)!

Também não será, acredito, por causa da frente ribeirinha de Lisboa (leia-se... DE LISBOA ... e não do Governo ou do PS)!

No primeiro caso, António Costa não gostou mesmo nada que o Candidato do PSD, Fernando Negrão, lhe tivesse "lembrado" haver interesses escondidos do seu n.º 2 - Arq. Manuel Salgado (rejeitado para o mesmo lugar no anterior mandato pelo candidato xuxialista M. M. Carrilho) - na urbanização dos terrenos que ficariam livres com a saída do aeroporto.

Costa contra-ataca e diz que "o futuro da Portela, quando for desactivada, deve ser um grande pulmão verde que complemente Monsanto. É esse o nosso programa e é esse o projecto de todos quantos se candidatam nesta lista" (leia, aqui).

Só esqueceu uma coisa muito importante: o seu n.º 2 - Arq. Manuel Salgado -, em entrevista à Revista "Única" do semanário Expresso de 28 de Maio de há dois anos, confessava que: "Se a Portela se destinasse apenas a voos regionais, metade da sua área poderia ser liberta do uso aeronáutico e podia fazer-se ali o grande centro de negócios do País".

Lá poder podia; e que era "um grande negócio", lá isso também era! Se calhar, nem se ficaria só por "metade da área"... Porque não toda?

Foi isso que o candidato Fernando Negrão denunciou - e bem - à população de Lisboa.

Como as "trapalhadas PS-Candidato-Governo" não se ficam por aqui, depois da distribuição de fotocópias da entrevista, Manuel Salgado já veio dizer que "se o aeroporto da Portela for desactivado, poderá conciliar-se a existência naqueles terrenos de um pulmão verde e de um centro de negócios"...

Ora, agora já começa a bater certo... Nos tempos que correm (de "vacas magras"), alguém no seu perfeito juízo acreditava na "promessa" de António Costa em transformar 700 hectares num "grande pulmão verde complementar a Monsanto"? Acho que só eles acreditavam que os eleitores iriam acreditar neles! Gerido por quem? Pela mesma Câmara Municipal que Costa diz estar falida? Ou seria pelo Governo? Porventura, por algum outro "júdice" que aparecesse?

Vejamos ainda outro "pormenorzito" que não deve escapar à atenção dos lisboetas:

"Se o aeroporto da Portela for desactivado", admite, benevolente, Manuel Salgado, situação que, para António Costa (e para o (des)governo socialista do qual nunca descolou), é já um dado adquirido. Não esqueçam o que leram acima: "o futuro da Portela, quando for desactivada".

Que credibilidade dá aos lisboetas, um candidato a Lisboa que até admite desactivar o Aeroporto que serve a capital e gera empregos e receitas para Lisboa? Só mesmo um xuxialista!

Fernando Negrão (e os demais candidatos, diga-se em abono da verdade), NÃO ADMITE SEQUER A DESACTIVAÇÃO DO AEROPORTO. Como é natural!

 

Outra grande e inexplicável "trapalhada" (ou "coligação de tachos" como lhe chama Telmo Correia), é a que agora envolve o Mandatário de António Costa, José Miguel Júdice, que já tinha um acordo aparentemente "secreto"com Sócrates para gerir a frente ribeirinha, a mesma zona que todos os candidatos - MENOS ANTÓNIO COSTA - entendem dever (e bem) passar para a gestão camarária lisboeta. Aliás, António Costa fugiu sempre deste e de outros temas "quentes" que envolvem o (des)governo PS "como o diabo da cruz"...

Segundo a agência noticiosa Lusa, António Costa "recusou-se hoje (10-07-07) a comentar o convite feito pelo Governo ao seu mandatário, José Miguel Júdice, para coordenar a reabilitação da frente Tejo da cidade", alegando que, esse "não é um tema de campanha". Então qual é? Só o que lhe interessa?

Tentando "provar" que Júdice "foi convidado para a coordenação da reabilitação da frente Tejo antes da convocação de eleições antecipadas para Lisboa", uma fonte da sua candidatura disse aos jornalistas que "a edição do jornal "Semanário" é de 04 de Maio e a Câmara Municipal de Lisboa só caiu a 09 desse mesmo mês", pretendendo desta forma justificar a distribuição hoje (11-07-07) feita de fotocópias daquele semanário.

Agora, pergunto eu... que até gosto de perguntar coisas:

Acaso o candidato António Costa quer tomar os eleitores lisboetas por parvos, fazendo de conta que não sabia do convite já feito por Sócrates ao seu mandatário... antes de o convidar?

É para enganar quem?

Até já se parece com o candidato Carmona Rodrigues, a quem a GEBALIS deu um "forte empurrão", promovendo um concerto em vários bairros sociais de Lisboa ao autor do hino da sua campanha...

São estes candidatos que Lisboa precisa? Acho que não!

Haja vergonha...

Você ainda "ota" neles?



Publicado por rui.freitas às 00:22
Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

A verdade é como o azeite...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS