Terça-feira, 12 de Março de 2013
Um dia, tinha de ser...

Apoiantes de Isaltino chumbaram proposta sua

Assembleia votou por unanimidade contra proposta aprovada na câmara apenas pelos vereadores do IOMAF

 

"Todos os deputados da Assembleia Municipal de Oeiras votaram, terça-feira, contra a transferência de 225 mil euros do município para os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento relativos a serviços de segurança prestados pela Polícia Municipal nas instalações dos SMAS. Ao contrário do que sucedera na reunião de câmara, onde a proposta foi aprovada, em Julho último, com os votos dos vereadores do movimento Isaltino - Oeiras Mais à Frente (IOMAF) e a abstenção dos restantes vereadores, desta vez os deputados da maioria alinharam com a oposição. "As dúvidas [sobre a proposta] eram tantas em todas as forças políticas" que o chumbo foi inevitável, diz Alexandra Moura, deputada municipal do PS, partido que já havia solicitado um parecer jurídico sobre a proposta. "O parecer", admite, "veio confundir ainda mais" os deputados, o que conduziu a este desfecho. Para a deputada socialista, o chumbo significa que "Paulo Vistas [vice-presidente da câmara e candidato à presidência nas eleições de Outubro pelo IOMAF] está absolutamente sozinho" e, além disso, "é fruto de um império em decadência". "Ele não tem a força nem as pessoas que estiveram 30 anos ao lado de Isaltino", diz, acrescentando que "ninguém lhe reconhece competências." Paulo Vistas representou o executivo camarário na reunião de terça-feira, devido à ausência de Isaltino Morais, em visita oficial a Moçambique. Contactado pelo PÚBLICO, António Moita, líder da bancada do IOMAF, recusou atribuir um significado político a este chumbo, dizendo que "a proposta não estava apresentada de forma conveniente" e que foi por sua indicação que os eleitos do IOMAF votaram contra. Só se compreendem as "insinuações da oposição", diz, por estarmos em fase pré-eleitoral. António Moita classifica como "completamente absurda" a ideia de que há divisões no IOMAF relacionadas com a aproximação do fim do mandato de Isaltino."

 

João Pedro Pincha In Público - 2013.03.02

 

("Paulo Vistas [vice-presidente da câmara e candidato à presidência nas eleições de Outubro pelo IOMAF] está absolutamente sozinho" e, além disso, "é fruto de um império em decadência". "Ele não tem a força nem as pessoas que estiveram 30 anos ao lado de Isaltino", diz, acrescentando que "ninguém lhe reconhece competências.")



Publicado por rui.freitas às 23:23
Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos

Agosto 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Posts recentes

Um dia, tinha de ser...

Arquivos

Agosto 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Outubro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Links aconselhados
Mais sobre mim
Pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS